1. Spirit Fanfics >
  2. Se quiser eu compro uma camisa pra você! >
  3. Capítulo único.

História Se quiser eu compro uma camisa pra você! - Capítulo 1


Escrita por: Alex_cut

Notas do Autor


AVISO :

Nem um dos personagens me pertence. ( Óbvio)
Pra quem viu " História original" e está pensando em denunciar ( Seria o certo a se fazer) deixe-me explicar por favor.
Infelizmente não achei na categoria "Filme" a opção "Crepúsculo" tentei outras categorias, como por exemplo " Livros" e até " Lendas" para ver se tinha pelo menos, vampiros, ou algo do tipo, mas infelizmente não consegui encontrar então coloquei " História original" mas com certeza vocês sabem que essa história não pertence a mim kkk

Bem era só isso.

Categoria : Filme.
Crepúsculo.

Essa história se passa depois do final da saga crepúsculo, espero que goste.

Capítulo 1 - Capítulo único.


Fanfic / Fanfiction Se quiser eu compro uma camisa pra você! - Capítulo 1 - Capítulo único.



Iria fazer mais ou menos um mês que bela e Renesmee viajaram para o Brasil, para a Cullen mais nova conhecer seus "parentes" no Brasil, viagem essa promovida por Edward, nas palavras dele... " Será ótimo para Renesmee rever as amigas que fez, naquele época!" Época essa que Edward se referia era quando sua família estava em conflito com os Volturi. É claro que essa viagem era apenas um pretexto para manter Renesmee longe de Jacob. Edward avia percebido que o lobo tem estado mais presente aos arredores de sua casa, não precisava nem olhar o lobo para saber oque ele estava pensando quando via ou ficava a sós com Renesmee, literalmente ele sabia oque o moreno pensava. E como um pai muito protetor, era óbvio que o mesmo não iria deixar aquele lobo com cheiro de cachorro molhado por as mãos em sua filha, não tão cedo. Já unia o útil ao agradável, além de conhecer pessoas novas, sua filha ainda iria estar a salva das garras de Jacob ao menos por enquanto. 

- Você sabe que não pode manter eles separados pra sempre, não é? - Emmett o vampiro que deveria estar do seu lado disse em claro sinal de guerra... Ou de reprovação a sua decisão. - Logo , logo vai rolar, Renesmee não é mais sua bebezinha, Edward. - Disse com um olhar malicioso. 

Um tronco de árvore foi jogado contra o moreno com muita força, fazendo assim ele ir de encontro a outra árvore ali perto que quase foi derrubada com o impacto. 

- Cala a boca Emmett, Renesmee ainda é uma criança. - Rosalie esbravejou limpando as mãos.

Jasper e Alice observavam tudo em uma certa distância, os "jovens" Cullen estavam caçando em seu território. Edward, Emmett, Rosalie, Jasper e Alice aviam combinado uma caçada em família porém como esperado, Carlisle e Esme decidiram ficar em casa aproveitando seu momento a sós, livre dos filhos pelo menos por um dia que seja.

Os cinco caçavam com habilidade e precisão, porém ainda não tinham abatido nem um animal, já que eles gostam de enrolar nas caçadas e Emmett sempre da um jeito de levar os outros a uma competição, já avia um tempo que os mesmos estavam testando sua força.

- Não precisava disso. - Emmett falou se recompondo e voltando para perto dos outros vampiros.

- Se você estivesse no lugar do Edward talvez entendesse oque é sensibilidade com as mulheres. - A loira praticamente gritava no ouvido do namorado em defesa de sua sobrinha mais que querida.

- Ouvir dizer que os lobos são bem sensíveis a mudanças corporais e feromonios. - Jasper se pronunciou ganhando a atenção de todos.

Alice o abraçou olhando para Edward que o fitava esperando uma continuação da explicação e logo se justificou pelo amado.

- Não esses tipos de lobos, os normais... Ele ultimamente tem lido muito sobre o Reino animal.

- Isso não quer dizer que esses lobos também não sintam isso, fala sério nós não sabemos praticamente nada sobre eles... - Emmett parou de falar ao receber um soco no ombro de Rosalie.

