1. Spirit Fanfics >
  2. Scars - CARL GRIMES (2) >
  3. 04. Confiando no desconhecido

História Scars - CARL GRIMES (2) - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - 04. Confiando no desconhecido


Fanfic / Fanfiction Scars - CARL GRIMES (2) - Capítulo 6 - 04. Confiando no desconhecido

NATÁLIE

Entrei na casa dos Zallbet, encontrando o casal na cozinha. Dylan entrou atrás de mim, com nosso prisioneiro.

一 Marie, Eddie... - chamo a atenção dos dois, que me olham e logo se levantam, ao ver o homem. 一 Ele estava no nosso portão.

一 E quem você seria? - Eddie se aproxima, ficando de frente ao outro.

一 Me chamo Negan. E eu tenho informações úteis para vocês. - ele responde, e eu franzo meu cenho.

一 Quais informações seriam? - pergunto, cruzando meus braços e o encarando.

一 Miranda me mandou aqui. - ele começa e vejo o casal se entreolhar. 一 Falou para mim conseguir a confiança de vocês, e depois ajudar ela entrar na comunidade.

一 E porque está nos contando isso? - Marie pergunta, um pouco surpresa.

一 Conheço pessoas que podem ajudar vocês. Mas, para isso, preciso me redimir com elas. - Negan diz, e eu estranho.

一 Okay, você vai dar a Miranda o que ela quer. - digo, fazendo todos me olharem surpresos. 一 Negan dará algumas informações, as quais a ajudaram vir até nós. Depois, quando ela achar que está ganhando, nós a atacamos e vencemos.

一 Acha que pode funcionar? - Dy me pergunta.

一 Temos que tentar. - respondo. 一 Mas, para isso, preciso que confiem em mim. - olho para o casal.

一 Não precisa pedir duas vezes, filha. - Eddie sorri, e eu faço o mesmo. 一 Qual é o plano?

一 Negan ficará conosco. Ele vai trabalhar, e pode até pegar um turno de vigia. Miranda provavelmente está nos vigiando, certo? - Negan assentiu. 一 Então, ela vai achar que confiamos fielmente nele. Quando chegar a hora, colocamos ela na sua própria armadilha, e a matamos. - concluo, e todos ficaram em silêncio. 一 O que?!

一 Acha que precisamos mesmo matar ela? - Dylan pergunta, e eu suspiro.

一 Não confia em mim, Dy? - ele abaixa a cabeça sem jeito. 一 Tudo bem... - levanto as mãos e começo a sair de costas. 一 Não precisamos matar uma pessoa que está fazendo mal para a gente.

一 Nate...

一 Tudo bem, Marie! - a interrompo. 一 Já sabe o que vai fazer com ele? - pergunto, apontando para Negan, que até agora estava algemado.

一 Precisamos arrumar um lugar para ele ficar. - Eddie diz e fica me olhando. Entendo o recado e me aproximo outra vez.

一 Eu moro sozinha mesmo. - seguro o braço do homem.

一 Tem certeza disso? - Dylan pergunta, e eu dou um sorriso irônico.

一 Sei me cuidar. Além do mais, se ele tentar alguma coisa... - coloquei a mão na espada e depois olhei Negan. 一 Eu mato ele.

一 Okay, já entendi o recado Dix... - ele ia falar alguma coisa, mas desistiu. 一 Garota. - após ele corrigir rapidamente, fiquei o olhando desconfiada.

一 Está decidido. - Marie falou, me fazendo desviar o olhar dele. 一 Nate, eu confio em você, sei que fazer o melhor para nossa comunidade. Você quer matá-la? - a mulher se aproximou e colocou a mão em meu ombro. 一 Então é isso que vamos fazer.

一 Obrigada Marie. - sorri e me despedi, saindo da casa e levando Negan comigo.

Já estava anoitecendo, as pessoas entravam em suas casas e só os guardas entavam trabalhando. Um deles, Thomas Phillip - meu outro amigo por aqui - veio até minha direção com um sorriso no rosto.

一 Queen, vai levar ele até a prisão? - ele diz, apontando o homem ao meu lado.

一 Não. Negan vai ficar conosco, e vai morar comigo. - Thomas olhou desconfiado. 一 Fica tranquilo, tá tudo bem.

一 Se precisar, pode me chamar. - assinto e volto a caminhar.

一 Seu namorado?! - Negan pergunta, e eu não controlo uma risada.

一 Não, a gente é só amigos. Thomas é... gay. - ouvi ele falar um "uou", e ri ainda mais. Mas, parei ao me lembrar de algo 一 Como você me conhece? - vi que o homem ficou tenso, desviando o olhar para a rua.

一 Ah garota... - ele deu uma risada nervosa. 一 Eu fiz umas coisas ruins com você e outras pessoas...

一 E essas pessoas são próximas a mim? - pergunto, subindo a varanda de casa.

一 Pode apostar que são. - sinto minha cabeça começar a doer, mas resolvo ignorar. 一 Olha, uma hora você vai se lembrar.

Não sei se quero isso. - digo, para mim mesma, abrindo a porta. 一 Bom, lar doce lar. - ele entra, e eu solto suas algemas. 一 Vamos colocar algumas regras por aqui... - digo, cruzando meus braços.

一 Estava muito bom para ser verdade. - Negan resmunga, e eu faço de conta que não escutei.

一 A primeira é: se tentar alguma coisa eu te mato sem pensar duas vezes! - digo séria. 一 E a segunda, é que você vai ter que ajudar manter o lugar em ordem. De bagunça, já basta a minha.

一 Sim senhora. - ele faz um movimento teatral, batendo a lateral da mão na testa, e depois se joga no sofá.

一 E outra... - me aproximo, parando ao seu lado. 一 Se resolver se virar contra nós, eu também mato você.

一 Nossa... - ele ri debochadamente. 一 Fica tranquila, não vou virar o vilão outra vez.

一 O que?! - pergunto surpresa, fazendo Negan rir.

一 Porra garota! Espero que não se lembre das merdas que eu fiz no passado. Se não, você nunca vai querer minha ajuda. - o olhei mais confusa ainda.

一 Olha, desisto de tentar conversar com você. - reviro os olhos, me afastando. 一 Tem um quarto sobrando, lá tem algumas roupas. Boa noite, Negan.

一 Ei... - me viro outra vez para ele. 一 O-obrigado por confiar em mim.

一 Não disse que confio. - levanto a sombracelha em tom de deboche. 一 Só quero acabar com a Miranda, e sei que você pode ajudar.

一 Você continua a mesma. - ele ri e coloca uma mão sobre o rosto. 一 Boa noite, Natálie.

Esse cara é estranho. - penso, e finalmente subo as escadas para o meu quarto.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...