1. Spirit Fanfics >
  2. School: Aprendendo a ser "Normal" >
  3. Prólogo

História School: Aprendendo a ser "Normal" - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oioi glr, venho agradecer desde já por estarem lendo a minha fic. Essa fic só tem como fim diverti o leitor, sem fins lucrativos. Espero que gostem, é minha primeira fic depois de muitos anos. Mas não vou ocupar mais o tempo de vocês leitores.
Boa Leitura!!
Bjs!!

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction School: Aprendendo a ser "Normal" - Capítulo 1 - Prólogo

           

     Depois de longas e cansativas batalhas nossos jovens cavaleiros de bronze enfim podiam respirar em paz, com todo o santuário em paz, com a trégua de mil anos tudo correria bem. Até um certo momento...

Seiya, Shiryu, Hyoga, Shun e Ikki conversavam com Saori após a reunião que explicava a tal trégua de mil anos quando Shion se junta a eles.

 

Shion: Atena. – Faz uma saudação a Atena e se volta aos jovens cavaleiros. – Meninos, posso falar com vocês em particular?

 

Seiya: Claro Shion!

 

Shion: Vamos para a minha sala – Shion cumprimenta Atena e os jovens cavaleiros só acenam, combinando de conversar melhor depois e se dirigem a sala do Grande Mestre.

 

Chegando a Sala do Grande Mestre Shion começa a falar.

 

Shion: Meninos, eu andei conversando com os cavaleiros de ouro e com Atena e chegamos a uma decisão. Mandaremos vocês cinco para estudar numa escola/internato. – Disse Shion, vendo os olhos arregalados de todos.

 

Seiya: Isso é uma pegadinha?! – Shion balança a cabeça negativamente – Corta essa Shion, somos cavaleiros de Atena, vivemos pra lutar! – Responde Seiya, revoltado com a Notícia.

 

Shion: Sim, vocês são cavaleiros de Atena, mas uma trégua de mil anos foi instalada, não tem mais porque vocês lutarem! – Explica Shion, calmo e com a sua postura de Grande Mestre.

 

Hyoga: O que nós iremos aprender numa escola Shion? Sabemos de tudo um pouco. – Pergunta Hyoga não muito contente com a notícia.

 

Shiryu: Tenho que concordar com o Hyoga, Grande Mestre. O que a escola tem a nos oferecer? – Pergunta Shiryu, não demonstrando descontentamento, mas também não demonstrava entusiasmo com a notícia.

 

Shion: Vocês precisam aprender a conviver com pessoas normais, agir como adolescentes normais, para assim começarem a viver uma vida normal! – Explica.

 

Ikki: Isso é uma bobagem, não precisamos conviver com pessoas normais! A vida aqui no Santuário já basta! – Pela primeira vez Ikki se pronuncia de uma forma meio grossa.

 

Shun: Ah gente, acho que não é uma má ideia sabe... – Todos olham pra Shun.

 

Seiya: QUE?! Tá ficando maluco Shun?!

 

Shun: Não Seiya, não estou ficando maluco, mas seria uma boa oportunidade pra gente poder ver o mundo lá fora com outros olhos, aproveitar um pouco da vida que não conseguimos ter antes... – Responde Shun, que entendeu o que Shion queria para eles.

 

Shion: Exato! Eu já conversei com os mestres de vocês e todos concordaram!

 

Seiya: Todos?! – Pergunta surpreso.

 

Shion: Sim Seiya, todos, Marin, Dohko, Camus, Shaka e Aioria. – Sita o nome dos mestres dos jovens.

 

Hyoga: Como falou com o meu mestre se ele está fora do Santuário?! – Pergunta desconfiado.

 

Shion: Não interessa como me comuniquei com ele, o importante é que ele concordou – Responde Shion já meio nervoso com tantas perguntas. – Bom, essa é a notícia que vim dar a vocês. Vão para casa de seus Mestres e arrumem as suas coisas, irão sair amanhã de manhã para pegar o avião no aeroporto! – Avisa Shion.

 

Seiya: Avião? Onde vamos estudar?

 

Shion: Em Miami, Estados Unidos. Ficaram no Internato da Escola, no mesmo quarto. – Explica Shion dando de ombros e saindo da sala.

