História Secret Lover - Sterek. - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Derek Hale, Stiles Stilinski
Tags Romance, Sterek
Visualizações 341
Palavras 3.412
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


estou muito surpresa por todos esses favoritos e os comentários só no primeiro capítulo..
Que coisa mais linda ❤️
E vamos continuar :)

Capítulo 2 - Capítulo Dois: Secretly in love.


Capítulo 2

Secretly in love.

A casa estava toda escura quando Stiles apontou seu carro pela silenciosa rua e estacionou com destreza. Um dos motivos para se sentir como se estivesse completamente ligado em alta voltagem era compreender que daqui alguns minutos estaria em companhia da pessoa que atingiu seu coração em cheio.

Percebeu nenhuma movimentação imaginando que a desculpa que seu pai estaria presente seria uma das maiores mentiras que haveria contado a Peter porque era facilmente enganado porque aprendeu a controlar seus sentimentos e tinha uma proteção para as audições lupinas, contudo quem Stiles queria enganar era mais fácil trapacear qualquer pessoa do que o alfa meticuloso que sabia os movimentos de qualquer um que estivesse em sua alcateia e nada sairia despercebido de Peter.

Tanto que havia sido o primeiro a perceber o que estava acontecendo entre ele e Derek.

Stiles entrou em sua casa com afobação nem um pouco contida sem saber o que fazer como sempre ficava todas as vezes que a lua cheia começava. Eram os momentos que poderia desfrutar, mas no fundo sempre soube que estava vivenciando uma cruel ilusão que faria muito mal quando acabasse. E um dia Stiles sabia que acabaria.

Viu o bilhete do pai colado na geladeira avisando que seria mais uma das intermináveis noites de turnos que o deixaria fora de casa e Stiles se pegou sorrindo porque era mais forte a sensação de tê-lo sem que ninguém atrapalhasse.

Foi correndo na direção de seu quarto observando a vasta bagunça em que se encontrava pegando algumas roupas sujas do chão e jogando para um canto. Stiles tinha noção que por mais que quisesse deixar o lugar apresentável não faria nenhuma diferença na memória da pessoa que atravessaria a entrada da sua casa.

E por mais que no fundo soubesse o quanto ridículo era sua espera e a camuflagem que demonstrava para que ninguém soubesse o que realmente sentia estava sendo difícil manter-se desafetado com a situação.

Suspirou enquanto observava o quarto como se não estivesse ali e pensando na primeira vez que tudo havia acontecido.

A primeira vez que Derek havia ficado tão afetado pela lua e mostrado sua fúria incessante e as perdas de encontra-lo fizeram com que todos fossem atrás do lobo até mesmo Stiles. Era uma atitude um pouco precipitada de um jovem humano correr atrás de um lobo enraivecido pela cidade, mas Stiles tinha a noção básica que seu coração havia se ligado a Derek desde o primeiro instante que colocou seus olhos nele era impossível não deixar que o impulso da paixão o fizesse fazer besteiras.

Com a preocupação ganhando espaço e o sentimento se alastrando em si fez com que o encontrasse primeiro. Stiles não tinha a menor ideia do que fazer quando ficasse frente a frente com alguém que apenas via sangue e destruição em seu caminho e sua mente deturbada da realidade o faria ser uma presa fácil; não era apenas Derek que estaria presente e consciente a besta raivosa dentro dele estaria no comando, porém no fundo o lobo em Derek parecia ser mais manso do que aparentava.

Isso se dava ao que aconteceu a seguir quando em vez de ataca-lo como deveria ser até que segurasse Derek para que os outros os encontrassem o lobo apenas o observou com seus olhos brilhantes e claros sem os esverdeados aparentes e ficou respirando fortemente como se tivesse encontrando o que havia perdido há tanto tempo.

Stiles não tinha sequer saído do lugar com receio que se o fizesse sua garganta seria rasgada pelas presas saltadas e as garras afiadas percebendo que Derek não parava de observa-lo como se quisesse entender algo ou que realmente estivesse pensando em uma maneira de pega-lo completamente sem falhas. Percebendo que se Derek estivesse tão fora de si não ficaria parado apenas o olhando fez Stiles respirar mais calmamente sabendo que não morreria naquele exato momento.

