1. Spirit Fanfics >
  2. Secret Love (Taekook) >
  3. Cap 4 - Perda

História Secret Love (Taekook) - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Manaas, não sei se vocês perceberam, mas eu troquei os nomes aaah. No final do capítulo passado era para o Tae ir embora, mas eu escrevi Jungkook. Eu confundo muitooo, então acso tenha outro erro vocês me avisem, ok?

Capítulo 4 - Cap 4 - Perda


(...)


☆Taehyung POV'S☆


Você trabalha? Se sim, qual é a coisa que mais gosta nele? O que eu mais gosto no meu trabalho são as folgas, que maravilha em.

Na verdade, eu amo o que eu faço, sempre quis ser médico, cuidar das pessoas me faz bem. Mas eu trabalho todos os dias e só tenho direito a três folgas ao mês, é muito cansativo. Bom, nesse tempo eu faço muitas coisas que eu quero fazer.

Coisas como cuidar da minha casa, porque eu não tenho tempo e ela acaba ficando um chiqueiro. Coisas como cuidar de mim, ter um tempo só pra mim sabe? Poder refletir. E também sair com o Suho, eita coisa maravilhosa. O Suho é um amigo muito legal, isso me faz bem.

Você pode estar pensando, mas e seus pais? Você nunca os visita? Na verdade mesmo não, não é por preguiça nem nada do tipo, nem mesmo é por Jungkook. É que eu sinto que não muito bem recebido lá, sabe? É como se eu não me encaixasse direito, uma das minhas maiores inseguranças sempre foi meu pai.

Eu vivi a minha vida toda ouvindo comentários de toda a minha família sobre eu não me comportar como um homem de verdade, e o fato de eu nunca ter namorado ou ter levado alguma garota para casa foi motivo de mais fofoca.

Meu pai foi o principal deles, ele sempre me perguntava quando eu iria trazer alguma garota para casa, entre coisas assim. Aquilo me encomodava, eu não poderia levar garotas porque eu não gosto delas.. Quer dizer, eu gosto sim, mas não é em outro sentido além de amizade. 

Porém me minha mãe sempre me apoiou e me deu amor, e eu sou muito grato a isso. Algumas vezes eu até arrumo um tempo para ligar para minha mãe, saber como ela tá e coisas do tipo..

Mas enfim, hoje eu iria tirar meu dia para sair, na verdade já estava esperando o Suho, vamos sair logo cedo.

Enquanto estava na sala mexendo no instagram, recebo uma ligação, o número era desconhecido, mas atendi.


Taehyung- Alô?


Jungkook- T-Tae.. É o J-jungkook..


Taehyung- Jungkook? Está chorando? Que voz é essa? - ele parecia estar chorando pelo outro lado do telefone, aquilo me agoniou.


Jungkook- E-eu preciso que me encontre! Me e-encontre no hospital, r-rápido! - a voz dele parecia aumentar o choro cada vez mais.


Taehyung- Porra Jungkook, tô indo agora. - teria com certeza que desmarcar a saída.


Pego as chaves do carro e rapidamente vou até a garagem, entro no carro e dou partida. Estava muito nervoso, o que havia acontecido? Peguei meu celular e disquei o número do Suho, porém ele não antendeu, deixei um áudio para ele. Então acelerei o carro até chegar no tal lugar.

Logo que entrei já pude avistar Jungkook cercado de enfermeiros, aquilo estava me agoniando, que diabos aconteceu? Corri até ele e tratei de olhar em seus olhos.


Taehyung- O que aconteceu Jungkook? Por que está aqui? Por que está chorando? Pelo amor de Deus, me conta.


Enfermeira- Você é o irmão dele, Taehyung?


Taehyung- Sou eu sim enfermeira, o que aconteceu?


Enfermeira- Sinto muito mas.. Seus pais foram a óbito.. - diz com uma feição triste em seu rosto. Eu paralisei, como que..? Fiquei sem reação, aquela notícia não poderia ser verdade.