 

Seiya: Vamos estudar em MIAMI?! – Pergunta Seiya atônito com a informação. – Aí ... eu mereço...

 

Seyia e os outros saem em direção as casas de seus respectivos signos, onde estavam morando junto com os seus mestres, tirando Aiolos que não era mestre de Seiya, mas o ajudava a treinar também.

 

 Na casa de Virgem Shaka conversava com Shun.

 

Shaka: Eu confio em você Shun, só quero que tome cuidado lá. – Falava Shaka preocupado com Shun. Depois de um tempo juntos, passara a tratar Shun além de um discípulo, como um filho.

 

Shun: Prometo tomar cuidado lá! – Tentando tranquilizar Shaka, Shun se aproxima e o abraça. – Vai ficar tudo bem. Nas férias vamos vim visita-los!

 

Shaka: Promete? – Shaka pergunta com olhos marejados.

 

Shun: Prometo. – Shun o abraça fortemente, logo em seguida eles foram jantar e se deitar cada um em seu quarto.

 

Na casa de Leão, Ikki não contara para seu mestre a data de saída, durante a madrugada sairia de fininho e se esconderia pelas redondezas do Santuário para não ter que ir pra essa tal escola.

 

Na casa de Libra Shiryu conversava com Dohko sobre a escola.

 

Shiryu: Mestre, não sei se é uma boa ideia. Sei que Seiya e Ikki acabam sendo meio impulsivos, mas é mesmo necessário? – Pergunta arrumando sua mala.

 

Dohko: Shiryu. – Chama Dohko, colocando a mão em seu ombro. – Shion quer o melhor para vocês, dar uma chance para terem a vida que nós não pudemos ter. Você entende? – Pergunta olhando pro garoto, que suspira.

 

Shiryu: Entendo Mestre. Mas... e Shunrei? – Pergunta preocupado de como ficaria o relacionamento dos dois. Somente Shiryu, Dohko, Shunrei e Shun que sabiam, Shun só sabia porque viu os dois se beijando quando foi a procura de Hyoga nos Cinco Picos Antigos.

 

Dohko: Bom...não será a mesma coisa, você terá que mandar uma mensagem explicando. Ela iria vim amanhã para visita-lo, só que acabou decidindo vir depois de amanhã. – Responde Dohko, ajudando Shiryu a arrumar a mala.

 

Shiryu: Ela não tinha me dito que viria... mas enfim, vou mandar uma mensagem agora. Com licença Mestre. – Shiryu se vira e vai para a entrada da casa de Libra e manda mensagem para Shunrei.

 

~Mensagem ON~

 

 

Shiryu: Shu, tá ai?

 

Shunrei: Oi Amor, estou sim

 

Shiryu: Como vc tá?

 

Shunrei: Estou bem, mas podia estar melhor com vc do meu lado...

 

Shiryu: Não fala assim, fiquei sabendo que vc ira vim aqui pro santuário depois de amanhã

 

Shunrei: Como você descobriu?! Foi o Dohko que te contou não foi?

 

Shiryu: Sim, mas foi bom ele ter me falado. Tenho uma péssima notícia pra te dar...

 

Shunrei: Como assim? Qual?

 

Shiryu: Não vou ficar no Santuário, vou ter que viajar pra Miami. Vou estudar lá com Seiya e os meninos. Vamos ficar no internato da escola.

 

Shunrei: Não acredito Shiryu, depois de tanto tempo separados. Quando eu resolvo ir visita-lo você me apronta essa...

 

Shiryu: Não foi escolha minha Shunrei...

 

Shunrei: Quer saber de uma coisa? Eu quero dar um tempo Shiryu, preciso pensar

Shunrei: Boa Noite e Boa Viagem Shiryu!

 

Shiryu: Como assim? Não tenho culpa Shunrei!

Shiryu: Vamos conversar direito!

Shiryu: Shunrei....

 

     ~Mensagem OFF~

 

     Shiryu não acreditava em o que tinha acabado de acontecer.

 

Shiryu: Um tempo? Era só o que me faltava... – Pensava enquanto voltava para dentro da casa de Libra. Entrando no quarto viu que seu mestre ainda estava ali.

