História School of Horrors - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Aaron Carpenter, Ariana Grande, Bea Miller (Beatrice Miller), Cameron Dallas, Camila Cabello, Carter Reynolds, Demi Lovato, Dolan Twins, Fifth Harmony, Harry Styles, Hayes Grier, Ian Somerhalder, Jack & Jack, Jacob Whitesides, Madison Beer, Mahogany LOX, Matthew Espinosa, Melanie Martinez, Nash Grier, Nate Maloley, Nick Jonas, One Direction, Sam "Wilk" Wilkinson, Selena Gomez, Shawn Mendes, Taylor Caniff, Zayn Malik
Personagens Aaron Carpenter, Ally Brooke, Ariana Grande, Bea Miller, Cameron Dallas, Camila Cabello, Carter Reynolds, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Ethan Dolan, Grayson Dolan, Harry Styles, Hayes Grier, Ian Somerhalder, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Jacob Whitesides, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Madison Beer, Mahogany LOX, Matthew Espinosa, Melanie Martinez, Nash Grier, Nate Maloley, Niall Horan, Nick Jonas, Normani Hamilton, Sammy Wilkinson, Selena Gomez, Shawn Mendes, Taylor Caniff, Zayn Malik
Tags Camren, Cash, Cashew, Haaron, Jea, Jolinsky, Jox, Larry, Magcon, Marter, Nashameron, Niam, Nishawn, Old Magcon, Skammy, Zariana, Ziall, Ziam
Visualizações 61
Palavras 1.273
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Slash, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Um capítulo fofo e meio intrigante (tem meio trigo KKKKK tá, parei). Boa leitura!

Capítulo 15 - - 14 -


As luzes se apagam


Hayes Grier Pov


Estávamos muito próximos, eu sentia sua respiração se misturar com a minha, seus braços apertavam meu tórax com força em um abraço aconchegante. Minhas mãos apertavam sua cintura e a cada vez que eu apertava com mais força ele arfava, confesso que aquela imagem me excitava de uma forma que nenhuma garota já mais me excitou, a inocência dele era algo completamente novo para mim.

O mesmo que mantinha sua cabeça deitada no meu peitoral me olhou e sorriu, não resisti e sorri abertamente, seu olhar e suas feições só transmitiam uma coisa: felicidade. Era algo novo pra mim, ver que eu podia deixar alguém feliz só por estar próximo, aproximei meu rosto e vi ele começar a ficar nervoso.

Suas mãos apertaram minhas costas com força, sorri com seu gesto mas logo meu sorriso foi desmanchado. Aaron fez algo que não devia, ele prendeu seu lábio inferior entre os dentes, esse gesto me deixa louco, completamente excitado e vindo dele duplica o efeito sobre mim, tenho que confessar que ele desperta algo em mim que ninguém jamais despertou.

Resumindo; eu nunca senti nada perto do que ele me faz sentir, ninguém nunca me tratou da forma ele me trata.

Levei meu polegar ao seu lábio inferior o libertando que seus dentes, ele estava nervoso com a minha presença tão próxima dele, mas eu queria que ele ficasse tranquilo, então sorri mas de certa forma o sorriso saiu malicioso, eu falei que esse gesto me deixava excitado sendo assim pensamentos impuros passam por minha mente, ele corou fortemente e sorriu de lado.

- Não faça isso ursinho - Falei de uma maneira calma.

- Des-desculpe - Ele ficou ainda mais vermelho.

Aquela imagem de Aaron tão inocente e tão vulnerável, despertou uma vontade de tê-lo sempre em meus braços, de protegê-lo e afasta-lo de todos os perigos, eu não tinha percebido isso antes mas agora está tudo muito claro, eu realmente sinto algo além do que só amizade por Aaron, e se eu realmente quiser transformar essa amizade em algo à mais eu terei que me posicionar, que se foda o que os outros pensam ou vão pensar, só uma coisa importa agora a felicidade de Aaron e com isso a minha também, pois sua presença me deixa demasiadamente feliz.

Quando dei por mim, meus lábios já estavam em contato com os lábios quentes de Aaron. Pedi passagem e ele cedeu, demos início à um beijo calmo e intenso, senti suas mãos subirem por minhas costas chegando ao meu pescoço. Apertei sua cintura e senti ele arfar entre o beijo, ele beija tão bem, oh Deus, eu estou apaixonado apaixonado por esse nerd charmoso que provoca novas sensações ao meu corpo a cada toque que ele dá.

Mas eu não sou gay, só sinto isso pelo Aaron, só ele me deixa assim tão vulnerável. Rompi o beijo quando eu vi que tudo havia ficado escuro, e um barulho de vidro quebrando havia dominado o local. Aaron me abraçou ainda mais forte, e eu o
abracei de volta, protegendo-o.

- O que tá acontecendo? - Cameron ascendeu a lanterna do celular.

- Aparentemente nada - Nash disse olhando envolta.

- Ahn? Como assim? - Aaron abriu os olhos - E o barulho que ouvimos?Ou foi só eu? - Ele me olhou assutado.

