História Scars - Yoonmin - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Ahs, Bangtan Boys, Bts, Drama, Epm, Fluffy, Gay, Hoseok, Jimin, Jin, Jungkook, Lemon, Longfic, Morte, Namjin, Namjoon, Rap Monster, Scars, Setembro Amarelo, Suícidio, Taehyung, Taekook, Tragedia, Vhope, Vkook, Yaoi, Yoongi, Yoonmin
Visualizações 238
Palavras 2.410
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, esse capítulo contém discrição de sexo mais conhecido como hot, por favor, não me julguem EU NÃO SEI ESCREVER LEMON MAS EU TENTEI SUAS SAFADAS. Caralho são 4h da manhã. To morta de sono.
Juro que vai ter hot, não me matem.
Amo vocês, seus bando de tarados.

Capítulo 9 - A calmaria antes da tempestade


Fanfic / Fanfiction Scars - Yoonmin - Capítulo 9 - A calmaria antes da tempestade

'Pjm'

-Y-yoongi- o mais velho percorreu uma de suas mãos pela minha cintura, me puxando para perto de seu corpo, deixando em minha pele um leve aperto. Sua boca se ocupava em trilhar beijos de meus lábios até meu pescoço, enquanto sua mão livre prendia meus braços fortemente acima de minha cabeça.

-Está tudo bem?- ele sussurrou contra minha pele quente, aproximando-se do lóbulo de minha orelha. Eu respirei fundo mais uma vez, sentindo a excitação se alastrar quando ele pôs a mão por baixo de minha camiseta vermelha, explorando meu abdômen.

-Sim...- conti um gemido trincando os dentes olhando ao redor do quarto de Yoongi, como se temesse que chegasse alguém a qualquer momento. Depois de três semanas ele havia voltado, quando achou que não tinha mais perigo- Tem certeza que não vai chegar ninguém?

-Você sabe que não- disse soltando um sorriso malicioso, deslizando a mão até minha intimidade ainda coberta pela jeans, massageando toda minha região. Envolvi meus braços já livres em seu pescoço, puxando-o para mais perto fazendo nossos corpos ficarem mais próximos.

Em um movimento rápido, empurrei Yoongi para o lado, fazendo-o se sentar na cama, encostando suas costas na parede fria do quarto. Posicionei minhas pernas em volta de seu corpo, sentando propositalmente em seu membro rígido. Yoongi soltou um gemido rouco, envolvendo a mão direita em minha nuca, puxando-me para um beijo enquanto a esquerda segurava minha cintura, me incentivando a rebolar em seu colo. Mordi seu lábio inferior levemente colocando minhas mãos em seus ombros, aumentando a força de minhas nádegas em sua intimidade.

-Jimin-ah- ele gemeu novamente contra minha boca, afastando o rosto para observar meus movimentos.

Yoongi procurou novamente por meus lábios e comecei uma brincadeira de passar os dele pelos meus, provocando-o, até fazê-lo perder a paciência e puxar meu rosto para o dele. As luzes desligadas deixando o quarto escuro parecia aumentar tudo o que fazíamos. Estava em puro êxtase quando Yoon levou seus dedos até o botão de minha calça e a porta foi aberta subitamente.

-Yoongi, pelo amor de Deus, você não vai acreditar...!- Jin entrou animado no quarto, parando subitamente ao nos ver daquele jeito- ah...

-É... ah- Yoon revirou os olhos parecendo furioso- como entrou aqui, seu idiota?

Saí de cima de seu colo sentindo meu rosto corar. Agradeci por ainda estar de roupa.

-Você me deu uma chave quando viemos pegar suas roupas- ele  deu de ombros contendo o riso- Tinha uma coisa para contar.

-Okay, mas tinha que ser agora?- o mais novo dos dois bufou desviando o olhar para mim, mordendo o lábio inferior e soltando um sorriso em seguida. Senti minhas bochechas esquentarem, ainda não havia me acostumado com a mudança constante de humor de Yoongi mesmo depois de um mês. Notei que ele estava sem sua camiseta e seu peito exibia vários arranhões.

-Aish, Hyung, se vista- cobri meu rosto com as duas mãos envergonhado com a presença de Jin.

-Então vocês...- escutei sua voz debochada erguendo os olhos a tempo de ver Yoongi lançando um travesseiro fofo na cara de Seokjin, que estava rindo.

-Não deixe Jiminie sem graça- e novamente seu humor mudara em questão de segundos.

-Tudo bem, sem agressão, por favor. Estou esperando na sala- ele disse indo até a porta e fechando-a.

Yoongi se aproximou novamente depositando um selinho rápido em meus lábios e acariciando minha bochecha enquanto observava meu rosto. Eu sorri, suspirando.

