1. Spirit Fanfics >
  2. Se você ainda estivesse aqui >
  3. Se você ainda estivesse aqui - oneshot

História Se você ainda estivesse aqui - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Konichiwa!
Uma Giyushino para vocês e uma pessoinha especial! xD

Capítulo 1 - Se você ainda estivesse aqui - oneshot


Fanfic / Fanfiction Se você ainda estivesse aqui - Capítulo 1 - Se você ainda estivesse aqui - oneshot

Giyu Tomioka despertou de mais um de seus pesadelos. Ele se sentou em sua cama e enxugou sua testa. Ele olhou pela janela e notou que o céu ainda estava escuro. Ainda era noite. Mais uma noite solitária. Muitos anos haviam se passado desde a perda de sua amada, daquela a quem nem sequer pode se declarar. Culpava ao demônios pela sua vida infeliz e de solidão. Mas, já era mesmo tarde demais para sentimentos de culpa. Seu corpo estava velho, suas forças esvaiam-se aos poucos. Ele sentia que sua hora estava chegando.

Ainda em sua cama, Giyu fechou os olhos, tentando voltar ao seu sonho e sussurrou:

— Se você ainda estivesse aqui… Talvez, as coisas tivessem sido diferentes…

Giyu imaginou como Shinobu teria sido uma linda noiva e como o dia do casamento deles seria uma celebração cheia de felicidade, acompanhada de perto pelos seus amigos. A primeira noite de amor deles seria recheada de paixão, de desejo e amor. Por mais errado que parecesse, ele gostava de imaginar como seriam as curvas dela, os gemidos de prazer, o toque na sua pele sedosa...

Giyu queria ter tido a chance de tê-la em seus braços e de ter mostrado a ela o quanto a amava.

Ele sonhou inúmeras vezes com seus possíveis filhos. Shinobu seria uma grávida linda e ele a mimaria com tudo o que ela quisesse. Eles teriam muitos filhos, para que pudessem ter muitos netos para brincar. Ela seria uma mãe rigorosa e exigente, porém com muito amor e carinho para dar aos herdeiros deles. Ela ainda seria a esposa perfeita. Claro, ele sabia que ela jamais perderia a mania de perturbá-lo ou de provocá-lo, mas ele não se importaria. Ela o provocava porque queria que ele pudesse ser sempre melhor, para que ele crescesse. Ela o tornaria um homem melhor. E todos os dias, as refeições seriam divertidas e compartilhadas com seus amados filhos e também com os queridos amigos. 

Amigos… Giyu se lembrou que a boa parte deles já haviam partido. De repente, o quarto ficou mais frio, mais vazio e suas forças se esvaíram. Giyu deitou-se, sentindo sua respiração enfraquecer. Com lágrimas nos olhos, ele apenas desejava que sua vida tivesse sido diferente e não apenas uma mancha sem brilho e sem cor. 

— Se você ainda estivesse aqui… — ele sussurrou, sentindo a visão escurecer.

— Mas, eu estou aqui… — ele ouviu uma voz falar.

 Ele se sentou na sua cama mais uma vez, assustado. De repente, uma luz violeta em forma de borboleta entrou pela janela e se espalhou pelo quarto. Da luz, uma silhueta de formou. Aquele rosto, aquele sorriso. Ele não estava enganado.

— Shinobu… — ele disse, surpreso.

— Tomioka-san, eu estou aqui! Venha! — ela o chamou.

Devagar, ele se levantou da cama e quando passou de frente a um espelho, ele se assustou. Ele levou as mãos até o rosto.

—O que significa isso?! Estou jovem de novo? — ele disse, surpreso. Giyu sorriu, incrédulo. Ele se aproximou de Shinobu e esticou suas mãos. Ela esticou as dela e suas mãos se tocaram. — Não pode ser… 

— Ara, ara, Tomioka-san! Não foi você me chamou? Então, eu vim! — ela deu seu sorriso característico. Os dois trocaram um abraço apertado.

— Eu sempre sonhei com o dia que nos veríamos de novo! Eu estou tão feliz, Shinobu! — ele sussurrou.

— E de agora em diante, estaremos sempre juntos, Tomioka-san. — ela acrescentou.

Giyu olhou para trás e viu seu corpo envelhecido deitado na cama.

— E enquanto a mim? — ele apontou para trás.

— Seu tempo neste mundo se encerrou, Tomioka-san. Você se saiu até bem, sabia? Salvou muitas vidas! Mas, não se preocupe. A partir de hoje, você nunca mais ficará sozinho. Eu estarei sempre com você. E mesmo quando renascermos, eu sei que um dia iremos nos reencontrar. Porém, por enquanto, vamos a outro lugar antes. Venha, nossos amigos estão nos esperando. — ela o segurou pela mão e o puxou. Giyu sorriu e apenas se deixou levar.

“Finalmente, posso ser feliz, agora que você está aqui…” — ele pensou. 

Duas borboletas de cor violeta saíram pela janela e o brilho delas se apagou assim que elas se aproximaram das estrelas.


Notas Finais


Bem, é um pouco angst, mas tudo bem! xD
No fim, Tomioka pode encontrar sua felicidade, afinal.
Misty, otanjobi omedetou!
Kisus!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...