1. Spirit Fanfics >
  2. Second Time >
  3. Temos vidas diferentes

História Second Time - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Temos vidas diferentes


Fanfic / Fanfiction Second Time - Capítulo 3 - Temos vidas diferentes

Estava cansada pela viagem e usou isso ao seu favor para não ter que descer e ter que da de cara com Sasuke andando pela casa.

Não que tivesse algum motivo para não vê-lo, mas algum nó estava em seu estômago e algo a impedia de descer. Era como um alerta para não se aproximar. Não entendia se era algo bom ou ruim.

Mas era sim estranho, foram amigos durante todo o ensino médio e depois de oito anos sem se vêem e se falarem parecia esquisito demais para Sakura. Ainda mais quando se lembrava que da última vez que tinham se visto, ela estava com o seios na boca de Sasuke, prontos para transarem dentro do carro. E se não fosse por aquele imprevisto que mudou sua vida, talvez teriam ido até o fim.

Lembrar daquela noite era até bom, e várias memórias boas eram relembradas com um sorriso no rosto. 

Eram amigos sim, mas rolava um interesse por parte dos dois. Vários beijos e toques íntimos trocados, mas nunca terminavam o que começavam.

Era uma pena tanto para um quanto para o outro, mas se não deu certo, algum motivo teria. 

Mas que diabos Sasuke estava fazendo ali? Teria sido Naruto a chamá lo? Nem sabia que eles ainda se falavam, mesmo que no ensino médio fossem grudados um no outro.

Queria descer para falar pelo menos um "Oi" e depois de ter resistido a tanto tempo o seu estômago já implorava para comer algo. Se vestiu e logo estava descendo as escadas calmamente. Já estava quase na hora do jantar, e se uniria as meninas para preparar alguma refeição.

— Finalmente acordou dorminhoca. - Karin apareceu pela sala de estar espaçosa. — Perdeu a piscina, a água tava muito boa. 

— Tanto faz, amanhã eu entro.

— Que o seu cabelo fique verde então. - Provocou.

— Cala boca sua ruiva artificial de farmácia.

— Oxigenada. 

— Que merda você sabe que eu sou loira natural sua invejosa. 

Karin começou a rir. Era adorável provocar Sakura a chamando de oxigenada, ela ficava puta de nervosa e dizia aos berros que era abençoada com os fios loiros naturais. Chegava a ser pior que Ino que tanto exibia os fios longos e loiros.

Irritada ela se sentou no sofá grande.

— Cadê a Ino e Hinata? 

— Na cozinha, elas ficaram com o jantar de hoje, amanhã o almoço é eu e você. - Karin falou e se jogou no sofá ao lado da amiga.

— Pode ser. Então, onde está o Sasuke? - Perguntou curiosa. Não havia escutado nenhuma voz masculina diferente. 

— Foi pescar com Shikamaru, lá naquele lago depois da trilha. - Respondeu.

— Sei. 

— Tá com medo de ver ele, né? - Karin foi direto no assunto ao perceber o olhar de Sakura em cada porta que tinha ali naquela sala.

— Por que eu estaria? - Disfarçou. Mas ela não sabia disfarçar bem.

— Você sabe Sakura, vocês dois meio que são ex's namorados. Sempre fica um constrangimento no ar. - Karin lembrou.

— Meu título de relacionamento com o Sasuke naquela época não passou de "ficantes de beijos" já que nem transamos. 

— Nunca transaram? Sério? - Karin praticamente berrou, e a sorte é que estava somente as duas na sala.

— É, nunca. Mas eu não ligo mais pra isso, já faz um tempão mesmo.

— Se liga, olha ai sua oportunidade mulher. Você tá solteira, aproveita e vai da uma transada com ele. - Incentivou a amiga que a olhou com as sobrancelhas erguidas. 

— Sério isso? Eu não quero transar com o Sasuke. Ele pode até estar em algum relacionamento sério, diferente de mim.

— Sakura para de se martirizar com o passado. Segue em frente e vai da uma trepada.

— Karin vai perturbar outra pessoa. - Sakura já estava se irritando com ela. Não precisava dar uma trepada, ainda mais com um cara que não via a mais de oito anos.

— E para de falar de transar e de ficar com homens que já tá me dando nos nervos.

— Ta falando isso agora, espera até ver ele de perto. Tô falando sério, ele triplicou a gostosura. 

— Nossa olha o Suigetsu ali. - Sakura apontou para a porta de trás, fazendo Karin olhar rapidamente para a direção apontada, mas não tinha ninguém lá.

— Trouxa. 

— Você é ridícula. E chega desse papo de transar e de Sasuke gostoso, que eu não tô nem aí para nada disso.

— Tá bom, dona coração trancado. 

Sakura revirou os olhos e se levantou. 

