História Se um dia você tiver a Coragem - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Demi Lovato, Fifth Harmony, Glee, Lauren Jauregui, Pretty Little Liars
Personagens Camila Cabello, Demi Lovato, Lauren Jauregui
Tags Amizade, Amor, Camila Cabello, Camren, Demi Lovato, Dennel, Jennel Garcia, Lauren Jauregui, Lesbicas
Visualizações 96
Palavras 1.566
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Literatura Feminina, Mistério, Musical (Songfic), Orange, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OLÁ sei que estou atrasada um dias, mas eu vou começar apostar na terça, minhas aulas da faculdade começaram, mas vou me esforçar bastante para manter toda semana.
Boa Leitura

Capítulo 3 - Capítulo três: Ela voltou


Fanfic / Fanfiction Se um dia você tiver a Coragem - Capítulo 3 - Capítulo três: Ela voltou

Dias de hoje...

—Terceira vez nesse mês senhorita. —O guarda disse na frente das grades.

—Como se você não gostasse, xerife O’Brien... ver minha mãe... —Ela disse com um sorriso malicioso.

—Mais respeito mocinha. —Falou entre dentes.

—Alguém veio buscar a menina. —Outro oficial falou atrás do xerife.

—Dessa vez foi rápido. —Ele piscou para menina.

—Rápido até demais. —Suspirou.

Jennel andou até a sala de espera e se surpreendeu ao ver seu irmão. Puck estava diferente, ele estava com uma farda e esbanjava um ar diferente.

—Oh, por favor, me leve de volta para cela. —A menina reclamou.

—Ela é toda sua. —O xerife falou ao homem.

—Cadeia? Sério isso? —Puck questionou.

—Não venha me dar sermão, você não tem o direito e nem a moral. —A menina pegou suas coisas e saiu da delegacia.

—Eu sou seu irmão mais velho.

—MEIO IRMÃO... ou esqueceu que você sempre me falava esse detalhe.

—As coisas mudaram. —Suspirou.

—Você tem razão. —Ela se virou bruscamente trincando o maxilar. —Eu mudei e você também Noah, POR QUE VOCÊ NÃO VOLTA PARA CIDADE DOS SONHOS E ME DEIXA AQUI QUIETA COMO VOCÊ E AQUELAS VADIAS TRAIDORAS FIZERAM?

—Vadias traidoras? Espero que não esteja se referindo a nós. —Selena saiu do grande carro ao lado de Puckerman.

 Logo depois de Selena, Marissa e Demi saíram também. Jennel prendeu o olhar na morena de olhos castanhos claros e sua raiva aumentou.

—Ótimo, o circo veio para cidade. —Ela soltou mais um alfinetada e saiu andado.

—JENN! —Demi gritou, mas a garota apenas saiu correndo.

—Por que ela foi presa? —Selena perguntou.

—Ela hackeou o computador da delegacia... Estava procurando alguma coisa sobre o pai dela... —Suspirou.

[...]

Jenn chegou em casa com a cabeça estourando, Demi estava diferente, ela estava linda, seu cabelo estava curto deixando a mulher que ela se tornará séria.

A garota se olhou no espelho e não foi apenas a Demi que mudou nesses cinco anos. Seus cabelos estavam na altura dos ombros, com franja e luzes, seu corpo havia mudado muito, ela foi uma criança rechonchuda, mas agora poderia ser considerada uma garota gostosa, em seu lábio havia um piercing bem no centro e alargadores pequenos nas orelhas.

—Jenn? Tudo bem filha? —Sua mãe chamou.

—Tudo ótimo, mãe, estou indo para casa da Michelle. —Gritou.

—Tudo bem...

A garota rapidamente pegou sua mochila de escola, seu notebook, algumas roupas e a chave de seu carro.

Cerca de dez minutos se passaram e Jennel já havia chegado à casa da amiga, a mesma a atendeu sorridente, mas quando viu seu estado, o sorriso morreu.

