História Searching for a husband - Shawn Mendes - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Família, Romance, Shawn, Shawn Mendes
Visualizações 182
Palavras 1.217
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Fluffy, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 12 - Mess


Olivia dormia no tapete felpudo da sala, havia migalhas de biscoito de chocolate, que ela havia implorado para o maior comprar, por todo lado, sua mamadeira vazia estava jogada ao seu lado. O garoto dormia no sofá, com Oliver em um bebê-canguru que também ressonava tranquilo, seguido por um Arthur que havia se aconchegado ao lado de Shawn. Ambos ali se viam cansados demais, em uma preguiça costumeira após o almoço que foi frango do cara do frango. Harry Potter e a câmara secreta passava na televisão da sala, e a neve do lado de fora não parecia querer ir embora tão cedo.

Ashley abriu a porta da casa, completamente exausta pela falta de sono, olhou para seus filhos e sorriu cansada ao ver que estavam todos bem, inclusive Shawn. Mas logo sentiu o peso de seus atos mais fortes do que deveria, ela não deveria ter deixado o garoto sozinho com as crianças, ele com certeza não iria aparecer por lá tão cedo.

Deu uma olhada novamente, percebeu que Arthur estava aconchegado nos braços fortes de Shawn, uma cena meio nova para ela, já que o garoto tinha um pé atrás sobre o maior. Imaginou o que o garoto teria feito para conseguir a confiança do pequeno, já que ele era bem difícil de se lidar.

~Flashback on~

-De novo! -Liv bate palmas, realmente animada em fazer os braços do maior como um avião.

-‎Cansei -Ele senta no sofá, até porquê, fazer aviãozinho dez vezes com uma criança elétrica de dois anos não é para todo mundo. Ela parece não se importar muito com a resposta dele, sentando no tapete felpudo e prestando atenção na televisão.

-‎Shawn, eu tô com frio -Arthur reclama, mais uma entre milhares de vezes naquele dia.

-‎Se você usasse seu cobertor, talvez ajudasse.

-‎Mas eu não gosto! -Ele fala cruzando os braços e formando um bico em seus lábios raivosos.

-‎Tudo bem, vem aqui -Ele dá leves tapinhas no sofá, para que o garoto chegasse mais perto dele. O pequeno foi até lá, sendo pegado no colo e aconchegado ao lado do maior. -Fica quietinho que daqui a pouco passa. -Ele fala focado na televisão. Arthur começou a brincar com os dedos de Shawn, totalmente entediado de tudo aquilo, até perceber uma coisa diferente em seu dedo.

-‎Isso é um elefante? -Ele franze o cenho, olhando diretamente para o garoto.

-‎Sim, minha mãe tem um igual. -Ele responde simples.

-‎Desde quando você tem tatuagens? -Ele fala interessado na conversa, porque o pequeno já havia dito sua mãe que tatuagem seria uma das primeiras coisas que ele faria depois que virasse um adulto.

-‎Desde sempre. Você que não prestou atenção! -Ele ri um pouco. Minutos depois lá estava ele contando a história de suas tatuagens para o pequeno, que se interessava em cada uma. Talvez esse homem não fosse tão chato quanto ele achava que fosse. Ele parecia até legal para falar a verdade, e não mostrava nenhum alerta de perigo para sua família. Shawn havia finalmente ganhado uma amizade com Arthur depois de tanto tempo.

~Flashback off~

Entre todos esses acontecimentos, não era culpa dela por ter de ir numa farmácia de Toronto, tentando encontrar a pílula que não havia em nenhuma das farmácias de Pickering. E ela havia acabado ficando presa em baixo da neve por demorar demais lá dentro por conta da fila enorme. No fim, ela acabou sem dormir, sem comer e infelizmente sem sua pílula.

