1. Spirit Fanfics >
  2. Secret Lover - Taekook - Vkook >
  3. Jantar em Família

História Secret Lover - Taekook - Vkook - Capítulo 41


Escrita por:


Notas do Autor


Boa Leitura!!


P.O.V.'s Taehyung

Capítulo 41 - Jantar em Família


Fanfic / Fanfiction Secret Lover - Taekook - Vkook - Capítulo 41 - Jantar em Família

Suspenso!


Jungkook foi suspenso da escola por uma semana!


Tudo bem que poderia ter sido bem pior, mas mesmo assim. Eu não quero ficar esse tempo todo sem vê-lo na escola. Como é que a gente vai matar aula no banheiro agora? 


— O que você vai fazer? — Eu pergunto a ele. — Vai contar para os seus pais?

— Não… Eu não sei como, mas vou ter que dá um jeito de enganar eles durante uma semana.

— Uma semana… É muito… 

— Eu sei! Mas pelo menos eu não fui expulso né!

— É verdade! Isso significa que você vai me levar pra jantar com os seus pais?

— Promessa é promessa! — Jungkook se inclina e me beija na bochecha!

— Eu estou tão empolgado. Já conheci o seu irmão hoje e depois vou conhecer seus pais! 

— Não coloca muita expectativa nisso não tá! — Jungkook parece realmente preocupado em como os pais dele vão reagir quando souberem da gente. — Acho que meus pais não vão gostar muito sabe!?

— Tudo bem… Pelo menos seu irmão foi legal! E por falar nisso, ele já foi?

— Pois é… Agora que você falou!

— Eu não sabia que ele e o professor Namjoon se conheciam…

— E nem eu… Meu irmão e o meu professor de inglês! Foi meio esquisito ver os dois se encarando lá dentro da sala.

— É verdade! De onde será que eles se conhecem?

— Sei lá… Mas eu vou descobrir! Vem! — Jungkook diz e sai caminhando pelo corredor me puxando pela mão.


Nós caminhamos um pouco até encontrarmos os outros dois conversando. Eu e Jungkook nos aproximamos com cuidado para podermos ouvir o que eles estavam falando.


— Se eu soubesse que vocês eram irmãos… Nossa! Bem que ele me lembrava alguém, parando para pensar, o Jungkook sempre me deu trabalho, ele deve ter puxado isso de você! — Professor Namjoon diz sorrindo.

— O que? Ahhh Nam até onde eu me lembro você é que era terrível haha! — O outro diz.


Eu encaro Jungkook e como se pudesse ler minha mente ele fala a mesma coisa que eu.


— Nam? 


Nos encaramos confusos por alguns segundos até voltarmos a nossa atenção aos dois conversando ali.


— Então… Eu nem sabia que você tinha voltado para a cidade e agora eu descubro que você é professor do meu irmão… 

— Que mundo pequeno… — Professor Namjoon comenta. — Mas e você… o que tem feito?

— Ahh! Eu já estou quase terminando meu curso de medicina! E eu também vou… Eu vou me casar.

— Casar? Ahh uau! Nossa parabéns…


Eu me aproximo de Jungkook e digo em seu ouvido.


— É impressão minha ou o professor Namjoon não gostou muito de saber que seu irmão vai se casar?

— Eu não sei não eim Taehyung… Mas esses dois estão meio estranhos! — Jungkook diz baixinho.


— Obrigado… — O irmão de Jungkook diz de cabeça baixa.

— Bom... eu tenho que ir agora… Sabe! Eu tenho que dar aula rsrs. Até mais Jin! 

— Ah espera aí… A gente pode se ver qualquer dia desses? — Seokjin pergunta.

— Acho melhor não… — Nosso professor diz e sai andando pelo corredor. — Mas foi bom te ver...


Eu olho para Jungkook para ver se ele estava tão confuso quanto eu… Mas ele já tinha saído de trás da coluna onde estávamos escondidos indo em direção ao seu irmão. E eu fui atrás é claro!


— Cacete Jin… Que negócio foi esse?

— Hummm! O que? — O mais velho diz assustado ao perceber nossa presença ali. 

— De onde você conhece o professor Namjoon? E que lance esquisito foi esse que rolou aqui? — Jungkook pergunta sem rodeios.

— Vocês estavam escutando? — Seokjin pergunta boquiaberto. — Humm bem, nós estudamos juntos no colegial.

— Então… 

— Então o que? Não tem então… 

— É que pareceu que o clima ficou meio tenso… — Eu me coloco na conversa. — Principalmente depois que você falou do casamento.