— Eu vou procurar algo para comer, vai ficar ai?

As duas foram para a cozinha onde Ino e Hinata já preparavam o jantar. Acabou que as quatro meninas ficaram ali conversando e rindo de assuntos aleatórios.

A alguns metros de distância da casa, Shikamaru e Sasuke estavam voltando com um balde com alguns peixes que conseguiram pescar em poucas horas. Precisavam de um banho e encher a barriga com um bom jantar. Tentaram convencer Naruto e Suigetsu de irem também, mas um disse que estava limpo demais para se sujar e o outro alegou que estava muito cansado e iria dormir. Acabaram indo somente os dois, até que foi melhor assim já que não houve tanto escândalo de Naruto e Suigetsu fazendo alguma bagunça para não assustar os peixes.

— Não é que ela não queira te ver, só está cansada. - Shikamaru tentou convencer Sasuke. — Ela passou mal durante a viagem e precisou descansar. - Relembrou.

Desde que tinha chegado Sakura tinha se trancado dentro do quarto e na cabeça dele era por sua causa.

— Sei lá. A gente terminou de um jeito estranho, vai que é isso mesmo. - Falou Sasuke.

— Relaxa cara, quando entrar já toma um banho e fica esperando por ela. - Shikamaru aconselhou o amigo. Estava com medo e ansioso em como seria ver ela novamente depois de tantos anos.

Talvez ela estivesse somente cansada, já que Karin contou que ela passou a viagem toda passando mal. Bom, então estava tudo certo por hora. 

Quando o amigo ligou o chamando para viajar com os amigos de antigamente ele não imaginou que Sakura estava incluída e depois de ouvir o nome dela, não pensou duas vezes em ir junto. Também precisava de alguns dias de folga, e seria bom reencontrar a garota que não via a mais de oito anos. Tinham um passado engraçado, mas até doloroso para seu coração. Queria saber o motivo por qual Sakura nunca ligou e não falou nada sobre ir embora para longe. Ele acabou indo embora depois de uma semana, para ir fazer faculdade. Pensou nela por algum tempo mas também nunca mandou mensagem, se arrependia por isso. 

Quando entrou na casa não perdeu tempo e foi tomar banho, precisava de um banho gelado e relaxar um pouco os músculos tensos, a água gelada ajudaria nisso.

Durante o banho ficou pensando em como Sakura estaria. Certamente mais bonita e até mais madura, na época do colégio nunca conheceu alguém tão centrada como ela. Sabia se divertir bem mas tudo sem extrapolar e fazer besteiras de adolescente, é certo que sempre fazia alguma travessura mas nada que prejudicasse a si mesmos e nem outras pessoas.

Como ela reagiria ao vê-lo? Talvez agisse normal, não eram mais adolescentes mas sim dois adultos. Tá lhes estivesse fazendo tempestade em copo d'água, já fazia tantos anos que talvez nem de lembraria mais. 

Terminou seu banho, saiu com a cintura enrolada na toalha azul e foi pegar algo para vestir. Queria descer e ficar com o resto do pessoal, estava cansado de ficar sozinho dentro de algum cômodo. Quando se vestiu pegou o celular e logo avisou que estava bem, apesar de já ser independente e já ter quase 27 anos de idade, sempre gostava de avisar a mãe que estava preocupada pela viagem. Jogou o celular encima da cama e estava pronto para sair.

Assim que abriu a porta do quarto escutou passos rápidos subindo a escada, puxou a porta para fechá la e assim que se virou para descer, se chocou forte com um corpo que logo foi a chão.

— Que droga. - Resmungou a pessoa no chão. Subiu o olhar massageando o ombro esquerdo que tinha sido atingido e viu de quem se tratava no chão.

Era Sakura. 

Ela havia caindo de bunda no chão e chocou forte as mãos tentando apaziguar a queda o que fez a palma de suas mãos ficarem vermelhas e começar a arder.

— Você tá bem? - Perguntou Sasuke. — Desculpa por ter te derrubado.

— Eu que peço desculpas, saí correndo igual uma louca. 

Sasuke se abaixou para ajudá-la a se levantar.

— Se machucou? 

— Eu acho que minha bunda vai doer por alguns dias, mas eu to bem. - Disse constrangida e rindo. - Obrigada. - Agradeceu a Sasuke por ter a ajudado a se levantar. 

— Então, quanto tempo né.

— Pois é, tem muito tempo que não nós vemos. - Sasuke concluiu.

— Bom, eu não esperava que a gente se encontrasse dessa maneira. - Sakura se referiu ao tombo. — Mas é bom te ver. De novo.

Sakura parecia agir normal em sua presença, então ele entrou no clima.

— Que isso, não tinha jeito melhor pra gente se encontrar. 

