1. Spirit Fanfics >
  2. Se eu morrer >
  3. Único; Amor

História Se eu morrer - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


bdfjkdhsfudhsjk FELIZ ANIVERSÁRIO AYA
nn pude dar um presente digno mas tamo aí

Capítulo 1 - Único; Amor


“Chuuya.”

“Hm.”

“Se eu morrer...”

“Nem termine essa frase.” Dazai o olhou, vendo as sobrancelhas de Nakahara se unirem. Então aquele assunto realmente o irritava… mas precisava falar com Chuuya sobre.

“É sério, Chuuya. Se eu morrer, o que você vai fazer?”

De olhos fechados, ouviu um suspiro escapar pelo lábios de Chuuya. Sentiu o ruivo se mexer sobre a cama antes que falasse:

“Nada.”

“Que?”

“Eu não vou fazer nada, Osamu. Porque vou ter morrido antes de você.”

“Como você pode saber?”

“Ordem natural das coisas. Sou mais velho, sem contar que minha habilidade não se desativa sozinha; isso facilita as coisas.”

“O que pode dizer que eu não vou cometer suicídio e te deixar aqui?”

“Pode não parecer, mas você tem um coração bom Osamu.” Virou-se, tocando o rosto de Dazai, acariciando-o. “Não sei o que Odasaku fez com você, mas te fez bem. Você tem empatia por mim agora, você não vai fazer isso.” Osamu segurou o pulso alheio.

“Eu não tenho empatia por você, eu te amo e eu queria que você parasse de pensar que não.”

“Você não me ama, Osamu.” Irado, Dazai subiu em cima de Nakahara.

“Por que não, Chuuya?”

“Porque não. O que você sente por mim não é amor. No máximo, é compaixão.”

Então os lábios de Dazai encontraram os de Chuuya. Osamu a invadiu com a própria língua, sendo recebido pela de Nakahara. Não era violento, mas não era calmo; era desesperado. Os toques de Dazai buscavam aceitação, agarrando-se no colarinho e rosto de Chuuya, enquanto era levemente segurado pelos braços do ruivo. Separou-se do toque apenas para sussurrar contra os lábios de Chuuya, pedindo que o apertasse contra si. Fora atendido assim como puxado para outro beijo.

O desespero era evidente em ambos, agora com Chuuya tendo uma das mãos entre os fios de Dazai. Não se seguravam, tocando-se conforme a vontade. Por fim, se separaram. Ofegantes, abriram os olhos, encarando as orbes do outro; ambas carregavam dor.

“Isso não te prova que é amor, Chuuya?”

“Osamu...”

“Só você me chama assim, só você. Por que você insiste que não me ama? Por que você diz que não é recíproco?” O desespero se fazia presente na voz de Dazai.

“Eu nunca disse que não era recíproco, nem que eu não te amo. Por deus, Osamu, eu te amo mais do que eu mesmo posso aguentar, mas eu não consigo te ver indo embora. Não de novo.”

E a primeira gota caiu. Seguida de outra, e mais outra, e outra. O rosto de Chuuya passou a ser lavado pelas lágrimas de Dazai, que caiam sem controle. Chuuya tinha medo. Agarrou-se ao corpo do ruivo, chorando ainda mais, porém sendo recebido pelos braços de Nakahara, que acariciavam suas costas.

“Chuuya, isso é uma mentira, você sabe, não é?”

“Claro que sei.” Sorriu contra o ombro de Dazai.

“Por que você diz isso então?”

“Porque eu não quero me apegar a você, Osamu. Não quero te amar demais e te perder.”

“Você nunca vai me perder, Chuuya.”


Notas Finais


FDHJKFHUJ AYA TU NEM SABE, a sinopse tava muito curta aí eu meti um Chuuya no meio e foi fdjkdfkuiefhgdfj

feliz aniversário pra minha princesa @Hiyajiru eu espero que seja um ótimo dia pra você, eu tô muito feliz pela mulher que você tá se tornando e eu espero que você cresça ainda mais, não só como escritora, capista, mas como pessoa. você se tornou uma pessoa essencial pra mim e eu espero que esse brilho que eu vejo em você seja ainda maior no futuro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...