Taehyung- O q-que?!? - Eu realmente não estava acreditando, mas então quando lembrei de Jungkook chorando, eu acabei me tocando. Uma lágrima rapidamente desceu pelo meu olho, mas logo tratei de secá-la. - Como? Como isso aconteceu? Por que? Quando?


Enfermeira- Eu posso contá-lo depois, acho melhor apoiar seu irmão agora.. -Olho para Jungkook, ele ainda estava debruçado em lágrimas, eu só queria o abraçar e nunca mais soltar, dizer que estava tudo bem e que ele tinha a mim.


Fui até ele o abracei, não demorou muito para ele retribuir. Senti suas lágrimas molharem toda a minha camisa, eu não poderia chorar agora, não na frente dele. Eu tenho que ser forte, como um irmão mais velho.


Jungkook- P-por que T-tae?? Por que logo e-eles? Eu já perdi meus pais biológicos, e agora perdi eles.. P-por favor, me diga que eu não vou perder você t-também..


Taehyung- Você não vai me perder Kook, nunca na sua vida! Eu sempre vou estar do seu lado para te apoiar, saiba disso. Tudo vai melhorar Kook, tudo..


Passamos longos minutos assim, até parecer que Jungkook não estava mais chorando. Então me desfiz do abraço e olhei em seus olhos, os mesmos estavam vermelhos e inchados por causa do choro.


Jungkook- Tae, eu também não tenho muitas informações.. Eu só estava em casa e o telefone tocou, eu atendi e me falaram que os nossos pais estavam no hospital, eu me espantei. Eles haviam acabado de sair pra ir pro aeroporto, eles iriam para a Califónia hoje. Eu larguei tudo que estava fazendo, e quando cheguei aqui recebi essa notícia. Meu primeiro pensamento foi ligar para você, você também precisava saber.


Taehyung- Muito obrigado por lembrar de mim! Eu meio que ainda estou em choque, não consigo formular isso.


Enfermeira- Estão melhores?


Taehyung- Estamos, eu acho.. - se senta ao nosso lado


Enfermeira- Bom, seus pais foram achados em um carro de táxi hoje mais cedo. Acabou que não só eles, mas o taxista também foi vítima desta fatalidade, eu sinto muito mesmo por vocês. Mas agora eu preciso resolver outro assunto, vou deixar vocês um pouco mais a sós.


Jungkook - Taehyung, por favor. Como vai ser agora? O que eu vou fazer? Eu tenho faculdade, e eu não trabalho. Onde eu vou morar? Como vou me sustentar?


Taehyung- Calma Jungkook, você tá parecendo uma criança desesperada. Tem a herança dos nossos pais, eles com certeza deixaram pra gente, eu posso dar minha parte pra você. Você fica com aquela casa, que já é uma casa própria. Aí você só vai precisar ter mais um pouco de responsabilidades, vai ter que pagar contas, arrumar a casa e cozinhar. Eu posso te ajudar em algumas coisas. Com o tempo você vai perceber que morar sozinho não é tão difícil, eu vou te visitar as vezes, assim fica mais fácil.


Jungkook- Nossa, muito obrigado Tae.. Acho que eu vou precisar muito da sua ajuda. Eu só quero saber como vai ser minha vida daqui pra frente, sem meus pais.. 


Taehyung- Vai ficar tudo bem Jungkook. Qualquer coisa você pode me ligar, qualquer coisinha mesmo, uh?


Jungkook- Mas e se eu precisar te ligar e você estiver no trabalho? 


Taehyung- Aí é outra história, eu sempre vou te avisar os dias que estou de folga, e o horário que eu vou e que eu volto do hospital. Então caso você queira me ligar, mas eu estiver no trabalho, só me ligue se for muito importante ok? E não bote fogo na casa!


Jungkook- Eu sei cozinhar ok? - ri - A mamãe me ensinou... - vi o olhar triste dele, mais uma vez o abracei forte, dizendo que tudo iria ficar bem.






Notas Finais


E aiii? Eu demorei um pouco, eu sei. Eu também tô um pouco sumida da outra fic né? Sorry amadooos.
Eu quase chorei escrevendo essa capitulo aaah


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...