- Não gosto do jeito que Jacob vem agindo de uns tempos pra cá, eu concordei em apoiar as futuras investidas dele em relação a Renesmee, não que dizer que vou deixar ele tocar em minha filha, ela acabou de fazer 15 anos. - Os outros vampiros podiam sentir a preocupação que emanava de Edward.

- Pelo menos você tem um tempo pra relaxar antes que a Bella e Renesmee voltem do Brasil. - Alice ditou tentando consolar o irmão, nem imaginava oque ele deveria estar passando como pai de primeira viajem.

- Se quiser eu posso colocar Jacob na linha assim como todos os Lobos daquela alcateia. - Com um sorriso confiante Emmett bateu um punho fechado na palma da outra mão.

- Não é necessário. Agora nosso acordo de paz com os lobos está mais forte do que nunca, não vou estragar tudo por ciúmes de minha filha. - Disse Edward querendo rir do jeito bruto que Emmett sempre agia em citações como essa.

- Pelo contrário, eu acho que você tem toda razão em querer manter Jacob longe de Renesmee ao menos até isso passar.

- Como assim, Jasper? - Rosalie cruzou os braços olhando para o casal.

Alice sorriu sem graça e Jasper continuou com a mesma expressão de sempre, os três já sabiam, aqueles dois estavam escondendo alguma coisa.

- Alice, oque você viu? - Rosalie fez a pergunta que todos além de Jasper queriam fazer.

- Bem... Err eu vejo muitas coisas! - Continuava com o seu sorriso encantador que enganava qualquer um menos seus irmãos.

- Edward fala... Oque ela viu! - Ordenou Emmett.

Edward olhou para a irmã, não iria ler a mente dela sem sua permissão, se ela não queria contar com certeza avia um ótimo motivo.

- Não faria isso com nem um de vocês por motivo pessoais .

Alice olhou de maneira doce para Edward, o mesmo virou em um pisca de olhos não estava mais ali, mas eles ainda conseguiam sentir sua presença.

- Isso era pra ser uma caçada em família, idiota! - Foi oque Emmett disse, logo sumindo assim como o outro vampiro.

- Agora pode falar... - Rosalie disse de maneira dura e fria. - E nem pense em tentar mentir pra mim...

Jasper e Alice se entre olharam e o mais velho resolveu falar, sabia como era o temperamento da loira e mesmo ele que mechia com emoções não se arriscava em desafiar Rosalie quando o assunto era Renesmee, a loira era bem mais protetora quando se tratava da pequena, mais que os próprios pais da menina.

- Digamos que Jacob não está controlado seus instintos, tanto quanto deveria.

Curto e grosso, foi o suficiente para Rosalie entender do que se tratava.

A caçada dos Cullen não durou muito depois daquela conversa, Edward foi o primeiro a volta para sua casa, enquanto Emmett deu um jeito de segurar Rosalie, Jasper e Alice para mais desafios de força, agilidade e velocidade.

Quando chegou em casa assim que Edward, abriu a porta sentiu aquele cheiro horrível de cachorro de rua molhado, sua casa era impregnada por aquele odor naturalmente já que Renesmee recebe a visita de Jacob constantemente. Porém o cheiro era forte, assim que adentrou a sala de estar viu o moreno sentado no sofá sem camisa como sempre e de calça jeans está sem sapatos. Seu cabelo bagunçado por natureza, tão rebelde e selvagem quanto o próprio dono.

Jacob assim que percebeu a presença de Edward, levantou em um pulo do sofá iria se aproximar mais o vampiro fez um gesto com a mão pedindo distância.

Assim Jacob fez, sabia que seu cheiro ficava bem mais forte quando se transforma e tinha acabado de sair de sua forma de lobo, também Edward avia acabado de caçar e seus sentimentos ficam mais apurados depois de uma caçada.

- Seja oque for que você queira, vai ter que esperar. - Após pronunciar tais palavras o homem de pele pálida foi em direção as escadas e subiu degrau por degrau, não fazendo questão nem uma de correr como o vento.

Edward demorou um pouco no banho, queria tirar o cheiro de sangue que estava por todo seu corpo, sabia que isso incomoda Jacob e como um bom cavalheiro que é, não iria deixar alguém desconfortável na sua presença, já era desconfortável falar com alguém que pode ver oque você está pensando, agora ter que suportar um cheiro que você não gosta era o alge, ele sabia muito bem disso, tinha uma boa ideia de como é se sentir desconfortável com um cheiro de um lobo a diferença é que eles não controlavam isso e Edward entendia.