Mas quando Derek deu um passo em sua direção o coração de Stiles saltou em batidas que fez o lobo recuar para trás como se sentisse uma dor que não o mantivesse em pé. O susto que havia levado fez a expressão em Derek se contorcer como se tivesse sido atingido por uma bala fazendo com que Stiles recuasse dois passos atrás.

Era uma linha pensadora porque o humano iria correr se algo realmente acontecesse e saberia que seria em vão já que estava de frente com alguém muito mais rápido e sobrenatural que ele. Derek apenas ficou o observando com a expressão sofrível como se tivesse realmente feito algo totalmente equivocado e fazendo Stiles pensar se ele estava inerte sob a lua ou estava voltando ao normal.

“Derek?”

Stiles havia o chamado pelo nome fazendo Derek suavizar sua expressão fechando os olhos sentindo toda a fúria em seu peito se acalmar e fazer e a razão estava naquele garoto a sua frente. Percebendo que estava funcionando apenas ficar ali parado esperando uma reação de Derek fez com que Stiles não conseguisse controlar seu coração de ficar contente em saber que daqui a alguns minutos ou menos alguém da alcateia estaria próxima o suficiente para encontra-los e auxiliar Derek de alguma maneira.

Só com esses pensamentos liberando endorfina de contentamento fez com que Derek abrisse seus olhos novamente e o gemido rouco de apreciação fez com que Stiles quase saltasse do lugar percebendo que o lobo havia se aproximado.

As garras diminuídas assim com suas presas faziam com que Derek estivesse com sua quase aparência normal fazendo Stiles sentir-se completamente acesso pelo momento de estar tão perto sem conseguir esconder suas reações. E quando Derek levantou uma de suas mãos e colocou no peito de Stiles em cima de seu coração fez com que o pobre humano fechasse os olhos pensando esse é o meu fim, porém o que sentiu a seguir foi um prazeroso calor que aqueceu todo seu abdômen e a quentura branda das mãos fortes encostando-se em si fazia com que todos os medos fossem embora.

 Sentia seu coração batendo forte sob os dedos afiados do lobo revelando mais do que um simples medo de estar ali ao seu lado e quando Stiles abriu os olhos observando que Derek ainda mantinha os seus bem presos em seu rosto descobriu que não seria ferido de nenhuma maneira.

O lobo ronronou manso em sinal de aprovação como se estivesse em deleite e Stiles parecia estar preso em algum tipo de sonho que logo seria acordado e as próximas palavras que não soavam como se Derek estivesse realmente consciente de sua capacidade mental fez com que o humano quase sorrisse com a situação.

“Sou seu... Me aceite?”

 Se tudo não tivesse sido tão rápido e Peter não tivesse chegado e dado um sedativo derruba leão em Derek que o fez se debater pronunciando palavras ofensivas contra seu parente em dizeres protetivos a Stiles e repetindo a pergunte “me aceite, me aceite...” faria com que o garoto não acreditasse que realmente havia acontecido.

Depois do dia ocorrido não houve sequer um dia seguinte para que a resposta de Stiles fosse positiva como seus sonhos se tornando reais porque estava se apaixonando por Derek desde que o havia conhecido. Simplesmente o homem havia se esquecido tudo como se a noite de lua cheia fosse uma página em branco em sua mente e o recente namoro com Braeden estava lá brilhando em dizeres forte o quanto Stiles havia sido tolo em acreditar.

Percebendo que Derek poderia estar afetado pela lua fez com que Stiles o evitasse a qualquer momento em estar com o lobo coerente de suas ações fazendo com que ele ficasse irritado por qualquer situação que os colocassem juntos. E como aparentemente o que se é evitado parece não funcionar fazia com que Derek estivesse mais próximo todas as reuniões que participavam.

E quando Stiles estava começando a se esquecer da situação e aceitando o fato que Derek tinha uma namorada e o episódio da lua anterior havia sido um equívoco a próxima estava chegando deixando que as coisas apenas piorassem em pontos de vistas diferentes.

