1. Spirit Fanfics >
  2. Secret Girl >
  3. O Baile pt.2

História Secret Girl - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Dessa vez não demorei muito, mas antes que vão na cede ao pote tenho que informar que infelizmente tive que dividir o cap em 3 porque ficou MUITO grande.

Não me matem e boa leitura <333

Capítulo 8 - O Baile pt.2


Constance billard / st. Jude’s, Upper East Side

11:45 a m

 

 

 

 

Gaara andava pelos corredores da Constance no intuito de encontrar Ino, a falta que a garota fazia era surreal, andava mais rabugento que o normal e nem as drogas que muitas das vezes chegou a ser sua válvula não era tão eficaz como os sentimentos que a loira o fazia sentir.

Ao virar o primeiro corredor pode sentir os olhares maliciosos de algumas meninas sobre si, deu um sorriso de lado e coçou o nariz depois passando a mão pelo cabelo, ele adorava a reação e os suspiros das pobres meninas e com esse pensamento deu um sorriso de lado, mas ao avistar a cena a frente esse mesmo sorriso foi se desfazendo aos poucos. A raiva estava começando a aparecer e ele andou a passos rápidos.

- Rala – a voz fria vinha atras do garoto que deu um pulo

- Rala você – Ino disse autoritária, quem ele achava que era pra fazer isso?

- Eu to indo loira – o garoto disse passando a mão na nuca e olhando sem graça para o ruivo – pensa no que te falei – voltou o seu olhar para a bela menina a sua frente

Ino ficou olhando para o menino até vê-lo sair do corredor, voltou seu olhar pra frente e encontrou um No Sabaku irritado. Algo dentro da loira cresceu, talvez saber que ele estava dessa forma por ela.

- Ficar me encarando assim não vai conseguir fazer minha cabeça explodir – ela alertou revirando os olhos e saindo da frente para seguir o caminho até a sua sala

- Por que deixou ele te tocar daquela forma? – a mão de Gaara no braço de Ino impedia que ela continuasse a andar

- Por que quer saber? – ambos se encaravam – Não temos nada Gaara e eu não te devo satisfação do que eu faço ou deixo de fazer – os olhos do ruivo tremeram de raiva

- Realmente não deve, mas deveria parar de ser uma vadia e ficar se esfregando em outros caras pelos corredores – o tapa foi tão forte que o garoto teve que dar alguns passos pra trás pelo impacto – Ino, eu... – e a garganta do ruivo travou, era tarde demais – eu não queria ter dito isso – ele massageou sua face no local do tapa

- Queria sim – os olhos da Yamanaka estavam marejados

- Ino – o ruivo tentou chegar perto

- Não Gaara – ela recuou dois passos – segue a sua vida que a vadia aqui vai seguir a dela – e com isso ela se abraçou e sumiu deixando o No Sabaku pra trás

- O que estão olhando? – ele disse olhando ao redor vendo todos cochichando – Não tem nada para fazerem não? – e rumou em direção ao jardim, precisava de um baseado para acalmar os seus ânimos antes que quebrasse alguma coisa

 

[...]

 

 

Casa dos Yamato, Upper East Side

2:17 p.m

 

 

 

 

 

Tayuya tinha reunido as meninas em sua casa, incluindo Tenten para colocarem a par todos os últimos detalhes do baile.

- O vestido será entregue na casa de vocês no dia anterior ao baile – disse a morena de coques enquanto olhava de sua agenda para seu celular – os sapatos e joias eu já entreguei – continuou falando – falta só confirmar os acompanhantes de vocês três – disse temerosa olhando para Tayuya

- Como assim três? – a garota olhou desafiadora para Tenten

- Sasuke não confirmou ir junto com você – ela checou a lista mais uma vez opinando em dizer ou não a observação que ele fez – ele disse que irá confirmar com quem irá depois da resposta que receber – e as garotas deram um pulo ao ouvir o enorme barulho de algo se chocando contra a parede e viram que era um vaso caríssimo de flores

- Ele só pode estar brincando com a minha cara – a garota parecia estar da mesma cor dos cabelos, vermelhos – Aposto que a resposta que ele tanto espera é a daquela cadela Haruno – Tayuya caminhou até sua penteadeira e jogou todos seus produtos caros no chão quebrando muitas de suas maquiagens e muitos de seus perfumes.

