1. Spirit Fanfics >
  2. Secret Love - NamSeok >
  3. Único

História Secret Love - NamSeok - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


É a minha primeira fanfic desse shipp maravilhoso, que infelizmente não recebe tanta atenção assim, pelo menos no Brasil. Resolvi escrever depois que eles ficaram conversando no Weverse. Me desculpe se algum erro passou. Espero que gostem!

Capítulo 1 - Único


Meses antes. 

Namjoon estava com todos os nervos à flor da pele, havia chegado no seu limite de estresse. Foi uma semana muito cansativa, depois que Min Yoongi precisou fazer uma cirurgia no ombro tudo se tornou um pouco mais complicado. A agenda do grupo estava lotada, ensaios a mais, apresentações em eventos ou programas estadunidenses, sem contar que: escrevia músicas para o próximo álbum do grupo e algumas letras para sua mixtape, que sairia em um futuro próximo. 

Haviam chegado no dormitório, o Kim já estava em silêncio no carro, continuou, seguiu para o quarto sem falar com ninguém. Todos estavam cansados, mas Namjoon, por ser líder tinha um peso extra nas costas, era muita responsabilidade para uma pessoa, e fazerem tudo isso com apenas seis pessoas dá a impressão que o trabalho ficará pela metade. Mesmo que Seokjin o ajudasse com o que podia, ainda era pesado.

 Abriu a porta de seu quarto, suspirou. Deixou a bolsa em cima da cama e tirou a roupa rapidamente, seguindo para o banheiro. Tomou um banho quente que relaxou todos os seus músculos, passou um tempo apenas sentindo a água percorrer seu corpo, quando saiu, vestiu uma calça moletom e deitou em sua cama. 

Minutos depois, Seokjin adentrou o quarto, tentando amenizar o estresse do mais velho, o que resultou em uma pequena discussão, que logo foi resolvida. O Kim mais velho mandou o rapaz descansar e depositou um selar em sua testa antes de sair. Namjoon até tentou, virou de um lado para o outro na cama, de nada adiantou. Sentou frustrado. Resolveu procurar algo para comer, o dormitório estava silencioso, sinal que cada um estava descansando ou fazendo suas próprias coisas. 

 Chegou na cozinha, Seokjin havia separado sua comida, sorriu de lado, agradeceria depois. Colocou a comida para esquentar, sentou, enquanto esperava. Segundos depois escutou passos, olhou, viu ser Hoseok. Que sorriu docemente para o líder, fazendo o coração do Kim dar uma leve acelerada. 

— Está melhor Nam? Conseguiu descansar? 

Namjoon suspirou, balançando a cabeça e negando. 

— Não! Hoje vai ser difícil. Entretanto, creio que, logo consigo. 

O mais velho balançou a cabeça confirmando. 

Jung Hoseok é o tipo de pessoa que todos gostam, mas poucos são dignos de conhecer. Sempre levantando o astral de quem está ao seu redor, que vê o lado positivo de todas as coisas ruins, está sempre sorrindo, sua aura exala paz. No palco tinha seus momentos fofos e ‘sexy’. Sempre ajuda a todos sem querer algo em troca, cuida dos membros, além de ser rapper, compositor, dançarino e produtor musical. 

Tinha outro detalhe que apenas Seokjin sabia: Namjoon gostava do Jung, este quê retribuía os sentimentos, mas, os dois não sabiam. Teriam que descobrir isso sozinhos.

Hoseok aproximou-se do líder, ficando atrás de si. 

— Vou te fazer uma massagem, ok? 

Namjoon tencionou o corpo, disfarçadamente, sentia seu coração batendo rápido e seu hyung nem havia colocado as mãos em seu corpo ainda. Engoliu seco, balançou a cabeça confirmando. Hoseok colocou as mãos nos ombros desnudos do rapaz, e começou a massagear lentamente, mas forte. Kim suspirou baixo, sentiu seu corpo esquentar, mesmo que pouco.

Hoseok mordia o lábio em sinal de nervosismo e agradecia por estar atrás do mais novo. Aquela pele alva merecia tantas marcas, viu o pescoço do Kim tombando um pouco para o lado esquerdo, como se estivesse dando liberdade para o outro usufruir do local, mas, claro que na cabeça do moreno não significava isso. Apesar de ele querer muito. Não se controlou o suficiente e chegou perto do ouvido do líder sentindo seu cheiro, respirou fundo, e falou baixo. 

