História Secretly Love - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber
Personagens Barbara Palvin, Justin Bieber
Tags Bitchever, Járbara
Visualizações 582
Palavras 2.375
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Briga e descobertas !


Fanfic / Fanfiction Secretly Love - Capítulo 11 - Briga e descobertas !

Melanie fox P.O.V

- está chateado ? - perguntei engatilhado até ele na cama

- porque estaria ? - respondeu grosso

- porque eu não asseitei ir no hospital ? - chutei

- não - falou

- então Oque você tem ? - perguntei me sentando em sima dele 

- nada - respondeu e eu bufei

- eu não sei porque eu tento falar com você - falei 

- também não - falou irônico e eu me sentei com força em sima dele o fazendo gemer de dor

- da pra parar de me responder assim ? - o repreendi

- não - falou e eu me levantei de vez

- eu desisto - falei indo em direção ao banheiro mais ele puxou minha mão me fazendo cair deitada na cama e tentou m beijar 

- agora eu não quero mais - falei virando o rosto

- tem certeza ? - perguntou dando Beijos molhados no meu pescoço

      No pescoço não ! 

- filho da puta - resmunguei e ele sorriu 

- você é minha - sussurrou no meu ouvido e mordeu o lóbulo da minha orelha - sabe porque ? 

- porque ? - falei em um fio de voz 

- porque as partes do seu corpo dizem isso - falou fungando o meu pescoço - sabe quais são ?

- quais ? - falei quase sem voz

- aqui - deu uma lambida jo meu pescoço e eu arfei - aqui - deu um rápido selinho em meus lábios - aqui - mudou de direção e foi para os meus seios agora cobertos apenas pelo sutiã - aqui- falou começando a beijar a minha barriga e foi fazendo uma trilha de Beijos até a minha virilha aonde depositou Beijos molhados - e aqui - falou beijando a minha boceta por sima da calcinha 

Justin voltou para sima de mim e tirou o meu sutiã e começou a mamar os meus seios como se sua vida dependesse daquilo. Eu estiquei minha mão e a coloquei por sima do pau do Justin que ainda estava coberto pela calça e o apertei um pouco .

Não sei de onde tirei força, mais eu empurrei Justin e fiquei em sima dele .

- não acha que está muito vestido ? - perguntei passando minhas unhas em seu abdômen desnudo

- tira Oque quiser - falou com um sorriso malicioso

- Oque eu quiser ? - sussurrei passando minhas unhas pelas tatuagem

- humhum - murmurou e eu sorri

- então eu escolho a calça - falei ficando de quarto e desabutuei a calça do mesmo

- e depois ? - falou em uma arfada

- você vai ter que observar - mordi o lóbulo da sua orelha

Tirei toda a calça de Justin e quase tive um orgasmo ao ver sua enorme ereção coberta apenas pela cueca branca , que agora estava 3 vezes mais apertada.

Tirei sua cueca lentamente e seu membro quase bateu na minha cara.

- chupa gostosa - falou passando a mão pelo meu pescoço em seguida o puxando contra o seu membro.

Eu comecei a masturba- lo lentamente desde a base até a cabeinha, até eu posicionar a minha boca somente na cabecinha e a chutei com força em seguida ouvindo um gemido rouco de Justin , comecei a chupa - lo até aonde dava pois é imenso sem contar que é muito grosso então a parte ue não cabia na minha boca eu masturbava no mesmo movimento da minha boca . Percebi que as veias do Justin estavam cada vez mais grossas, então ele fez um rabo de cavalo desajeitado no meu cabelo é começou a empurrar a minha cabeça contra o seu membro rapidamente , mais com cuidado para que eu não engasguasse , continuou com os movimentos até qque eu senti vários jatos sendo jorrados na minha garganta , e eu os engolir rapidamenteme .

Justin me puxou pra sima , e me selou vorazmente , ele passava as mãos desde as minhas costas , até a minha bunda aonde ele fazia questão de dar tapas que provavelmente daria uma bela mancha vermelha amanhã.

Justin nos mudou de posição agora ele está em sima de mim e antes que eu pudesse falar qualquer coisa ele começou a fazer uma trilha de Beijos até as minhas coxas , ele abriu as minhas pernas e começou a beijar a parte interna das minha coxas , me fazendo ficar ansiosa para que ele fosse logo para o meu ponto de prazer estremo, mais não ele continuou ali dando Beijos e mais beijos nas minhas coxas .