—Ela voltou...

[...]

—Você já a superou, ela foi algo do seu passado, mas agora só é uma garota que você pegou. —Michelle falou balançando a amiga.

—Isso aí... —Jennel colocou no rosto seu melhor sorriso e entrou triunfante na escola.

As pessoas abriam caminho para as garotas e lá estava Puck, Demi, Selena e Marissa em frente à diretoria. Jenn abriu seu armário ignorando a chamada de Puck.

—Difícil em amigo. —Nick veio em direção a eles.

—O que faz aqui Jonas? — Puck perguntou.

—Ajudo o treinador do time de futebol.

—Humm...

—Olá Sr. Jonas. —Michelle falou sorridente.

—Olá garotas... Jenn. —Ele cumprimentou a garota ao lado de sua amiga.

—Nick... —A menina lê lançou um olhar malicioso e foi em direção a sua sala.

—O que foi aquilo? —Selena perguntou.

—O que?

—Ela quase te comeu com os olhos Nick...

—Ela cresceu... —O garoto suspirou.

—MAS CONTINUA SENDO MINHA IRMÃ NICHOLAS! —Puck trincou os dentes.

—Nada aconteceu, ela só provoca... é assim com a escola toda, todos querem, mas ninguém a tem, e às vezes ela nem provoca, mas seus olhares são tão... quentes, que aparenta algum interesse. —O garoto falou nervoso.

—Então ela não namora? —Demi se pronunciou pela primeira vez.

—Ela se pega com alguns, mas nada sério.

—Ah...

—Aquela ao lado dela é sua prima Demi. —Nick disse.

—Que prima? —Estranhou.

—Lauren... Lauren Michelle Jauregui Morgado.

—Você só pode estar brincando... —A menina falou surpresa pela mudança da garota.

[...]

—Você está com minha mercadoria? —Uma líder de torcida falou para menina encostada na pia do banheiro no terceiro andar.

—Meu dinheiro primeiro. —A menina estendeu a mão.

—Prontinho 25 dólares como o combinado. —A outra lanço um sorriso vitorioso e lhe entregou um envelope.

A menina analisou o conteúdo e sorriu maliciosamente.

—Está ótimo, talvez isso saia mais caro. —Ela se aproximou da outra.

—DiLaurentis... Não me provoque...

—Qual é Jenn... Você não deve ser tão intocável como dizem. —A menina falou no ouvido da outra.

—Não sou intocável, apenas escolho a dedo minhas companhias.

—Hmm..., mas você já me escolheu há muito tempo Jennel.

—Alison... —Jennel suspirou pela à proximidade.

A garota morena, de pele clara e olhos azuis, deu mais um sorriso a Jennel antes de beija—lá.

—Você fica cada vez melhor nisso. —Alison suspirou e mordeu o lábio inferior da outra.

—Para de ser covarde... não fuja dos seus sentimentos. —Jennel se afastou. —Emily não irá cair do céu em seus braços... ficar negando não irá resolver nada.

A morena suspirou e sorriu para menina antes de dar um último selinho nela e sair. Jennel saiu do banheiro dando de cara com uma menina morena de traços latinos, em seus olhos estavam os inseparáveis óculos, a menina se vestia como uma velha, quase ninguém conhecia sua verdadeira beleza.

—Hey nerd. —A morena sorriu para a latina.

—Hey geek. —Cumprimentou sorrindo.

—Seu dinheiro. —Colocou o dinheiro na mão da garota.

—A metade é sua.

—Não... eu deixo você ficar com esse.

—Obrigada garota intocável. —A menina riu.

—Você estava ouvindo, sua puta. —Empurrou o ombro da outra

—Não foi de propósito... Da próxima vez só pegue o dinheiro.

—Isso foi uma ótima ideia, juntar as duas mentes mais brilhantes dessa merda...

