1. Spirit Fanfics >
  2. Se eu Fosse Você >
  3. Bônus

História Se eu Fosse Você - Capítulo 4


Escrita por: e TylerKiim


Notas do Autor


Sei q tô devendo continuação de fic!

Mas pra não ficar "sem nada" aqui vai um bônus!

Recadinhos...

Pode conter erros ortográficos

Não copie inspire-se

Boa leitura

Capítulo 4 - Bônus


Fanfic / Fanfiction Se eu Fosse Você - Capítulo 4 - Bônus

Depois daquele final de semana, Jin convenceu o Sr Fah a permitir que minha mesa fosse colocada em sua sala! Com o pretexto, muito válido por sinal, de que assim nós poderíamos usar uma rede sem fio de compartilhamento de informações, a qual somente nós dois teríamos acesso, e isso iria agilizar nosso trabalho.

 

Nós assumimos publicamente nosso namoro depois de um vergonhoso flagrante! Jin e eu estávamos organizando alguns papéis sobre a compra de um prédio pra nova filial da empresa em NY, porém nosso expediente havia terminado e ainda restavam digitar algumas anotações.

 

— Vamos jagiya?

 

— Não posso Jinnei! Ainda faltam algumas páginas! - respondo, nos tratavamos informalmente quando estávamos a sós, afinal de contas já morávamos juntos havia quase um ano — Pode ir pra casa! Eu chamo um táxi quando terminar!

 

— Nem pensar! Não vou deixar minha princesa ir pra casa sozinha! Eu te ajudo e terminamos mais rápido!

 

Como contestar suas palavras seria perda de tempo, apenas suspiro e deixo ele me ajudar, e como o esperado com a ajuda dele terminamos mais rápido!

 

— Pronto! Agora podemos ir! Não dá tempo de jantar fora, mas podemos pedir comida o que acha? - pergunto ao me levantar.

 

— Acho que tô afim de comer a sobremesa antes do jantar! - fala me puxando pro seu colo.

 

— Seokjin… - não era a primeira vez que ele tentava me agarrar no escritório, mas eu sempre conseguia me esquivar dizendo que quando chegássemos em casa ele podia me ter do jeito que quisesse.

 

— Hoje não vai colar amorzinho! - fala já adivinhando o que eu diria — Até porque o que eu quero fazer com você não pode ser feito em casa! - ele aperta minha bunda e começa a beijar meu pescoço.

 

— Jinnei… Podem nos ver! - argumento.

 

— Só se você gemer alto! - fala erguendo minha saia.

 

— Sarang… - tento falar mas ele me interrompe com um beijo.

 

— Jagiya - ele olha no fundo dos meus olhos — Eu te amo! E tô muito necessitado de você agora! - ele pressiona minha cintura pra que o sinta duro — Me chupa um pouquinho? Só um pouquinho? Por favor?

 

"Como negar algo quando ele me pede assim!"

 

Levanto me ajoelhado em sua frente, passando a mão por seu membro.

 

— Não enrola jagyia!

 

Abro sua calça, pegando seu membro o masturbando com o prégozo, vendo-o se contorcer de leve.

 

— Jagiya!!! Sssss - fala arrastado me fazendo sorrir. — Coloca na boca!

 

Aproximo meu rosto de seu membro lambendo de leve a ponta, Jin morde o lábio me olhando sério, sorrio o coloco inteiro, ou quase, na boca.

 

— Isso! - ele arqueia as coisas elevando um pouco o quadril.

 

Eu o chupava com gosto, Jin gemia baixo e rouco me deixando molhada.

 

— Com licença… - ouço a voz do Sr Fah e paro o que fazia.

 

— Em q-que posso ajudar Sr? - Jin fala entrecortado.

 

— Vim ver porque as luzes do seu escritório estavam acessas depois do horário! - diz meu chefe.

 

— Havia algumas anotações pra terminar de digitalizar então fiquei até um pouco mais tarde! - Jin fala nervoso.

 

— Está bem! Só não esqueça de desligar tudo antes de sair! E leve a Srta Choi pra casa! - sinto minhas bochechas esquentarem.

 

— Mas ela já foi Sr! - Jin mente.

