1. Spirit Fanfics >
  2. School: Magnus (com ateez) >
  3. Meu sogro - parte 2 : Tzu-yu

História School: Magnus (com ateez) - Capítulo 42


Escrita por:


Notas do Autor


Hay Lorena hehehehhehe
Olha eu aqui de volta galeraaa.

Alguns avisos antes do cap.

CHEGAMOS AOS 100 FAVORITOOOOS
Gente muito obgd por tudo tudo mesmo, estou muito agradecida e essa era uma das minhas maiores metas aqui. Muito obgd ♥️
Agr é rumo aos 200 galeraaa

Gente eu vou tentar compensar o tempo que deixei vcs esperando e tentar postar um dia sim e um dia não tá bom? Pelo menos até essa semana que vem.


(A e também deixa eu falar, podem me chamar de Karol tá bom? Eu estava pensando em divulgar o meu insta se vcs quiserem (só se quiserem))
Mais isso tmb n vem ao caso

Agora chega de enrolação e bora ler aeee

Boa leitura.

Capítulo 42 - Meu sogro - parte 2 : Tzu-yu


Fanfic / Fanfiction School: Magnus (com ateez) - Capítulo 42 - Meu sogro - parte 2 : Tzu-yu

                      (Mingi)

Acordo antes das 7 horas. Tomo banho, escovo os dentes e coloco uma roupa confortável. Hoje eu não vou trabalhar já que é feriado, perfeito para falar com o senhor meu pai.

Desço as escadas e já dou de cara com Lisa que me olha e em seguida olha para nosso pai. 

- "Vai falar com ele, ou eu te mato" - São as palavras que se formam em sua boca, o que me faz revirar os olhos.

- Pai...- Digo colocando a mão em seu ombro.- Podemos conversar?

- Claro- Ele diz se levantando. Vamos até o quintal de traz, sentamos em uma mesinha que haviano lugar e então ele me olha - O que ouve? Parece preocupado.

- Só um pouco cansado...

- Então,  você vem trabalhando muito?- Ele pergunta e eu percebo que é um joguinho. 

Eu te conheço pai, não vai passar a perna em mim, não dessa vez.

Encosto na cadeira e levanto a cabeça confiante.

- Pois é, o Tio Jay tem me ajudado bastante... Ultimamente todos temos trabalhado muito, principalmente Lisa que está na faculdade de infemagem e Jennie vem trabalhando bastante no escritório.

- Todos conseguiram bons trabalhos é? Que interessante. Como conseguiram tantas portas de trabalho.

Ele não se convence fácil! Força Mingi.

- Bom, fizemos vários contatos ao longo do tempo e...

- Querem chá?- Lisa pergunta me interrompendo e eu a olho.

- A Claro querida- Diz papai pegando uma xícara.

- "Sério?"- Faço com a boca e Lisa me olha.

- "Já falou com ele?"

- " Ele está me encurralando"

- "SE VIRA" - Ela "diz" com uma expressão de raiva.- Pai, o Mingi quer te dizer algo- Lisa diz e meu queixo cai.

Eu vou matar essa pirralha.

Suspiro e dou um sorrisinho forçado.

- A sós- Digo e ela da a língua pra mim e em seguida sai pisando duro.

- Então? O que foi?- Papai diz colocando a xícara na mesinha após tomar um gole.

- Então é o seguinte....

- A espera eu tenho que te falar uma coisa- Ele diz pegando o celular do bolso.- Eu acabei de lembrar, eu já fechei tudo para você se casar.- No momento em que ele diz isso eu sinto meu coração parar por um momento. Sinto minha respiração acelerar e meus punhos fecharem.- Vamos fazer como combinamos antes de você vir, ela é de uma família boa e você já gostou dela, pode dar certo.

- Já conversamos sobre isso...

- Então, você falou que quando terminasse seus dois anos aqui você voltaria e talvez se casaria. E agora que está bem empregado e pelo que me parece, virou um homem, então está pronto para isso.

- Como acha que eu vou me casar? já discutimos isso antes de eu vir ao Brasil, e outra, eu tenho um bom trabalho aqui pra que voltar? Só pra me casar?.- Digo e ele cruza os braços sobre a mesa chegando mais perto de mim.

- Não se preocupe eu já pensei nisso.

Essas são as piores palavras dele.

- Como assim?- Pergunto com a voz falhada.

- Tzu-yu está vindo ao Brasil nesse momento- Ele diz e eu sinto minhas pernas falharem.

- O que....

- Bom, agora tenho que ir, ela chegará em menos de uma hora, espero que não se importe.- Ele diz se levantando da cadeira e indo para dentro da casa. 

Lisa e Tia Jessi vêem ele entrando e correm em minha direção.

Coloco minhas mãos no rosto.

- Como foi?- Tia Jessi pergunta.

- Lisa, seu carro está aí?

- Como assim? O que ouve?

- Preciso ver s/n.

- O que ouve Mingi?- Tia Jessi pergunta agitada.

- Tzu-yu... Está vindo pra cá.- Digo e Lisa dá um passo em falso.

- Não, ele não fez isso- Ela diz entrando dentro de casa correndo.

- Quem é essa garota Mingi?

- Depois eu conto tia, agora, preciso ver s/n.

                          (S/n)

- Quero pizza...- Digo pegando o celular e Yudi me olha indignado.

- A não, não quer mesmo.- Ele diz pegando meu celular e colocando longe

- Vai recusar um pedido de uma grávida?

- Garota você acabou de comer um pudim inteiro.

- Que exagera Yudi, foram só alguns pedaços...

- Alguns pedaços? Você comeu 5 pedaços.

- Então... Não foi tanto.

- Você não vai comer mais nada até às 13:00.

