1. Spirit Fanfics >
  2. Secret Sign >
  3. "Trancar a porta..."

História Secret Sign - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Alguém ainda lembra de mim?
Finalmente uma atualização...
Achava que com essa quarentena, poderia estar escrevendo mais... Mas foi o contrário...
Me desculpem pela demora
E sobre Kacy e Jaya:
A jornada delas está chegando ao fim. Este capítulo curto, foi focado apenas nelas.
Recomendo ler o capítulo anterior para poder refrescar mais a memória.

Capítulo 10 - "Trancar a porta..."


Fanfic / Fanfiction Secret Sign - Capítulo 10 - "Trancar a porta..."

"O público é uma besta feroz. Deve-se enjaulá-lo ou fugir dele".

                                     -Voltaire

Bégica 1920


-V-você viu a gente se beijando? - Kacy perguntou com um misto de medo e desespero. - Droga Jaya e agora? Nossas vidas vai virar um inferno por conta disso! Meu avô já não me apoia em nada quando ele descobrir isso eu nem sei o que vai ser da minha vida depois disso eu …

-Esperem! - Amina a interrompeu.- Pelo visto isso deve ser um problema para vocês não é? Mas não se preocupem eu não vou contar sobre isso para ninguém, porque simplesmente não tenho local de fala aqui… E mesmo se eu contasse o que aconteceria comigo? Eu não posso nem respirar direito que Baris pega no meu pé. - Jaya abaixou a cabeça um pouco envergonhada. Afinal, Baris era seu pai, e ele era tão horrível com Amina… Ela se sentia envergonhada com isso. 

-Você não vai contar? - Kacy perguntou aliviada, Amina afirmou. - Oh céus!! Obrigada por isso! - Ela comemorou desesperada, surpreendendo Amina com um abraço forte e caloroso.

-Oh… Por esse eu não esperava. - Amina respondeu meio sem jeito, ela nem tinha noção da última vez que alguém tinha abraçado ela. 

-Jaya… Eu preciso fazer algo por ela, Amina… - Ela voltou sua atenção para a criada da casa. - Parece exagero, mas a vida de Jaya e minha agora está em suas mãos. Relacionamentos como este que eu tenho com Jaya … - Deu uma pausa porque de repente, Kacy sentiu seu coração acelerar e suas bochechas votarem. - … Não são nenhum um pouco normais por aqui. Eu nem sei o que nossas famílias fariam com a nós duas caso…

-Eu guardo o seu segredo… Você não precisa fazer nada por mim. Sério. - Amina falou com certa cautela. Mas em seu âmago, um sentimento de felicidade e esperança crescia. E em sua mente, já tinha uma ideia do que poderia fazer dali em diante.






Já era tarde da noite, Kacy estava deitada no colchão grande e fofo que fora colocada ao lado da grande cama de casal de Jaya. A mais velha, estava no banheiro fazendo sua higiêne noturna para poder dormir. Kacy nunca entendia bem porque ela tinha que cuidar tanto da sua pele, os inúmeros produtos de limpeza para pele e beleza deixavam a mais nova confusa. Kacy não tinha tempo para tal coisa, estava sempre ocupada trabalhando em seus cálculos e projetos que nunca seriam lançados. A mais nova tinha uma estilo mais despojado para a época e um tanto que desleixado também, mas não ofuscava nem um pouco sua beleza. Pelo contrário, esse foi um dos motivos pelo qual Jaya se apaixonou por Kacy. A mais velha sempre achou Kacy estranhamente sexy e atraente, isso, antes de descobrir que tinha sentimentos românticos pela melhor amiga.

As duas nunca tiveram tanto contato, podia perceber pelo colchão que Kacy sempre usava quando dormia na casa da melhor amiga. 

Geralmente melhores amigas dormiam juntas, e antes de dormir, conversavam sobre "assuntos de meninas", falavam sobre garotos ou maquiagem, tudo o que a sociedade sempre moldou e  impôs para as mulheres desde que elas nasceram. 

Mas com as duas era diferente. Elas tinham uma relação forte, confiavam uma na outra, conversam sobre assuntos fora do convencional, assuntos esses que um dia levou ao que elas eram naquele exato momento.

-Ei, porque não dorme aqui comigo?- Jaya perguntou com um misto de ansiedade e empolgação.- Sei lá, você sempre dormiu aqui mas nunca dormiu comigo.