Assim que voltou viu o moreno segurando um porta retrato em sua mão, Edward sabia qual era,, o que sua esposa e filha haviam tirado juntas em um dia de inverno.

- É muito bonito, não é mesmo? - Falou um pouco alto para chamar a atenção de Jacob.

- Sim, muito... - Assim que percebeu a presença do Vampiro colocou o objetivo na mesa de sentro onde se encontrava a poucos minutos.

Edward não deixou de perceber um comportamento estranho por parte do moreno, ele normalmente não é destruído.

- Então oque veio fazer aqui? - Perguntou de uma vez.

- Você já deve saber... - Se virou para ficar de frente a Edward. - Vai fazer três semanas que Bella e Renesmee estão longe da reserva. Você não falou onde elas estão, a alcateia está ficando irritada.

- A alcateia ou você?

- Tanto um quanto o outro. - Cruzou os braços fazendo os músculos se destacarem.

- Jacob, antes de Renesmee ser uma meio humana ela é primeiro milha filha. Não pode querer impor nem um tipo de autoridade sobre ela, não comigo. - As orbes cor de mel fitavam Jacob intensamente.

- Eu sinto que o problema não é só os lobos, Edward. - Disse firme.

Edward suspirou lembrando da conversa que teve com Bella um dias antes da mesma viaja com a filha. Ela queria que Edward fosse mais compreensivo e tentasse se aproximar mais de Jacob, afinal logo eles iam se tornar uma família.

Achou melhor tentar falar algo, pelo menos para ver se Jacob compreendia que seu lado paterno falava mais alto e essa idiotice de lobo iria ter que esperar muito mais tempo.

- Jacob eu sei... Sabre tudo que aconteceu e eu entendo você não consegue ficar longe de Renesmee pelo seu instinto. Mas acha justo prender ela a você longe do mundo? Renesmee é bem mais que uma meio humana, ela é uma adolescente que está se descobrindo e não pode fazer isso com um cão de guarda a vigiando a cada dois passos, todos os dias...

Ele queria ter sido mas sensível, esse era o plano no começo mas a medida que foi falado não conseguio segurar o verbo.

- Você acha que eu faço isso porque quero? Se você entendesse pelo menos um pouco sobre imprinting, saberia porque eu e Renesmee não conseguimos ficar muito tempo longe um do outro. - Falou no mesmo tom que o Vampiro.

- Você não consegue ficar longe dela, Renesmee ainda é uma adolescente Jacob. - Disse frio.

- Por acaso ela te falou isso Edward?

- Se você olhasse pra minha filha de um ponto de vista sem ser de um lobo faminto talvez teria percebido que ela se sente sufocada quando você está por perto.

Jacob abriu a boca porém nada foi dito, aquelas palavras avia pegada bem no fundo de seu ego. Talvez, só talvez Edward estivesse certo. Mas oque o incomodou não foi só saber que estava incomodando Renesmee e sim Edward achar que o mesmo é um tarado.

- Espera... Você tá achando que eu vou tentar alguma coisa com Renesmee? Tipo... Sexualmente? - Levantou uma sobrancelha.

Edward não soube oque responder, realmente sim, ela achava isso, tudo apontava pra isso, os pensamentos do lobisomem, seus pensamentos e o cheiro dele que estava ficando cada vez mais forte. Tanto que quando o vampiro voltou do banho avia prendido a respiração.

Por algum motivo Edward não conseguia disse que sim, achou muito ofensivo, e por outro não iria dizer que não, afinal seria mentira e Jacob já avia descoberto então não faria nem um sentido mentir. Então resolveu o dá uma resposta vaga.

- Eu estaria errado no caso?

O lobo sorriu de canto, não acreditava que aquele vampiro avia mandado sua filha para outro país por medo do mesmo.

Parando para pensar até que Jacob não achava má ideia, seria melhor para seus instintos e com certeza ajudaria com o fato da filha de Bella não ficar mais sufocada, por pior que seja no momento, já que seu instinto o faz querer ficar perto dela a todo momento.