Foi em silêncio até a cozinha, tentando não acordar ninguém ali. Seus olhos vagaram até o armário, que logo foi aberto e a garota pegou um copo de vidro, dando passos curtos até a geladeira e colocando um copo de água para ela. Se apoiou no balcão central da cozinha, olhando em volta e vendo tudo uma verdadeira bagunça, havia algumas mamadeiras sujas na pia, provavelmente de Oliver e se perguntou como o garoto conseguiu fazer mamadeiras. Seus olhos azuis como o mar vagaram até um desenho novo na geladeira. Havia alguns bonequinhos de palitinho e palavras com letras desordenadas com o nome de cada um, provavelmente Arthur teria feito aquele desenho. Ao contrário das outras vezes, Oscar não estava ali, estavam apenas as crianças, Ashley e Shawn. Engoliu em seco e colocou o copo dentro da pia.

-Quando é que você chegou? -Foi retirada de seus pensamentos quando a voz rouca de Shawn entrou por seus ouvidos, o garoto tinha uma camisa amassada e suja de papinha, biscoitos e o que parecia ser um pouco de suco. Cabelo despenteado e calças mal dobradas acima do tornozelo, não usava meias, o sorriso que ele carregava nos lábios era realmente grande, Shawn parecia confortável e otimista com a presença dela. Ashley não conseguia ainda olhar na cara dele sem pensar em milhões de assuntos pendentes, então apenas direcionou seu olhar para o chão sujo com migalhas de pão.

-‎Cheguei agora mesmo. -Disse simples. Havia muito para limpar naquela casa, a crosta de sujeira que Shawn e as crianças conseguiram fazer em apenas doze horas era insana. -Obrigada por cuidar das crianças, acredito que não tenha sido fácil. -Realmente não tinha mesmo, elas não deixaram o garoto descansar de madrugada e muito menos de manhã.

-‎Tudo bem, são boas crianças. -Ela sorriu assentindo, não havia mais nada a falar, não da parte dela, talvez o maior quisesse dizer algo, o jeito inquieto de suas mãos eram um sinal disso, Shawn respirou fundo, questionando se era uma boa hora para tocar no assunto, talvez Ash nem lembrasse mais do sexo maravilhoso que tiveram.

-‎Tem algo que queira me dizer? -Ela arqueia uma sombrancelha, estava incomodada com a forma que Shawn a olhava, suas suposições precipitadas deduziram que ele já se achava íntimo agora, mas foi só uma transa, Ashley mal sabia o que estava fazendo naquela hora, o garoto poderia ter controlado seus instintos antes de lhe foder no sofá da sala.

-‎Oh... -Bem, o que ele falaria? Realmente deveria falar sobre seus sentimentos? Se falasse o que estava sentindo desde três semanas atrás, Ash acreditaria? Ou pensaria que o garoto estava apenas sendo levado pela emoção? Isso não era verdade, até porque ele a desejava muito antes da noite passada, mas não iria mentir ao dizer que tudo se intensificou quando sentiu os lábios da garota. -Eu sinto muito pela bagunça da casa. -Ele não iria dizer, não mesmo.

-‎Você já cuidou delas, isso é mais que o suficiente. -Relaxou os ombros. Não saberia lidar se o garoto levasse á tona os momentos da noite passada. Ela queria apenas esquecer tudo aquilo.

-‎Está cansada? -Ele tenta puxar um assunto qualquer.

-‎Um pouco. -Ela suspira pesado - Eu acho que você tem que ir, não é? Seus pais devem estar preucupados.

-‎Yeah, acho que está certa. -Oqua ela havia feito? Não tinha ideia, a conversa estava boa no final das contas. O maior apenas sorriu fraco e seguiu caminho até a sala. -Coloquei as crianças nos seus quartos, elas já almoçaram. -Ela fala em um tom em que a menina pudesse ouvir da cozinha.

-‎Certo, obrigada Shawn. -Ela sorri gentilmente quando o garoto vira a cabeça em sua direção, antes de voltar seu caminho até a porta. Não o acompanhou até lá como todas as outras vezes, ela não tinha coragem de olhar na cara dele mais que o necessário. Cinco minutos depois, ouviu a porta bater, Shawn havia ido embora.


Notas Finais


Desculpem o capítulo pequeno e o horário também.

Obrigada a todos que comentam e favoritam a história, vocês não tem noção como eu amo ler comentários (Eu acho que já falei isso várias vezes, mas tudo bem.) E ver que vocês estão realmente gostando da história.

Amo vocês xx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...