E dessa vez não havia sido Stiles que tinha ido atrás de Derek pela noite enquanto o lobo estava incontrolável e ao contrário da situação perigosa que estava entrando dessa vez ele havia dito as palavras que os uniam de uma forma bastante peculiar.

O aceito pronunciado por lábios pedintes um no outro fez com que Stiles selasse um secreto acordo todas as luas cheias e ao que aparentava Derek só se acalmava quando estava ao seu lado.

Stiles voltou a realidade de seus pensamentos quando escutou um barulho vindo de seu quintal e espalhando-se cada vez mais perto o fazendo sorrir inconscientemente aceitando que não teria como escapar da tentação que era ficar ao lado de Derek mesmo que fossem nessas circunstâncias e que no dia seguinte as páginas de sua memória estavam vazias dos momentos que passavam juntos.

Sem nenhum resquício de lembranças.

— Stiles? – a voz grossa de Derek o tirou do devaneio mais uma vez.

Num passo como se tivesse puxado para a realidade fez com que Stiles percebesse a aflição cada vez que seu nome era pronunciado pelo lobo que parecia estar bastante irritado. E como também havia percebido que Derek parecia não ter ideia que estava em casa e em seu quarto o esperando porque seu cheiro estava desaparecido pela proteção em seu pulso.

Desceu as escadas na penumbra que sua casa se encontrava e não tinha percebido se havia passado minutos demais desde que havia se retirado da mansão ou que Derek correu igual um louco até ele.

— Stiles... – a voz do lobo parecia mais afetada quando Stiles percebeu que ele tinha destruído algo pelo som do barulho estrondoso.

Retirou a pulseira imediatamente colocando em cima da mesinha onde pudesse encontra-la rapidamente no dia seguinte. Evitaria a qualquer custo que alguém soubesse sobre eles para sua própria proteção porquê nem mesmo Derek tinha noção do que estava realmente acontecendo em suas vidas.

E para Stiles o auxilio de Peter havia sido essencial para que tudo funcionasse secretamente.

Seguindo o som fez Stiles encontrar Derek caído sob alguns cacos de vidro na porta da cozinha, havia acabado de destruir para que entrasse na casa. Era mais fácil apertar a campainha pensava o que não aconteceria já que o lobo estava em sua inteira forma tentando encontrar a âncora para começar a acalmar-se.

Stiles sempre havia pensando que seria apenas isso para Derek, mas no fundo do seu coração sabia que era muito mais que qualquer um na vida dele. Era por isso que desde que havia o aceitado não conseguia arrepender-se por completo.

— Estou aqui... – falou mansamente observando que o lobo farejou o ar encontrando seu cheiro e suspirando pesadamente como se tivesse encontrado seu oásis.

Derek ficou o observando enquanto a respiração o deixava com um aspecto cansado e fortemente indisposto fazendo esse acontecimento ficar ainda mais forte pelo tempo que Stiles estava junto com ele desde que o havia aceitado. Parecia que cada vez que o lobo em Derek vinha atrás de Stiles em cada tempo a investida era mais rápida e mais abrupta fazendo com que percebesse que não queria ficar separado.

Ele mal conseguia se levantar fazendo Stiles perceber os pequenos cortes em suas mãos e em seus joelhos que logo seriam cicatrizados, mas fazia seu coração se amolecer pela cena. Derek se levantou cambaleante como se cada passo fosse um esforço maior que o outro e a distância havia sido vencida por Stiles que o abraçou deixando que o ancorasse com seus braços apertando as costas másculas.

Percebendo que ainda estava com as garras de fora e poderia machuca-lo se correspondesse fez com que o lobo andasse com Stiles agarrando em si e o encostasse na parede. Suas mãos por lá ficaram até que pudesse ser um caminho facilitado quando se acalmasse por completo e seu rosto afundou-se no pescoço de Stiles onde o cheiro inebriante era mais forte.

Stiles suspirou arrastado quando a fungada forte da respiração quente de Derek fez com que sentisse arrepios em todas as partes do corpo se agarrando ainda mais em seu corpo como se pudessem se fundir ali mesmo. E quando sentiu a língua de Derek dançar sob sua pele explorando o lugar com maior fricção sem nenhuma aparente calma como se tivesse passado muito tempo sem isso fez Stiles soltar um gemido sôfrego e apertar-se sob o ombro do lobo para que também pudesse ter dele o quanto pudesse naquela noite.