- vai logo Justin - reclamei inpassiente

- pede com carinho - disse dando um sorriso malicios

- chupa logo caralho - pedi com impassiencia o vendo sorri e só deu tempo de ouvir o barulho de pano sendo rasgado, ele rasgou a minha calcinha .

- Ei eu gostava dessa calcinha - resmunguei

- daqui a alguns minutos você nem via se lembra mais dela - falou e antes que eu respondesse ele enfiou dois dedos sem aviso em mim , me fazendo soltar um gemido alto.

- gostou amor ? - perguntou ainda beijando as minhas coxas e agora fazendo um vai e vem com os dedos em mim

(...)

Justin penetrava em mim com um gás inacreditável eu já não controlava mais nenhum gemido esse e o barulho dos nossos copos se chocando eram os únicos sons predominantes no quarto e na casa talvez .

- Justin eu vou...- fui interrompida ao sentir uma enorme corrente elétrica passar pelo meu corpo

- nos vamos - falou começando a meter ainda mais forte

Justin enfiou sua cabeça na cuvartura do meu pescoço e ao mesmo tempo em que senti- me me desfazendo de um delicioso orgasmos , senti os jatos de Justin serem despejados dentro de mim.

Justin se jogou do outro lado da cama, olhou pra mim e falou.

- terceira rodada ? - perguntou e eu rapidamente neguei

- Claro que não ! Eu já estou toda dolorida - falei me embrulhando com o edredon

- é o poder do Bieber - se gabou

- é uma pena que você vai ter de usá-Los depois - falei fechando os olhos

- está me negando sexo Mel ? - dramatizou

- nego toda hora , mesmo - falei - e nos acabamos de transar seu filho da puta - dou um tapa no mesmo que riu e me puxou para deitar em seu peito

- amo as suas tatuagens - falei passando as mãos lentamente em seu abdômen coberto de tatuagens

- qual sua preferida ? - perguntou

- essa - falo passando a mão em sima da tatuagem de leão

- pensei que fosse a cruz - falou olhando para mim em confusão

- mais não é , o leão te deixa sexy - falei e ele sorriu de lado

- porque não faz uma também ? - perguntou passando a mão acariciando minha cintura

- eu já tenho uma - falei

- mais essa é muito pequena e ninguém vê - falou como se fosse óbvio

- mais as tatuagens ficam bonitas em você , não acho

que em mim ficaria bonito - falei

- bom eu concordo, até porque prefiro a sua pele assim lisinha - falou ainda acariciando a minha cintura

- você vai sair amanhã ? - perguntou

- não por que ?- perguntei levantando um pouco a cabeça para olha- lo

- os pais da Sofia chegam amanhã - falou pegando sua celular

- e porque ela só vai embora semana que vem ?- perguntou me sentando na cama em perninha de índio

- sei lá , o advogado disse que ela tem até uma semana para sair daqui - deu de ombros

- e amanhã como eu vou estar em reunião você terá de lidar com eles sozinha - falou e eu o olhei incrédula

- eu odeio você - resmunguei me deitando novamente agora de costas para ele

- mentira você me ama - falou me abraçando e dando um beijo no meu ombro

(...)

Acordei e Justin não estava mais na cama , provavelmente já deveria estar no galpão.

Levantei fiz minhas higiene e vesti um short marronzinho quase laranja uma bota da mesma cor e uma blusa branca do estilo social dobrada nos cutuvelos , deixei meu cabelo solto mesmo e Derci.

- Bom dia ! - falei ao ver a mesa com um homen uma mulher dwsnhecidos por mim e somente Pattie e Sofia .

- Bom dia ! Melanie querida esses são os pais da Sofia - Pattie falou

- Justin me falou - falei m sentando na mesa

- é ela papai , a vadia que tirou o Justin de mim - Sofia falou apontando para mim

Já falei que eu odeio ser chamada e vadia ? Não ? Eu odeio ser chamada d vadia

- eu já falei Vadia é a sua mãe - falei

- mais respeito mocinha , você nao sabe quem somos e não vamos ser humilhados por uma vadiazinha - a mulher com cara plastificada falou

- não me enteressa quem vocês são , vocês não me conhecem para me humilhar - dei ênfase no me - e se Justin preferiu a mim , é porque cansou de olhar para cara de chrek da filha de vocês - falei me levantando e subindo as escadas

Justin Bieber P.O.V

- Justin atende logo a porcaria desse celular - meu pai reclamou do meu celular que não parava de tocar

Ligação on :

