História Seattle University - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Visualizações 8
Palavras 549
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Luta, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bem pequeno, se tiver tempo, posto no meio da semana, para compensar o de hoje. Beijos e abraços!!!

-CaahLeo77

Capítulo 2 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Seattle University - Capítulo 2 - Capítulo 1

P.O.V Mechi

   Pego um táxi do aeroporto até minha nova moradia e local onde irei estudar - olhei muitas fotos, pesquisei bastante sobre esta tal universidade, mas nunca achei que fosse tão grande; este lugar é enorme! -  Paguei o táxi, obviamente e entrei, sofrendo com minhas enormes malas- este lugar não tem ninguém para fazer isto por mim não? – avistei um cara sentado na grama da universidade, olhando para o meu sofrimento e dando risada, não pensei duas vezes antes de mandar meu maravilhoso dedo e o xingar. – ótimo, já cheguei fazendo inimizades! – resolvi ignorar as piadinhas do sujeito mal-educado e seguir para meu quarto. Passei na sala da diretora para saber onde seria meu quarto, ela me deu as chaves, me indicou onde seria e caminhei até o mesmo, observando tudo a minha volta. Ao chegar no meu quarto, reparei que aqui não precisaríamos dividir quarto com ninguém, fiquei muito feliz com isso, arrumei minhas coisas, espalhei meus livros, fotos e figurinhas por todo meu quarto, peguei meu celular, fones de ouvido e saí para conhecer o lugar onde iria estudar, além de aproveitar para comer algo e quem sabe, fazer algumas amizades. Estou eu, saltitando pelo corredor, de olhos fechados, escutando música em meus fones, quando sinto algo em meus pés – parabéns Mercedes, você repara muito por onde você anda. Olho na direção de onde eu pisei e me deparo com um homem, muito bonito aliás, jogado no chão, com suas pernas cumpridas e torneadas, que paravam na outra parede, ao lado de uma garota bem esquisita, que me olhava com cara de nojo. Reparei que ele estava falando algo para mim, e então tirei meu fone.

- Deus, me desculpe, eu não te vi, estava com os fones e... – Ele me interrompe, não deixando que eu concluísse meu pedido de desculpas.

- Desculpa o caralho, não olha para onde anda? Fica com esta merda de fones e se joga em mim!

Muito brava pela maneira como ele me tratou, esqueço totalmente os bons modos e a garota ao lado dele, o fuzilando com os olhos, digo – 1º Corredor não é lugar para ficar deitado, 2º Eu não me joguei em você e sim tropecei, 3º Meus fones não tem culpa, por você ser um idiota e estar bancando o dono da escola, deitado no meio do caminho e 4º... Não tem quarto, mas que se dane, também!

- Se não reparou, estou em frente ao meu quarto, você quem está atrapalhando minha passagem. Da para sumir logo da frente do meu quarto? Já reparou o quanto sua voz é irritante? – Ele fala, sério, como se não fosse nada.

Ainda o fuzilando com os olhos, dou um tapa forte em sua cara, onde fica vermelho na hora, saio andando sem esperar que ele falasse nada e vou para o meu quarto, com muita for na mão. *idiota! *

    Sigo meu final de tarde, tranquila, pensando em que farei, no próximo dia pela manhã e pensando em que fiz hoje: Fiz duas inimizades, mas em compensação, encontrei com alguns amigos meus, uma, para ser mais exata, ela iniciou antes de mim, portanto não terei aulas com ela, ou talvez terei algumas. Com estes pensamentos e pensando no idiota, mal-educado que topei no corredor, vou dormir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...