— Haha! Vocês dois são doidos mesmo! Não tem nada de esquisito… Nós éramos amigos, mas acabamos perdendo o contato com o tempo… Só isso.

— Humm não sei não! — Jungkook diz desconfiado. 

— Você não sabe de nada mesmo Jungkook… E não me estressa se não eu conto pros nossos pais sobre sua suspensão.


Jungkook revira os olhos sem o irmão ver e vem até mim para se despedir. 


Nós vamos ficar um tempão sem poder nos ver. Quer dizer… só até a tarde rsrs. Provavelmente ele iria lá para casa como sempre. 



Passar uma semana sem ter o Jungkook na escola foi um pesadelo, mas ainda bem que até os sonhos ruins acabam!


Ou quase...


Como prometido Jungkook vai finalmente me apresentar aos pais dele, com direito a jantar e tudo mais. Eu estava totalmente animado para conhecer os pais dele, mas agora que eu cheguei em sua casa estou morrendo de medo.


Toco a campainha e no mesmo segundo a porta é aberta pelo meu namorado.


— Oi… — Eu digo dando um selinho nele.

— Oi! — Jungkook fecha a porta atrás dele. — Taehyung me escuta… Eu realmente não sei como meus pais vão reagir, então você tem que ficar preparado para o pior!

— Ué? Jungkook… Mas você falou que eu vinha né? — Pergunto confuso.

— Sim! Mas eu não contei que você era um garoto… Meus pais estão lá na sala esperando eu chegar com uma garota!

— Jungkook! Eu vou te matar…

— Vai ficar tudo bem… Eu prometo! Mesmo se eles não gostarem de você, isso não vai mudar nossa relação! 

— Mas eu preferia que eles gostassem de mim… — Eu digo baixinho.

— Vamos… É melhor a gente fazer isso logo de uma vez! — Jungkook segura na minha mão e me leva para dentro de sua casa.


Os pais de Jungkook estavam na sala sentados no sofá, e assim que nos viram passando pela porta ambos se levantam confusos e os sorrisos em seus rostos foram se desfazendo aos poucos. A mãe dele foi a primeira a se pronunciar.


— O que é isso? — Ela diz com os olhos grudados em nossas mãos entrelaçadas. 

— Boa noite! Senhor e senhora Jeon! — Eu digo fazendo uma reverência aos mais velhos.

— Quem é você? — O pai dele me pergunta de cara fechada.

— Pai… Mãe… Esse é o Taehyung! Meu namorado... — Jungkook diz e me olha com um sorriso no rosto.


— Namorado!? — Os mais velhos dizem ao mesmo tempo. 


— Prazer! Hummm eu trouxe flores para a senhora! — Eu digo estendendo um buquê de flores para a Sra. Jeon, mas a mesma não recebe. 

— Isso é alguma brincadeira Jungkook? — O Sr. Jeon pergunta.

— Não é brincadeira pai… O Taehyung é meu namorado!

— Você não tem vergonha na sua cara? Quando você disse que queria apresentar alguém para nós… Deveria ser uma garota e não… Isso!


O mais velho aponta para mim com uma cara de desprezo.


— Pai! O nome dele é Taehyung… E o senhor gostando ou não nós vamos ficar juntos!

— Eu não acredito nisso… Se você chegasse aqui dizendo que engravidou uma garota, ou qualquer outra coisa, seria melhor do que essa pouca vergonha!


Eu continuo escutando a discussão quieto no meu canto, mas consigo sentir um choro preso na minha garganta querendo sair.


— Eu não vou admitir isso na minha casa! Eu não quero ver esse garoto na minha casa! — O mais velho prossegue.

— Acho melhor eu ir para casa Jungkook. — Eu digo baixinho.

— Você não vai sair daqui Taehyung! 

— Ahhh ele vai sim! OU ELE SAI OU SAI OS DOIS!

— O QUE? — Jungkook grita em resposta.


Ahhh não e agora? E se o Jungkook for expulso de casa por minha culpa...


— JÁ CHEGA! — A mãe de Jungkook grita, chamando toda atenção da sala para ela. 

— Já chega mesmo! Eu não sei o que você fez para o meu filho, mas isso acaba aqui! — O mais velho diz apontando o dedo na minha cara. — Eu conheço meu filho, e eu não tenho filho gay!

— Então eu não sou mais seu filho, por que eu sou gay sim! — Jungkook diz com a voz pesada. 


Olho para Jungkook e percebo que o mesmo estava chorando. Eu aperto sua mão com força, mas mesmo assim ele começa a se desmanchar em lágrimas.


— Jungkook… Filho, não precisa chorar! — A Sra. Jeon se aproxima do filho com receio. 

