História Secret identity - Capítulo 10


Escrita por:

Visualizações 3
Palavras 2.016
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


E aqui estou eu um ano depois postando um capítulo novo, perdoem meus vacilos e aproveitem a leitura.

Capítulo 10 - Black in Whit


Fanfic / Fanfiction Secret identity - Capítulo 10 - Black in Whit

Jungkook on

Estávamos lendo os arquivos do computador sobre o Johnson quando ouvi vozes vindas da sala central.

-Você vai mesmo me obrigar a fazer isso?

-Claro, a não ser que você esteja com medo.

Sofia e Namjoon estavam posicionados em cima do tatame, eu e os meninos estávamos todos em volta os observando.

-Resolveram se matar aqui em baixo? -Suga perguntou enquanto se encostava em um dos “bonecos de teste”.

-Oque vocês estão aprontando?

-Bem Jungkook, você e todos nessa sala devem saber sobre a oposição do Namjoon em dividir a liderança com alguém “frágil”, então eu e ele fizemos um aposta.

-Perde quem cair primeiro.

-Sério mesmo que vocês vão decidir o líder dessa forma? Se for assim eu também quero participar.

-Claro Suga, assim que eu terminar você luta comigo.

-Há! Faça me rir Namjoon.

Sofia e Namjoon se posicionaram no meio do tatame ficando um de frente pro outro.

-Namjoon, não a machuque.

-Até você Tae, que decepção. Babi você pode dar início?

-Claro – Babi se aproximou dos dois – No três, um, dois, três!

E começou, Namjoon e Sofia moviam rapidamente desviando dos golpes que um tentava dar no outro, até que Namjoon segurou o corpo de Sofia a imobilizando de costas para ele.

-Eu vou mesmo precisar te derrubar?

-Tenta.

Usando movimentos rápidos Sofia subiu em cima de Namjoon e entrelaçou as pernas em seu pescoço fazendo com que o mesmo caísse imobilizado no chão.

-Uns, dois, três, parece que temos uma vencedora! Acho que você é o próximo Açúcar.

-Quer saber pra que competir pra ser líder? Eu amo meus computadores.

Sofia já estava de pé fora do tatame enquanto Namjoon ainda estava deitado no chão.

-Acho que agora ele morreu.

-Deixa de ser dramático eu só te derrubei. -Sofia segurou a mão do mais velho ajudando o a se levantar – Parece que alguém estava errado não é mesmo.

-Aish, me desculpe Sofia, mas habilidade em lutas não prova nada. Contudo aposta é aposta

-Eu ainda não estou acreditando que vocês apostaram isso.

-Eu não queria apostar, mas o Namjoon estava muito convencido. Mudando de assunto, vocês deram uma olhada nos arquivos?

-Há sim, eu os mostrei pros meninos e contei pra eles sobre... os acontecimentos.

-Sim, então é só isso, se não tiverem mais perguntas... estão liberados.

Nessa hora todos começaram a se retirar da sala deixando para trás apenas eu e Sofia.

-Você também pode ir Kookie.

-Posso tirar uma dúvida?

-Pode.

-Lá na fazenda da vó da Babi e no parque, porque você não se defendeu? Quero dizer... você deu uma surra no Namjoon agorinha e não fez nada quando ele saiu te puxando, e com o Myung, ele simplesmente te tirou de mim, ele poderia ter...

-Bem, eu não ia simplesmente bater no Namjoon em pleno parque, ia ficar meio estranho, e além do mais eu só estava sendo eu.

-Ele poderia ter te machucado.

-Quando é que vocês vão esquecer isso? Até meu braço já “esqueceu”.

-Não estou falando do Namjoon, Sofia o Myung, ele poderia ter te matado, o Namjoon disse que encontro você desacordada.

-Ele nunca iria me matar, ele era um informante e não um assassino, e como eu disse eu trabalho nisso há anos. Não precisa se preocupar comigo.

-Aish – abaixei a cabeça e fiquei encarando o chão por alguns instantes, acho que é mais fácil ela tomar conta de mim do que o contrário, mas mesmo assim não consigo parar de me preocupar com ela. Levantei a cabeça e encarei Sofia que logo desviou o olhar, segurei de leve em se queixo fazendo com que ela olhasse pra mim – Só me promete que você vai tomar cuidado.

-Jugkook, eu já disse que eu...

Aproximei-me dela fazendo com que nossas respirações ficassem muito perto uma da outra.

-Promete?