Sakura riu. 

— É bom te ver também. - Concluiu.

— Eu só vim guardar o meu celular. Me espera que a gente desce juntos. - Sakura saiu e entrou na última porta do corredor. 

Ela agia normal, diferente do que ele tinha imaginado. Pensou que ela ficaria constrangida com sua presença e que o evitaria, mas era totalmente o oposto do que ele pensou. Ela realmente não ligava ou fingia muito bem. Mas ignorou sua cabeça paranóica querendo o sabotar, nem tudo era como ele imaginava.

Ficou feliz, assim não precisavam ter que se evitar por dias. Poderiam agir normalmente, conversar como amigos e se divertirem juntos. 

Ia ser bom ter a companhia dela, se esforçar para reconstruir a amizade novamente.

— Vamos.

Desceram a escadas juntos e se juntaram ao pessoal que já organizava a mesa do jantar.

— Ah Sasuke, já falou com a Sakura. - Naruto falou, ele estava com algumas latinhas de cerveja na mão, entregando uma para Shikamaru e Suigetsu.

— Nossa eu to morrendo de fome. 

— Estávamos só esperando vocês dois.

Assim que a mesa estava pronta, todos se sentaram e se serviram. Sasuke e Sakura se sentaram de frente um pro outro. 

Estava tudo normal, todo mundo conversava e ria de alguma baboseira que era falada. A comida estava ótima, e como Sakura estava cheia de fome acabou comendo duas vezes. Sasuke não ficou atrás.

Depois que terminaram, se sentaram do lado de fora da casa. Tinha uma fogueira rodeada de concreto, a acenderam para que fossem aquecidos do frio que fazia. 

— Como eu precisava dessas férias. 

— Cria vergonha na cara Naruto, você já tá de férias a três semanas e nem venha falar que ficou em casa porque todo mundo viu o seus post no instagram. 

Todos tiram.

— Eu tava falando do ar livre, disso aqui. - Apontou pro pessoal. - Amigos reunidos conversando, sem celular, sem brigas, zoando um com outro. Isso que é bom.

O que Naruto dizia era a mais pura verdade. O loiro era um cara que prezava muito pelas amizades que tinha. Gostava muito de estar na companhia dos amigos rindo e se divertindo, uma vida séria demais causava muito tédio e estresse.

Sakura também estava gostando de ficar ali, precisava de uns dias de folga e era bom ficar na companhia de gente que ela gostava, e não de pessoas que a olhavam torto e a julgavam a todo momento como vinha acontecendo nos últimos dias. 

No outro dia já que estaria mais descansada, planejava se divertir mais e aproveitar o lazer que estava sendo oferecido, estava até animada para ir fazer a trilha que Ino tanto queria. Pretendia entrar na piscina, ir até o lago e pescar. Andar de lancha e aproveitar mais a hidromassagem, e ainda tinha a sala enorme de jogos que não tinha sido visitada por eles. Nada eletrônico, mas mesa de sinuca, ping pong e muitas variedades de jogos de tabuleiro. Seria bom largar aparelhos eletrônicos e se desligar de redes sociais. Precisava disso, não só ela, mas todos eles.

— Porque a Temari não veio? - Ino perguntou ao amigo Shikamaru.

— Trabalho. Eu nem acredito que ela me deixou vir sozinho, tô surpreso até agora. 

— Você que lute amigo. - Naruto falou rindo. — Se ela não aparecer por aí no decorrer dos dias em.

— Isso não me deixaria surpreso. 

— A Tenten queria vir também, mas ela percebeu que foder em Miami é muito melhor que aqui. - Hinata falou, a amiga estava em lua de mel com o seu primo Neji, mas eles preferiam ficar sozinhos

— Vamos para Miami também. - Suigetsu sugeriu.

— Isso deve ficar muito caro. 

— Cara, Miami é tudo de bom.

— Já estive lá, até que é legal. - Sasuke disse ao se lembrar que passou uma semana do verão passado na cidade. 

— Legal? Deve ser o máximo. 

— Eu escolheria Paris. - Sakura comentou. — Conhecer o Rio Siena, o Louvre. Deve ser lindo.

Sasuke a olhou rindo.

— Já visitei.

— Você já foi em quantos lugares? - Hinata perguntou, Sasuke iria contar de suas viagens caras mas logo foi cortado. — Nem fala porque eu já estou morrendo de inveja.

— Las Vegas gente, vamos para lá. - Shikamaru sempre quis conhecer a cidade e seria ótimo se um dia tivesse a oportunidade. 

— Ficar pobres nos cassino caros e pegar prostitutas de luxo. - Suigetsu mencionou.

— Ta maluco Suigetsu? - Karin repreendeu o namorado. — Eu não tô servindo mais para você?