— Pronto Nam… Deu para relaxar um pouco? 

Namjoon fechou os olhos, sentiu os pelos do seu corpo arrepiar, por conta da voz baixa e rouca do outro. Soltou o ar que nem imaginava segurar. Virou o rosto para olhar o mais velho, ele estava próximo demais, viu Jung passar a língua pelo lábio, discretamente, olhou para os lábios chamativos de Hoseok, desejava tanto senti-los. Levantou o olhar para os olhos do outro. 

— Sim, obrigado hyung. 

Tentou sorrir, para disfarçar o quanto era atingido por Jung. Se olharam mais um pouco, esperavam uma confirmação, que não veio, por medo, talvez. Hoseok afastou-se lentamente, tossiu tentando disfarçar o quanto ficou abalado. Falando em seguida. 

— Ok… É… Boa noite Namjoon, durma bem. 

Saiu. Sem esperar a resposta do líder. Namjoon ficou sentado sem saber como reagir e vendo o moreno sair rapidamente. Quando Hoseok chegou no corredor encostou-se na parede, tentando controlar sua respiração e os batimentos de seu coração. Quase fez besteira, por pouco não jogou tudo para os ares e beijou Namjoon. 

Passou a mão pelos cabelos, fechando os olhos. Em um momento de coragem, fez menção de ir onde o mais novo estava e o beijar sem pensar nas consequências. Não precisou sair do lugar, quando virou o rosto, lá estava Namjoon, parado na entrada do corredor, viu ele se aproximar e beijar seus lábios. Ficou sem reação por não ter sido ele a tomar tal atitude, porém, logo beijou de volta aproveitando para maltratar os lábios do Kim.

Sentiu seu corpo ser prensado contra a parede, e as mãos fortes do mais alto em sua cintura a apertando, passou os braços ao redor do pescoço de Namjoon aproveitando todas as sensações. Pararam o beijo com a respiração falha, se olharam e se afastaram devagar. Jung tentou falar, mas foi barrado pelos lábios do Kim que estavam nos seus novamente. Passou uns minutos seguiram para o quarto do líder, Namjoon comeria depois, conversaram sobre os seus sentimentos, planejaram começar devagar, desde aquele dia sempre que uma oportunidade surgia aproveitavam a companhia um do outro entre quatro paredes ou fora delas. 

Dias atuais (23 de janeiro – 2021)

Namjoon acordou cedo, se arrumou e seguiu para a Big Hit. Passou a manhã lá, resolvendo alguns problemas pendentes, voltou para o dormitório que compartilhava com os rapazes, antes do almoço. Jungkook havia saído com Taehyung, Jimin havia ido visitar Yoongi no apartamento do mais velho. Seokjin estava preparando o almoço para os demais e Hoseok estava com a irmã.

O Kim mais velho o chamou quando estava tudo pronto, almoçaram e Namjoon voltou para seu quarto. 

Resolveu entrar no weverse e ver o que os armys aprontaram, amava as mensagens que recebiam, as histórias do dia a dia, os memes, até as coisas aleatórias, de várias pessoas do mundo, cada uma dando amor à sua maneira para com os sete. Alguns dias antes Hoseok havia postado uma selca, o inverno já havia chegado, então o Jung vestia um suéter verde com um boneco preso na roupa e o rapaz estava muito fofo naquelas fotos, o que fez Namjoon sorrir. Resolveu responder a postagem do seu quase namorado. 

‘’Jhope tão fofo!!!’’

Sorriu quando a mensagem foi enviada. Continuou vagando pelo weverse, então seu celular vibrou, não esperava receber uma resposta de volta. 

‘’Como você me encontrou, fofo?’’

Hoseok respondeu, no meio de tantas publicações o Kim respondeu logo a sua. Namjoon virou-se para o lado na cama, sorrindo bobo, pensou ‘’Hobi-ah! Seria impossível passar por suas coisas e não parar’’, mas permaneceu só em seu pensamento. 

‘’Você pode remover o ursinho de pelúcia e dar para mim? Plz’’ 

Não recebeu nenhuma resposta, comentou uma publicação do Yoongi, Taehyung, respondeu alguns armys, passou uns minutos, travou o celular e foi descansar. 