- Calma T – Shion disse assustada – talvez o pedido seja pra você – a loira tentou contornar a situação

- Isso mesmo – Matsuri disse dando apoio – espere até mais tarde e converse com ele

- Se Sakura Haruno acha que poderá chegar e ameaçar o meu reinado e eu ficarei quieta e calada, ela está muito enganada – as outras meninas se entreolharam – Esse baile será memorável para a Cerise, nem que eu tenha que mais uma vez sujar as minhas mãos – ela sussurrou a ultima parte

 

[...]

 

Constance billard / st. Jude’s, Upper East Side

1:52p m

 

 

 

 

Após terminar as aulas, as meninas andavam pelos corredores rumo a saída, elas tinham planejado almoçar em algum lugar e depois ir para a casa dos Hyuga e discutir sobre as vestes do baile. Ino estava meio aérea as outras duas meninas perceberam, mas acharam melhor dar o espaço da sempre tão falante amiga.

Assim que iriam entrar na limosine Sakura avistou Karin e perguntou a Hinata e Ino se tinha algum problema chamar a garota, as outras meninas ficaram animadas em ajudar Karin a se arrumar para seu primeiro baile na alta sociedade.

- Ei, Karin – a ruiva ao ouvir seu nome, olhou pra trás vendo Sakura Haruno balançando as mão para chama-la para mais perto

- Oi – disse meio tímida

- Tem algo para fazer no resto do dia? – o sorriso que Sakura dava era tão acolhedor que a ruiva se sentia acolhida perto dela

- Não – disse ajeitando a mochila de couro surrado nos ombros

- Eu e as meninas vamos almoçar e depois ver as coisas para o baile – a rosada apontou para as duas outras meninas que estavam dentro da limosine – quer ir com a gente?

- Nossa realidade é totalmente diferente Sakura – Karin olhou para os pés e transferiu o peso de uma perna para outra

- Eu sei disso, por isso tudo será por nossa conta, até mesmo as coisas do baile – a ruiva olhou assustada para a garota a sua frente

- Eu não posso aceitar

- Claro que pode – a rosada pegou na mão da garota e sorriu – eu quero ser sua amiga e te garanto que dinheiro não é problema para nós

- Só aceite Karin – Ino disse colocando a cabeça pra fora do carro – e vamos logo, preciso comer algo com bastante açúcar – assim que terminou de falar voltou para dentro da limosine

Karin nada disse e seguiu a Haruno para dentro do carro enorme, assim que se sentou ficou meio acanhada com todo o luxo que exalava daquele lugar e ficou observando a forma como as três meninas interagiam, olhou para Ino e se perguntou se a menina estava bem, a mesma parecia um pouco abatida, mas resolveu guardar a observação apenas pra si.

- Temos que arrumar um par para você – Ino disse chamando a atenção de Karin

- Para todas nós você quis dizer – Hinata disse mesmo já tendo recebido alguns convites, mas ninguém que a fizesse realmente pensar em aceitar.

- Eu acho que já tenho o meu par – Ino disse passando a mão nos cabelos.

- E quem é? – Sakura perguntou curiosa enquanto saia do veiculo e esperava as meninas saírem também

- Kiba Inuzuka – disse por fim – não quero comentários sobre o ocorrido de hoje, sei que já estão a par – adentraram no restaurante e foram guiadas para uma mesa um pouco mais reservada

- falam que Kiba não é nenhum pouco gentil com as garotas que ele sai – dessa vez foi Karin quem disse, a mesma já ouviu vários boatos no banheiro feminino sobre o garoto

- ele não é maluco de fazer algo comigo – ela assegurou – e eu preciso de algo de uma noite, preciso que alguém me toque eu esqueça vocês sabem quem – as paredes tinham ouvido e ela não queria ter que pronunciar o nome do garoto ruivo, estava magoada demais com o mesmo.

A mesa ficou em silencio enquanto elas faziam seus pedidos pelo tablet. Sakura e Hinata sabiam a fama do garoto, mas alertar Ino sobre isso seria arrumar uma briga desnecessária, pois a garota já tinha sua opinião formada e depois do que a Secret Girl postou sobre a briga entre ela e o No Sabaku seria ainda mais complicado fazer a garota ver o que estava realmente fazendo. Já Karin estava tentando achar um prato barato, pois não queria parecer interesseira e abusar da boa vontade de Sakura, os pratos eram realmente muito fora da realidade da menina e muitas das coisas ela nunca nem ouviu falar e nem sabia o que era, então optou por pedir um clássico e não tão estravagante prato.