— Calma amor você é única. - Suigetsu declarou. A ruiva riu e o abraçou.

— Para de falar besteira então. Idiota.

Depois de algum tempo de conversa logo foram se retirando e indo para seus quartos. Shikamaru foi o primeiro a sair alegando que queria fumar, e depois o resto também foi dando desculpas para irem para os seus quartos. 

Ficando somente Sakura e Sasuke sentados sob o céu cheio de estrelas. 

— Então, o que você anda fazendo da vida? - Sakura puxou assunto. Queria conhecer mais sobre Sasuke.

— Atualmente arquitetura. 

— Que ótimo, mas eu lembro que você falava que queria ser advogado igual ao seu pai. - Lembrou.

— É, mas isso era mais influência dele. No começo ele não queria mas depois aceitou numa boa. - Comentou. 

O sonho do pai de Sasuke era ver os dois únicos filhos formados e virando grandes dois advogados. Ma somente um aceitou a idéia, Sasuke já tinha se decidido que queria arquitetura e foi contra a ideia do pai. 

No início tinham brigado, e quando o pai descobriu que ele iria se mudar para longe para fazer a faculdade ficou muito furioso. Algum tempo depois começou a aceitar a idéia, e logo contava para os amigos que Sasuke quem fazia incríveis projetos de lugares famosos e luxuosos. Já sentia orgulho do filho e isso era importante para Sasuke.

— Tento certeza que virou um ótimo arquiteto. 

— Não é querendo me gabar, mas virei sim. 

— Não deixou de ser metido em. - Sakura falou rindo se lembrando de um Sasuke de dezessete anos se exibindo com seu carro novo. 

Porém agora na empresa em que o Uchiha trabalhava ele se tornou uma espécie de ícone para outros arquitetos. Sempre era o dono de lindos projetos e vários outras pessoas e empresas o procuravam para ser o cérebro por trás de cada casa construída. Isso alavancou sua carreira profissional, o que o tornou conhecido e sempre viajando muito a trabalho.

— E você?

— Está falando com a futura presidente de relações públicas. Estou a um passo do sucesso.

— Uau, sempre soube que você chegaria longe. 

Quando estava no ensino médio, Sasuke sempre admirava Sakura. Ela era tão inteligente e se dedicava em tudo que fazia, tirava boas notas e era a filhinha do papai e não tipo "Mimadinha burguesa". Mas o pai era a pessoa que mais acreditava no potencial que ela tinha.

— É, a luta valeu a pena. 

— As vezes eu nem acredito que conseguimos tudo o que queríamos. 

Nem tudo - Sakura pensou.

— Tipo, ganhar bem e fazer viagens caras? Por que isso aqui quase me faliu. - Sakura comentou rindo.

— Mas olha só essa casa, vale a pena.

— Cada centavo, porque aquela cama é boa demais para dormir. 

— Tem razão.

Ficaram alguns segundos em silêncio. Mas Sasuke precisava perguntar.

— Sakura, porque você não ligou? 

Sakura o olhou.

— Quer dizer, eu também não liguei e me arrependo disso. Mas eu meio que esperava uma ligação sua.

— Eu estava indo embora, queria que eu dissesse o que? 

— Não sei, só queria ter me despedido antes de você. Me arrependo de não ter ido atrás depois, até hoje. - Murmurou Sasuke. 

— Você foi também foi embora uma semana depois. E agora não tem que se preocupar mais com isso. Já passou Sasuke.

Sasuke olhou para ela novamente.

— Mas é que eu tinha que... - Antes que pudesse terminar ela completou.

— Não é como se fossemos namorados no ensino médio, então não devíamos satisfação um para o outro. Seguimos caminhos opostos e agora temos vidas completamente diferentes. 

— Tem razão. Vidas diferentes. 

— Não fica pensando mais nisso, esqueça aquela noite e vamos seguir amigos. Como antes, se lembra?

E como se lembrava, podia beijá la o tempo todo. 

Mas não poderia esquecer aquela noite, onde ele iria confessar o seu amor. Mas de um jeito ou de outro ele e Sakura não ficariam juntos. 

Não se confessou e nem um dos dois foi atrás, e como ela mesmo disse, tiveram vidas completamente diferentes.

— Sakura, eu só tenho só mais uma coisa a dizer.

— O que é? 

— Você continua baixinha.

— Fala sério Sasuke.

Começaram a rir.


Notas Finais


Algumas horas atrasada mas aqui estou eu com atualização, organizei um cronograma para atualizar e como ainda é segunda feira, não estou tão atrasada assim.

Até a próxima gente :)

Instagram: https://www.instagram.com/vayle_/

Playlist YouTube: https://www.youtube.com/playlist?list=PLzIWIHpAmnRZBV0N1l7ydoPPB0gy7FJgP


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...