1. Spirit Fanfics >
  2. Secreta Obsessão -Klebekah - Segunda temporada >
  3. Um diálogo decisivo!

História Secreta Obsessão -Klebekah - Segunda temporada - Capítulo 23


Escrita por:


Notas do Autor


Aí BB haha
Cheguei! Quem amou?
Vamos ver o que Elijah irá decidir
Boa leitura ❤️

Capítulo 23 - Um diálogo decisivo!


Fanfic / Fanfiction Secreta Obsessão -Klebekah - Segunda temporada - Capítulo 23 - Um diálogo decisivo!

Capítulo 23

Pov Klaus 

Minha vida se resumia apenas a Álcool e sangue, sem companhia eu compelia pessoas pra me alimentar delas e em seguida desaparecia, não aguentava mais a distância da minha família, queria poder pegar Hope no colo, queria sentir o cheiro de Rebekah, a todo minuto eu esperava que Elijah me ligasse dizendo que me perdoou e que eu poderia voltar, mas ele nunca ligava.

Pov Narrador 

Rebekah voltou pra casa devastada, tudo o que Elijah viu foi seu vulto passar rapidamente pela sala em direção às escadas, ele ficou alguns minutos reflexivo, e calmamente subiu as escadas em direção ao quarto dela,pensando na conversa que havia tido com Hayley, ele bateu na porta.

Tudo o que ouviu foi um silêncio absoluto, seguido de um choro abafado.

Elijah: Rebekah, se não for incômodo, eu gostaria de entrar, preciso falar com você!

Rebekah: Não estou afim de conversar agora Elijah!

Elijah: Está certa disso? Porque estou te dando a oportunidade de contar a sua versão de toda essa história.

Em poucos segundos ela estava destrancando a porta, Elijah entrou e se sentou na cama se virando pra ela, seus olhos estavam vermelhos pelo choro insistente.

Rebekah: Vai mesmo me ouvir?

Elijah: Claro, porque não?

Rebekah: Obrigada!

Pov Rebekah 

Não acreditei quando Elijah foi atrás de mim, afim de saber o meu lado da história, aquele era o momento de convencê-lo chamar Nik de volta.

Elijah: Então irmã, eu estou aqui, me conte tudo, conte a sua versão!

Rebekah: Tudo começou quando eu fui pra casa de verão com Hope, Nik apareceu, nos discutimos e ele acabou soltando que sempre teve um sentimento por mim, algo forte, uma atração.

Elijah: Ele te forçou a algo?

Rebekah:Não, não nesse dia, eu fiquei assustada e o mandei embora, aquilo ficou na minha cabeça por dias claro, mas eu não sabia como reagir.

Elijah: E depois, o que aconteceu? Conte me tudo!

Rebekah: Ele esteve lá novamente, ele foi buscar Hope mas acabou discutindo com Hayley, ela queria levá-la embora, e Klaus ficou desolado. Então Hayley a levou, nos deixando sós, e foi aí que aconteceu...

Elijah: O que? O que aconteceu? Preciso que me conte tudo!

Rebekah: Ele me beijou, ele estava dominado pelas emoções, foi algo inocente, mas mexeu comigo, eu fiquei apavorada, mas eu gostei!

Elijah: E então?

Rebekah: Então eu me afastei novamente, o deixe pra trás, mas... No meio do caminho eu perdi a cabeça, eu me deixei levar pela tentação daquela sensação, e eu voltei, voltei pra ele, ele ficou surpreso, e eu me atirei nos braços dele acreditando que aquilo morreria ali, esse foi meu erro, fomos longe demais e depois disso eu nunca mais fui a mesma!

Elijah: Então foi nesse dia, você e Niklaus...

Rebekah: Sim, nós transamos pela primeira vez, eu senti um misto de aventura, medo e desejo, era como se estivesse flutuando e ardendo ao mesmo tempo, eu me senti, amada...

Elijah: E o que aconteceu depois?

Rebekah: Quando terminamos eu fugi, denovo, eu me senti culpada por traído Marcel, então eu decidi deixar Nik pra trás, mas já era tarde, eu já estava completamente entregue ao desejo.

Elijah: Então admite que Niklaus te seduziu?

Rebekah: O que? Não! Você ouviu o que eu disse, ele me beijou e eu fugi mas a decisão de voltar e a decisão de me deitar com ele, foi totalmente minha, como tudo que aconteceu após isso, tudo o que tivemos foi por vontade de ambos, Nik jamais me forçou a nada!

Elijah: Estranho, ele mesmo me garantiu que havia te seduzido!

Rebekah: Porque ele diria isso?

Elijah: Provavelmente pra me convencer a deixá-la ficar.

Rebekah: Ele se comprometeu, por mim?

Elijah: É o que parece. Então, quantas vezes vocês estiveram juntos, depois desse dia.

Rebekah: Várias, quando percebi que estava apaixonada por ele, eu rompi com Marcel, e Nik e eu passamos a nos encontrar frequentemente, fora, ou aqui mesmo... olha eu estou sendo transparente com você, me desculpe se isso te constrage de alguma forma. 

Elijah: Então está me dizendo, que você e Niklaus se apaixonaram, é isso mesmo?

Rebekah: Exatamente!

Ele suspirou

Elijah: Entende que pra mim, é praticamente impossível compreender essa, relação.

Rebekah: Sim, mas eu entendo também, que você é meu irmão, que sempre me amou e sempre fez de tudo para que nossa família permanecesse unida. 