Passaram-se algumas horas, o Kim acordou com uma movimentação em seu quarto e depois em sua cama. Um cheiro familiar adentrou suas narinas, sentiu um braço ao redor de sua cintura. Virou-se devagar para ficar cara a cara com o invasor. Abriu os olhos lentamente, vendo Jung o observar com um olhar sereno, sentiu os dedos delicados do rapaz em seu rosto, fazendo um carinho sutil ali, deu um meio sorriso entregando sua covinha no lado direito. Fazendo Hoseok suspirar. Rapidamente sentiu os lábios do rapaz nos seus, delicados, apenas um encostar de lábios. Quando se afastaram, Namjoon falou baixo e com a voz embargada por conta do sono. 

— Pensei que passaria o dia com a Jiwoo preparando as coisas do casamento. 

Abraçou o mais velho, enterrando o rosto no pescoço do mesmo. Ficaram em silêncio até Hoseok falar baixo. 

—  Era o que eu havia planejado, mas conseguimos resolver boa parte, ela me mandou descansar — riu baixo — fiquei surpreso quando respondeu minha publicação. 

Namjoon sorriu, e se mexeu o suficiente para olhar o rosto do outro. 

— Apareceu assim que entrei no weverse, claro que eu não deixaria passar. 

— Hum! Claro… — Fez uma pausa, mordeu o lábio e resolveu falar o que estava em sua mente — Então quer dizer que sou fofo? 

Uma covinha apareceu no rosto do Kim. Que falou um pouco manhoso! 

— Você sabe que é. 

Jung riu baixo. 

— Não foi de fofo que me chamou semana passada.  

Falou baixo, mordendo de leve o nódulo da orelha do líder, que suspirou, apertando a cintura do moreno. 

— Hobi-ah! 

Namjoon falou quase como um suspiro, sentindo selares em seu pescoço. Até que não se controlou e puxou Jung para cima de si, o beijando. Passando um tempo o ar se fez presente e tiveram que se afastar.  

— Estou com tanta saudade de te sentir, Nam. Vamos aproveitar essa folga! Apenas relaxe.

O mais novo sorriu, balançando a cabeça confirmando. Começou a beijar o pescoço de Hoseok, que suspirava baixo. Jung Hoseok era um pedaço de mal caminho, e Namjoon fazia questão de se perder ali.

Kim sentou na cama, puxando o rapaz para sentar em seu colo e se beijaram novamente. Jung rebolava de leve no colo de Namjoon fazendo com que suas ereções se chocassem. Eles não estavam excitados o suficiente, mas não precisavam de muito para isso acontecer. 

Namjoon tirou a camisa do outro e ajudou a tirar a própria, viu seu hyung sair de cima de si e o empurrar para que deitasse. Kim não tinha o corpo definido, como Jungkook, por exemplo. Hoseok também não tinha barriga tanquinho e músculos fortes, mas, ambos eram perfeitos daquela maneira, não ligavam para esses estereótipos. 

Jung foi depositando selares do pescoço até o cós da calça do Kim. Viu o mesmo suspirar e observar cada movimento seu. Tirou a calça do líder, que engoliu seco com um pouco de ansiedade pelo, o que viria a seguir. Viu Jung massagear seu pênis por cima da cueca. Seok continuou a masturbar o moreno, que gemia baixo e sua ereção aumentava. O mais velho baixou a cueca do rapaz e colocou o pênis na boca. Kim gemeu alto.  

— Porra hyung… 

Hoseok continuou a chupar forte e rápido, passou uns segundos, ele parou, tirou a cueca e subiu em cima do Kim, para fazerem um 69. Seok não viu, mas Namjoon lambeu os lábios com ansiedade para sentir o gosto do outro. Kim logo se deliciou com o pau do mais velho, que foi ficando mais duro. Passaram um tempo assim. 

— Nam, e-eu… 

Tentou sair, mas Namjoon segurou seu quadril, fazendo com que permanecesse naquela posição, então gozou na boca de seu dongsaeng, que engoliu até a última gota. Sentiu seu corpo tremendo, gemeu baixo, voltando a masturbar o Kim, lentamente. Seok estava ofegante, não aguentando, saiu de cima do rapaz, deitando na cama ao lado dele. Viu RM subir em cima de si, falando baixo em seu ouvido.

