História Secret lies - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Avengers, Fanfic, Vingadores
Visualizações 4
Palavras 859
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Superheroes


Fanfic / Fanfiction Secret lies - Capítulo 3 - Superheroes

— Steve Rogers.

QUEBRA DE TEMPO (BASE AVENGERS)

— Muito obrigada por não me deixar pular. E desculpa te fazer me trazer para a sua... - olhei ao redor. Não me parecia uma casa. Parecia uma base militar, como no meu sonho da escola. - casa?

— Não, é uma base militar de super-heróis - ele conseguiu me assustar com uma frase. Super-heróis? Agora eu o conhecia...

— St... Cap...? - eu não conseguia terminar uma frase.

— Exatamente, eu não estou brincando - disse ele rindo.

— Como? Pensei que não passavam de boatos, toda aquela história de Homem de Ferro, Capitão América e toda essa baboseira... Desculpa?

— Tudo bem...

— Rogers, por que diabos você trouxe uma desconhecida para a nossa b... - um homem acabava de entrar na sala. Ele me parecia familiar, mas muito arrogante. - Te conheço? Acho que não, você não parece ser importante o bastante para conhecer o Homem de Ferro.

— Nem gostaria. O Capitão América parece ser bem mais legal que ele - murmurei.

— O que você disse? - ele falou, parando em frente ao sofá em que eu estava sentada.

— Exatamente o que você ouviu: que o Homem de Ferro é um playboy arrogante que so pensa em si mesmo - eu estava muito brava. Esse homem tinha o poder de me deixar brava de uma hora pra outra, que ódio! Me levantei e fiquei frente a frente com ele, e falei um monte.

— Acho melhor você baixar o tom, mocinha. Sua irmã... - logo ele olhou para o Steve e seu celular tocou - Alô? Sim, ele mesmo. Estou indo. Preciso ir, até mais, queridos - e saiu. Como ele conhecia minha irmã?

— Como ele conhece minha irmã? - perguntei ao Steve.

— Ele viu em um documentário na TV, o acidente em que apenas você e sua mãe sobreviveram, e... Desculpa - ele pediu quando percebeu que eu não gostava de tocar nesse assunto - Quer conhecer mais alguém?

— Na verdade eu não conheço ninguém do grupo de vocês. Sempre ignorei os boatos.

Sorri envergonhada e ele se levantou estendendo a mão pra mim. Andamos por alguns corredores e ele me apresentou todos os cômodos da base. Conheci alguns dos Vingadores - como se intitulavam - e estávamos agora numa área ampla, onde tinha um homem treinando pontaria com o seu arco.

— Esse é o Gavião Arqueiro?

— Exatamente, você pegou tudo mesmo ein? - Steve falou rindo.

— Mas por que você me contou tudo?

— Ah, simples. Já que você já estava aqui, por que não?

Rimos juntos e logo o Gavião se aproximou.

— Qual é a piada da vez? Colocaram Rivotril na água do Tony outra vez?

— Não - o Steve respondeu rindo. - Estava mostrando o lugar pra ela.

— Ela faz parte dos Vingadores?

— Não.

— Então por que tem acesso a toda essa informação? - eu estava me perguntando a mesma coisa.

— Digamos que ela seja especial de outra forma... - Steve respondeu.

— De qualquer forma, prazer, Gavião Arqueiro.

— É, eu sei. Sou a S/N.

— O Steve te contou tudo sobre nós?

— Sim.

— Até do dia em que colocamos Rivotril na água do Tony? Aquele dia foi épico, ele foi trabalhar muito drogado e...

— Falando em Tony, tenho uma reunião com o indivíduo agora - Steve interrompeu revirando os olhos. - Pode continuar o tour com ela? - disse se afastando.

— Claro.

— Então, a Viúva esta por aqui? - perguntei. De todos os integrantes que o Steve me contou, a Viúva era a minha favorita.

— Não, mas ela chega depois das 18h... O que você quer fazer durante toda essa hora? - eis a questão: "o que fazer em uma base de super-heróis, não sendo uma super-heroína?"

— Não sei, quer me ensinar arco e flecha?

— Pode ser. Vem.

O Gavião me colocou nas posições e treinamos por algum tempo. Eu levava jeito para isso. Até que por volta das 18h, ele propôs uma competição.

— Ah, claro. Vou competir arco e flecha com o Gavião Arqueiro - debochei.

— Vamos. Você só precisa concentrar sua força na flecha, como eu te ensinei. Vamos com essas de metal, que uso nas missões.

— Uau, que honra - disse rindo.

Estávamos nas posições, puxei a flecha e concentrei minha força nela, como ele ensinou. Mas aconteceu algo estranho... Ao invés da flecha percorrer o caminho normalmente, ela simplesmente explodiu do meio do percurso.

— M-me desculpa, eu não sei o que aconteceu...

— Tudo bem, essas flechas fazem isso às vezes - o Gavião disse rindo. - Vai lá ver como ficou, que eu vou chamar a Viúva, algo me diz que ela já está na base.

Corri até o local onde a flecha estava pegando fogo e me abaixei para examinar melhor. Que estrago.

O Gavião estava conversando com alguém, provavelmente a Viúva, pois a voz era feminina. Mas essa voz era muito familiar...

— Prazer, Viúva Negra - a mulher se aproximou de mim pelas costas e estendeu a mão enquanto eu me virava para ver seu rosto.


Notas Finais


HAHAHAHAH, o circo começa a pegar fogo aqui, kisses


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...