1. Spirit Fanfics >
  2. Secretária (Sem Vergonha) - Jeon JungKook >
  3. Banheira

História Secretária (Sem Vergonha) - Jeon JungKook - Capítulo 5


Escrita por: e kryxtal-snowx


Notas do Autor


Perdão se houver erros ortográficos;
Boa leitura babes! 🐯💖

Capítulo 5 - Banheira


Fanfic / Fanfiction Secretária (Sem Vergonha) - Jeon JungKook - Capítulo 5 - Banheira

•_______

— Eu estava sentada no sofá da recepção do hotel. JungKook falava com a recepcionista para pegar os cartões do quarto.
Eu estava morta de cansada, eu só queria dormir para recuperar minhas energias.

JK- Aqui! - Disse me entregando o cartão do quarto.

-: Obrigada! - Digo pegando o cartão de sua mão.

— Peguei minha mala e segui Jeon até o elevador. Aquele hotel tinha mais de vinte andares e eu não fazia ideia em qual ficaríamos.

JK- Andar dezenove! - Disse assim que o elevador abriu as portas.

Ele leu meus pensamentos — Havia quarto portas naquele corredor, visualizei as chaves de segurança, duas estavam vermelhas, Jeon entrou em um dos quartos e eu no outro.
Deixei a mala em cima da cama, retirei minhas roupas que eu já não suportava mais, as joguei na poltrona. Olhei em volta do quarto, vejo uma taça e uma garrafa de vinho branco em cima do frigobar.

. . .

— ________ tomava banho, Jeon no quarto ao lado se vestia.
Após vestido, ele pegou a garrafa de vinho e abriu, despejando um pouco na taça.
JungKook com a taça de vinho em mãos, caminhou até a enorme janela e abriu para a varanda, ele se escorou no parapeito para apreciar a vista noturna de Roma.
_______, também saiu para a varanda, ambos não notaram um ao outro.

-: Está uma bela noite, não é? - Disse ao vê Jeon escorado no parapeito da varanda.

JK- Oh. Sim, está uma bela noite! Está frio aqui fora, para você usar estas roupas!

-: Eu gosto do frio!

— _______ deixou a taça de vinho em cima da mesinha do vaso decorativo.

JK- Não sabia que você tinha uma tatuagem na coxa.

-: Já disse que há coisas que o senhor não sabe de mim!

JK- Falando assim, parece que há outra de você! - Disse com ar de riso.

-: Uhm. - Murmurou sorrindo.

JK- Quantas você tem?

-: Acho que cinco ou dez!

JK- Você não sabe a quantidade de algo seu?

-: Eu não costumo contar! - Disse dando uma leve risada.

JK- Você já comeu?

-: Ainda não!

JK- Você. . .quer jantar comigo? Ou deseja pedir o serviço de quarto?

-: Me encontre em quinze minutos no saguão! - Disse pegando sua taça, entrando no quarto.

— Jeon sorriu involuntariamente, então, ele entrou em seu quarto para se trocar.
_______ pegou um vestido vermelho em sua mala, e o vestiu. Ela passou um batom vermelho escarlate em seus lábios, um pouco de iluminador nos olhos e na linha latel do rosto e borrifou perfume em seu corpo.
No fundo de sua mala estavam seus sapatos altos, ela escolheu o preto de solado vermelho e colocou nos pés e pegou sua pequena bolsa/carteira preta.
Ela puxou a presilha que estavam em seu cabelo desmanchando seu coque, arrumando o cabelo ela saiu do quarto.
JungKook já estava a sua espera no saguão do hotel.
_________ saiu do elevador arrancando olhares dos que estavam alí, JungKook arrumava a botuadura de sua camisa quando viu a mulher de vermelho se aproximar.

-: Podemos ir, senhor Jeon?

— JungKook olhou a garota de cima a baixo, analisando seu corpo por inteiro.

JK- Nossa!

-: Eu passei na análise?

JK- Talvez! - Disse com um sorriso ladinho. - Vamos!

— JungKook estendeu a mão para _______, e sem pensar duas vezes ela segurou sua mão.
Saíram do saguão de mãos dadas.

-: Por que estamos de mãos dadas?

JK- Não quero que você caia!

-: Como assim?

JK- Esse sapato alto, eu nunca vi você com um antes e, por isso estou segurando em sua mão!

— O carro estava estacionado na frente do prédio a espera de Jeon e sua secretária.

JK- Entre! - Disse ao abri a porta do carro.

-: Não quer dizer que eu não saiba usar! - Disse entrando no carro.

JK- Eu não confio! - Disse ao entrar no carro.

-: Seria isso uma desculpa?

JK- Desculpa? Está dizendo que eu estou dando desculpa?

-: Se lhes serviu!

JK- Eu só não lhe demito por que você me é muito útil!

— JungKook deu partida no carro saíndo de frente ao hotel.

-: Uhm. - Murmurou sorrindo. - Para onde vamos?

JK- Há um restaurante no final dessa avenida!

-: A comida Romana é boa?

JK- É agradável ao meu paladar!

-: Então, eu irei confiar!

— _______ sorriu e arrancou um riso baixinho de JungKook.

. . .

•JungKook

— Ela estava elegante, usava pouca maquiagem, seu vestido era justo e curto, ela estava o verdadeiro sinônimo de tentação.

___: Eu gostei da comida...

-: Eu disse que era agradável! - Digo vendo ela sorrir. - O vinho é um dos melhores!

___: Oh, eu tenho que concordar!

— Olhei em volta do restaurante procurando um garçom.