— Já cansou, hyung? Nem começamos! 

 Sentiu seu corpo esquentar, se beijaram novamente, gotículas de suor se formavam em seus corpos, Namjoon levantou-se da cama, sendo observado pelo quase namorado, que saliva com a visão do corpo do moreno. Pegou o lubrificante na cômoda, uma camisinha e voltou para a cama. Beijando novamente Hoseok. Seguiu para o pênis do mais velho colocando-o na boca e chupando algumas vezes, fazendo Seok se contorcer na cama, então baixou o rosto, vendo a entrada do mais velho necessitando ser preenchida. Começou a trabalhar naquele local, fazendo Jhope gemer alto, deixando-o o mais molhado possível. Melou seus dedos com lubrificante e falou. 

— Vou colocar um dedo, tudo bem? 

Perguntou, esperando a confirmação do mais velho. 

— T-tudo bem! 

— Relaxe. 

O outro confirmou com a cabeça, mordendo o lábio quando sentiu o dedo do Kim entrar, segundos depois, sentiu ele colocar outro e movimentar. Fazendo com que Seok movimentasse o quadril de leve, querendo mais. Uma covinha surgiu no rosto do Kim, que estava fascinado com o quanto Hoseok era lindo! Colocou um terceiro dedo, fazendo Jung arquear os quadris gemendo alto.

— Então é aqui — Kim sorriu vitorioso. Tirou os dedos e escutou o rapaz resmungar, o beijou novamente e falou. — Vou entrar, tudo bem? 

— Rápido, por favor! 

Colocou a camisinha, derramando uma boa quantidade de lubrificante no ânus do outro. Abriu as pernas de Hoseok posicionando seu pau na entrada rosada do Jung que necessitava ser preenchida, quando empurrou a cabeça Seok fechou os olhos, mordendo o lábio, gemeram alto quando o pau do mais novo estava completamente dentro de si. Foi um pouco doloroso, Namjoon não era pequeno e nem fino. Esperou calmamente o mais velho se acostumar com seu tamanho, depositava selares em seu rosto. Quando escutou a confirmação, moveu-se devagar. 

Suspiros eram escutados, seus corpos estavam quentes, Namjoon se movia lentamente, a sanidade ia embora aos poucos. Chegou ao seu limite, precisava fuder Hoseok até o outro não conseguir sentir suas pernas, RM saiu de dentro do Jung, ficando de joelhos na cama. Elevou o quadril do rapaz, metendo de uma vez. Que logo aumentou as estocadas! 

Jung gemeu alto, arqueando as costas, fazendo com que acertasse sua próstata. Revirou os olhos de prazer, segurava forte os lençóis enquanto era fodido sem piedade por Namjoon. O mais novo ousou ainda mais naquela posição, foi deitado em cima de seu hyung, quanto mais deitava maior a profundidade que seu pau entrava. Gemendo alto, Seok tentou falar. 

— N-nam-ah! Ma-mais. 

E prontamente foi obedecido, o suor molhava os corpos naquela cama, o ambiente era preenchido por gemidos e palavras desconexas o cheiro de sexo poderia ser sentido por todo o quarto. A luxúria nos olhos dos dois aumentava a cada segundo.  

— Tão gostoso hyung. Quero tanto te ver sentando no meu pau. 

Namjoon falou e foi diminuindo as estocadas, até sair de dentro do rapaz. Deitou-se e viu Hobi encaixar o membro em sua entrada, foi sentando devagar, até o final. Gemeram e se olharam. 

Aos poucos Jung foi subindo e descendo, RM segurou sua cintura para ajudar nos movimentos. Minutos depois o moreno sentava com vontade, gemendo alto, estava tão excitado que a camisinha estava bem molhada. Levou a mão para o pênis esquecido, movimentando de leve, que já havia ficado duro novamente. Nam tentou falar, entre gemidos.

— V-você me acolhe t-tão bem! Huyungie, estou tão perto. 

Como provocação, Jung foi diminuindo os movimentos fazendo o mais novo suspirar, beijaram-se novamente. 