- Estaria, sim, eu não sou nem um pervertido Edward, sei muito bem que Renesmee é uma criança, não faria nada do tipo com ela. - Ele voltou a sentar no sofá, dando o assunto por encerrado.

Porém Edward não achou que aquela conversa deveria acabar ali. 

- Suas palavras não batem com seus pensamentos! - Afirmou.

Dando a entender que os pensamentos de Jacob não eram tão seguros quanto ele pensava.

Não já bastava ter que dividir pensamentos com toda alcateia agora ainda avia um vampiro intrometido fuçando sua mente.

- Entendi... - Suspirou, era melhor se explicar pelo visto, se começasse uma discussão não iria adiantar em nada. - Você deve saber que a um período na vida de um lobo que ele tem que enfrentar o cio. 

Edward andou sorrateiramente até Jacob e sentou ao seu lado .

- Normalmente nós, os " lobisomem" não passamos por isso, mas as mudanças no corpo de Renesmee vem me afetando diretamente.

Por um segundo Edward se sentiu mal, não que estivesse comovido ou algo do tipo, ficou semanas pensando que Jacob era um pervertido pedófilo, não podia imaginar que os pensamentos e reações de seu corpo era involuntário, como vampiro ele não entendia do assunto muito bem, afinal foi transformado ainda adolescente.

- Me... Me... Desculpa. - Disse baixo e quase engasgou.

Jacob não sentia a necessidade daquele pedido de desculpas porém não comentou nada era raro ver Edward arrependo de algo, era sua chance de aproveitar a sensação.

Jacob fechou os olhos inspirado profundamente, agora sim o assunto estava encerrado, Edward parecia ter concordado e permaneceu em silêncio observando as expressões que o moreno fazia. Já era hora de ir, porém o lobo não queria, estava extremamente carente por atenção, e por algum motivo quanto Edward chegou essa necessidade passou, talvez por ele ser pai de sua Ness e seu cheiro ser parecido. Quase igual ou mais forte.

- Jacob... - Quebrou o silêncio. - Você sabe eu sei que você protege os humanos e tal, mas você não tem outro emprego?

- Porquê a pergunta? - Continuo com os olhos fechados.

- Você parece não ter dinheiro pra comprar uma camisa, se quiser eu posso te dar uma...

Vampiros na maioria das vezes não sabiam diferenciar gentileza de ofensa e Jacob sabia disso porém não sabia que Edward era esse tipo de vampiro. Abril os olhos e virou o rosto para encarar o homem ao seu lado.

- Eu sei que quis ser gentil, mas isso foi bem ofensivo.

- Quem disse que eu quis ser gentil... Jac ? - Sorriu sarcástico.

Extremamente ofendido, era como ele se sentia no momento, porém sabia que era uma brincadeira. Só avia um problema, por algum motivo, aquele sorriso sarcástico, o olhar brincalhão e a pronunciar de seu apelido dito por aquele vampiro, despertou seus sentidos em um nível completamente diferente de antes. A imagem dos lábios de Edward se tornará bem mais atraente, Jacob não sabia em que momento avia se aproximado do outro, mas lá estava ele, o encarando bem perto de seu rosto, Edward podia sentir a respiração de Jacob bater contra seus lábios. 

Todos os seus instintos diziam para precionar seus lábios contra o dela, para explorar a boca do mesmo e como um lobo nunca ia contra sua seus instintos, foi o que fez, em um movimento quase tão rápido quanto um vampiro Jacob juntou seu lábio ao de Edward.

O vampiro não podia acreditar no que acabou de acontecer, avia um lobo, não qualquer lobo, seu futuro genro está o beijando. Edward colocou as mãos no ombro de Jacob com a interação de o empurrar mais antes que pudesse fazer isso sentiu o mesmo pedir passagem com a língua oque mais confundiu o vampiro não foi Jacob pedir para adentrar sua boca, ficou confuso com sigo mesmo por permitir tal passagem assim que o mesmo pediu.

O moreno explorava cada canto da boca do vampiro, sentia um frio gostoso percorrer por seu corpo já Edward sentia o calor que emanava de Jacob invadir cada centímetro seu, como Bella fazia quando era humana... Droga o pior não é ter comparado Jacob a Bella... Mais sim estar achando o beijo dele melhor que o dela.