— hm mm... eu sou seu... – a voz de Derek novamente em rouquidão fez com que Stiles sentisse no paraíso por cada vez mais acreditar nelas.

Como Derek não falava nada mais do que pequenas sílabas e demonstrava mais em gestos o que estava sentindo em seus braços fez com que Stiles apenas apreciasse o momento deixando que se acalmasse sob seu corpo amolecido por ele e sua respiração tirando tudo que existia dentro de si.

E percebendo que Derek estava mais calmo sentiu as mãos dele descendo por suas costas e apoiando-se em cada parte de seu corpo quando seus lábios se encontraram. O beijo nunca seria calmo e paciente quando seus lábios se desbravavam uma batalha enfurecida por controle e a respiração tão forte e alta que poderia ser certamente escutada por qualquer um que estivesse dentro da casa, as mãos de Derek apertando a nuca de Stiles para aprofundar sua língua nos lábios que lhe proporcionavam calma e excitação deixava o lobo a mercê da situação como se Stiles pudesse fazer o que quisesse com ele.

— Derek... – Stiles sussurrou como se quisesse que tudo fosse real e que sempre pudesse ter esse momento quando desejasse. Olhou para ele como se pedisse para que não esquecesse de tudo quando acabasse.

E como resposta recebeu palavras ilegíveis dos beijos ganhado pelo lobo em todo seu rosto e pequenas mordidas em cada canto que passava deixando que as palavras e qualquer temor morresse em Stiles sentindo-se no paraíso em seus braços. As mãos apertando-se debaixo de sua blusa e a subindo até que fosse tirada faziam com que os corpos estivessem ainda mais próximos sem conseguir se distanciar um do outro nem se quisessem.

— mmm... – o lobo gemia rouco quando sua blusa também havia desaparecido dando a ele a quentura elevada do corpo de Stiles sob o seu.

E não tinha nada mais que importava quando eles estavam naquele momento e Stiles não tinha sequer noção de suas palavras quando sentia que poderia apenas desfrutar do que tinha no momento em suas mãos.

Parou os beijos quando o lobo já calmo lhe encarava com seus olhos típicos fazendo no fundo Stiles sentir falta dos esverdeados de Derek e querer que pudesse ter os dois até que Peter disse esporadicamente que não existiam duas metades em um corpo. Eles eram o mesmo e que o haviam escolhido como companheiro.

Mas Stiles não acreditou em suas palavras porque Derek no dia seguinte ainda era ele mesmo no esquecimento em um relacionamento com outra pessoa.

E naquelas noites eles só podiam ser amantes secretos.

Quando Derek suspirou alto em suas orelhas o chamando para ele fez Stiles esquecer-se de vez de qualquer impedimento que houvesse e o impulso das mãos em seu quadril o elevando para o corpo do lobo fez com que a noite estivesse apenas começando em prazeres indiscutíveis que seriam lembrados por ele para sempre.

Eles se embolavam na cama deixando os lençóis caídos enquanto sentiam cada pele ser tocado com destreza como se conhecessem bem e tinham a certeza que se conheciam, pois haviam passado muitas noites acordados sentindo um ao outro com ímpeto. As pernas de Stiles foram puxadas até que ficassem tão presas sob o quadril de Derek que se movimentava lentamente deixando que o humano sentisse o fogo lhe ardendo a pele e as estocadas tirando toda a sua sanidade em suspiros quebrados pela intensidade que toda aquelas caricias tinham e o suor dos corpos os fundindo em um só.

E quanto mais se mexiam tentando se fundirem mais Stiles ficava desconexo da realidade e se perdendo inteiramente no momento que Derek podia lhe proporcionar.

— Eu gosto tanto de você, Derek... – sussurrou sem perceber fazendo com que o lobo lhe encarasse com os lábios entreabertos em estado de glorificação.

