História Secrets Revealed - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Nino
Tags Adrinette, Alyno, Carapace, Chat Noir, Hawk Moth, Ladybug, Plakki, Queen Bee, Rena Rouge
Visualizações 429
Palavras 1.089
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiie pipocas! ^^
Primeiramente, muito obrigada a todos que me desejaram melhoras. Vocês não sabem o quanto eu me sinto melhor com suas mensagens nesse momento que estou passando <3
Eu não ia postar hoje, mas não queria deixá-los de agradecer <3
Enfim, boa leitura ^^

Capítulo 4 - Conversation


 

 

Marinette on:

 

 

 

Estava esperando ansiosamente pelo meu gatinho. Ele havia me ligado a uns quinze minutos atrás avisando que já estava a caminho. Estava na varanda, esperando-o em quanto observava a bela noite estrelada que se estendia por Paris.

Mas ao mesmo tempo que eu estava ansiosa, eu estava preocupada. Aquela carinha pensativa me destruía por dentro. Apesar de todos os seus problemas, Adrien raramente demonstrava reação ou tristeza com eles, por isso, ficava super preocupada quando ele demonstrava essas reações.

Sinto uma mão acariciar minha cintura, em quanto a outra acariciava meu ombro. Chat deu um beijo nos meus cabelos, me fazendo se encostar nele.

 

-Demorou gatinho. - Digo manhosa em quanto me virava para encara-lo.

-Desculpe, estava com a agenda cheia hoje. - Diz ele suavemente.

 

Acariciei seus cabelos, o escutando ronronar baixinho. Ultimamente o Sr. Agreste estava cobrando muito do Adrien, colocando aulas extras de esgrima e mandarim, além das inúmeras sessões de fotos.

Podia ver que além de pensativo, Adrien estava cansado. Decidi o chamar para entrar, assim poderíamos ficar a vontade jogados na cama.

Após entrarmos, Adrien desfez sua transformação e praticamente desabou na minha cama. Ri baixinho de sua atitude e me deitei ao seu lado. Nossos kwames ficaram sentados ao nosso lado agarradinhos.

 

-E então, vai me contar? Eu estou preocupada. - Digo acariciando seu rosto.

 

Adrien me dá um rápido selinho, tentando me tranquilizar.

 

-Não é nada demais mon amour, apenas estou preocupado com um livro que perdi.

 

Gelei na hora que ele disse isso. Já fazia meses que o incidente da Volpina havia acontecido, porque só agora ele estava se preocupando?

 

-Que livro? - Pergunto para confirmar minhas suspeitas.

 

Adrien suspira antes de continuar.

 

-Um livro dos Miraculous, Mari. Encontrei ele no cofre do meu pai, e o roubei. Mas quando aconteceu o incidente da Volpina, eu o perdi misteriosamente. - Diz ele dando mais um suspiro. - Meu pai me confrontou quando notou a ausência do livro e estava irado com a sua perda, ameaçou até a me tirar da escola... O problema é que ele ultimamente parece ainda mais nervoso com o sumiço do livro, e isso me preocupa.

 

Adrien estava realmente preocupado com isso, e eu não pude deixar de me sentir culpada por esquecer de falar sobre o livro. Acaricio seus cabelos, o fazendo apoiar a cabeça em meu peito.

 

-Fui eu que peguei o livro, gatinho! - Digo.

 

Adrien me olha com uma sobrancelha arqueada, claramente confuso.

 

-Tikki me disse que o guardião dos Miraculous, mestre Fu, precisava do livro urgentemente, me obrigando a roubar de você. Culpe a Tikki por tudo isso. - Digo, vendo Tikki dar um risinho. - Quando fui entregar ao mestre, ele me disse que o livro continha várias habilidades desconhecidas, e que se aquilo estivesse nas mãos de Hawk Moth, poderia causar grande desastre, já que ele poderia ter conhecimento de poderes que o deixariam ainda mais forte. Mas não se preocupe, ele está em boas mãos.