     Dohko: Eai? – Perguntou curioso.

 

     Shiryu: Ela odiou a notícia e pediu um tempo no nosso relacionamento... – Falava ainda surpreso pelo pedido da garota – Não acredito que ela pediu um tempo... – Repetiu.

 

Dohko: Okay. Por essa nem eu esperava... – Disse também surpreso pela atitude da garota.

 

     Shiryu: O que eu faço Mestre?

 

Dohko: O melhor a se fazer é dar um tempo a garota. Suas malas já estão prontas, agora você deve deitar e dormir pois amanhã você tem um avião para pegar. - Dohko aconselha seu discípulo que prontamente o segue.

 

     Na casa de Aquário, Hyoga arrumava contragosto as suas coisas.

 

Hyoga: Mas que droga, ter que ir pra uma escola do outro lado do mundo. “An...vocês tem que aprender a conviver com pessoas normais...” – Resmungava sozinho – O que deu na cabeça de meu Mestre pra me mandar pra essa escola?...Pelo menos não irei sozinho, os meninos estarão lá...principalmente o Shun, que acabou gostando da ideia...

 

     Hyoga parou de falar e percebeu que nos últimos dias andava meio solitário, seu mestre viajara já tem algum tempo e era evidente como sentia falta dele. Porém acabou percebendo que andava pensando demais em um certo Virginiano.

 

     Hyoga: Só posso estar ficando louco... – Pensou – Esquece isso Hyoga – Resmungou e voltou a arrumar suas coisas.

 

     Minutos depois Hyoga terminou de arrumar suas coisas, foi se deitar.

Na casa de Sagitário, Seiya tinha acabado de arrumar suas coisas quando Marin Chegou.

 

     Marin: Que bom que já arrumou suas coisas. – Comenta chamando a atenção de Seiya.

 

Seiya: Como você concordou com essa história Marin? – Pergunta Seiya colocando sua mala no chão e deitando na cama.

 

 Marin: Será melhor para você Seiya, encare isso como um treinamento. Você terá de aprender a controlar suas emoções e seu cosmo. – Explicou – Você vai em agradecer depois. – Disse dando de ombros e já se retirando da casa de Sagitário, porém...

 

Seiya: Marin... – Chamou e Marin parou na porta sem se virar. – Quero me despedir de você amanhã, então não se atrase! – Disse zoando sua mestra.

 

Marin: Olha quem fala, te vejo amanhã Seiya. Boa noite! – Se despede e logo Seiya cai no sono.

 

     ~NO DIA SEGUINTE, ÀS 06:00 DA MANHÃ~

 

     De manhã bem cedo, Seiya, Shiryu, Hyoga e Shun se encontravam no pé da escada da Casa de Áries. Como planejado, Ikki fugiu para algum canto escondido do Santuário. Durante a noite ele pensou em ir por conta de seu irmão, mas assim que lembrou que ele não estaria sozinho decidiu seguir o plano.

 

     Seiya: Ahhhh......por quê que o voo tinha que ser tão cedo? – Pergunta Seiya ainda sonolento.

 

     Shiryu estava encostado em uma coluna grega quebrada ao meio, pensando em Shunrei que não o respondera desde a noite anterior.

 

     ~Mensagem ON~

 

Shiryu: Shunrei, estou indo pegar o avião agora. Chegando lá vou precisar comprar um chip novo.

Shiryu: Vou pedir para um dos meninos te mandar meu número novo...

Shiryu: Bjs e te amo

 

     ~Mensagem OFF~

    

Hyoga estava deitado no segundo degrau da escada, pensando em como seria sua vida dali pra frente. Já Shun estava ansioso para pegar o avião, mas também preocupado com Ikki que não chegara até agora. Alguns minutos depois 4 pessoas aparecem:

 

Shion: Bom dia meninos. – Hyoga resmunga um ‘bom dia’ mal humorado, Shun responde educadamente assim como Shiryu. Já Seiya estava morto de sono e resmungou um ‘bom dia’ sonolento.

 

Dohko: Nossa, desculpa falar mas Seiya...você está com uma cara péssima! – Brincou Dohko.