Stiles sentia-se cada vez mais apertado e a ponto de voar alto com o tesão acumulado pelo movimento e ainda mais porque sua declaração parecia ter acendido algo dentro de Derek que lhe deixou insaciável. E no momento que os rostos se aproximaram em um beijo pedinte o coração de Stiles congelou ao perceber que os olhos de Derek haviam ido e voltado em seu esverdeado como se em algum momento ele pudesse estar consciente na situação.

De repente sentiu que sua mente ficou totalmente focada apenas no prazer que foi lhe atingido deixando que o pensamento de ter visto os olhos mudando de cor para outro momento quando o lobo se movimentava mais rapidamente deixando que nenhuma palavra coerente saísse de seus lábios se perdendo dessa vez em completo êxtase.

 

Stiles olhou para o celular quando apenas esticou seus braços percebendo que já estava quase amanhecendo e não conseguia muito se mexer em sua cama de solteiro porque as torneadas pernas de Derek enrolavam-se com as suas fazendo sentir-se pinicado por alguns pelos. A sensação de dormir com o lobo era indiscutível e ficar acordado quase a noite toda também o fazia perceber o quanto tinha receio que Derek pudesse acordar e assustar-se em saber onde estava e com quem.

Derek havia apagado em um sono elevado fazendo com que Stiles ficasse o observando há tanto tempo que nem conseguia distinguir o quanto. Já havia tentando se levantar tantas vezes, mas apenas conseguia um resmungado do lobo que o abraçava com tanta força o mantendo no mesmo lugar.

E no fim Stiles acabou conseguindo desvencilhar dos braços aconchegantes e pegando o celular enquanto procurava suas roupas espalhadas pela casa.

Era o momento de a realidade voltar e não tinha como ficar perdendo tempo esperando que Derek pudesse acordar sem entender nada do que havia acontecido e por nada no mundo faria Stiles explicar a ele o que realmente estava acontecendo ali.

Vestiu uma cueca enquanto digitava rapidamente um texto sendo enviado mais rápido ainda para seu destinatário.

Não demorou muito para que Peter chegasse ali com um olhar suspeito e uma expressão debochada em seu rosto como se não fosse a primeira vez que tivesse que fazer o trabalho. Não comentou nada com Stiles sabendo que só o provocaria e pela expressão vazia nos olhos claros tinha a certeza que não deveria mexer com seus sentimentos. Não naquele momento.

— Se divertiu muito né lobinho... – sussurrou para Derek mesmo sabendo que ele não poderia escutá-lo enquanto pegava seu sobrinho pelos ombros adormecido.

Observando pelo canto dos olhos e vendo as manchas avermelhadas no pescoço e tórax de Stiles fez o alfa perceber que sim haviam se divertido muito. Suspirou quando Stiles virou o rosto com uma expressão um pouco envergonhada pela situação e fez um gesto de cabeça em negação que não deveria se sentir menos que isso porque Derek o havia escolhido para ser dele.

— Stiles... eu já lhe disse... – começou Peter enquanto colocava Derek em seu carro que não acordava de nenhuma maneira.

— Agora não Peter... – Stiles deu de ombros sentindo-se cansado e querendo voltar para a cama.

— Se ele soubesse o quanto você o ama... – tentou novamente Peter, mas parou quando Stiles lhe deu as costas.

Suspirando fortemente por ser deixado falando sozinho Peter olhou para o sobrinho ao mesmo tempo que observava Stiles entrar em sua casa novamente.

— Se você também soubesse o quanto ele te ama.... – cantarolou entrando no carro e fazendo uma expressão desanimadora – Inútil...  – Bateu a mão na testa de Derek que caiu do lado adormecido – Quanto tempo ainda vou ter que vir lhe buscar seu idiota...

Peter engatou a marcha começando a ficar irritado.

— Poderia estar transando agora com Isaac... Um amor matinal sempre me fez bem, mas não estou aqui pegando meu sobrinho que tem lapsos de aceitação... Até seu lado animal sabe... Você por acaso é tão burro assim? – Indagou entre os dentes começando a mover o carro.

Derek soltou um suspiro, mas não se mexeu e Peter virou com tudo o carro fazendo com que batesse a cabeça na porta e sorriu malandro sem um pingo de remorso.

— Quanto tempo você ficará secretamente apaixonado?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...