História Se fosse simples. - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Gay, Original, Romance, Yaoi
Visualizações 15
Palavras 811
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá! Tudo bom? Espero que estejam ^-^
Depois de muito tempo, aqui estou com mais um capítulo dessa delicinha, eu estava com tanta saudades desse casal, me apeguei tanto a eles que voltei a escrever esta história. Aproveitei a criatividade que tive e voltei, vamos dizer que eu estava de férias, e nessa volta, eu tentei, voltar com tudo. Estou tão feliz por estar voltando a escrever essa história.
Espero que gostem do capítulo.
Boa leitura.

Capítulo 11 - Capítulo 11


A noite da formatura, finalmente, havia chegado. Como combinado, Jack iria buscar Cris em sua casa às 18:00, ele estava tão animado, havia planejado tanta coisa para aquela noite, iria aproveitar o clima por terem se formado para levar Cris a um jantar, em um lugar especial. Isso tudo era uma surpresa, apenas Teresa, a mãe do Cris, sabia sobre isso, para ela não ficar preocupada, já que Cris iria chegar tarde. Na hora marcada, Jack bateu na porta da casa do seu namorado.

- Jack, não está cedo? Ainda são 17:26. - Disse Teresa ao abrir a porta, tentava parecer séria, mas não conseguia. - Entra. Cris ainda está no banho. - Avisou.

Sentou no sofá e ficou conversando com Teresa, enquanto esperava por Cris.

- Encontrei um tratamento para o problema que Cris tem no olho direito. - Teresa comentou. - E eu consegui dinheiro o suficiente para levar Cris para uma cidade onde é  quente. Ele vai adorar lá. 

- Uma viagem? - Perguntou, ele não estava sabendo disso.

- Não, iremos nos mudar. - Disse sabendo que isso iria afetar a relação dos dois.

Seu pensamento, inevitavelmente, pensa em como seria ruim ver seu namorado longe dele. Logo agora que eles estavam tendo um relacionamento, agora que finalmente estavam namorando.

- É longe daqui? - Perguntou com esperança de que fosse perto.

- Sim.

Teresa não queria ver o olhar que Jack fazia, de um garoto abandonado, que via tudo desabando a sua frente. Só que ela teria que cuidar da saúde de Cris, e se mudar para um lugar quente era a melhor opção. Não sabia o que dizer, Teresa admirava a relação que os dois garotos tinham, mesmo assim, não pôde evitar, Cris teria que se mudar.

- Me desculpe, eu não queria atrapalhar seu planejamentos com ele. - Foi a única coisa que conseguiu falar para preencher o silêncio.

- Está tudo bem. - Mentiu ao se levantar, desanimado. - Eu vou esperar ele lá fora.

- Droga, acabei com a noite do garoto. - Reclamou consigo mesma.

Descendo as escadas, Cris queria não estar usando aquela máscara, apenas hoje, se pudesse, iria sorrir o quanto fosse possível para o seu namorado.

- Tchau, mãe, boa noite. Não precisa me esperar. - Diz se despedindo da mãe.

Cris saiu de casa e se impressionou com o carro que o esperava, uma limusine, Jack estava encostado na porta dela, com as mãos nos bolsos, onde ele aprendeu a ser tão sexy assim?

- Você está lindo. - Jack disse tentando não demostrar a sua tristeza.

- Você que está. - Falou abaixando a máscara, logo após deu um beijo no lábio gélido de Jack.

No caminho para o salão de festa onde séria o baile de formatura, que não era muito longe dali, trocaram poucas palavras, apenas ficaram sentindo o calor do outro, enquanto estavam sentados lado a lado.

A música já havia começado quando chegaram em seus destino. O lugar era bem espaçoso, com mesas nos cantos das paredes e o centro vazio para dançar. A luz escura deixava o salão com um clima romântico, que era acompanhado por uma música lenta. Cris sentiu vontade de dançar colado no seu acompanhante, mas preferiu ficar calado e seguir Jack, que se direcionava para uma mesa do outro lado do salão.

- Parece que todos estão nos olhando. - Disse Cris apertando a mão de quem o guiava, estava inseguro.

- E estão, mas isso é de menos. - Jack puxa Cris para mais perto de si, não deixando de caminhar até uma mesa no canto do salão. - Vamos nos divertir, ok?

- Ok. - Susurrou, tentando não tropeçar.

Sentaram-se a mesa, desanimado, Jack tenta não demonstrar sua tristeza, não adiantava, Cris já havia percebido que ele não estava a vontade, só que ele não conseguia imaginar por qual motivo ele estava assim.

- Me fala logo o que aconteceu, você está muito estranho. Eu te fiz algo? - Cris perguntou ao abaixar a máscara, sendo direto.

Suspirando, Jack prepara as palavras certas para explicar o que estava o incomodando, se preparando para o que iria acontecer a seguir. Estava com medo, medo de ser deixado, medo do Cris ir embora para sempre e não querer ter um relacionamento com ele. A última coisa que Jack queria era ter que abandonar a pessoa que amava, ou melhor, ser abandonado por quem ele finalmente pôde corresponder seus sentimentos. Sentia o coração ser apertado, esmagado, por que as coisas tinham que ser daquele jeito? O amor, seu amor, não adiantava te-lo encontrado se ele não podia ficar consigo, Jack sentia vontade de chorar, deixar seus sentimentos transbordarem, talvez assim Cris poderia sentir pena dele e ficar ao seu lado. Ele estava enganado, pois era esse mesmo sentimento que o outro tinha, o medo de Jack estar com ele por pena. Mesmo com declarações, eles ainda sentiam medo, o amor já não estava tão claro para eles? Deveria estar.


Notas Finais


Para os que já me conhecem, espero que gostem desse capítulo.
Me sigam para mais atualizações, comentem, favoritem!
Se me seguir eu sigo de volta.
Aproveite e me siga no amino! > http://aminoapps.com/p/9v8iph
Leiam as outras histórias minhas, e se preparem que semana que vem teremos mais!
(Desculpe qualquer erro)
Bom, quero agradecer a todos que me acompanham, que lê as minhas histórias, obrigada, obrigada pelo apoio. Até o próximo capítulo!
Ah! Eu estou escrevendo uma nova história, homem e mulher, é fofa, dêem uma olhada, vocês vão adorar. Se chama Me Ame, vocês podem encontra-la no meu perfil. Até.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...