História Se eu não tiver você (If I Ain't Got You) - Capítulo 14


Escrita por:

Visualizações 356
Palavras 2.099
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oláa, esse capitulo é mais uma continuação do anterior porem agora na visão da Ana! achei que seria legal um capitulo inteiro na visão de cada uma delas!

Espero que gostem e boa leitura <3

Capítulo 14 - O dia seguinte


Fanfic / Fanfiction Se eu não tiver você (If I Ain't Got You) - Capítulo 14 - O dia seguinte

POV Ana Paula

Quando cheguei na casa de Paola a noite e ela me rejeitou de início, eu senti um nó se formando no meu peito, mas dessa vez eu não correria e muito menos desistiria de explicar tudo para ela. Ela relutou um pouco em me ouvir, estava muito na defensiva e não a julgo eu fui bem idiota nas últimas semanas. Acabei me exaltando com ela coisa que era raro acontecer e eu não queria chegar a esse ponto, mas foi o único jeito de fazer com que ela me escutasse, por fim ela se calou, mas não me olhava enquanto eu falava, ficou o tempo todo abraçada ao próprio corpo e de costas para mim. Eu tive medo de tê-la perdido de vez, Paola só tem pose de durona, mas ela tem um coração gigantesco e é teimosa também. Cada palavra que saia da minha boca eu dava um passo a mais em direção a ela, que continuava de costa e sem expressar nenhuma reação. Eu já estava a pouco centímetros dela quando num sussurro pedi por favor para que ela me olhasse e perdoasse todas as vezes que fui infantil e insegura, que me perdoasse por todas as vezes que eu tive medo dos meus próprios sentimentos e principalmente por todas as vezes que a magoei mesmo que sem perceber e sem intenção. Então nesse momento, com lagrimas nos olhos, eu fui pega de surpresa, Paola sem nem dizer uma palavra se quer simplesmente me pegou em seus braços e me beijou, um beijo veloz com gosto de saudades e até um pouco desajeitado e apressado, talvez por medo de que eu fosse embora novamente. Quando o ar se fez necessário eu disse a ela que não precisava ter pressa porque eu não pretendia ir a lugar nenhum e ela me beijou mais uma vez, e mais uma e mais varias.

O resto da noite foi o mais maravilhoso possível, Paola e eu não nos desgrudamos para nada, esclarecemos nossos sentimentos ou pelo menos boa parte dele. Tomamos uma garrafa de vinho enquanto conversávamos e nos curtíamos. Certa hora da noite recebemos uma mensagem no grupo do WhatsApp e foi quando eu percebi já era tarde, e uma mini angustia se instalou e meu peito, estava na hora de ir embora. Suspirei em sinal de desapontamento e disse que precisava ir, Paola fez a mesma cara que Francesca costuma fazer para ganhar o que quer, e eu só soube rir daquele momento fofo e assim ela me pediu para dormir com ela, confesso que tive um pouco de medo, como já disse antes nunca estive com mulher nenhuma e não quero apressar as coisas, acho que Paola percebeu um certo medo em mim pois na mesma hora esclareceu que era só para dormir mesmo, que faria tudo ao meu tempo – tem como não amar essa mulher? E agora? Agora, estou aqui deitada ao lado da mulher que eu amo, admirando cada detalhe desse rosto tão perfeito que é só meu. Dormimos juntas, agarradinhas, mas apenas isso, não queremos apressar as coisas, vamos começar do jeito certo agora. Porém, já tenho até uma escova de dentes na casa dela – sorri ao lembrar disso – como eu não tinha vindo preparada para dormir aqui, Paola me deu uma escova nova que estava embalada ainda, e disse que a partir de hoje agora ela era minha. Eu estava adorando essa nossa nova fase.

Peguei meu celular na cabeceira da cama e vi que ainda era 6:25 da manhã, eu não tinha mais sono e só tinha que ir para o escritório mais tarde, Paola disse que Maria não vinha hoje na parte da manhã pois Fran iria da casa da amiguinha direto para escola, então resolvi levantar e ir preparar o nosso café da manhã.

