História Secret wildest - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber, Kaya Scodelario
Tags Crime, Justin Bieber, Kaya, Policial, Suspense
Visualizações 2
Palavras 700
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Policial, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem

Capítulo 2 - 22 de dezembro


22 de dezembro

Alexandria Storm Point of View

A pequena faísca de luz que escapava da minha cortina chegou ao meu rosto e eu acordei e fui começar a me arrumar pra ir para o Alasca, o melhor natal era lá , mesmo minha família me tratando como uma estranha mas levava tantos livros comigo que ia entrar no meu mundo, me arrumei muito rápido, uma calça ,um suéter e uma jaqueta , eu nunca me arrumava muito para ficar horas sentada em um trem .

Quando faltavam 20 minutos para eu sair comecei a ouvir gritos do lado de fora do dormitório

-Você tem que saber onde ela esta! Ela é sua namorada Justin!-ouvia atentamente cada palavra de Samanta, melhor amiga de Clarissa, ela estava aparentemente desesperada

-EX namorada e a ultima vez que eu a vi foi na festa de dia 19 , a festa da lua de sangue ela devia estar com os calourospode ter sido ele, ele tem motivação, como moramos muito perto um do outro nos dormitórios sempre escutava os brigando mas escutava também os gemidos histéricos dela

-Você tem que encontrar ela, os pais dela estão desesperados-ele ri irônico e fecha a porta na cara dela, ele é babaca

Com toda a coragem do mundo vou lá bater a porta dela, sim eu ia provavelmente falar com o assassino mas depois de a irmã dele ver meus dados psicológicos viu que eu sou sociopata então todo mundo da faculdade tinha medo de mim porque ninguém sabe a diferença entre sociopata e psicopata

-Eu já não disse que não sei onde ela esta- ele olhou para mim de cima abaixo e bufou-ah, é você, você quer o que maluca? -eu revirei os olhos

-Certo , você estava no dia 19? Então eu não sou policial e nem tenho uma escuta mas porque matar sua namorada ? Ela gritou demais com você?-ele arregalou os olhos e me puxou para dentro do seu quarto

-Você não pode me acusar de uma coisa que você não sabe, você nem estava lá, e se você falar alguma coisa para alguém eu estrago sua vida , meu pai é o diretor eu acabo com você!- eu ri ironicamente e revirei os olhos

-Todos sabem que eu consigo clonar qualquer notbook e celular então em 5 minutos eu consigo descobrir qualquer segredinho mais macabro seu, então me fala porque se eu descobrir depois dessa conversa pode ter certeza mais você esta ferrado- ele virou de costas e coçou a cabeça

-Eu não fiz nada, eu estava muito bebado , brigamos quando eu fui pro dormitório transar com a Sam-enquanto a ex/atual namorada dele estava sendo sequestrada ou assassinada ele estava transando com a melhor amiga dela, repetindo ele é um babaca

-Então sua irmã fez, cuidado quem viu essa briga vai te culpar-ele me olhou sério

-todo mundo da festa viu-eu ri

-então todos te acham culpado, mas você é o único que eu estou disposta a falar que foi pra essa festa, se você me ajudar descobrimos quem fez isso é o que aconteceu- ele sentou e botou a mão na cabeça, levantou e olhou no fundo dos meus olhos , parecia que queria desvendar todos os meus segredos

-estou dentro, mas porque você quer ajudar? Você não é sociopata? Pode ter sido você e está só me manipulando-eu sorri sem mostrar os dentes

- que tal arriscar ao invés de assinar sua sentença da cadeia ? E eu não curto machucar cérebros afetados de agua oxigenada- ele solta um sorriso largo e abre a porta para mim

Pego minhas malas e vou para o meu dormitório e pego minhas malas e vou para o Uber, em dois dias , tinha descoberto um crime e conversado com o cara que eu queria perder a virgindade quando eu era caloura, mas o colega de quarto dele cuidou disso muito bem, eu nunca me esforcei com algo, a minha doença me tirou muitas coisas boas na vida , eu nunca vou sentir amor ou qualquer empatia por alguém, mas prefiro ser assim que uma pessoa que é facilmente manipulado por um homem babaca, prefiro ser sociopata do que ser subordinada .



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...