Edward já estava totalmente confuso, não estendia porque estava continuando com aquilo e porque seu corpo reagia aos toques de Jacob.

Quando o beijo de limgua foi separado por Jacob que precisava de oxigênio pra continuar vivo ao contrário de Edward, a expressão no rosto do vampiro já não era mais de choque, ele estava surpreendentemente calmo. Após alguns minutos ao ver que Jacob avia recuperado o fôlego ele o puxou para outro beijo, dessa vez bem mais intenso, e agora que seu corpo estava mais quente aquilo se tornava mais gostoso a medida que Jacob ia ficando mais ousado em seus toques.

O moreno em um certo momento desceu a mão direita pela cintura do homem de pele pálida ao mesmo tempo em que passou a beijar e morder seu pescoço com certa brutalidade, o ambiente estava bem mais quente para Edward e seu corpo já estava completamente entregue ao moreno, ela já não pensava em mais nada, era como seu ser racional tivesse desaparecido e pra falar a verdade ele não queria que ele voltasse tão cedo.

Jacob no auge de seu atrevido abaixou o jeans junto com o box que Edward usava, segurando o membro dele firme em sua mão, um gemido abafado saiu da boca do vampiro que passou os braços pelo pescoço do moreno que por sua vez voltou a atacar a boca do mesmo em um beijo selvagem.

Enquanto Jac fazia uma massagem lenta na glande do maior, Edward resolveu agir também, sorrateiramente como só um vampiro conseguia ser, ele foi abaixando o jeans do outro porém foi surpreendido quando Jac o empurrou contra o sofá, assim o fazendo deitar-se e ficando por cima do maior.

Jacob continuou com a massagem e Edward voltou a tentar tirar o roupa que o moreno usava em baixo com um pouco de dificuldade conseguiu, porém quando o mesmo ia toca sua intimidade, Jacob o impediu segurando seu punho, assim Edward o fitou sem entender.

- Você... Que parar? - Perguntou confuso com a reação do lobo.

Jac apenas balançou a cabeça em negação, tocou o seu membro no do outro, um choque térmico percorreu o corpo de ambos.

De forma lenta Jacob se moveu já precionando ambos os membros com mais força, fazendo assim os dois homens gemerem de prazer, e como isso foi bom para os ouvidos de ambos, sem mais enrolar Jacob começou a masturbação mútua, alternando de movimentos leigos e provocantes para rápido e ferros, os sentidos de Edward nunca estiveram tão ativos quanto esse momento em que um lobo estava o dando um prazer que nunca pensou que sentiria, Jac sentia o cheiro de Edward, bem mais excitante era estranho e aconchegante ao mesmo tempo que se torna confortável. Assim eles permanecerá, entre movimentos brutos e gemidos suaves. Isso só terminou quando ambos chegaram a seu limite.



[...]

.

.

.


- Como foi a noite? - a voz de Alice nunca forá tão ajustadora para Edward, quanto naquele momento, por algum motivo ela e Jasper estam passando por ali e resolveram fazer uma visita. 

- Normal. - Disse seco.

- É impressão minha ou você está de mal humor Edward. - Jasper sorriu minimamente, estava sentado no sofá, ao lado de Alice.

Aquele sofá, ainda não se aproximou dele des do ocorrido.

- Impressão sua, Jasper...

O casal se entre olhou, Alice sorriu de lado voltando a olhar o irmão, Edward tinha certeza, ela avia previsto isso e não falou nada. Como ela pode o deixar, trair Bella?

- Edward, não precisa mentir pra nós dois, sabemos o que aconteceu aqui, sobre você e o...

- Calada... - a interrompeu. - Por favor não repita essas palavras.

- É bem inusitado ver você constrangido, até diria que interessante.

- Eu só não entendo, se você já sabia oque estava por vim, porque não impediu Alice? - Resolveu deixar Jasper de lado.

Alice o fitou, por um minuto ficou em silencio os outros dois esperaram a resposta da garota que não demorou a vim.

- Jacob está passando por um momento difícil é natural que ele queira, como posso dizer... Um companheiro pra esses tempos difíceis, então eu pedir pro Jasper me ajudar.