 

Após explicar isso, vejo nos olhos do Adrien o alívio.

 

-Graças a Deus essa porcaria de livro está seguro! Estava me preocupando tanto com ele nos últimos dias. 

 

Acaricio seus cabelos e seu rosto. Não sabia que Gabriel ficaria irado com a perda do livro.

 

-Desculpe não ter te contado, na época eu realmente não podia dizer nada, mas eu juro que esqueci de contar quando descobrimos as identidades. - Digo me sentindo culpada.

-Eii, não se preocupe com isso. O livro está seguro, é muito melhor ele estar nas mãos do mestre do que com meu pai. - Diz ele movendo seu polegar calmamente sobre minha bochecha.

 

Nos beijamos calmamente, sem pressa e com muito carinho envolvido. Era quase uma tortura passar horas sem tocar naqueles lábios maravilhosos com hálito de menta.

Separamos por falta de ar. Adrien beijou meu nariz e colou nossas testas, me fazendo fechar os olhos.

 

-Já disse que te amo hoje? - Ele perguntou.

-Já, durante a conversa no telefone. Mas pode falar de novo, adoro te ouvir falando isso. - Digo com um sorriso maroto.

-Eu amo você! - Diz ele dando alguns beijos pelo meu rosto.

-Eu também te amo! - Digo rindo.

 

Ficamos conversando e brincando com nossos kwames por um tempo, até eu perceber que Adrien havia ficado quieto por um tempo.

 

-O que foi, mon amour? - Pergunto.

-Mari, porque será que meu pai estava com o livro? - Ele pergunta perplexo.

 

Paro para analisar um pouco a situação. Se o livro realmente estivesse nas mãos de Hawk Moth, isso significava que o grande vilão era meu próprio sogro. Mas e se Gabriel tivesse apenas encontrado o livro sei lá onde? E se ele não fosse o grande vilão?

 

-O que está querendo insinuar com isso Adrien? - Pergunta Tikki.

-E... E se meu pai for... - Adrien não completa a frase de tão perplexo que estava.

-Se ele for o Hawk Moth? Dai eu tenho que te dar uns parabéns moleque. Não é possível que sua falta de sorte seja tão grande a ponto do seu próprio pai ser o vilão. - Diz Plagg.

-PLAGG! - Repreende Tikki, dando um tapa nele. - Isso é sério! - Completa ela, nervosa.

 

Plagg apenas dá um sorriso amarelo e sem graça.

 

-E se for ele Mari? O que eu vou fazer? - Diz Adrien com a voz meio embargada.

-Eii calma! Não temos certeza se é realmente ele. Talvez seu pai achou o livro em algum lugar, isso não significa que ele é Hawk Moth. - Digo o abraçando, tentando lhe passar forças.

 

Adrien suspira. Fico imaginando se Gabriel realmente fosse o nosso maior vilão. A vida do Adrien praticamente desmoronaria, primeiro foi a perda da sua mãe, depois o descobrimento de que seu pai era um super vilão.

Rezei com todas as minhas forças para que essas suspeitas não fossem reais. Mas mesmo se tudo isso se torna-se realidade, ficaria ao lado do Adrien, o apoiando em tudo.

 

-E se tudo for verdade, Marin? - Pergunta ele com os olhos fechados.

-Se for verdade vamos enfrentar isso juntos. Eu prometo! - Digo, depositando um beijo em sua testa em seguida. - Se seu pai te interrogar novamente sobre o livro, continue negando como se nunca tivesse escutado sobre ele. - Completo.

 

Ficamos em silêncio por um tempo, até Adrien se pronunciar:

 

-Obrigada Mari. Não sei o que seria de mim sem você! - Diz ele apertando o abraço.

-Vou estar junto com você sempre, mon amour, não se esqueça disso!

 

 

 

Continua....


Notas Finais


Talvez eu poste o próximo quando a fic atingir 85 favoritos.... Sei lá, vai depender de como está indo minha vida pessoal.
Desculpe pelos erros e obrigada por lerem!
Larissa ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...