Assim que terminaram de fazer seus pedidos um garçom veio logo entregar suas bebidas e alguns aperitivos.

- Já tem ideia de com quem vai? – Hinata perguntou para Sakura que tomou um gole de seu suco

- Ainda não – disse posando a taça sobre a mesa – recebi inúmeros convites, mas não estou afim de ir com alguém da escola – ficou observando a taça a sua frente

- e você Karin? – a atenção das três voltaram para a menina ruiva

- Depois do ocorrido eu recebi alguns pedidos, mas de pessoas totalmente desconhecidas

- Entendo – Hinata disse – se quiser posso ver se meu irmão pode ir com você – as outras duas meninas deram um largo sorriso

- Neji é um sonho – Ino disse se abanando – pena que não me vê com os mesmos olhos – elas riram

- Eu não entendi – Karin estava confusa.

- Ino e Neji se pegaram e meu irmaõ ficou super apaixonado por ela – Hinata começou a explicar – mas com certeza você conhece os boatos sobre a Yamanaka e no final ela deu fora nele pra poder ficar com um certo ruivo – a perolada tentou resumir o máximo que conseguiu

- Se eu soubesse o que me aguardava continuava sendo cunhadinha da Hinatinha ali – apontou a azulada

- Não seria não – Sakura disse rindo

- É não seria mesmo, tenho o interior de uma mulher livre, não consigo ficar com garotos certinhos – todas riram, inclusive Karin que estava se sentindo mais à vontade com as garotas e via ali uma amizade verdadeira sentindo-se pela primeira vez acolhida em algum lugar.

 

 

[...]

 

 

 

Cobertura dos Uchiha, Upper East Side

2:26p.m

 

 

 

 

- Quem vocês vão levar? – Naruto perguntou assim que se jogou na cama de Sasuke

- Matsuri – Gaara disse – Vou mandar mensagem daqui a pouco

- Boa sorte cara – o loiro desejou – qualquer uma das seguidoras de Tayuya são um porre, eu sei porque já peguei a Shion e no final corri dela como o diabo corre da cruz.

- Sim Naruto, sabemos – Sasuke falou depois de se jogar relaxado nos travesseiros enquanto ligava o vídeo game

- Ela fode bem e só disso que preciso no momento – Gaara tentou dar aquele assunto por encerrado – por que não confirmou a Tayuya como seu par? – o ruivo não queria saber, só queria mesmo trocar o foco da conversa

- Sakura Haruno, claro – Naruto respondeu pelo o amigo – ele ta de quatro por ela desde quando ela voltou do internato

- Cala a boca idiota – Sasuke jogou uma almofada no loiro – Mas não custa nada tentar ver se ela aceita ir

- Para de se iludir animal – o No Sabaku estava super rabugento – ela trata você como se tivesse uma doença contagiosa

- Não seja rude com o sonho de nosso filho Gaara – Naruto tentou defender o amigo

- Mas e você? – o Uchiha perguntou para o amigo falante – quem vai levar?

- Pensei em levar Hinata – os dois olharam par o loiro – mas ela ta fugindo de mim desde quando nos encontramos na cafeteria e eu disse que ela e as amigas andavam em bando como vaquinhas. – a gargalhada foi tão alta que Naruto ficou sem entender nada

- Você chamou a garota de vaca? – Gaara ria

- Não foi nessa intenção – ele tentou se defender – eu lembrei que minha mãe tirava leite do peito quando perdemos minha irmã e disse porque pensei que ela acharia graça

- Você é um idiota Uzumaki – Sasuke falou dando um tapa na cabeça do loiro

- Acho melhor você explicar a situação se quer mesmo que ela vá ao baile com você – Gaara falou assim que conseguiu parar de rir

- Vou conversar com ela hoje – Naruto pensou no que disse a princesa dos Huyga e percebeu que foi meio rude com a mesma.

 

 

[...]

 

 

Mansão Hyuga , Upper East Side

3:26p.m

 

 

 

 

- Seja bem vinda a minha casa Karin – Hinata disse de forma gentil e Karin constatou que cabia facilmente 30 lofts iguais ao que ela dividia com sua mãe ali apenas naquele primeiro andar.