-Já percebeu que sempre acontece algo quando tentamos transar?- eu disse brincando com uma mecha de seu cabelo.

-Sim, tenho quase certeza que é macumba- Yoongi fez que sim acenando a cabeça. Nós rimos.

-Jin está nos esperando- eu o lembrei.

-Foda-se o Jin- Yoongi fez um bico.

-Não seja grosso, vamos- coloquei meus pés no chão frio, estremecendo.

-Nunca sou grosso - ele franziu a testa vestindo a camiseta. Eu levantei as sobrancelhas, cético- com você.

-Sua bipolaridade me assusta- confessei tentando arrumar meu cabelo, percebendo que seu rosa começara a desbotar.

-É simples, amor- sorri ao ouví-lo me chamar daquele jeito- Sou um idiota com todo mundo menos com você.

Nós descemos as escadas nos deparando com um Seokjin sorrindo bobo para o celular, sentado no sofá. Ele percebeu nossa presença se levantando em um movimento rápido.

-Yoongi e Jimin, vocês vão sair comigo- disse.

-Que - falou Yoon com uma expressão entediada.

-Hm, eu conheci um cara por um aplicativo. E nós combinamos de ir ao cinema hoje mas - Jin suspirou - Vai que ele é um estuprador psicopata que vai arrancar meu órgãos depois de transar com meu cadáver.

Arregalei os olhos um pouco assustado. Yoongi pareceu se divertir com aquilo.

-Você tem pensamentos estranhos- ele disse soltando uma risada.

-Vocês vão vir ou não? - perguntou cruzando os braços - Se meu corpo aparecer por aí a culpa vai...

-Eu dirijo - falei finalmente fazendo o mais velho abrir um sorriso. Yoongi fechou a cara. Eu aproximei perto de sua orelha para dizer em voz baixa - Vamos e mais tarde pode fazer o que quiser comigo.

Isso pareceu ser o suficiente.


[...]


-Não entendo, você nunca me deixa dirigir- depois de uma curta discussão sobre quem iria dirigir, Yoongi finalmente se sentara no banco passageiro do carro com a cara emburrada.

-Ainda não sei como conseguiu tirar uma carteira - provoquei parando em frente ao shopping.

-Vai me pagar mais tarde- ele disse com duplo sentindo desviando o olhar para minhas coxas. Eu corei lembrando do que dissera minutos atrás.

-Eu realmente amo ficar de vela- o mais velho sentado no banco de trás interrompeu- Mas vocês estão quase se comendo em espaço público.

-Quem é esse garoto, Jin?- perguntei andando lado a lado dos dois. Entrelacei minha mão na de Yoon durante o caminho.

-O nome dele é Kim Namjoon, e ele tem as covinhas mais fofas do mundo- disse bobo. Yoongi pareceu apertar minha mão mais forte.

-Está tudo bem? - virei meu rosto me deparando com um olhar assustado contido.

-Estou bem- respondeu em voz baixa.

Okay, que merda estava acontecendo?

-Ele disse que está na praça de alimentação- falou verificando uma mensagem no celular.

-Certo- disse Yoongi parando de repente me puxando junto- pode ir na frente... eu quero falar uma coisa com Jimin.

Jin franziu a testa nos encarando por um segundo. Ele percebeu que era algo sério, apenas assentindo e continuando o caminho.

-Você está bem?- perguntei novamente. Ele esfregava o braço fortemente. Nessas três semanas Yoon tivera duas crises, e eu já sabia alguns sintomas delas.

Yoongi costumava a esfregar os pulsos como se eles estivessem clamando por cortes, além das crises de pânico e seu olhar vazio. Felizmente estava presente nas duas para ajudá-lo.

-Eu conheço esse garoto, o Namjoon- disse nervoso beslicando seu braço - ele estava com Hoseok, foi ele que me soltou.

-Namjoon ajudou você?- perguntei impedindo que ele se machucasse de novo- Não faça isso, eu estou aqui.

-Eu sei que ele me ajudou, mas...- Yoongi começou a morder a parte interna da bochecha. Eu o envolvi em meus braços sentindo o bater de seu coração acelerado.

-Está tudo bem, Yoon- sua respiração estava acelerada.

-Vai ficar tudo bem- falou com a voz abafada pela minha camisa.

-Sim, só segure minha mão e aperte quando sentir medo- entrelacei nossos dedos novamente. Ele me deixou o guiar pelo estacionamento, entrando no shopping, passando pelas lojas e chegando na praça de alimentação.

-Onde está o Jin?- olhei em volta.

-Perto da sorveteria, alí- Yoon apontou para o mais velho junto com um garoto que sorria, exibindo covinhas fofas.