Elijah: Está tentando me manipular?

Rebekah: Não, só estou tentando encontrar o irmão piedoso, que sempre sacrificou a vida pela família, o irmão de que tenho orgulho, porque esse, vingativo, cruel, esse eu não reconheço.

Elijah: Se vim aqui ouvir seu lado, é porque percebi que não está bem, agora me diga, o que quer que eu faça, porque eu não estaria sendo eu mesmo se fingisse que me agrada ver você e nosso irmão como um casal.

Rebekah: Eu quero que você nos perdoe, quero que você lute pela nossa família como sempre fez, inclusive em situações mais difíceis que essa, quero que receba o Nik de volta, e que nos acolha, porque é isso que o meu irmão Elijah faria!

Elijah: Se me conhece de verdade, sabe que tenho meu orgulho, e nesse momento perdoar Niklaus parece ser algo que o fere profundamente.

Rebekah: Te conheço o suficiente pra saber que jamais suportaria me ver sofrendo como estou sofrendo agora!

Elijah: Tem razão, não gosto, mas nosso irmão já foi longe demais com os erros dele, quantas vezes, por mínimos erros ele nos apunhalou e nos trancou em caixões?

Rebekah: Olha pra mim Elijah, a dor que estou sentindo agora é pior do que qualquer dor física que já senti na vida, fui humilhada pelo Marcel, estou longe do homem que eu amo, e você me olha com desprezo, eu preferia morrer do que sentir o que estou sentindo agora! Nada nessa vida, nenhum adaga ou estaca, me machucaria tanto!

As lágrimas escorriam copiosamente pelo meu rosto. 

Elijah me olhou e pela primeira vez desde que tudo começou, senti que ele realmente estava com pena de mim.

Elijah: Eu te perdoo Rebekah, você já sofreu o suficiente, não merece passar por mais essa dor!

Rebekah: Obrigada!

Elijah: Quanto ao Niklaus, eu prometo que vou pensar com cuidado na situação dele!

Rebekah: Eu sei que você vai perdoá-lo, mesmo que demore, eu acredito, eu tenho fé em sua compaixão, você é bom meu irmão, talvez o melhor de nós!

Ele deu um pequeno sorriso, e saiu.

Senti o peso do meu coração um pouco mais leve após aquela conversa, porque naquele momento eu sentia que havia uma esperança pra Nik e eu, que eu ainda podia tê-lo de volta.

Pov Narrador 

Elijah procurou Hayley pela casa e a encontrou na biblioteca folheando um livro sobre a influência da magia em crianças, ela levantou os olhos quando ele se aproximou e fechou o livro.

Hayley: Precisa de algo?

Elijah: Só queria dizer que você estava certa, dei uma chance à Rebekah, e estou pensando em reconsiderar a punição severa que submeti Niklaus!

Hayley: Eu sabia, sabia que ia pensar melhor sobre isso, você é um homem bom Elijah!

Elijah: Rebekah disse o mesmo!

Hayley: Porque é a verdade, você jamais nos decepciona!

Ele deu um beijo carinhoso nos lábios dela. 

Antes de sair parou na porta e a chamou. 

Elijah: Hayley!

Hayley: Sim!

Elijah: O que acharia de morar em uma cobertura no centro da cidade? 

Hayley: Nunca pensei sobre isso, porque a pergunta!

Elijah: Só uma curiosidade!

Ele disse sorrindo, e saiu.

Pov Klaus 

Naquela noite ao chegar em casa, me deitei e cai em um sono profundo o suficiente pra sonhar com ela...

🔥HOT🔥

Estava no chuveiro quando Rebekah entrou, ela se despiu e se jogou em meus braços, eu acariciei seu corpo molhado, e no mesmo instante senti meu membro enrijecer, sua mãos percorriam meu corpo loucamente, como se aquele fosse o último dia de nossas vidas, nossos beijos eram intensos, quentes, molhados, minha mão apertava sua bunda, enquanto a outra puxava seus lindos cabelos, ela entrelaçou suas pernas na minha cintura, e eu a pressionei contra o box, metendo forte nela, suas unhas arranhavam cada parte do meu corpo que ela conseguia alcançar, enquanto minha boca passeava pelo seu pescoço, descendo pelos seus seios, que eu chupava loucamente, ela subia e descia com as costas roçando no box, o toque de sua buceta em meu pênis era tão intenso, que sentia o gozo vindo a todo tempo, mas o prazer era insaciável, nos ofegavamos, enquanto o vapor do chuveiro fazia o vidro embacar misturado com nossa respiração, os gemidos já não cabiam no espaço quando eu ejaculei forte dentro dela, e em seguida seu liquido também escorreu entre nós.

Como se estivessemos em um filme logo me vi na cama com ela, chupando seu clitóris enquanto ela gemia descontrolada o meu nome, e empurrava minha cabeça contra sua buceta encharcada, eu já podia sentir o gosto de seu gozo quando acordei...

Abri os olhos e imediatamente constatei o resultado do meu sonho erótico com Rebekah, estava excitado e agora tudo o que tinha, eram minhas mãos, antes que pudesse me levantar pra ir ao banheiro, meu celular vibrou, era uma mensagem, de ninguém mais ninguém menos que Elijah!

"Quando ler essa mensagem, me ligue, tem algo para lhe propor"



Notas Finais


Será que vem aí?
Até eu já tava com dó da Rebekah!
Até o próximo capítulo ❤️⚜️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...