- Obrigada – Karin respondeu tímida

Assim que as meninas chegaram na sala, Hiashi estava descendo as escadas. Os olhos de Karin arregalaram-se, a garota não acreditava que estava frente a um multibilionário, a vida dela poderia zerar apenas ali. O homem tinha o cabelo grande completamente alinhado e o terno com toda a certeza tinha sido feito sobre medida pois caia perfeitamente bem, os olhos que pareciam perolas era iguais os de Hinata.

- Olá meninas – o mais velho cumprimentou as meninas dando um abraço e um beijo da testa de cada uma, mas quando chegou em Karin ele simplesmente arregalou os olhos – Você eu nunca vi por aqui – sorriu de forma cordial e estendeu a mão – Hiashi Hyuga.

- Karin Morino senhor – o aperto de mão foi simples mas Karin estava se tremendo por dentro.

- Interessante – o homem pareceu analisar Karin por completo

- Desculpa, mas o que é interessante? – o senho se franziu e Karin ficou confusa

- Estou ficando um velho caduco – ele sorriu e voltou a olhar para a filha – espero que se divirtam e qualquer coisa Neji está em casa para auxilia-las nos estudos – depois de dizer isso o homem caminhou até onde fica a porta de entrada

- Alguém entendeu o que acabou de acontecer? – Karin perguntou

- É o tio Hiashi, ele gosta de analisar as pessoas – Ino deu de ombros e seus olhos focaram na outra imagem que descia as escadas – Olá meu belo anjo – o sorriso malicioso da Yamanaka fez com as meninas virassem para onde ela olhava

- Pensei que o tempo faria você mais descente – Neji disse depois de terminar seu coque frouxo

- Se está tentando me seduzir tenha certeza que está conseguindo – o moreno olhou para a loira e tentou ignorar o comentário

- Da próxima vez que ela vier por favor avisa – disse olhando para Hinata – eu não suporto ficar no mesmo lugar que ela

- A culpa não é minha se sou inesquecível e isso tudo é amor reprimido – as meninas deram um risinho baixo pela cara de tedio que Neji fez

- Neji – dessa vez foi Sakura que chamou a atenção dele

- Diga minha flor de cerejeira – o mais velho chegou perto dela dando um beijo no topo da cabeça da mesma. O carinho que Neji tinha pela Haruno era o mesmo que tinha por suas irmãs.

- Essa é Karin – ela pegou no braço da menina e levou para perto do garoto – Sábado será o primeiro baile dela e infelizmente ela não conhece ninguém legal para leva-la – disse com o sorriso triste

- E a intenção é que eu a leve – o perolado analisou a menina a sua frente, ela tinha um estilo diferente, não usava roupas de marca, tinha traços conhecidos e uma presença marcante. – É o baile de boas vindas da Constance? – continuou analisando a meninas e Karin estava ficando sem graça com o olhar intenso sobre si, o Hyuga era bonito demais para o próprio bem dele

- Ta se fazendo de idiota? – Ino já estava perdendo a paciência com a enrolação de Neji, era só dizer se topava ou não, não precisa desse mistério todo

- Eu aceito ser seu par Karin – ignorando o comentário de da loira ele pegou a mão da ruiva e deu um leve beijo que deixou a garota mais vermelha ainda

- Obrigada – ela disse meio incerta

Ino quebrou o clima antes que Karin surtasse na frente do garoto e puxou a menina para o quarto de Hinata, precisavam escolher logo os modelos de vestido e as máscaras.

- Valeu por ter aceitado – Sakura deu um beijo no rosto do maior

- Tem algo nessa festa que me interessa – o garoto mexeu no bolso tocando a pequena e delicada pulseira

- Como? – Hinata perguntou olhando para o irmão

- Nada – disse olhando pelo caminho que Ino fez com a garota nova – Acho melhor vocês irem atras dela, a Yamanaka não é muito confiável – e com esse comentário o garoto seguiu rumo a cozinha

Assim que duas meninas chegaram no quarto viram alguns catálogos jogados pelo chão e croquis de estilistas em cima da cama, Sakura olhou para Karin e viu a menina perdida no meio daquele furacão.

- Esse são os croquis das roupas que mandaram pra gente – Ino falou entregando para as meninas as pastas com seus respectivos nomes

- Mas eu não sou ninguém para ter um croqui de um estilista famoso – os olhos de Karin estavam deslumbrados com o vestido desenhado no portifólio e ver seu nome escrito e a boneca parecida consigo era mais assustador ainda

- Hoje você faz parte da tríade de nobres de Nova York, então terá muitas regalias por ser nossa amiga – Ino explicou de forma simples e fez algumas anotações em seu croqui, coisas que queria acrescentar e retirar.