- fala mãe - falei depois de sair da sala e atender

- Justin eu preciso que você venha pra cá agora - falou e ouvi gritos

- Oque aconteceu ? - perguntei preocupado

- O pai da Sofia e a Melanie estão em uma briga feia no seu quarto - falou e eu franzi o cenho

- a Melanie e a Sofia ? - perguntei sem entender

- não Justin a Melanie e o pai da Sofia - quando ela alou isso eu já estava asselerando o meu carro em direção a minha casa

- como aconteceu ? - perguntei

- Sofia provocou a Melanie e ela revidou , o pai da Sofia não gostou nada - falou e eu ouvi barulho de vidro sendo quebrado- acredita que a Melanie chamou a Sofia de Chrek ? - falou e e eu tive que rir

- aonde eles estão ? - perguntei

- no seu quarto , eu tentei entrar mais Sofia e a mãe dela não deixam - falou e eu fervi de raiva e desliguei o celular

Ligação off :

Mais alguns minutos e eu cheguei em casa .

- cadê eles - perguntei a minha mãe subindo as escadas

- no seu quarto - falou e eu assenti

Assim que cheguei no meio do corredor eu já pude ver a Sofia e a mãe dela na porta do meu quarto , cheguei perto delas e as empurrei entrando no quarto.

Foi no momento em qu eu entrei no quarto que o Richer cometeu o pior erro da vida dele, ele deu um tapa no rosto da Melanie, foi só na hora que ele abaixou para fazer isso que eu vi ue Melanie estava no chão com uma poça de sangue ao redor.

Meu sangue ferveu mais ainda ao ver aquilo e o empurrei contra a parede violentamente

- deu para defender as vadias agora Bieber - perguntou rindo com deboche

- se fosse com certeza estaria do lado da sua filha - falei e seu sorriso imediatamente sumiu

Comecei a socalo com toda a raiva que estava quardada em mim desde o dia que fui obrigado a me casar com a Sofia até o momento em que ele tocou na minha Mel, eu ouvia os gritos da Sofia e da sua mãe pedindo para que eu parasse, mais elas não o pediram para parar quando ele fez sair a primeira gota de sangue a Melanie . Continuei a socalo e chutalo até que ele estivesse desacordado .

- Justin... - escutei uma voz fraca me chamar e eu me virei , vendo Melanie piscando lentamente

- tá doendo...- falo em um fio de voz e eu senti como se tivessem enfiado mil facadas em mim

Eu a peguei no colo e sair do quarto quase correndo , no meio do caminho eu mandei um segurança levar todos daquela família para a sala de tortura.

Sair de casa rapidamente com Melanie m meus braços e a coloquei no banco , sem me enportar com o sangue , eu entrei no carro e pisei fundo até o hospital mais próximo que demorou apenas 5 minutos pela velocidade a qual eu dirigia .

Entrei no hospital e assim que me viram com a Melanie coberta de sangue rapidamente vinheram com uma maca e a colocaram lá deitada, e segurei sua mão prestes a ir com ela mais me barraram e não me deixaram entrar de geito nenhum , me mandaram esperar na sala de espera e preencher a ficha dela , foi a primeira vez na vida que eu não conseguia fazer nada sem tremer .

Depois de preencher todas aquelas coisas e me sentei na cadeira , coloquei minhas mãos atrás do pescoço o apoiando quase no meu joelho , mais os minutos passaram e o filho da puta do médico não aparecia e isso me fez ficar ainda mais tenso , e sentia que se continuasse naquela cadeira e iria desabar . Então me levantei e mesmo com todos olhando me sentei no chão com as pernas abertas e dobradas e as mãos pra trás me deixando mais apóiado e com mais certeza de que não desabaria.

Fiquei lá sentado até escutar uma zoada vindo da entrada , abri os olhos e olhei para a mesma aonde os meninos passaram gritando .

- o ele aí - Ryan falou assim ue chegou perto de mim

- tão fazendo o que aqui ? - perguntei voltando a fechar os olhos

- viemos ver a Mel - Chaz du ênfase no Mel

- tá fazendo o que no chão ? - perguntou Chris

- sentado - dou de ombros

- Oque aconteceu ? - Ryan perguntou

- aqueles Richer's filhos da puta - esbravejei

- oqu... - foi enterroupido pelo médico

- Parente da senhorita Fox ? - perguntou e eu me levantei em uma velocidade incrível

- sou eu - falei e ele veio até mim

- a senhorita Fox está bem e bebê também - falou e eu me espantei

- Bebê ? - perguntei voltando a tremer






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...