História Secret Angel - Capítulo 48


Escrita por:

Postado
Categorias Chaz Somers, Christian Beadles, Crystal Reed, Daniel Sharman, Danielle Campbell, Ian Somerhalder, Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Tags Badboy, Drama, Justinbieber, Nerd, Romance
Visualizações 240
Palavras 665
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura..

Capítulo 48 - Confessions 2


Fanfic / Fanfiction Secret Angel - Capítulo 48 - Confessions 2


 

 

Alice Wittemore POV

 

Depois de muito tempo abraçados e em silêncio Justin resolveu dizer algo.
- Eu nunca perdi ninguém para me sentir como você, e é lindo ver que você superou algo tão ruim assim - Ele falou calmamente me olhando com aqueles lindos olhos cor de mel.
- É aí que tá, eu ainda não superei, e acho que nunca vou - Abaixei a cabeça.
- Então porque me contou? - Voltei a olhá-lo.
- Não sei - Fechei os olhos e respirei fundo.
- Você está pronta para deixar isso ir embora, acredite em mim - Sorri fraco olhando para ele - Mas olha, tem uma coisa que eu quero te falar também - Ele mexeu no meu cabelo - É sobre aquele dia, no hospital, quando eu te machuquei e quase precisou de sangue, eu fiquei apavorado, mas não pelo sangue, não - O olhei confusa - E sim porque o médico consultou seus familiares, você tinha pais positivos, e seu irmão também era positivo, Allison prontamente se ofereceu, mas ela positiva também, e eu me senti como sendo o único, como se sua vida estivesse em minhas mãos de novo, eu era o único que tinha sangue negativo, mas por sorte você não precisou, e o médico não chegou a fazer nem a primeira pergunta do questionário para mim, mas eu sabia que não podia ser doador, com o tanto de droga que tinha no meu sistema, você morreria e eu me culparia para sempre, por matar a única garota que já enxergou algo em mim além do rosto bonito e do belo corpo - Eu escutava atentamente as suas palavras - E eu sinto muito por machucar você, e eu prometo sempre ser o melhor possível, porque é o que você merece, e quero que saiba, que foi a única capaz de despertar algo aqui dentro - Ele colocou a mão no coração e eu imediatamente o abracei, e depois dei um beijo na sua boca, e acabei ficando no seu colo, o que fez ele me olhar.
- Melhor a gente entrar - Ele riu - Estamos na rua - Ele me pegou no colo e abriu a porta, me colocando sentada em uma cadeira na cozinha.
- Como era a sua irmã? - Ele perguntou de repente.
- Você diz fisicamente? - Ele assentiu - Ah, bem assim como eu - Ele sorriu.
- Então ela deveria ser maravilhosa - Justin parou na minha frente e abaixou para me dar um beijo.
- Qual é o seu sangue? - Perguntei para ele assim que se sentou ao meu lado.
- É O, negativo.
- Ah, doador universal.
- É - Ele sorriu - E o seu é AB negativo - Eu sorri - Sei porque o médico disse.
- É, tá certo - O beijei de novo, e dessa vez o beijo se aprofundou e quando eu percebi já estava no colo dele, com as duas pernas de um lado.

Ouvi um barulho na porta e Jackson entrou se espantando com a gente por um instante.
- Ah, estou subindo - Ele colocou um jornal ao lado do rosto tampando a gente - E sugiro que façam o mesmo, porque estou com fome - Ele disse na escada e eu e Justin rimos muito com a atitude dele, sempre assim.
- Alice, eu vou voltar para casa, meus irmãos já devem estar quebrando a casa toda, e partindo o Chaz no meio - Eu ri.
- E porque o Chaz?
- Porque o Chris nem liga, e o Nolan fala para eles irritarem o Chaz - Nós dois rimos juntos e ele me puxou para um último beijo - Até amanhã.
- Amanhã? - Perguntei surpresa.
- É, você vai em casa - Ele sorriu e fechou a porta, me deixando com um sorriso bobo no rosto, acho que eu estava amando ele, e talvez, mas só talvez, amanhã seria o dia de deixar as coisas acontecerem.


Notas Finais


Aqui vai mais um, e o hot tá chegando..
Sinto falta dos comentários de vocês, sinto que não estão mais gostando da fic como antes, estou certa?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...