Tae on.

Já estávamos todos no carro esperando pelo Jungkook, aquela criança deveria ter subido junto com todo mundo.

-O que diabos aquele garoto ainda faz lá dentro? Namjoon vai lá chamar ele.

-Não mesmo, Suga acho melhor outra pessoa ir, é capaz do Namjoon ter outro ataque daqueles.

-Hyung! Eu sei me controlar.

-Melhor não arriscar, Tae vai lá chamar o Jungkook a gente tem mais o que fazer.

-Aish, porque não vai você Jin?

-Por que eu to mandando você criança, vai logo.

Desci do carro e fui em direção ao subsolo da casa e ao entra no escritório, pude ver Jungkook com o rosto próximo do de Sofia.

-Hey! Oque você pensa que está fazendo?

-Eu? Nada hyung.

-Ata você esta proibida de ficar sozinho com minha irmãzinha.

-Kim Taehyung, o que diabos você pensou que estava acontecendo?

-Me diz você o que estava acontecendo.

-Jungkook estava me fazendo prometer que eu tomaria mais cuidado. Feliz?

-Aish, de qualquer forma não quero vocês dois sozinhos, e vamos logo Jungkook estamos te esperando no carro.

Assim que eu terminei de falar Jungkook e Sofia continuaram parados me encarando.

-Aish, vamos.

Peguei na mão de Sofia e subi as escadas indo em direção à porta, Jungkook vinha logo atrás nos seguindo.

-Ainda não entendi a necessidade disso, mas sinto que se eu falar alguma coisa vou acabar criando problemas. Tae você é muito chato.

-Vou levar isso como um elogio, até amanhã Sofi. - Abracei Sofia e dei um beijo no topo de sua cabeça me afastando logo em seguida – Eu não vou te matar por se despedir dela.

Jungkook que até então estava encarando o chão, se aproximou de Sofia se despedindo dela do mesmo jeito que eu me despedi.

-Boa noite Soh, se cuida, por favor.

-Boa noite. Vão direto pra casa e qualquer coisa me liguem.

Acenamos com a cabeça e saímos andando em direção ao carro.

-Hyung! Você não pensou mesmo que eu e a Sofia estávamos… quero dizer, você sabe que nós somos só amigos certo?

-Mais tarde nós conversamos.

Sofia on.

Fiquei na porta de casa esperando o carro dos meninos virar a esquina, logo em seguida entrei em casa e tranquei a porta e fui em direção a cozinha onde a Babi estava sentada.

-Véi eu tenho a impressão de que esqueci de fazer algo.

Puxei um dos bancos e me sentei ao lado da Babi na bancada.

-A Tunner não tinha pedido uma reunião por videoconferência?

-Há é mesmo, acho que eu deveria iniciar a chamada agora...

-Devia mesmo, mas a 7ª temporada de Flash vai sair hoje na Netflix.

-Que pena, parece que a reunião vai ter que ficar pra amanhã. Maratona?

-Eu pego os doces e você os salgados?

-Fechado.

Coloquei a pizza no forno e fui arrumar as coisas na sala enquanto esperava a Babi voltar do porão com os doces.

Confesso que sempre desconfiei que tivesse algo errado com os meninos, mas nunca que seria algo tão anormal como a mesma profissão que a minha, dá pra acreditar? Cantores e espiões?

-Hey Sofi, me helpa aqui.

Fui em direção as escadas que davam pro porão, encontrei a Babi encarando o armário de doces.

-O que foi moça?

-Não consigo me decidir, nutella com morango ou morango com leite condensado? Chocolate ou balas de gelatina?

-Que tal os dois e morango com nutella? – Babi sorriu pra mim e balançou a cabeça em sinal de aprovação – Tem o sorvete também.

-Quando conversávamos sobre ter um estoque de doces e besteiras, não imaginei que você levaria tão a sério assim.

-Como se você não me conhecesse, é doce, levo mais a sério do que meu estoque de armas.

Já estávamos espalhando os doces em cima da mesa quando a Babi me lembrou de um detalhe crucial.

-Por falar em arma, precisamos repor nosso estoque, tem notícias do Tavares?

-Da ultima vez que eu tive noticias ele estava no Brooklyn fazendo mais clientes.

-Brooklyn?

-É algo assim, não faz tanto tempo desde a última vez que eu falei com ele, amanhã eu entro em contato com ele, a gente aproveita pra apresentar os meninos ao nosso fornecedor.