Até que Namjoon ergueu um pouco o quadril estocando na entrada do outro fazendo movimentos em simultâneo com ele, dava um contraste gostoso e isso fazia com que acertasse a próstata de Hobi várias vezes, lágrimas se formavam no canto dos olhos do rapaz, suas pernas estavam começando a ficar dormentes, mas continuava a usufruir daquela sensação. Gemia alto, até que saiu, ficando de quatro e logo sendo preenchido. Se demoraram ali uns minutos, o suor brilhava nas costas de Hoseok, as pontas de seus dedos estavam brancas de tamanha força que segurava os lençóis. Leves tapas eram depositados em suas nádegas. Quando seu ponto doce foi surrado três vezes seguidas, gemeu alto, sentiu seu corpo tremer e gozou novamente, sem precisar tocar em seu membro. Namjoon logo veio em seguida. 

Deitou Hoseok de leve na cama, saiu de dentro do mesmo, gemeram baixo, tirou a camisinha com cuidado dando um nó, jogando no lixo ao lado da cama. Kim deitou ao lado do rapaz, observando o rosto angelical do mesmo, seu corpo desnudo, viu uma covinha se formar na bochecha de Jung, que falou baixo. 

— Você acabou comigo, Nam… Amo quando faz isso. 

Kim riu baixo, fazendo um leve carinho nos cabelos suados do mais velho, depositou um selar em sua testa e outro em seus lábios. 

— Precisamos de um banho. 

Falou, fazendo Hobi se virar com manha. 

— Não sinto minhas pernas. 

— Isso não é problema! Meu bem. 

Kim levantou-se pegando Hoseok nos braços e o levou para o banheiro. Quando terminaram trocaram os lençóis da cama e ficaram ali! Um silêncio confortável se fez presente, até que Hoseok, com um pouco de receio falou. 

— Eu te amo, Kim Namjoon! Não trocaria isso aqui — apontou para o outro e para si — por nada. Amo cada detalhe seu, sua personalidade, amo suas covinhas, sua risada, a maneira que cuida de cada um daqui. Quero cuidar de você também, quero te fazer feliz. 

Namjoon sentiu seu coração acelerar, o de Hoseok não estava diferente, mas ele não falaria. Uma sensação gostosa invadiu seu coração fazendo com que acalmasse. Respirou fundo, sempre quis ouvir aquelas três palavras do mais velho. Sorriu bobo e respondeu.

— Eu também te amo! Jung Hoseok. Você não imagina o quanto eu queria escutar essas coisas, Hobi-ah! Você já me faz feliz, não precisa de muito. Meu sol, meu porto seguro, minha esperança. Sou completamente apaixonado por tudo o que faz. Só precisamos de mais uma coisa… Quer jantar comigo amanhã? 

O mais velho balançou a cabeça confirmando. Não falaram mais nada, Jung se aninhou no corpo de seu amado e dormiu. Kim logo adormeceu também. Horas mais tarde acordaram com Seokjin batendo na porta, perguntando se eles haviam morrido e se não iriam comer nada. Hobi sorriu com o drama conhecido do mais velho. Se arrumaram e foram comer, passava das 18:00H 

No dia seguinte aproveitaram que os seis estavam no dormitório e assistiram a vários filmes e séries. Quando a noite caiu, Hoseok saiu com Namjoon e um staff, por segurança. Ficaram em um local reservado e longe dos possíveis holofotes, naquele dia o Kim perguntou se Hoseok queria namorar ele, lógico que a resposta foi sim. Mesmo com todas as dificuldades que iriam enfrentar, com o descaso que teriam caso fossem descobertos, se amavam e nada daquilo iria atrapalhar o amor que sentiam um pelo outro. Naquela noite se amaram novamente, mas, com delicadeza, em nenhum momento aumentaram os movimentos, chegaram ao ápice juntos falando juras de amor e fazendo vários planos, que logo iriam ser colocados em prática. 

Alguns dias depois, acordou com o ursinho que havia pedido a seu hyung, ao seu lado na cama. Sorriu docemente, guardaria com carinho, era um ursinho fofo igual ao antigo dono. 

Um tempo depois falaram para os amigos todo o ocorrido o que não foi surpresa para ninguém, afirmaram que já haviam percebido, mas não comentaram nada, esperavam que os dois se sentissem confortáveis para falar. Seus amigos sabiam e apoiavam, o resto era apenas resto. Nada mais importava. 


Notas Finais


Me digam se gostaram!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...