 

Seiya: Cara de quem tá doido pra dormir mais...ahhhh... – Se espreguiçou entrando na brincadeira de Dohko.

 

Shaka: Meninos, nós esperamos que se comportem lá. Será como um treinamento! – Fala Shaka.

 

Marin: Falei com Seiya isso ontem a noite. – Acrescenta Marin.

 

Shion: Por isso, ah algumas regras que vocês devem seguir... Primeira Regra: Não elevarem seus cosmos. Essa regra é muito importante meninos e não deve ser quebrada. Somente em casos extremos. Segunda Regra: Não devem usar seus cosmos contra civis, vocês são fortes demais normalmente em relação a eles, se usarem seus cosmos os matarão facilmente. Terceira Regra: Evitem confusões e brigas.... fui bem claro? – Todos concordaram menos Hyoga, que apesar de ter ouvido tudo estava meio avoado. – Hyoga, você disse o que eu falei? – Perguntou Shion.

 

Hyoga: Sim Shion, eu ouvi. Só estou meio avoado ultimamente. – Respondeu seco.

 

Shion: Acho bom, tudo o que vocês aprontarem lá eu e os Mestres de vocês saberemos... cadê o Ikki?? – Perguntou sentindo a ausência do Cavaleiro de Fênix .

 

Shun: Não vejo Ikki desde ontem depois da reunião que você fez conosco. – Respondeu.

 

Shion: Já era de ser esperar que ele não viria. -  Suspirou e continuou – Se despeçam de seus mestres.

 

Shun foi e abraçou Shaka.

 

Shaka: Se comporte Shun, esperarei você nas férias! – Disse Shaka que apesar de permanecer com os olhos fechados, estavam marejados assim como os de Shun que também estavam marejados.

 

Shiryu abraçou Dohko que sussurrou em seu ouvido.

 

Dohko: Fique tranquilo, ela vai voltar pra você. – Olhou para o discípulo.

 

Shiryu: Obrigado Mestre. Vou sentir sua falta! – Respondeu Shiryu.

 

Marin deu um soco no braço de Seiya

 

Seiya: Ai... – Reclamou.

 

Marin: Se comporte e evite confusões. -  Marin aconselha seu discípulo, que a abraça e sussurra.

 

Seiya: Vou tentar! – Ambos riram e se separaram.

 

Todos estavam um pouco emocionados, exceto um certo Aquariano que continuava com um olhar frio e seco para todos. Não tinha o seu Mestre ali para se despedir, mas era evidente que fazia falta.

 

Shion: Bom, então vamos para o aeroporto. – Os jovens quatro cavaleiros colocaram suas malas no carro em que o próprio Shion os conduziria até o aeroporto. Chegando lá foram até o portão de embarque, pois assim que chegaram ouviram a penúltima chamada.

 

Shion: Aqui nos despedimos meninos, espero vê-los nas férias de vocês. Seiya, eu sei que você acaba sendo um pouco impulsivo, então cuidado por favor... – Seiya assentiu com a cabeça. – Shiryu e Shun, vocês são os mais calmos de todos, então ajudem esses dois a não se meterem em confusões. – Disse se referindo a Seiya e Hyoga. – E Hyoga... – Se aproximou e colocou a mão no ombro dele. – Sei que sente muita falta de Camus e acredite, ele também sente muito a sua falta. Na verdade a partir de amanhã não sentirá mais. – Deu um sorriso cumplice no final, sabia de algo relacionado ao seu Mestre que Hyoga não sabia.

 

Hyoga: O que você quis dizer com isso? – Perguntou curioso, mas quando Shion foi responder o alto-falante soou avisando que era a ultima chamada de embarque.

 

Shion: Você vai entender. Boa Viagem meninos, espero vocês nas férias. -Shion os faz embarcar no avião.

 

Shion: Vamos ver como vocês se saem... – Pensou Shion vendo o avião em que embarcaram alçar voo.



CONTINUA....




Notas Finais


Espero que tenham gostado do começo de uma grande aventura que está por vir.
Digam nos comentários se gostaram ou não, se quiserem dar ideias para a história podem dar também!
Obg por lerem e até a próxima!
Bjs!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...