História Searching for a husband - Shawn Mendes - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Família, Romance, Shawn, Shawn Mendes
Visualizações 530
Palavras 860
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Fluffy, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - What?


Três semanas depois...

Ashley havia retirado os últimos dias para procurar um bom advogado para o caso de Arthur. Havia contratado Senhora Bailey, uma velha baixinha, morena e com cabelos castanhos, ela possuía um escritório bem conceituado no centro de Toronto, bem simpática e centrada, que tinha se formado em Oxford. E o mais importante era que Arthur havia a adorado, e se tratando do caso ser a guarda do pequeno, isso era o mais encessial. 

Em relação á Shawn tudo estava normal, se normal significasse que Ash estava o evitando, é claro, havia decidido que não seria bom manter aquela relação. Ela tinha responsabilidades, tinha filhos que precisava de seus cuidados e não havia tempo algum para se preucupar com paixões adolescentes. Shawn não sabia ao certo o motivo daquele gelo, talvez não devesse ter feito tanta bagunça na casa, mas estava preucupado demais para lembrar-se de outra coisa que não fosse esse motivo "bobo", era final de ano, um dia para o baile, dois para sua formatura e cinco para o Natal. Agora ele já tinha seu próprio apartamento perto de sua casa, mais um dos motivos que ele via para a garota ter parado de falar com ele. Sentia falta das crianças, e elas também sentiam o mesmo em relação á ele.

Ashley tinha um bocado de pratos secos em mãos, na manhã seguinte seria a audição da tutela de Arthur, e tudo poderia mudar, seu filho estaria nas mãos de Camilla caso Sr.Bailey não fosse uma advogada boa o suficiente, e a menina se preucupava com o fato dela realmente não pudesse ser, por fim, respirou fundo e guardou os pratos secos no armário. Se serviu com um pouco de vodka, apreciando por alguns instantes o gosto quente em sua boca, no seu quinto copo já se sentia pra lá de zonza, não viveria sem seu filho, Arthur era dela, Camilla não tinha nenhum direito sobre ele.

Foi acordada três horas depois, com o barulho de mensagens, havia babado no chão de seu quarto. E agora ela fedia a vômito e álcool, levantou seu braço tateando a cama até conseguir encontrar seu celular, Shawn havia mandado algumas mensagens, saiu do chão se apoiando nos móveis até alcançar o banheiro, precisava de um banho de banheira para tirar toda aquele fedor. Caminhou até lá se livrando de suas roupas, enquanto observava a água quente ir enchendo cada vez mais. Se afundou ali após escovar seus dentes, parecia exagero se disesse que estava sentindo o álcool se esvair por seus poros, lavou bem seus braços, esfregando sua pele com uma esponja macia, pensou em tudo, meia tonta pela bebida, permitiu-se fechar os olhos por alguns instantes, aproveitando antes de qualquer uma das crianças acordarem naquela madrugada.

Ashley nunca havia se sentido tão perdidamente confusa em relação a si mesma como agora. Tudo parecia querer lhe ferrar.

[...]

É normal que tudo mude em um milésimo de segundo. Ashley conhecia bem esse sentimento, suas mãos cobertas por luvas brancas, suavam, mesmo que a temperatura fosse realmente baixa, estava no tribunal, sentada ao lado de Sr.Bailey. Camilla usando uma simples blusa social presa por dentro de uma saia formal, um coque alinhado, nenhuma maquiagem, o rosto perfeito e descansado, o inverso de Ash que havia coberto as olheiras com um pouco de corretivo, mal havia penteado os cabelos, o salto havia quebrado enquanto corria para chegar á tempo do tribunal, queria parecer mais alta, mas apenas consegui parecer como uma adolescente do ensino médio.

[...]

-Nós decidimos a favor de Camilla Cabello.

Silêncio.

Falta de ar.

Ashley estava caída no chão do tribunal, completamente pálida, parecia não respirar, todos em volta da garota, alguém gritava por um paramédico, gritaram em seu ouvido, lhe deram leves tapas, não tinha resultado algum. Quando o paramédico chegou sua pulsação se igualava a um nada. Seu rosto estava em um tom de roxo escuro, igualmente á seus lábios e a ponta dos dedos, a colocaram em uma maca.

Horas depois, quando abriu seus olhos, sentiu um enorme desconforto em seu braço direto, estava ligada a um soro. Liv brincava no tapete enquanto Oliver era ninado por sua mãe. Ashley observou sua mãe, vagou seu olhar entre Oliver e Olívia, apenas os dois estavam ali. Não conseguiu não chorar. Um homem entrou no quarto, olhos verdes e jaleco branco.

-Boa tarde, Ashley certo?

-‎Sim

-‎Você teve um aborto induzido, sua pressão baixou e isso junto ao fato de que está anêmica só piorou as coisas. Vou lhe receitar algumas vitaminas.


-‎C-como? -Tudo menos isso, ela havia tomado a pílula dois dias depois, um pouco tarde, mas nem tanto. Ela não poderia estar grávida. Ela matou uma vida sem nem ao menos saber.

-‎Você estava grávida, não está mais. -Foi simples ao dizer, aquele tipo de coisa acontecia o tempo todo, adolescentes de dezenove sempre faziam isso para não atrapalharem a faculdade ou planos para o futuro. -Pode me dizer se já aconteceu isso antes? Já provocou abortos mais vezes?

Ashley não merecia passar por isso, seus olhos se encheram de lágrimas novamente, a garganta formou um nó imenso a impedindo de falar qualquer coisa. Foi então que uma crise de pânico lhe acertou em cheio. Só conseguia chorar naquele momento. 


Notas Finais


Joguei a bomba e sai correndo.
Quem estava achando que ela iria ficar grávida também?
Mudanças vindo...

E me desculpem o capítulo pequeno...

Amo vocês xx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...