Escovei meus dentes e apenas prendi os cabelos em um coque e desci. Ontem na hora de dormir Paola havia me emprestado uma camiseta dela para que eu ficasse mais confortável para dormir, e nem preciso dizer que por causa do meu tamanho a camiseta virou uma camisola né?! Não me dei ao trabalho de trocar de roupa, só estávamos nos duas em casa, então desci apenas de “camisola” mesmo. Como não sabia muito o que Paola costuma comer pela manhã preparei o café simples, com torradas, suco natural de laranja, achei uma geleia de cereja na geladeira e uns pãezinhos e umas fatias de queijo apenas, mas de repente comecei a observar as torradas e a geleia e como uma boba adolescente apaixonada tive a ideia de cortas as torradas em formato de coração e já preencher com a geleia. Enquanto eu preparava tudo, só conseguia sorrir, eu estava incrivelmente feliz, como a tempos não me sentia. Tem algo em Paola que me faz sentir segura, e isso eu já tinha percebido há muito tempos antes de tudo isso acontecer com a gente. É como se ela fosse meu ponto de paz, mesmo nos dias quando eu me sentia perdida em relação a ela. Meu caos e minha calmaria se encontram em um só lugar, Paola Carosella. Eu pensei em levar o café na cama para ela, mas quando me virei procurar uma bandeja, lá estava ela, parada na porta com os olhos pequenos de sono ainda e com um sorriso radiante me olhando.

- Ah poxa Paola, custava ter dormido um pouco mais? Estragou minha surpresa. – Eu fiz uma falsa cara de decepção, cruzei os braços e encostando na pia. Paola apenas sorriu e veio caminhando em minha direção, ela tinha os cabelos soltos e mesmo bagunçado por ter acabo de acorda estava maravilhoso.

- E perder essa cena linda, você sorrindo enquanto invade minha cozinha? haha jamais mi amor, Bom dia minha pequena, dormiu bem? – Ela sorriu me abraçando, deu bom dia e me beijou por longos segundos e meu Deus, eu juro que se começar todos os meus dias assim eu serei a mulher mais feliz do mundo.

- Bom dia meu amor, dormi maravilhosamente bem, mas acordei cedo e não consegui dormi mais, então resolvi preparar o nosso café da manhã, nada de especial só um café mesmo – Eu enlacei meus braços em seu pescoço e ela me abraçou pela cintura, como ela é alta, eu estava praticamente na ponta dos pés e a camiseta subiu um pouco deixando à mostra toda a minha coxa e uma pequena parte da minha calcinha, mas eu nem liguei para isso – espero que goste – antes que eu pudesse me soltasse dela para arrumar a mesa, ela ajeitou uma mecha do meu cabelo que havia se soltado do coque, e não disse mais nada apenas sorriu me soltando em seguida.

Ela foi até o armário, pegou as xicaras e colocou na mesa enquanto eu colocava todo o resto e já me arrependendo das torradas em forma de coração, aquilo estava meloso demais. Porem quando Paola as viu a reação dela foi a mais linda possível e meu coração se aqueceu mais uma vez com aquela argentina. Seus olhos brilhavam enquanto olhava tudo.

- Ana essas torradas são as coisas mais fofa que eu me lembro de alguém já ter feito para mim – seus olhos começavam a ficar levemente marejados e eu pude ver o quanto aquele simples gesto que para mim parecia ter sido bobo há minutos atrás, tinha sido especial para ela. Eu apenas sorri e lancei um beijo para ela no ar.

Em seguidas nos sentamos e tomamos nosso café da melhor maneira possível, entre brincadeiras, beijos e risadas, mas infelizmente já estava na hora de ir embora, eu precisava ir para casa tomar um banho e arrumar umas coisas antes de ir para o Tempo de Mulher, hoje não haveria gravação e provavelmente não veria mais Paola e isso me deixou um pouco triste. Porem a vida continua e só de saber que estamos bem agora para mim já era suficiente.

Na hora de ir Paola, tentou usar todas as manhãs da filha novamente para me convencer de não ir e confesso que fiquei tentada. Mas ela também precisava ir para o Arturito e eu tinha uma reunião importante hoje. Nos despedimos umas 500 vezes na porta da casa dela. Por fim veio um último e demorado beijo, seguido de um Eu te amo e a promessa de que nos falaríamos mais tarde.