Edward abriu a boca mas nada saiu, lembrou do momento em que Jacob o beijou, como suas emoções mudaram de uma hora pra outra, de surpreso ele ficou totalmente calmo e sereno.

- Como vocês puderam? - Aumentou o tom de voz. - Você me fez trair a Bella, e pior colocou um desejo que não existe em mim e no Jacob.

Alice sorriu de lado e levantou sendo acompanhada por Jasper.

- A única coisa que eu fiz, foi deixar você calmo... Nada além disso. - Disse Jasper segurando a mão da vampira.

- Edward, se isso não acontecesse com você, seria com Renesmee.

Edward lembrou que a ideia de mandar Renesmee para o Brasil, foi única e exclusivamente de Alice, a garota já sabia disso a muito tempo e sabia que Edward não iria quebrar a promessa que a fez.

- Além do mas, isso só aconteceu porque vocês dois quiseram, não coloque a culpa pra cima de nós dois.

Jasper sempre insensível, que bom que Alice sempre aliviava suas palavras.

- O que ele quer dizer é que se isso realmente aconteceu não foi por influência de ninguém. E fala sério é só por um tempo até aquele lobo voltar ao normal.

Edward olhou pela janela, estava indignado, principalmente confuso. E por algum motivo não sentia que avia traído Bella.

- Espera como assim, "só por um tempo"? - Quando virou para ver o casal os mesmos já não estavam mais lá.

Edward suspirou casado mentalmente é claro , precisava realmente resolver isso, provavelmente Alice fugiu porque sabia que ele iria ler sua mete se ficasse e estava certa.

Olhou mais uma vez para o sofá, ele não se sentia mal, não sentia que tinha traindo Bella, muito menos Renesmee. Seria melhor esquecer isso antes que a culpa batesse a porta.

E por incrível que pareça ela bateu, três vezes, e via acompanhada de um cheiro familiar, não sabia se era Jasper controlando suas emoções novamente por ele se sentia feliz.

Balançou a cabeça e foi atender a porta na velocidade da luz, quando abriu viu ele, o lobo moreno de olhos escuros, porte físico bem melhor que o seu, com o cabelo molhado, que estranho n avia percebido que estava chuvendo.

- Oi... - Disse baixo. - Eu.... Posso entrar?

Edward relutou contra si mesmo, mas já que o não muito menos o sim saia ele resolveu falar oque resultou em tantas dúvidas na noite anterior.

- Sabe... Se quiser eu compro uma camisa pra você! - Sorriu de lado para o moreno.

Jac sorriu também, olhou para sim mesmo e depois voltou a olhar Edward.

- Acho que estou precisando de mais de uma...


Perto dali uma vampira morena sorriu de lado ao ver que o lobo avia entrado na casa de seu irmão.

- Tantas formas de evitar que Jacob ficasse a sós com Renesmee e você escolhe logo essa?

A garota sorriu de lado abraçando o braço do namorado, e começou a andar para longe da residência.

- Não subestime as atitudes de uma mulher amor... Ainda não quando ela é uma fujoshi.

Piscou pra ele, que sorriu de lado, sua namorada realmente não tinha jeito. Provavelmente quando chegasse em casa iria para o notebook escrever uma fanfic sobre esses dois. 





Notas Finais


Olha só quem tá postando com duas fanfics pra atualizar. Peço perdão. Eu realmente não tenho vergonha. Kk
Desculpe qualquer coisa.
Eu não gosto muito desse casal, na verdade nunca pensei nesse casal até um tempo atrás.
Estava vendo uns vídeos no YouTube quando acabei vendo um filme "Que os vampiros se mordam" é tipo uma comédia de crepúsculo que eu não recomendo, mas em meio a isso rolou um beijo Gay do Edward e Jacob, eu fiquei tipo "WHAT?" mais como era comédia nem liguei, daí a ideia de fazer uma fanfic desse casal veio em meio a uma caminhada solitária. Eu realmente não bato bem das ideias, porque nem shipp esse casal eu shippo.. Mas fiz mesmo assim.

Bem é isso.

Espero que goste.

Ps : Coloquei minha revolta sobre o Shipp "Renesmee e Jacob" então desculpa pra quem shippa, mas eu odeio sinceridade e acabei colocando isso no Edward kkkkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...