- Não, também ouvi - Beijei o topo da sua cabeça.

- Também ouvi - Nash e Cameron falaram uníssono, vindo até nós.

No mesmo instante a mesa levitou e foi arremessada contra a parede do outro lado da estufa, as cadeiras começaram a tremer e os objetos a levitar. No mesmo instante Aaron, Nash, Cameron e eu começamos a correr para fora da estufa.

Quando chegamos perto da escola eu comecei a rir e todos me olharam sério, Aaron estava quase chorando.

- Do que está rindo? O Demônio quase nos matou! - Nash falou aborrecido e Cameron o abraçou pelos ombros.

- Nós corremos como garotinhas indefesas, nem parecemos homens - Falei e todos começaram a rir, menos o Nash.

- Eu sou uma garotinha indefesa - Nash cruzou os braços e fechou a cara.

- Não se preocupe eu te projeto, Cameron sorriu e Nash sorriu de volta e eu fiz cara de nojo fazendo Aaron rir.

- Vão me deixar com diabetes, vem Nash vamos para o nosso quarto, já está tarde amanhã vocês se comem mais - Falei e Aaron me abraçou.

- Tchau Haas boo - Ele disse e beijou minha bochecha.

- Tchau ursinho - Beijei o topo da sua cabeça e ele corou.

- Own eu shippo - Os dois falaram uníssono, Aaron corou e sorri.

- Não enche! - Falei.

- Tchau Cam, até outra hora - Nash falou e deu um beijo na bochecha dele e saiu me arrastando.

Saímos e deixamos Aaron e Cameron, sorrindo feito dois bobos.

Jacob Whitesides Pov 

Olá, meu nome é Jacob Whitesides, mas meus amigos costumam de chamar de Jake, tenho 21 anos e hoje começo a trabalhar na escola Redwood. Fiz faculdade muito cedo, e acabei de termina-la estou fazendo um estágio, por tanto hoje é meu primeiro dia como professor, estou um pouco nervoso, irei lecionar na matéria de Mitologia associada a Filosofia, darei aula para o primeiro, segundo e terceiro ano. O que Será que essa escola tem guardado para mim?

Eu já estava atrasado uns 15 minutos, corri pelos corredores da escola procurando o segundo ano, até que encontrei. Entrei na sala e coloquei minha pasta sobre a mesa e me virei para turma, todos me olhavam surpresos e outros apenas dormiam. Respirei fundo e dei dois passos a frente e me sentei na ponta do birô.

- Olá alunos, meu nome é Jacob Whitesides e sou o novo professor de mitologia de vocês. - Sorri de lado, e algumas garotas deixaram suspiros escaparem, principalmente uma loirinha da primeira fileira.

- É uma matéria nova professor? - Um garoto loiro perguntou.

- Sim... Qual seu nome?

- Matthew!

- Então Matthew é uma matéria associada a Filosofia, foi adicionada ao sistema escolar esse ano. - Expliquei e fui até o quadro escrever a seguinte frase.

"Quem sou eu?"

- Então meus queridos novos alunos, para que eu conheça vocês eu gostaria que vocês fizessem um pequeno texto sobre quem são vocês, me entreguem no final da aula. 

- Professor, isso é meio injusto - A garota loira da frente falou.

- Porque acha isso, senhorita...? 

- Bea, Beatrice Miller - Ela fez uma pausa - Porque o senhor irá nos conhecer e nós não iremos conhecer o senhor!

- Não seja por isso, falarei um pouco sobre mim - Falei e cocei a garganta me encaminhando para o final da sala onde um grupo de garotos estavam é conversavam sem parar, até que eu me aproximei e eles pararam.

- Como eu disse antes, meu nome é Jacob Whitesides, eu tenho 21 anos, moro sozinho, fiz faculdade muito jovem e sempre fui apaixonado pela mitologia, um segredo que eu escondo de todos é que amo tocar e cantar, mas eu levo isso mais como um hobbie, sou solteiro e não tenho motivação política. - Falei e todos me olhavam atentos.

- Nossos textos só precisam conter essas informações? - Um garoto de olhos azuis me perguntou e eu afirmei.

Todos começaram a fazer seus textos, e conforme a aula foi passando eu fui recolhendo os trabalhos, mui bem elaborados por sinal, os alunos parecem ter gostado da aula e espero que continue assim.

Antes mesmo de todos saírem da sala, as luzes se apagaram e em seguida as carteiras começaram a tremer lentamente. O sinal tocou e assim que emanou seu barulho as carteiras pararam de tremer e a luz voltou. Os alunos saíram assustados, todos ficaram meio assustados inclusive eu.

O que aconteceu aqui?

- x -




Notas Finais


Oi galerinha, vocês podem perceber que alguns personagens terão tamanhos, idades e aparência um pouco diferente. Conforme o andar da fic vcs vão entender melhor. Desculpem qualquer erro.


(Eu amo a Bea Miller 💙)


Comentem e não esqueçam de favoritar a fanfic. Vejo vcs no próximo capítulo, amo vocês, beijos!


Bye 


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...