Cheguei em casa depois de um tempo significativo no transito que estava um caos, mas nem isso tiraria a minha paz hoje – Coração apaixonado realmente é bobo né? Pensei enquanto entrava em casa – Mané quando viu que eu havia chegado veio correndo, coitado deixei ele sozinho sem nem avisar que não voltaria pra dormir – sim, pode parecer loucura mas trato mané como um filho e sempre aviso quando vou ficar fora por muito tempo – ele pulou em mim, me lambeu, brincou, latiu e tudo o que tinha direito, quando se cansou foi para o jardim e eu fui para meu quarto tomar meu banho, já estava começando a ficar atrasada.

Tomei um banho rápido, coloquei uma roupa leve e fui para o escritório, eu estava ansiosa para contar para Laura tudo que havia acontecido. Laura era mais que minha secretaria era uma grande amiga também eu sabia que podia contar com ela sempre. Quando cheguei já a cumprimentei com o melhor sorriso que eu tinha e fui direito para minha sala.

- Ah não, pode ir me contando o que houve, sábado chegou aqui aos prantos e hoje com essa cara de quem ganhou na mega sena? O que eu perdi? Ela já foi entrando e exigindo explicações.

- Bom dia para você também Laura – eu revirei os olhos, sabia que ela viria correndo como boa curiosa que é – Não ganhei na mega sena, mas dormi ao lado da mulher da minha vida, então acho que é quase a mesma coisa, não é? – Dei de ombros como se fosse a coisa mais normal do mundo, mas já me preparando para milhares de perguntas que viriam a seguir.

- MENTIRAAAAA, me conta tudo pelo amor de Deus aninha – Laura gritou e eu quase a matei.

- Laura menos, não aconteceu nada, ainda – sorri –  a gente se acertou e ficamos “namorando” no sofá e tomando vinho, quando percebi já era tarde e ela me pediu para dormir com ela, MAS APENAS DORMIMOS NA MESMA CAMA – fiz questão de dizer um pouco mais alto essa parte para que ela entendesse logo. E como eu já previa ela não se contentou apenas com essas informações então acabei tendo que detalhar exatamente tudo para ela, até o nosso café da manhã – claro que não falei das torradas porque isso já seria demais né. Pode-se dizer que na parte da manhã acabei nem trabalhando quase nada, e logo já teria que correr para uma reunião. Almoço hoje seria quase impossível. Queria ir ao Arturito para almoçar e claro ver Paola, já estava com saudades, mas não, hoje não daria mesmo. Quando eu estava no caminho da reunião, meu celular avisou que havia chego uma mensagem, sorri ao ver que era dela.

Paola: Ei mi amor, espero que esteja bem, só estou passando aqui para dizer que amei, o café da manhã e cada segundo que passamos juntas, hoje meu dia será corrido e creio que o seu também, então a noite nos falamos melhor. E por favor senhorita Padrão não esqueça de se alimentar corretamente, a vida não gira só em torno de trabalho não, Ok?! Tenha um bom dia mi pequeno amor!

Repito o que já disse antes, como não se apaixonar por Paola Carosella? Sinceramente acho que é impossível, mas também se há alguma forma eu não quero nem saber. Não tive tempo de responde-la porque mal cheguei a porta da sala e Laura já me esperava com os papeis em mãos, a reunião já havia começado. Mas assim que saísse desse lugar chato eu ligaria para ela.

Definitivamente os dias mais felizes da minha vida estavam apenas começando, mas confesso que ainda sinto medo de algumas coisas. Eu não sei o que o futuro me reserva, não sei qual será a reação das pessoas quando souberem disso, e Fran? – meu Deus Fran, o que ela vai achar disso tudo? Ela é só uma criança. E o Pessoal do elenco? Nada entre eu e Paola está definido ainda, a não ser os sentimentos expostos, não existe rótulos e nada, apenas duas mulheres apaixonadas.

Muitos medos ainda me atormentavam e eu só pedia pra Deus que não deixasse esses medos me atrapalharem e que eu não acabasse fazendo tudo errado novamente.

     ---------------------


Notas Finais


Bjos Bjos amorinhos lindos e mais uma vez obg pelos comentários em todos os lugares rs <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...