História Secrets - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Hibridos, Hoseok!bottom, Jikook, Lobisomens, Menção Taegi, Namjin, Subrenatural, Vampiros, Vhope, Vtop
Visualizações 26
Palavras 946
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Capítulo 5


Anteriormente:

—Disseste que querias conversar, não precisas trancar a porta para isso.

—Nós não vamos conversar. —digo e encostei-o contra a parede.

—Então o que nós vamos fazer? —pergunta nervoso e eu junto meu corpo ao seu.

—Vou te mostrar. —digo e tiro a sua máscara.



Autora POV:

Taehyung encurrala Hoseok contra a porta e o mesmo tenta afasta-lo.

—Larga-me. O que pensas que estás a fazer? —disse o Jung tentando empurra-lo com as mãos no seu peito.

—Não percebo porque usas aquela máscara. És  incrivelmente lindo, mas se bem que com a máscara ficas mais sexy e perigoso. Faz-me ter vontade de saber como és quando te dominam. E é isso que quero ver agora.

Taehyung pega nas mãos de Hoseok que neste momento está muito corado e prende-as encima da cabeça com uma mão enquanto que com a outra segura o seu rosto o trazendo para mais perto do seu.

Num momento rápido os lábios ficam colados num selinho até que o Kim pede passagem com a língua que é aceita pelo Jung, que morde em seguida, fazendo-os se separarem.

—Então tu és do tipo selvagem, hein? —disse Taehyung voltando a beijar Hoseok com desejo.

Hoseok tentava sempre morder a língua do outro que como resposta mordia o lábio inferior e puxava entre os dentes.

As línguas chucavam-se numa batalha em que no caso do Jung queria que o Taehyung saísse machucado e no de Kim apenas queria sentir mais do sabor do sangue dos dois, que para ele melhorava ainda mais o gosto daqueles beijo,com aqueles labios que ele queria explorar mais e mais.

A esta altura os dois se beijavam com desejo e agressividade e o Jung esqueceu por momentos de tentar impedi-lo.

Taehyung largou os pulsos do outro para passar no corpo que estava à sua frente. Apertou a cintura com possividade para depois apalpar a bunda e puxando Hoseok para sima fazendo-o entrelaçar as pernas à volta da sua cintura enquanto puchava os cabelos da sua nuca.

Por falta de ar os dois separaram-se, ignorando o facto das suas bocas estarem ensanguentadas. Taehyung passa a chumbar, lamber e dar mordidas no pescoço de Hoseok marcando-o todo enquanto o Jung arfava e soltava pequenos gemidos no seu ouvido fazendo ele se arrepiar.

Taehyung passou a esfregar-se contra ao membro do outro que gemia cada vez mais alto quando tinha o seu membro sensível tocando no outro.

E quando Taehyung elevou um pouco o seu quadril passando a simular estucadas, o Jung teve que morder os lábios com força impedindo os altos gemidos que sairia.

O Jung passou a rebolar o quadril, consequentemente a bunda contra a intimidade do outro que também gemia pelo contacto e pela gostosa ardência na sua nuca, que era arranhada pelo outro.

O Kim depois de ver o pescoço do outro todo marcado por si voltou a beija-lo ainda mais desejoso do que antes enquanto abria os botões da camisa social do outro.

Gemidos abafados, respirações aceleradas e os sons dos tecidos indesejados a rasparem-se era a única coisa que se ouvia naquela sala.

Junto ao ar quente que saía dos seus corpos devido ao calor corporal e ao tesão.

Taehyung já passava as mãos grandes por todo o tronco nu do outro enquando sentia as suas costas e peitoral serem alisados pelas mãos alheias.

Taehyung faz uma trilha de beijos e cupões desde a boca até chegar ao peitoral onde se direcionou aos mamilos rosados.

Tratou de chutar um enquando brincava com o outro com a sua mão.

Alternava entre as fortes sugadas e mordiscadas de leve puxando entre os dentre.

Hoseok já não conseguiá conter os gemidos e quando o Kim utilizou a mão livre para apertar a sua bunda com força ele já não sabia onde descontar o prazer.

Apenas passava as suas unhas que neste momento estavam grandes e arranjava a nuca, as costas e o abdômen do outro que ignorou a ardência apenas pensando em ver o outro gemer mais para si.

Depois de deixar a parte da frente do tronco de Hoseok todo marcado, Taehyung voltou a beijar o mesmo que já arrancava a sua camisa para depois começar a abrir o cinto das calças.

—Taehyung? Estás aí? —disse o Yoongi batendo à porta.

O Taehyung e o Hoseok olharam assustados um para o outro e não disseram nada.

—Talvez ele vá embora. Ele não sabe que eu estou aqui. —disse sussurrando e voltou a beijar o outro mas mais uma vez foram interrompidos.

O telemóvel(celular) do Kim começou a tocar.

—Cabeça de tomate, eu estou a ouvir o teu telemóvel sei que estás aí. Agora abre a porta antes que eu fique mais irritado do que já estou. Garanto-te que não me queres ver mais irritado que isto. —disse batendo à porta com força.

—Que merda. —diz baixo  —Já vou. Espera um pouco.

Olhou para o Jung e o mesmo já se arranjava rapidamente.

O Kim arrumou-se e quando os dois estavam prontos o mesmo pegou na chave abrindo a porta.

Logo em seguida Hoseok saiu rápido da sala e antes do Kim ter tempo de o segurar o Yoongi mete-se à frente.

—Deixas-me plantado no sítio onde combinamos nos encontrar, fazes-me andar à tua procura pela escola toda e ainda querias fingir que não estavas aqui dentro? Não achas que me deves uma explicação? —diz zangado mas depois olha para a cara de Taehyung e fica preocupado —Andas-te à luta com o Jung? Estás ferido.

O Taehyung estava vermelho, suado e tinha a boca cheia de sangue e além disse tinha arranhões pela nuca toda.

—Não eu...

—Anda vamos à infermaria. —disse pegando na mão do outro.

—Eu não quero ir à infermaria. Não me doi.

—Primeiro eu não perguntei se doía. Segundo também não perguntei se queres ir à infermaria. Nós vamos à infermaria. —disse e puxa o Taehyung pela escola até chegarem à infermaria.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...