História Schizophrénie - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bipolaridade, Drogas, Esquizofrenia, Violencia, Yoonmin
Visualizações 73
Palavras 978
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente, aqui está o último capítulo, eu tive várias chances de mudar e betar essa porra, mas gostei muito dessa versão, ela é mais legal comparada as outras.
Capítulo curto.

Enfim

Boa leitura

Capítulo 5 - Último


Fanfic / Fanfiction Schizophrénie - Capítulo 5 - Último

Ele atravessou a grande porta de ferro, fazendo um arrepio se espalhar por todo seu corpo, passando por entre aqueles corredores brancos, tudo ali era assustador, alguns pacientes o olhava, seus olhos arregalados direcionados a ele, os gritos de alguns se era possível ouvir mesmo em um andar diferente, Hoseok já queria ir embora dali, não estava mais aguentando aquela sensação.

O cheiro de limão impregnando naquele corredor e atiçando suas narinas, aquele era o aroma favorito de Yoongi, apenas por lembrar disso seu coração doía, tinha sido difícil receber aquela notícia a mais de um ano, mesmo o tempo tendo passado, ainda era capaz de causar imensa dor em si, e aquela era a primeira vez que ele vinha ver Yoongi depois de tudo que aconteceu.

Continuou seguindo o enfermeiro, esse era alto e forte, parecia pronto para qualquer coisa, caminhando em direção a ala 4, a última sala, onde ninguém nunca ia, por medo dos pacientes, e era lá onde Yoongi estava, a ala mais perigosa. Hoseok não perguntou porquê, e sinceramente não queria saber.

Engoliu em seco ao se aproximar do corredor branco, mas nem tão limpo quanto as outras áreas, gritos e vozes vinham dos quartos, nada era coerente e nem parecia ser de uma língua que ele conhecia. Passou por uma mulher que batia a cabeça contra a porta de vidro e chamava um nome qualquer.

O enfermeiro apontou para a última porta, essa que tinha cerca de cinco trancas diferentes e ela era de vidro, se era possível ver lá dentro, uma cama, estava sem colchão, o mesmo se encontrava do outro lado da sala, completamente sujo do que parecia ser excrementos e urina.

O quarto parecia uma bagunça que não era limpa a dias, pareciam fazer descaso dele e o abandonaram por si só.

Uma cadeira estava de costas para ele, mas ele conheceu a cabeleira que uma vez fora verde e agora estava desbotada e bagunçada, fios apontando para todos os lados maior do que lembrava.

ㅡ Ele está assim a uns dois dias, não quer comer e quando entramos aqui sua reação não é muito boa, não responde a ninguém é afirma se chamar Park Jimin, é você não é?

ㅡ Não, sou Jung Hoseok, irmão do Jimin...

ㅡ Onde está esse Jimin? ㅡ Doía falar sobre aquilo, que lhe trazia lembranças nada boas de seu irmão nos últimos dias.

Morreu no mesmo acidente de carro que deixou ele assim. ㅡ Respondeu Hoseok triste, ele só queria esquecer de toda aquela dor, mas não deixaria Yoongi de lado, ele era tudo que o agora loiro tinha.

O enfermeiro tirou uma prancheta que estava ao lado da porta e leu em voz alta:

Paciente : Min Yoongi

BP (Pressão sanguínea) : 120/139

BT (Tipo sanguíneo) : A

HT (Altura) : 1,74

WT (Peso) : 60Kg

BT (Temperatura corporal) : 32

Humor : Instável

Processo de pensamento: Lento / Confuso / Alucinando

Orientação : Manter sobre observação

Doenças : Transtorno bipolar / Esquizofrenia.

Chances de cura: 7%

Saber que tudo aquilo estava acontecendo com alguém que fez parte de quase toda a sua vida, era como uma facada no peito, saber que a pessoa nunca mais teria uma só conversa coerente, ou comeria sua comida favorita.

Hoseok chorou, chorou por seu irmão que não estava mais ali, chorou por seu cunhado e chorou por Taehyung, seu sobrinho que agora perdeu os dois pais e não fazia idéia de para o que. Ele nunca iria falar para o sobrinho o que tinha acontecido a Yoongi, não queria imaginar a reação do outro ao saber que seu pai não era o mesmo.

Sentou sem tirar os olhos das costas de Yoongi, tudo parecia estar desmoronando.

Jimin....Eu me chamo Jimin. ㅡ Viu o cunhado levantar e parar o encarando. ㅡ Eu sou o Jimin, o Jimin não morreu, Jimin está aqui, você consegue ver o Jimin? Em?

ㅡ Yoongi...

ㅡ Você consegue ver ele Hobi hyung?

ㅡ Por favor Yoongi. ㅡ Implorou em um sussurro.

ㅡ Park Jimin, eu me chamo Park Jimin. ㅡ O garoto continuava a repetir andando de um lado para outro puxando seus cabelos, Hosoek quis chorar mais ainda vendo aquilo, ele não deveria ter vindo, ele não deveria ter passado por aquele portão, ele não deveria.

ㅡ Pare, por favor.

ㅡ Não vai adiantar, ele está tendo outra alucinação, são raros os dias em que ele sabe que é Min Yoongi, e nesses dias seus transtornos de bipolaridade são assustadores. ㅡ Disse o enfermeiro alto no meio daquela gritaria que Yoongi fazia. ㅡ 79% do cérebro dele está afetado, ele não sai do seu mundo para conseguir receber o tratamento adequado, sinto muito, estamos tentando tudo que é possível.

ㅡ Ele..Não vai voltar?

ㅡ As chances são muito pequenas, ele recebeu uma forte pancada, o trauma e ainda tinha indícios esquizofrênicos em sua família. Chances quase zero.

ㅡ Eu preciso ir. ㅡ Ele não aguentava mais ver Yoongi naquele estado, gritando ser seu irmão.

Hoseok levantou e saiu daquele lugar rápido, sua cabeça doía, o pior de tudo era que ele tinha um filho e nem sequer conseguia sair de seu mundo para ver o garoto uma última vez, nem que fosse uma última vez.

(...)

Era noite quando seu telefone tocou, atendeu com medo ao ver o número, era do manicômio. Yoongi tinha se matado à algumas horas, overdose, ele não estava tomando os remédios, escondia a todos e quando viu Hoseok, tomou todos de uma vez, os enfermeiros acharam que ele estava dormindo e não foram conferir, quando viram já era tarde demais.

Min Yoongi estava morto.

As chances de cura, agora eram zero.

(...)

Entre as pessoas diagnosticadas com esquizofrenia, era estimado que 20% a 40% tentativa de suicídio. De 5% a 13% na verdade completava o ato.

Min Yoongi foi mais um, se matou ao perceber que tudo estava na sua cabeça e que seu amado Park Jimin nunca mais voltaria a existir e seme Jimin não existia Yoongi. 


Notas Finais


FIM

Me digam se vocês gostaram, eu sei que não ficou a melhor das histórias, mas...Eu quase fico doida vendo vídeos de como é dentro da cabeça de um esquizofrênico

Espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...