 

— Sr Kim! Não precisa mentir pra mim! A bolsa dela ainda está em cima da mesa! E a sua expressão quando cheguei demostra claramente onde ela está nesse exato momento!

 

— Desculpe Sr isso não vai mais se repetir! - Jin fala completamente envergonhado.

 

— Eu não me importo se meus funcionários queiram realizar certos fetiches aqui dentro! E vocês dois tem trabalhado muito bem! Além do mais o expediente já terminou! Só Seokjin espero que tenha terminado o compromisso que me disse ter! - diz e logo depois ouço a porta fechar.

 

— Compromisso? Desde quando você é comprometido com alguém? - pergunto seria saindo do meu "esconderijo".

 

— Desde que uma certa moça muito da ciumenta foi morar comigo! - fala me puxando pra si.

 

— Bobo! - sorrio e o beijo. — Vamos pra casa?

 

— Anyah! Quero você quicando em mim! - diz num tom rouco — Sr Fah  disse que não tem problema nós brincarmos um pouco depois do expediente! - argumenta.

 

— Discutir não adianta mesmo é? - digo ele nega com a cabeça.

 

Ergo minha saia, retiro minha calcinha e subo em seu colo roçando nossas intimidade.

 

— Ah! Pra quem tava com pressa até agora pouco, você tá enrolando demais!

 

O encaixo em mim fazendo nós dois gemermos baixo.

 

— Como consegue ser tão apertada? - diz e bate na minha bunda.

 

— Do mesmo jeito que você consegue ficar maior a cada vez que me fode! - sussurro em seu ouvido.

 

— Desgraçada! - ele levanta me sentando na mesa e estocando fundo.

 

—  Ah Jin!

 

Excitados como estávamos não tardamos a gozar juntos, deopis de nos vestirmos e voltarmos pra casa Jin e eu tivemos uma breve conversa, na qual decidimos que no dia seguintes iriamos revelar a todos nosso relacionamento.

 

— Combinado então! Apartir de amanhã todos vão saber que você é minha! - diz ele e me pega no colo me levando pra nossa cama.

 

— Você não se cansa não? 

 

—  Se está se referindo a me cansar de ter você nos meus braços lhe ouvindo gemer meu nome manhosa, então a resposta é não!

 

Na manhã seguinte Jin pediu que eu fosse na frente, o que achei muito estranho, mas não questionei, quando cheguei na sala que compartilhava com Jin Sr Fah nos esperava, senti meu corpo gelar.

 

—  S-sr Fah?

 

— Fique tranquila Srta Choi! Só vim pegar a papelada que vocês ficaram até tarde preparando - ele me responde com um sorriso.

 

—  Sr Fah… Sobre ontem…

 

—  Vocês são adultos! E por mais que estivessem no ambiente de trabalho, não era seu horário de expediente! Só não quero que ele brinque com seus sentimentos seu pai é  um grande amigo meu lhe tenho como uma filha! - me diz. 

 

— Se eu contar algo ao senhor promete guardar segredo?

 

— Claro! O que ouve? - pergunta um pouco preocupado com o que eu iria falar.

 

— Sou eu a moça com quem Seokjin é comprometido. Não havíamos falado nada por sermos colegas de trabalho e dividirmos a mesma sala. - conto.

 

— E isso causaria falatório desnecessário! Entendo! - ele afirma com cabeça.

 

Antes que eu continuasse a falar mais alguma coisa a secretária do Sr Fah no chama dizendo que havia alguém me esperando na portaria da empresa, pedi licença ao meu chefe e desci ao térreo, ao chegar o porteiro me guia ate a area de descanço onde um homem num terno escuro me esperava, não o reconheço, pois o mesmo carregava com sigo uma porção de balões coloridos que cobriam seu rosto, mas assim que ele começa a falar reconheço sua voz.

 

—  Jagiya! - Jin fala afastando os balões de seu rosto, ele estava absolutamente lindo — Sei que talvez seja cedo demais! Mas já moramos juntos há bastante tempo! E sei que não amarei outra mulher como amo você! Jagiya! - ele entrega os balões ao porteiro pegando um buquê de rosas vermelhas — Você aceita se casar comigo? - pergunta ao se ajoelhar na minha frente.


Notas Finais


Então eh isso! Agr eh com vc aceita ou não?

Bjs estalados e até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...