- Yudi, são 8:00 da manhã.- Digo apontando para o relógio de boca aberta.

- Exatamente, são só 8 da manhã e você já comeu um pudim sozinha, quer matar a criança de comida?

- Bom, de fome ele não morre.- Digo com a mão na barriga.

- Gula é pegado sabia?- Ele diz tirando o pudim de perto de mim.

- Me recusar comida também- Digo e ele ri.

(Din dom.)

- Acho que é a Lisa.- Digo e Yudi vai até a porta e a bate no mesmo instante.

- O que foi? Quem era?

- Já viu um episódio de chaves que ele canta uma música?

- Música? Você endoidou? Que música.

- Volta o cão arrependido, com suas orelhas tão fardas, o osso ruido e o rabo entre as patas- Ele canta no ritmo da música e eu arregaloos olhos.

Mingi

Corro para a porta, abrindo-a com tudo.

Ali está ele, em minha frente com a cabeça para baixo.

- Vai ficar aí me olhando?- Ele diz dando um sorrisinho e eu começo a chorar.

- Idiota.- Digo e ele ri.

- Tá, pode me chingar o quanto quiser...- Ele diz abaixando a cabeça novamente.

- Sabe tudo o que eu passei? A única pessoa que eu tinha pra me apoiar era você e o que você fez? Me deixou plantada no hospital. Acha que eu fiquei como? Eu estava preocupada com você- Digo e ele me olha.

- Eu estava assustado, não sabia o que poderia acontecer com você- Ele diz e eu enchugo as lágrimas.- E tambem com o nosso filho.- Ele diz e eu sinto mais lágrimas no meu rosto.

- Olha só o cão arrependido- Yudi diz e Mingi o olha bravo.

- Tá fazendo o que aqui Yudi.

- Eu disse, se não cuidar, eu cuido- Yudi diz passando por mim e peitando Mingi.

- Ei, crianças, pra dentro- Digo e eles entram se esbarrando.

Pego Mingi pelo braço e dou um abraço forte no mesmo.

- Obrigada por vir.- Digo e ele me abraça de volta.

- Pois é papai, agora pode me dar o dinheiro que gastei com s/n.

- Que?- Mingi diz soltando de mim e me olhando.

- O que foi? - Digo olhando para os dois.- Sabia que eu preciso comer né?

- O que ela fez?- Mingi pergunta.

- Ela tem um buraco negro dentro da barriga.

- Eu tenho um bebê dentro da barriga ok? Então não me estressa.

- Estresse é seu segundo nome- Yudi diz e eu taco a almofada na sua cara.

Eu estou feliz, finalmente.

Tenho Mingi e Yudi ao meu lado agora. Tenho com quem contar e me apoiar.Isso era tudo que eu precisava agora. E sinto que não foi só eu que fiquei feliz.

- Bom, a quanto tempo você tá grávida?- Mingi pergunta se sentando ao meu lado no tapete.

- É só contar a última vez que vocês dormiram juntos.- Yudi diz deitando no sofá.

- Eu vou acabar com esse cara- Ele diz se levantando e eu o puxo de volta.

- Vai fazer um mês.

- Caraca- Yudi diz rindo e eu bato nele rindo junto.

- Mais por que você resolveu vir assim do nada?- Pergunto.

- Bom... É uma história interessante.

- Lá vem bomba- Yudi diz e Mingi o olha com raiva mais em seguida me olha da volta.

- Lembra que eu falei que meu pai tava querendo que eu tivesse um casamento arranjado?... Então, ela está vindo pro Brasil.- Ele diz triste e eu arregalo os olhos.

- Como assim? O seu pai fez isso?

- Fez, mas, olha, calma tá?...- Ele diz me colocando para mais perto dele.

- Você vai ter que se casar?- Pergunto triste.

- Não... Não sei, mais eu vou fazer de tudo pra não dar certo, confia em mim- Ele diz e eu sorrio.

- Quem é a garota?- Yudi.

- Não te interessa.- Mingi.

- Se não importasse não perguntaria- Yudi.

- Sério, vocês parecem duas crianças.- Digo rindo.- Por que tá perguntando Yudi?

- Talvez ela seja bonita.

- Está me ajudando muito viu- Digo e ele ri.

- Eu posso tirar ela do caminho.- Yudi diz e eu sorrio.

- Você não perde uma oportunidade não é Yudi?

- Pra que perder? Eu quase morri lembra? E quando eu recebi minha segunda chance eu pensei, "talvez eu tenha recebido para achar o amor da minha vida"- ele diz com a mão no coração.

- Você é um idiota né?- Digo batendo nele e ele ri.

- Ta, muito lindo vocês dois mais sou eu quem precisa de antenção aqui né?- Mingi diz e eu dou um beijo no mesmo.

- Aí, eu não quero ver isso ok?

- A tudo bem, a porta é bem ali- Digo e ele me olha assustado.

- Tá vendo Mingi o que você fez? Se seu filho for assim eu n sei o que eu vou fazer.

- Simples, não faça nada.- Mingi diz e ele ri.

- Tá eu acho melhor eu ir, não quero ver isso- Yudi diz se levantando do sofá.- A só não esqueça de que ela tá grávida beleza?- Yudi diz olhando para Mingi e o mesmo se levanta e corre atrás do mesmo, que sai correndo.

Eu não sei o que fazer com esses dois.

Mais estou ciente de que daqui em diante, as coisas podem melhorar....




                •              •               •


Notas Finais


E foi issoooo
Espero que tenham gostadooo

(A e já viram o novo mv dos meninos? Tá ÓTIMO, eu quase chorei com a letra mais isso não vem ao caso hehehehh. E também, os meninos estão MARAVILHOSOS- dá uma passadinha lá ;-) )

Bom é isso por hoje heheheh
Até a próximaa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...