Senti sua mão ficar suada.

-Vamos, ele não vai fazer nada.

-Espero.


'Myg'


As cenas da noite em que minha casa fora invadida pelos três pareciam voltar de forma sorrateira. Percebi o olhar nervoso de Namjoon ao me reconhecer, com medo que eu estragasse seu encontro.

" -Vai ficar longe dele, por bem ou por mal- disse e socou meu rosto. Uma, duas, três vezes. O corte da minha bochecha pareceu piorar."

Respirei fundo, apertando a mão de Jimin quando nos sentamos de frente para o outro casal na mesa.

-Namjoon, esses são Yoongi e Jimin- disse Jin sorrindo, me lançando um olhar preocupado que durou menos de um segundo- Esse é o Namjoon, meninos.

"Tentei subir as escadas mas fui puxado pelo pé por Taehyung, escorregando e batendo o rosto em um dos degraus. Senti algo líquido e quente escorrer em meu rosto.

Minhas mãos foram colocadas para trás e amarradas.

- Vamos ver se aguenta mesmo a dor- falou Hoseok em tom ameaçador. Ele sorriu enquanto vinha para cima de mim- Ou talvez você goste, não é?"

-Oi, Namjoon- falei em tom baixo. Jin franziu a testa, seu olhar ia dele para mim.

-Vocês se conhecem?- perguntou. Engoli em seco.

-Podemos dizer que sim- Namjoon respondeu batendo os dedos na mesa, nervoso- Eu estava com Hoseok naquela noite.

Jin levantou as sobrancelhas se afastando alguns centímetros.

-Você o que?- falou cético.

-Jin, ele me salvou- disse com a voz trêmula. Estava com medo, mas não podia deixar que ele ficasse com raiva de Namjoon.

Sabe-se lá o que mais Hoseok teria feito se eu continuasse naquele lugar.

-Hm, nós não íamos ver um filme?- desviei o assunto com dificuldade. Jimin me lançou um olhar solidário, acariciando minha mão com o polegar.

-Está tudo bem para você? - perguntou Jin.

-Sim- falei ainda olhando para baixo, depois me direcionei para o Kim mais novo - e obrigado por aquele dia.

-Não sou como eles, já disse- falou dando um sorriso tímido.


[...]


Jimin deitou em meu ombro após a sala escurecer, colocando sua mão em minha coxa. Eu o abracei, acariciando seus ombros sem prestar atenção nos trailers que passavam.

-Yoongi- ele chamou em voz baixa.

-Sim?

-Está melhor?- perguntou levantando um pouco seu rosto para que pudesse encarar o meu.

-Estou sim- falei depositando um selinho rápido em seus lábios. Ele sorriu malicioso e me perguntei no que estava pensando.

-Ótimo- disse e senti sua mão ir de minha coxa, deslizando lentamente até chegar em meu membro coberto pela calça.

-Você é louco, Park Jimin- eu sussurrei passando a língua em meu lábio inferior. Seu sorriso aumentou.

Jimin apertou entre os dedos minha ereção já presente, me fazendo soltar um leve suspiro. Calculei mentalmente a chance de sermos pegos. Estávamos na última fileira e acho que os outros presentes ali estariam mais ocupados prestando atenção no filme, ou engolindo a cara de alguém, como o casal Namjin fazia.

É, se tudo continuasse como estava.

Senti sua mão entrar dentro de minha calça e de minha cueca, sentindo meu membro duro e ereto em seus dedos. Ele o apertou levemente e o encarei constatando um olhar safado em seu rosto. Me perguntei quanto tempo aguentaria até ter que ir ao banheiro.

Jimin passou o dedão sobre a pequena fenda que liberava meu pré-gozo, esfregando em toda minha glande logo começando fazer pequenos movimentos de vem e vai. Mordi meu lábio inferior para conter um gemido.

-Jimin...- falei ofegando.

-Sh...- disse aumentando a velocidade, tendo o cuidado de não deixar transparecer nada. Meu membro crescia e pulsava em sua mão e me perguntei novamente quanto tempo mais eu duraria. Jimin apertou minha base um pouco mais forte e minha respiração saiu rápida e alta.

-E-eu preciso ir... - falei fechando o zíper da calça e saindo rapidamente para que ninguém notasse meu volume.




Tranquei-me em uma das cabines do banheiro, começando a masturbar meu pênis, fazendo movimentos rápidos de olhos fechados, mordendo meu lábio com força. Imaginei a boca macia de Jimin em minha intimidade, passando a língua em minha cabecinha e por toda minha extensão enquanto eu entrelaçava meus dedos em seu cabelo, incentivando-o a ir mais rápido. Soltei um gemido rouco, rezando para que não tivesse mais ninguém ali.