—E como recompensa, ganhamos dinheiro à custa dos burros e preguiçosos.

—A senhorita sabe ser bem cruel Cabello. —Piscou para menina.

—Você também senhorita Puckerman—Garcia.

—Preciso ir Mila, nos vemos depois da aula?

—Vai dormir em casa?

—Vou sim, meu irmão voltou e não estou a fim de ficar olhando para ele.

—Tudo bem. —A menina riu.

Jennel deu um beijo no rosto da latina e seguiu seu caminho a aula de Educação Física.

[...]

Jennel

Educação Física era a matéria que eu mais gostava. Eu disse era, por que agora Demi Lovato a estragou. Ross deixou Demi encarregada das aulas, ela era ex—aluna de Ross, sabia de todos os métodos da mulher que além de treinadora das Cheetahs era nossa professora.

—Demi, Selena e Marissa ficaram com vocês por um tempinho espero que as respeitem. —Ross terminou de falar e saiu da quadra.

—Então pessoal como todos já estão aquecidos, as meninas e eu pensamos em fazer algumas partidas de queimada. —A morena dos olhos verdes falou sorrindo.

—Péssima ideia. —Sebastian reclamou.

—Péssima é pouco. —Murmurei.

O time foi dividido pelas meninas que ficou: Sebastian, Lauren, Normani, Camila, Dinah, Ally, e eu. Contra, Alison, Hanna, Emily, Spencer, Aria e o Caleb.

—Demi e eu vamos entrar nos times para acrescentar, Marissa vai ficar como juíza.

—Não sei não senhorita Gomes, mas acha que está em forma ainda? —Provoquei. — Depois que saiu da escola engordou, acho que não aguentaria.

—Está falando que eu estou gorda? Verá quem é a gorda. —A mulher apitou.

Cinco minutos foram o bastante para que só restasse Selena e eu no jogo a garota tentava a todo instante me acertar, mas todas as suas tentativas eram falhas.

Ela jogou a bola em minha direção fazendo meu corpo desviar e logo depois eu pegar a bola. Com a bola em minhas mãos, dei um mortal para frente para bola pegar impulso e joguei nela. A bola acertou em cheio no meio de suas costas.

—Pode estar em forma, mas ainda não é palha para mim. —Pisquei para ela e me sentei junto com minhas amigas.

—Para o chuveiro! —Falou e a sala foi em direção aos vestuários.

—Posso falar com você? —Ouvi sua voz aveludada.

—O que quer? —Disse friamente.

—Não me trata assim...

—Assim como Demi? An? Como uma estranha? —Ri ironicamente. —Por que você é.

—Não... eu não sou você é a única que me conhece como eu sou.

—Não... aquela garotinha que te conhecia morreu aos 16 anos quando foi esquecida e deixada de lado. —Minha voz estava carregada de magoa.

—Eu não podia... Estava envergonhada de mais, eu não queria...

—Não queria o que? Falar que sua filha com meu irmão estaria completando 1 ano?

A morena me olhou surpresa, aparentemente ela não sabia que eu estava a par da história.

—É... —Abaixou a cabeça envergonhada. —Eu fiquei bêbada em uma festa o Puck estava lá naquela semana...

—E você o deixou foder você... deixou—o tirar todo estresse, não é?

—Jennel você não tem o direto de falar assim com ela! —A voz do meu irmão soou atrás de nós.

Olhei nos olhos dela e quase perdi o fôlego, aqueles olhos que eu tanto amava agora me causava nojo, imaginar ela e Noah na cama me dava ânsia.

—Não vou perder meu tempo com vocês. Só... mantenha a distância, olhar para você me causa ânsia. —Me retirei às pressas da quadra.

Eu estava machucada, estava em pedaços novamente, ser traída pelas pessoas que eu mais amava tirou toda minha esperança no amor.


Notas Finais


Espero que gostem e comentem por favor, obrigada, bjos até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...