História Scottish Kingdom - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 3
Palavras 978
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - A Mulher


Fanfic / Fanfiction Scottish Kingdom - Capítulo 3 - A Mulher

5 de Abril de 1410

03:00 da manhã


Já era alta madrugada, todo o castelo estava em silêncio absoluto, Ágata, Maria e Violet, as três louras do clã Mackenzie estavam no mesmo quarto, fofocando e deliberando sobre quem iria conseguir conquistar o rei. As moças do clã Boyd cada uma em seu quarto, em sono pesado, Marta e Lola chegavam a roncar. Marie e Jessie Sinclair dividiram o quarto para não se sentirem sozinhas, elas eram irmãs inseparáveis, após seus pais morrerem nunca ficavam sem a outra. A rainha mãe deitada ao lado de seu jovem amante de cabelos negros, ambos ofegantes a cochichar malícias um para o outro envoltos em lençóis de seda. Enquanto a jovem Mysie dormia envolta por vários lençóis, a noite fria invadia seu quarto através da lareira apagada. Os ventos do Sul sussurravam aos seus ouvidos, chamando seu nome. 

-  Mysie, Mysie, levante! - Uma voz doce sussurra, como uma mãe acordando uma criança, Mysie sente uma mão em seu ombro e acorda bruscamente. 

- Quem está aí? - Ela pergunta com a respiração ofegante. Uma mulher usando um vestido feito de tecidos finos, cabelos negros como a noite, olhos escuros e fundos, a pele pálida e sem vida, estava parada aos seus pés. Em um impulso de se preservar , ela dá um pulo para trás puxando os lençóis.

- Acalme-se, minha cara, não estou aqui para ferir você. - A Mulher fala, não diminuindo o temor de Mysie.

- Que-quem é você? - A voz de Mysie gagueja.

- Meu nome é Lilian, eu tenho uma coisa para lhe mostrar. - Lilian fala e vai para o lado da lareira, onde abre uma passagem escondida. - Venha comigo. - Ela fala estendendo a mão para Mysie em convite. Mesmo relutante, a curiosidade falou mais alto, Mysie se levantou da cama, pegando uma pequena luminária com uma vela pela metade e seguiu Lilian no corredor escuro. 

- Olha, se for me matar, saiba que eu vou lutar antes disso acontecer. - Mysie fala com a voz trêmula, não só de medo, mas de frio, usava apenas um vestido branco de dormir, seus cabelos ruivos escorriam pelos seus ombros.

- Mysie, se eu quisesse mata-la teria feito isso enquanto você dormia, mas não estou aqui para isso, você é a única que pode ajudar a Escócia. - Lilian fala percorrendo vários corredores sem fim. Era um labirinto de passagens que percorriam todo o castelo. 

- O que quer dizer com isso? - Mysie questiona.

- Você vai descobrir. - Ela responde, por fim abrindo uma porta que dava em um quarto na ala Leste do castelo, ele estava com vários lençóis brancos cobrindo os móveis. 

- Onde estamos? - Mysie pergunta. 

- Esse era o quarto da rainha, a falecida esposa de Jaime. - Lilian fala em um tom frio.

- O que estamos fazendo aqui? - Mysie novamente questiona.

- Você realmente está desconfiada, não é? - Lilian ri.

- Sinto muito, mas você não é o que chamamos de pessoa segura. Mesmo assim, ainda não entendo o que estamos fazendo aqui. - Mysie fala.

- Ali na cômoda com lençóis tem os diários da rainha, se você quiser conhecer melhor o rei, acredito que ela iria gostar de lhe ajudar, mas nada deve sair desse quarto, alguém perceberia. O caminho está marcado, sempre que precisar pode vir aqui. - Lilian fala.

- Acho que não vai ser necessário, não pretendo ficar aqui por muito tempo. - Mysie fala indiferente. 

- Mas deve, você tem que ao menos tentar, Mysie. - Lilian fala segurando a mão de Mysie.

- Sua mão está fria. - Mysie fala puxando sua mão de volta assustada.

- Desculpe. - Lilian fala desajeitada. Um barulho de madeira solta é ouvido por elas. - Precisamos sair daqui, venha. - Ela corre para a passagem seguida por Mysie, elas ficaram observando por uma frecha na parede. Logo alguém abre a porta do quarto,  uma sombra grande entra, mas estava muito escuro para reconhecer, até ele acender uma vela. 

- Jaime. - Mysie fala baixo. 

- Cubra sua luz ou ele irá ver você. - Lilian sussurra e Mysie obedece. 

Jamie anda pelo quarto sem vida, passando a mão pelos tecidos empoeirados, ele usava apenas uma calça preta e uma blusa amarrotada branca solta, ela definia seu corpo, que apesar da pouca idade era de um homem feito. Ele pegou um pequeno retrato de uma mulher que foi pintado a muito tempo e se sentou na cama suja, passava a mão no retrato como se pudesse toca-la novamente... sua rainha. Uma lágrima rola de seu olho azul, passando pela sua maçã branca e ficando presa em sua barba.

- Devemos ir. - Mysie fala com um aperto no peito. 

- Claro. - Lilian concorda vendo o rosto de Mysie aflito. Pelos vastos caminhos nas sombras, finalmente chegam ao quarto de Mysie. 

- Ele realmente a amava, da pra ver isso no olhar dele, eu não imagino a dor que ele sente. - Mysie fala colocando a lamparina na cômoda.

- Ela sentia o mesmo por ele, eles eram felizes juntos. - Lilian fala olhando para a janela e o céu noturno através dela. - Antes que eu esqueça, isso é para você. - Lilian pega um colar com o brasão da Escócia. O leão enfeitado com rubis.

- Ele é lindo. - Mysie fala levando o colar para perto da lamparina para ver melhor. - Mas por que você está me dando ele? - Ela pergunta e vira para Lilian, mas ela já não está mais lá. - Lilian? 

Lilian havia desaparecido do mesmo modo que apareceu, Mysie acendeu a lareira e voltou para a cama, talvez aquilo fosse apenas um sonho, torcia para ser um sonho e não ter ficado louca. Era tarde quando finalmente conseguiu dormir novamente, naquela manhã haveria a missa do quarto ano do reinado de Jaime. O dia seria longo para todos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...