-: A conta por favor! - Digo ao vê o garçom.

— Ele me trouxe a conta e eu paguei com o cartão.

-: Vamos?

___: Claro! - Disse levantando.

— Saímos do restaurante e fomos até o carro.

___: A noite está um pouco mais quente! - Disse entrando no carro.

-: Você acha? - Pergunto vendo ela colocar o cinto de segurança.

___: Sim!

— Dei a volta e entrei no veículo.

___: Eu preciso de uma hidromassagem!

-: Hidromassagem? - Ela concordou. - Há banheiras na área privada do hotel. O último andar, acima do nosso!

___: Podemos usar?

-: À vontade!

___: Deseja me acompanhar?

— Sim, eu fui pego de surpresa pela ________, ela está me chamando para dividir a banheira a dois.

-: Eu. . .acho que. . .

-: Se não quiser, tudo bem! Eu não deveria ter lhe feito tal convite, foi muito ousado da minha parte. Me perdoe senhor!

— Me mantive em silêncio já que ela cortou total chance de falar algo.

. . .

___: Boa noite senhor! - Disse saindo do elevador.

-: Boa noite! - Digo ainda parado dentro do elevador.

— Saí do elevador, ela destrava a porta do quarto.

___: Ah, perdão pelo convite ousado!

-: Tudo bem! - Digo destravando a porta do meu quarto. - Não se preocupe!

— Ela entrou em seu quarto e eu fiz o mesmo entrando no meu (quarto), retirei a parte de cima do blazer e joguei na cama.

. . .

— Em seu quarto _______ retirava suas roupas sem pressa, deixando as vestes sob a cama.
Ela perdeu o cabelo em um coque alto, colocando seu roupão entrou no banheiro pegou uma toalha e saiu do quarto.
Entrando no elevador, apertou para o último andar.

. . .

— Eu estava indeciso sobre a _______. Ela estava diferente e isso acabou mexendo comigo, mas não é sentimento — será? — eu não posso sentir nada por ela, mas ultimamente ela está agindo de outra maneira, mudando completamente.
Parado enfrente a porta da área VIP,  pensei se valeria a pena entrar alí.

JK- Foda-se!

— Entrei e já a vejo de longe, ela estava de costas para mim. Caminhei devagar até a banheira retirando o meu roupão, parei atrás dela e percebi que ela estava de olhos fechados e completamente nua.
Entrei na banheira fazendo-a abrir os olhos.

___: O que faz aqui?

-: Recebi um convite tentador da minha secretária!

— Ela sorriu e me olhou. Seu olhar penetrou profundamente no meu.

-: Você está sem roupa? - Pergunto mesmo sabendo da resposta.

___: Sim! Algum problema?

-: Nenhum! - Digo vendo ela se mexer na banheira.

— Ela passou a mão no pescoço descendo para o peito, vi que ela tinha outra tatuagem — três — a perna dela tocou na minha.

-: Você está me provocando senhorita McCartney?

___: Eu? Não! - Disse passando a perna novamente na minha.

-: Eu não conheci você desse jeito!

___: Eu sei que não! - Disse se aproximando.

-: O que está acontecendo com você?

___: Talvez a minha verdadeira personalidade está tomando conta de mim!

-: O que você quer dizer?

___: Eu estou desejando você agora! - Disse passando a mão em meu pau.

-: Me desejando? - Pergunto sentindo sua mão dentro do meu short.

___: Uhum. Há duas opções, você me fode agora ou me demite! - Disse levantando uma das sobrancelhas..

-: Sabe que eu não suporto esse tipo de coisa!

___: Se fosse a Angel você estaria fodendo ela!

-: Como sabe?

— Ela começou acariciando o meu pau que já latejou com tesão.

___: Por que eu a conheço como ninguém!

-: Não podemos! Há câmeras!

___: Eu já vi que não há câmeras aqui! - Disse sussurando em meu ouvido.

-: Não me torture! - Digo sentindo seus seios roçarem em meu peito. - Você está jogando sujo, eles são durinhos!

___: Pega! - Disse colocando minha mão em seus seios.

— Eu estava querendo foder ela naquela banheira, mas na minha cabeça só havia uma coisa: Erro! Isso é um erro!

-: ________! - Gemi involuntariamente.

— Ela sentou em meu colo me deixando vulnerável. Simulando estocadas lentas olhando em meu olhos ela gemeu. O gemido dela foi o pivô para que perdesse o controle de mim mesmo.

-: Não se arrependa disso depois!

___: Nunca! - Disse confiante.

— Puxei meu pau para fora do short, ela roçou nele e sorriu. A beijei sentindo sua língua invadi a minha boca, o hálito quente de hortelã tornou seu beijo mais gostoso.
Em meio aquele beijo a mão dela desceu encaixando meu pai em sua entrada, penetrando devagar senti suas laterais apertada.
Ela cavalgou rápido, com a boca na minha ela gemeu contra meus lábios.

-: Ah. . . - Gemi sôfrego sentindo a boca dela chupando em meu pescoço.

— Ela mexia seu quadril em perfeita sintonia, ela estava fazendo comigo o que ninguém fez, eu já estava para gozar.
Ela curvou as costas para trás e apertou um pouco suas pernas, ela gozou, sua cara de prazer foi extremamente sexy.

___: Essa brincadeira está só começando! - Sussurrou em meu ouvido.

. . .


Notas Finais


RESURGI PESSOAS
Até o próximo babes, prometo não demorar tanto!! 🐯💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...