-Yoongi-ah- ouvi uma voz suave me chamar- Me deixe entrar e resolver seu probleminha.

-Jimin?- dei um sorriso malicioso antes de destrancar a pora e puxá-lo para dentro- Você é um garoto safado.

Disse enquanto dava um tapa em sua bunda. Beijei em baixo de seu ouvido vendo seus pelinhos se arrepiarem e ele passar seus dedos frios por minha pele quente por baixo da camiseta.

-Eu te devo algo, não?- sussurrei tirando sua camisa, circulando minha língua por seus mamilos. Seu suspiro de surpresa me fez ficar mais excitado.

-Vai doer?- perguntou meio receoso.

-Um pouco no começo, depois fica gostoso- ele pareceu corar- confia em mim?

-Sim- disse sem deixar dúvidas. Eu o virei, segurando seus braços acima da cabeça enquanto usava a mão livre para abrir o zíper de sua calça, massageando seus testículos.

-Relaxe, amor- beijei seu pescoço enquanto Jimin empinava o bumbum para mim. Ele respirava ofegante enquanto eu o masturbava, soltando um gemido de dor quando sentiu meu membro dentro de si. Sua entrada apertada e quente estavam me deixando louco, me fazendo soltar um gemido esperando que Jimin se acostumasse comigo. Depois de pouco tempo senti meu corpo estimulado, começando em movimentos vagarosos. Os gemidos e suspiros que Park tentava conter aumentava minha excitação, aumentei gradualmente a velocidade, me movendo mais rápido. Minha pélvis quicava fortemente em suas nádegas, atingindo seu ponto macio. Jimin gemeu manhoso quando acertei sua próstata e sentia seu membro começar a pulsar em minha mão, assim como o meu em sua entrada.

-Yoongi-ah- disse sentindo-me gozar em seu orifício apertado. Alguns movimentos depois e Jimin se desfez em minha mão.

Nós estávamos brilhando de suor, e por milagre, ninguém entrara no banheiro durante nossa transa. O mais novo depositou um selinho demorado em meus lábios.

-Isso foi...- eu falei.

-Dolorido- completou me fazendo rir- estou brincando.

-Então, Park Jimin, como foi dar o cu pela primeira vez em um banheiro de cinema?- brinquei soltando um sorriso bobo ao encarar seu rosto corado.

-Idiota- ele também sorriu me beijando novamente em seguida.



[...]



Adormeci no ombro de Jimin ao voltarmos para a sala de cinema, e agora eu era sacudido pelo mesmo para que acordasse, pois o filme havia terminado.

-Não acredito que se pegaram por duas horas- falei esfregando os olhos para Jin e Namjoon.

-Ue - o mais velho deu de ombros quando saímos para a praça de alimentação novamente.

-Yoongi, uma pergunta- disse Namjoon- Como Hoseok não sabe que vocês estão namorando?

-Não estamos namorando- respondi rápido, talvez, rápido demais.

-Você entendeu- ele revirou os olhos.

-Temos o cuidado de não nos falar durante as aulas- Jimin respondeu emburrado de repente.

-Hm, então vocês se vêem fora do colégio- ele assentiu entendendo- ele mataria Yoongi se soubesse.

Jimin resmungou algo que não pude ouvir.

-Ih, Yoon. Parece que vai ter problemas- disse Jin encarando o mais novo.

-Ue- franzi a testa confuso.

-Primeiro: você acabou de irritar Jiminzinho...- começou brincando mas seu olhar pareceu se amedrontar de repente.

-E segundo- disse uma voz atrás de mim.

Reconheci-a imediatamente, sentindo meus pelinhos se arrepiarem com a certeza de que nós estávamos ferrados.

-Eu lembro de ter mandado você ficar longe de Park Jimin, certo?- disse Hoseok com um olhar de fúria contida.

Fodeu.


Notas Finais


Iagora hein meus nenês?
Hosekão vai fazer algumas cabeças rolarem, mano
AAAA E A FIC PASSOU DOS 100 FAVORITOS, MANO MANO MANO, VOCÊS SÃO DEMAIS, SOCORRO.
Eu to mto feliz, obrigada. Eu fico mto animada quando vejo que gostam do que eu escrevo. Nem sei como vai ser quando Scars terminar pq eu meio que já me apeguei pra caralho nessa fic aaaa;-;
Enfim, VOCÊS SÃO incríveis. Amo todinhos.
Beijos de Yoonmin e desculpe pelo hot não tão bom assim. Agora vou dormir pq tá mto tarde msm.
Prevejo que vou acordar 15h


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...