1. Spirit Fanfics >
  2. Secret Red >
  3. Capítulo 4

História Secret Red - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Me perdoe se foi muito curto.

Capítulo 4 - Capítulo 4


Me remexo e puxo o travesseiro comigo, abro os olhos lentamente e sobressalto ao saber que não estou em minha banheira, olho ao redor e estou em um quarto com paredes cinza e marrom, saio da cama num salto e me desequilibro caindo no chão.

Ouço a porta se abrindo e olho para o senhor Sebastian, me levanto rapidamente e o olho sem entender.

- O que aconteceu - Quando ia falar a ultima parte ele coloca sua mão em minha boca, e se aproxima.

- Quietinha amor, você ainda deve estar tonta - Ele me pega pelo braço e tenta me colocar de volta na cama, eu tiro meu braço e o olho.

- O que está acontecendo, onde eu estou? - Tento passar por ele, mas minhas pernas ainda estão fracas, Sebastian me pega pelo cintura e me segura de costas pra ele, ele pega meu pescoço com sua mão e sinto ele cheirar meu cabelo.

- Finalmente você é minha. - Tento sair de seus braços, porém ele é muito maior e mais forte.

- Sebastian, vamos conversar.

Ele me vira para ele, e coloca suas duas mãos no meu rosto segurando.

- Sim amor.

- Quero voltar pra minha casa agora. - Tento parecer o mais convicta possivel, mas minha voz falha muito.

- Não precisa voltar para casa agora, e além disso você não tem mais casa. - Olho para ele sem entender e logo em seguida escuto uma risada de sua boca, ele me larga e caminha até a poltrona se sentando.

- Eu vendi seu apartamento, e trouxe suas coisas para cá. - Sinto a raiva ferver dentro de mim e tudo que eu estava segurando por todo esse tempo se solta.

- Qual a porra do seu problema. - Vou até a porta e tento abri-lá mas como imaginei trancada.

- Você não precisava ficar lá, iria ser dificil se lembrar do seu marido com aquela mulher.

Olho para ele e realmente as coisas começam a se encaixar, eu nunca dei o meu endereço para Sebastian eu nunca disse sobre ser casada e a água que bebi estava com gosto estranho. Foi tudo planejado.

- Seu maluco desgraçado. - Ele se levanta e novamente caminha na minha direção, ele olha para meu rosto e o toca, empurro ele e começo a bater no seu peito tentando de algum modo liberar minha raiva.

Ele me segura e me joga na cama, tento me levantar e ele fica por cima de mim segurando meus pulsos, ele se aproxima e viro o rosto de lado, o mesmo sorri e beija minha bochecha e meu pescoço.

- Você vai ser minha queira você ou não.

Olho para ele e cuspo no seu rosto e então sorrio.

- Vai se fuder.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...