História Se já estou no inferno porque não abraçá-lo? (Imagine BTS) - Capítulo 18


Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 52
Palavras 755
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura nenis ♥️

Capítulo 18 - Corredor...


Fanfic / Fanfiction Se já estou no inferno porque não abraçá-lo? (Imagine BTS) - Capítulo 18 - Corredor...

Acordo faço minhas higienes matinais, me olho no espelho e então lembro de ontem. Lembro somente de Tae claro e isso me faz soltar um belo de um sorriso bobo. 

Vou para mesa, me sirvo e Tae chega um pouco depois e passa a mão em meu cabelo. Eu apenas dou um sorriso pra ele que se ajeita na mesa, ele serve suas comidas fitness enquanto fala comigo mas sem contato visual. 

Depois que você tomar seu café arrume-se nós iremos sair. - bebe seu suco detox .

Onde vamos?! - falo animado.

Você é muito curioso sabia?! - da um sorrisinho e sacode a cabeça.. Nós iremos ao shopping, iremos comprar roupas decentes pra você.

Ah - falo desanimado.

Que foi não quer mudar seu visual?! - franzi a testa sem entender.

Não é isso, é que pensei que iríamos fazer algo mais divertido! - faz biquinho.

Quem sabe, se você se comportar... - arquea a sobrancelha.

Eee!!! - bate palmilhas.

QUEBRA DE TEMPO

Chegamos no shopping e então fomos em várias lojas. Entramos em uma e enquanto eu ficava escolhendo as roupas tae ficava sentado em uma poltrona enquanto as vendedoras e clientes babavam sobre o corpo escultural de Tae.

Eu estava no último provador apenas de cueca quando alguém abre imediatamente fazendo eu levar um susto. Era Tae, aquele safado! Ele sem me dar chance de falar me pega no colo e me prensa na parede com um beijo quente. Eu rebolo no colo de Tae que aperta minha bundinha fazendo ele sentir ainda mais meu membro já ereto.

Nós somos interrompidos quando uma alma dos infernos que provavelmente era a vendedora pergunta se tinha servido a calça ou tinha que ser um número maior, pra despistar ela eu falo que precisava de um maior. 

Tae arruma seu terno preto, justo extremamente sexy e pisca pra mim. Ele põe a cabeça pra fora do provador e então eu empurro ele contudo pra fora do provador fazendo ele ficar vermelhinho de vergonha.

Depois disso nós fomos em outras lojas e paramos em uma sorveteira onde batemos um papo bem agradável... 

Porque passou tanto tempo fora?!

Sou um homem de negócios, preciso estar sempre atento... 

Hum... Quer dizer que você tem mais boates?!

Muitas outras, você nem imagina quantas... - sacode a cabeça levemente.

E todas são bonitas como a daqui?

Ainda mais bonitas... Qualquer dia que eu for pra Las Vegas te levo junto para você conhecer minha boate que fica em cima de um cassino que também é meu!

Sério?! Você tem um cassino?! Tipo aqueles que ficam no mar? - falo surpreendido.

Um não, 36! Ao todo em Las Vegas são 3. Aqui que eu não tenho nenhum! E sim eles flutuam! - diz debochado.

Que top!

Bom falando em boates, já preparou um número para hoje à noite?!

Eu vou ter que ir de novo?! - digo soltando um profundo suspiro.

Sim Jimin! - pega em minha mão. Mas não se preocupe, você não irá fazer programas! Você é meu, só meu e ninguém irá te tocar nunca mais. À não ser eu claro!

Fico feliz ao ouvir aquelas palavras mas também com um pouco de medo, Tae fala de um jeito amedrontador....

Fomos para casa já era meio tarde então me arrumo e vou com Tae para boate.

Eu estava no corredor do camarim quando escutei uma conversa entre os meninos e as moças da maquiagem. Eles falavam sobre mim e Tae. E um deles falou algo que me mexeu comigo, ele falou:

-  "Eu tenho é pena desse menino iludido, mal sabe ele que Tae só vai usar ele e assim que chegar outro objeto sexual pra ele, ele irá descartá-lo como fez com todos aqui..." 

Meus olhos enchem de lágrimas naquele momento mas continuo escutando. E outro menino fala:

-" Comigo foi bem assim, ele me encheu de presentes me prometeu Deus e o mundo e chegou até a dizer que eu não iria mais fazer programas. Que eu era o babyboy dele e só dele... E o trouxa aqui acreditou né!! E olha onde eu estou agora... O único que deu sorte foi Jung! Aquele sim deu sorte, já nós aqui..."

Escuto aquelas coisas e percebo que eu estava sendo usado, que Tae não mudou em nada... E que mais dias ou menos dias eu iria ser trocado por outro e voltar a fazer programas! Saio dali correndo e então saio pela porta dos fundos onde colocam o lixo. Eu sento em único degrau que tinha e começo a chorar desesperadamente, eu me sentia uma criança desprotegida é como se eu não fosse preparado para o mundo eu só me machuco e me machuco... 




Notas Finais


Tadinho do Jiminzinho! Gente não odeiem o baby Tae, vocês vão conhecê-lo melhor! 😉 #naoodeiemotae ❤️

~Continuação no próximo capítulo ~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...