-Bom… E você sempre quis que dormisse com você?- Kacy perguntou olhando fixamente para Jaya.

- Sim… principalmente em dias frios… E como está frio hoje eu pensei que você poderia dormir aqui, juntinha de mim. 

-Oh céus! - Kacy falou se sentindo levemente desesperada, seu coração estava a mil por horas - Você é muito melosa!

-Você não gostou…- Jaya falou desconcertada.

-Eu não disse que não iria … Só disse que você é melosa demais. - Kacy disse rindo. Ela então, levantou de seu colchão e foi até onde Jaya estava. - Espera… - Ela disse saindo da cama e indo em direção a porta. - Tenho que me certificar que ninguém entre aqui. - Ela disse trancando a porta. - Não quero que ninguém nos atrapalhe. 

-Atrapalhar com o quê? A gente só vai dormir não é? - Jaya perguntou genuinamente. Kacy então percebeu que de fato as duas iriam apenas dormir mesmo. De repente, ela se sentiu a garota mais suja da cidade por ter pensado coisas indevidas. Sentiu um calor estranho percorrendo pelo seu corpo, e suas bochechas esquentarem repentinamente. Como estava de costas, disfarçou um sorrisinho bobo pela lerdeza de Jaya, respirou fundo e disse:

-Claro, a gente vai só dormir sim. É que … Eu não quero que ninguém nos atrapalhe… Dormindo. - disse segurando a vontade de rir.

-Ok… Venha para cá então. - Jaya disse empolgada. - Está frio!- Kacy então foi até a cama sem jeito, ela ainda estava se sentindo envergonhada por ter tido pensamentos sujos. 

Assim que se acomodou mais, sentiu sua respiração acalmar um pouco. O tempo frio da  noite anunciava que iria nevar, e os pés de Kacy estavam frios demais. Como se Jaya estivesse lendo seus pensamentos, disse:

-Encosta seus pés nos meus. Sei que você é frienta demais. - Kacy então o fez. Virou-se  para ficar de frente para Jaya, e juntou seus pés com os da mais velha.- Logo ficarão bem quentinhos - Jaya disse rindo, Kacy riu também, sentindo seu coração acelerar um pouco. - Trancar a porta… 

-Quê?- Kacy perguntou nervosa. 

"Ah não ela vai falar disso de novo?"  

-Nada é que foi engraçado, por um momento eu pensei que… 

-É melhor irmos dormir não é? Já deve ser tarde. - Kacy a interrompeu. Ela já estava soando, e não era porque já tinha se aquecido o suficiente, talvez fosse pelo o nervosismo e excitação do momento. Ela nunca tinha sentido isso antes na vida. 

"O que está acontecendo comigo? Ela pensava".

-Boa noite Jaya- disse se virando para o outro lado da cama. 

-Boa noite…-Jaya disse se inclinando para deixar um beijinho singelo na bochecha de Kacy. - Eu sei muito bem no que você pensou.- Disse rindo.






Na manhã seguinte, Jaya foi a primeira a se levantar. Kacy dormia tranquilamente. Jaya pensou na noite passada e soltou um riso baixo.

-Pervertida. - Ela cochichou para si mesma. Beijou os lábios de Kacy suavemente para que não a acordasse, e ajeitou os cobertores para que ela ficasse mais aquecida.

Desceu as escadas, bocejando. Ainda de pijama foi direto para cozinha, sempre acordava faminta. 

-Bom dia Amina. Como você está?- Perguntou enquanto se servia. Ela nunca deixou Amina servir ela, para Jaya, Amina já fazia o suficiente e não precisaria fazer algo que ela poderia fazer facilmente.

-Estou bem, obrigada por perguntar. - Amina respondeu se curvando levemente.- O Senhor Baris, já foi trabalhar. Saiu bem cedo por sinal.

-Pra variar…- Jaya disse comendo um croissant coberto de chocolate.

-Kacy ainda está dormindo?- Amina perguntou. Jaya percebeu que ela parecia interessada em algo, pelo tom que ela usou.

-Sim, ela dorme muito. Porque? 

-Porque eu já pensei em algo que ela pode fazer por mim.

-E o que seria?-!Amina sentiu uma felicidade que ela não sentia em tempos. Respirou fundo procurando se conter um pouco e disse:

-Eu quero que ela me ajude a fugir deste país.





Notas Finais


Kacy e Jaya o que vai acontecer com vocês?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...