- Nós temos praticamente nossos próprios estilistas – Hinata explicou – quem sempre fez os vestidos de festa de Sakura é o Virgil Abloh, diretor criativo da Louis Vuitton– a perolada mostrou o croqui com a assinatura do mesmo – o meu Nadège Vanhee-Cybulski, diretor criativo da Hermés –  mostrou o croqui com a assinatura do mesmo – e o de Ino é Virginie Viard, diretora criativa da Chanel.

- Diferente de outras garotas da Constance que compram vestidos nessas lojas para o baile os nossos são feitos exclusivamente para nós pelos estilistas chefes da marca – Ino explicou mostrando a garota o poder que elas tinham no mundo da moda – Shion e Matsuri tem regalias por serem amiga da namorada de um Uchiha, e você tem regalias por ser nossa amiga.

- E quem é são os estilistas delas e de Tayuya? – a menina perguntou curiosa

- Tayuya tem algumas regalias por ser namorada de Sasuke Uchiha, mas nada comparado a gente – Sakura explicou e viu a cara de interrogação que Karin fez – Os nossos vestidos são feitos pelos diretores criativos, ou seja, é feito pelos ditadores da moda, e nossos vestidos não tem outro no mercado – mostrou no catalogo e a ruiva pode ler “modelo exclusivo de Ino Yamanaka” em um vestido que Ino usou em algum evento – os vestidos de Tayuya são feitos exclusivos apenas pela marca, mas não pelo diretor entende?

 

- Sim – a garota respondeu olhando o croqui de seu vestido – MEU DEUS – as meninas olharam pra ela – AGORA QUE EU PERCEBI QUE O CRIADOR DO MEU VESTIDO É O MARC JACOB – as meninas riram da animação da menina.

- É o mesmo de tia Kushina – Ino disse e sorriu para a nova amiga

E nesse clima o dia passou com as meninas fazendo observações e conversando sobre os ajustes feitos em seus vestidos.

 

 

[...]

 

Um dia depois...

 

Upper East Side

4:17p.m

 

 

 

 

 

Era uma tarde agradável quando Sakura decidiu para na cafeteria mais próxima ao hotel em que estava hospedada. A menina fez seu pedido e viu as mensagens de Ino falando que ela tinha que encontrar um par urgentemente pois o baile era daqui a 3 dias e ela precisava confirmar com quem iria.

A rosada pegou seu pedido, agradeceu ao atendente e saiu do estabelecimento ainda olhando para o celular, estava tão distraída que nem percebeu que esbarrou em alguém e deixou todo o café mocha na pessoa a sua frente

- Meu Deus – a Haruno ficou desesperada – me perdoa

- Eu que tenho que pedir desculpa – o sotaque carregado denunciava que a pessoa não era americana – eu deveria ter visto a senhorita – quando os olhos de ambos se encontram, Sakura prendeu a respiração e viu que o cara a sua frente tinha uma beleza surreal

- Eu sinto muito, o café estava quente – tentou se desculpar mais uma vez e quando o olhou pode perceber que o mesmo a encarava

- Não precisa de desculpar senhorita – o garoto era um verdadeiro cavalheiro – se for para olhar pra você pode derrubar café em mim mais vezes – Sakura ficou ruborizada com a cantada – fui desajeitado também, não vi por onde andava e o mínimo que posso fazer é pagar outro café a senhorita

- Obrigada senhor – ela não se faria de rogada, estava realmente interessada no garoto ruivo a sua frente

- Não me chame de Senhor, tenho que certeza que tenho quase a sua idade – o garoto não parava de olha-la como se ela fosse a joia mais preciosa

- O senhor ainda não falou seu nome – ela respondeu de forma meiga

- Sasori e o seu senhorita?

- Sakura 


Notas Finais


Desculpe os erros do português se tiver, estava tão animada para postar que nem revisei direto o cap

Então, o que estão achando?
Sasori pareceu
Neji e Ino tiveram um caso
O interesse do Neji no baile
Gaara sendo um babaca

devo postar o próximo cap até semana que vem, prometo!!

beijos e até a próxima <333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...