História Se já estou no inferno porque não abraçá-lo? (Imagine BTS) - Capítulo 16


Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 54
Palavras 587
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura ♥️

Capítulo 16 - Ele de volta...


Fanfic / Fanfiction Se já estou no inferno porque não abraçá-lo? (Imagine BTS) - Capítulo 16 - Ele de volta...

Depois da transa tórrida que tive com J-Hope fomos para minha casa onde ele me deixou na porta e foi para sua casa.

Eu então entro em casa e vou em direção ao corredor que dá para meu quarto, porém sou impedido quando escuto uma voz, aquela voz... Ele estava de volta!!!! 

Como foi a transa com J-Hope?!

Escuto aquelas palavras e então me viro rapidamente e avisto Tae me encarando. Não sei oque aconteceu comigo mas quando vi eu já estava indo até ele e o abraçando. Tae muito frio me afasta de seu corpo.

Você estava com J-Hope não é? Vai fala?

É... Sim, estava!

Você gosta dele? 

É... Acho que sim!! 

Merda!

É....  Se  eu soubesse que você iria chegar hoje teria ficado em casa!

Dispenso a sua recepção. - sai da sala me deixando sozinho

Eu não entendo nada Tae estava estranho, parecia estar com ciúmes... Eu na hora não acreditei nas minhas desconfianças então fui para o meu quarto onde comecei a ouvir barulhos de vidros quebrando.

Eu fiquei preocupado então decidi ir até o escritório de Tae onde encontrei ele sentando em seu enorme sofá olhando para o chão. 

Você está bem?!

Sai daqui Jimin.

Eu não obedeço ele e então me sento ao seu lado e paço meu braço em suas costas. Tae estava chorando e parecia bem abalado. 

O que houve Tae, porque está assim? 

Não te interessa... - passa a manga da camisa no nariz. 

Me interessa sim! Tudo sobre você me interessa... 

Você e J-Hope estão namorando? 

Não! Nós só saímos alguns dias e acabamos nos aproximando! 

Sei que tipo de aproximação... 

É... Só aconteceu uma vez! 

Eu não me importo! - levanta e fica a minha frente. 

Só falei! 

Porque eu me importaria não é mesmo?!  Nós não temos nada nem nunca teremos então... 

É... Você tem razão... Bom Boa noite, eu vou voltar para meu quarto! 

Levanto e sigo até a porta e é quando Tae me vira e me prensa na porta fazendo a mesma fechar e fazer um enorme barulho. Tae olha fixamente pra minha boca e então fala:

Eu duvido que o gosto de daquele infeliz seja melhor que o meu! - Me pega pela nuca e me olha com um olhar de desejo. 

Tae me beija e me faz perder o chão junto do ar, me senti nas nuvens. Aquele beijo foi a gota da água! Eu amo Tae e não quero ficar longe dele nunca mais... 

Tae separa nossos lábios e junta nossas testas fazendo um sentir a ofegante respiração do outro. Nós não aguentamos e nos beijamos loucamente de novo, como dois apaixonados até que em meio o nosso beijo eu solto algo que jamais pensei que fosse fazer tanto estrago... 

Ahh Tae, eu, eu te amo! 

Tae para de me beijar imediatamente e me encara fixamente sem sequer piscar. 

O que você disse? - faz cara feia. 

Falei que, que te amo Tae! 

Hurum... Volte para seu quarto Park Jimin. - coloca as mãos na cintura. 

Mas e nós? Nosso beijo? Vai fingir que nada aconteceu?! 

E aconteceu alguma coisa? Foi só um beijo, e um beijo não significa nada. Exatamente nada, pelo menos não pra mim! - arquea a sobrancelha e olha para o enorme quadro na parede. 

Saio do escritório dele praticamente chorando, eu amo esse homem como jamais amei outro alguém. Me jogo na cama e então penso em J-Hope que está inocentemente se iludindo comigo já que não o amo. Acho que por carência acabei me apegando a J-Hope, confundi os sentimentos. Confundi amor com carinho... 





Notas Finais


Espero que gostem!!! ♥️♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...