— Como não mãe… Olha o que vocês estão fazendo, eu só queria que vocês conhecem o Taehyung, mas agora eu vejo que isso foi um erro! 

— Não é isso Jungkook! É que isso foi uma surpresa… Nós estávamos esperando você trazer uma garota, não um garoto! Você devia ter falado antes.

— Se eu tivesse falado vocês nunca teriam me deixado trazer ele aqui!

— Ainda bem que você sabe! — O Sr. Jeon comentou, mas logo foi repreendido pela esposa.

— Já chega querido! Eu não quero ouvir você falando mais besteiras… 

— Você não vai defender ele vai?

— É claro que vou! E você também deveria! Ele é o nosso filho e nada pode mudar isso… Mesmo uma surpresa dessas! — A Sra. Jeon solta um longo suspiro. — Eu só quero saber se você está feliz com isso filho?

— Mãe… Eu amo o Taehyung mais do que tudo nesse mundo! Eu nunca estive tão feliz em toda minha vida. — Jungkook diz me olhando.

— Tudo bem filho… Eu só preciso de um tempo para me acostumar! — A mais velha diz com os olhos marejados. Ela me olha e então vem até a minha direção. — Desculpe a minha grosseria… Eu vou colocar as flores em um vaso com água, elas são lindas, obrigada!

— De nada! — Eu digo um pouco mais calmo.

— Bom vamos jantar então… — A mãe de Jungkook diz.

— Jantar? Como você pode pensar em jantar agora? — O pai dele retruca.

— Eu preparei tudo com carinho, e apesar do contratempo, eu espero que todos possam aproveitar!

— Humm! Isso ainda não acabou… — O mais velho diz nos encarando e em seguida sai da sala acompanhando a esposa.


Jungkook se vira para me abraçar.


— Me desculpa por isso Taehyung…

— Tá tudo bem amor! — Eu digo enxugando os vestígios de lágrimas que ainda estavam no seu rosto.


— Ahhh mas não é possível! Eu dou as costas e esses dois já estão com saliência na minha sala. — O Sr. Jeon diz ao voltar para a sala e nos encontrar abraçados.

— Pai… É só um abraço! 

— Por enquanto… — O mais velho diz e logo em seguida seu rosto ganha uma expressão de espanto. — Jungkook, por acaso aquela vez no seu quarto… Era ele?

— Sim! Era o Taehyung! — Eu cutuco Jungkook para ele não acabar falando demais, mas o mesmo me ignora. — E na verdade ele passou a noite no meu quarto naquele dia!

— O que? — O mais velho está de queixo caído agora.

— E não foi a única vez em que ele esteve aqui em casa! Mas o senhor não precisa se preocupar porque a gente fez tudo direitinho tá! E eu usei camisinha!


O mais velho faz uma careta, e eu sou obrigado a esconder meu rosto para ele não me ver sorrindo.


— Ahhh isso é demais para mim… — O pai dele diz e se retira da sala mais uma vez.

— Porque você falou aquilo? — Pergunto a Jungkook.

— Bom… Agora ele vai ficar um tempo sem encher o saco haha!

— Mas não aconteceu nada naquele dia…

— Não… Mas ele não precisa saber disso! E só não aconteceu nada porque você não deixou... — Jungkook diz e segura minha mão. — Vamos jantar…


Eu o acompanho até a sala de jantar onde a mesa estava posta. Tinha bastante comida, mas o que chamou minha atenção foi outra coisa. As flores que eu trouxe para a mãe de Jungkook agora estavam em um vaso enfeitando o centro da mesa.


— Pode ficar a vontade… Taehyung! — A mais velha diz. — Vamos esquecer o que aconteceu antes e aproveitar o nosso jantar,  e eu quero que você se sinta parte da nossa família!

— O que? — O Sr. Jeon encara a esposa.

— Obrigado Sra. Jeon. Eu fico muito feliz com isso! — Eu digo animado.

— Então… Como foi que isso aconteceu? Como vocês se conheceram? — A mais velha pergunta.


Eu olho para Jungkook e começo a rir lembrando de tudo que já aconteceu, as cartas, os desencontros, as coincidências, a revelação, os beijos…


Vai ser uma noite bem longa…


Notas Finais


Espero que tenham gostado do TaeTae na casa dos Jeons 👉🏻👈🏻

Sobre os Namjin... Eu não vou prometer nada kkk mas eu acabei tendo um gatilho para escrever um one-shot deles 😁👌🏻 Então quem sabe né...

É isso! Bom fim de semana... Vejo vcs na segunda 🤪🤪


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...