Sentei no sofá ao lado da Babi e começamos a assistir nossa série.

Namjoon on

Chegamos em casa em pouco tempo, ainda estávamos todos confusos, não posso dizer que estava mais atordoado do que os meninos, quero dizer... a Sofi? Uma agente? Nunca imaginei que isso um dia aconteceria.

-Bem eu não sei vocês, mas nada disso fez sentido pra mim, e vocês? – Jin estava em pé perto da escada enquanto os restos de nós estávamos jogados nos sofás. – Poxa gente, ela continua sendo a Sofia, só que com uma ótima habilidade em armas e luta, né Namjoon?

-Isso não teve graça hyung.

-Pra ser sincero, acho melhor dormirmos mesmo, o dia foi longo e amanhã tem mais coisa pra acontecer.

-Yoongi tem razão, vamos?

Todos concordamos e fomos pro nossos quartos, exceto eu que passei no quarto do Yoongi pra falar com ele e pegar uma coisa.

 -hyung, lembra do pen drive na casa da Sofia? Eu queria saber se eu p...

-Pegar ele? Pode sim, não tinha nada de relevante nele, pode devolver pra ela amanhã?

-Há... Posso sim, obrigado hyung, amanhã eu entrego pra ela.

Sai do quarto e fui em direção ao meu escritório, era junto com meu escritório do trabalho, o meu trabalho oficial no BTS é claro. Sentei na cadeira e liguei meu computador e esperei, enquanto isso eu pensava no que aconteceu nas ultimas horas, isso não deve ser tão ruim certo? Quero dizer, sempre tive vontade de trabalhar com o melhor agente, corrigindo, a melhor agente, talvez eu tenha ficado confuso por descobrir que essa pessoa sempre foi alguém que estava próximo a mim.

Conectei o pen drive no computador e comecei a abrir os arquivos que nele estavam. Estava tudo organizado em pastas, “Brasil”, “Verão 2018”, “Família”, “Coreografias”, “Piquenique 2015”, a principio, pensei muito em não ver o que tinha nas pastas, mas se o Suga viu, por que eu não poderia ver também?

Entrei na que me interessava “coreografias”, sempre gostei ver a Sofia dançar, e nossa ele realmente fazia isso muito bem. Eu estava no meio de um dos vídeos onde a Sofia dançava uma música brasileira, quando senti que tinha alguém atrás de mim virei-me de uma vez e me deparei com o Jungkook olhando pra tela do computador.

-Aish! Que susto garoto, tá parado aí há quanto tempo?

-Desde o vídeo passado. – ele deu de ombros, puxou uma cadeira e sentou ao meu lado de frente para o computador. – Pode dar play.

-Como assim? O que você pensa que esta fazendo?

-Ué, se você pode ver a Sofia dançar, por que eu não posso ver também?

Pensei em contestar mas não tinha nenhum argumento, então fiquei calado e dei play no vídeo, não demorou muito pra chegar no final, e assim que terminou, fechei as pastas do pen drive e o desconectei do computador.

-Mas já? Tem mais outros vídeos alí.

-Hey! Já chega, isso é errado sabia?

-Depende do que você pensa enquanto assiste eles.

-Jungkook... - Falei calmo enquanto o encarava - Você também gosta da Sofia, certo?

-Como posso dizer? Mesmo depois do que aconteceu hoje, eu só me senti mais atraído por ela, vamos ser sinceros Namjoon, você já vacilou com ela uma vez e até hoje ainda não desistiu, acha mesmo que agora pode dar certo?

-Confesso que vacilei muito escondendo o que eu sentia por ela, mas fiz isso, preferi deixar ela fora de boatos e especulações por ser estrangeira e namorada de um idol.

-Fez isso por ela ou por que você estava com medo?... Não quebre sua cabeça pensando em uma resposta, não tenho interesse nela, mas fique sabendo que, eu gosto dela e estou pronto pra conquista lá e assumir todas as responsabilidades, mesmo que uma delas seja ter que competir com você.

Após dizer isso ele saiu da sala me deixando sozinho. A o ambiente ficou em silêncio, enquanto eu pensava na pergunta que o Jungkook me fez. Eu fiz isso por ela, ou melhor, por nós dois, assim foi melhor do que ambos sofrerem por algo que talvez não durasse pra vida toda.


Notas Finais


Não sei se prometer que vou voltar a escrever vai adiantar muita coisa, mas dessa vez eu voltei mais animada com a historia.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...