1. Spirit Fanfics >
  2. Secte >
  3. Prólogo

História Secte - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, como vai? Bem, estou há anos sem escrever, mas depois do sonho que eu tive achei que poderia retornar com algo.

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Secte - Capítulo 1 - Prólogo

❝ Prólogo 

O salão suntuoso, repleto de pessoas distintas, vestidas com roupas extravagantes, dispostas em uma longa mesa, comendo, bebendo e conversando. Meu avô de repente apareceu, trajando uma veste longa e preta, como a de um juíz, caminhou pelo salão até o centro, onde se dispuseram uma lousa e um púlpito. Ele se pois de pé naquele lugar, encarando todos no recinto até que houvesse silêncio absoluto.


Ele então começou, ministrando uma aula, onde todos observavam com tamanha atenção. Eu o olhava admirada, nunca tinha ido àquele lugar, era tudo novo para mim, inclusive as vestimentas. Então um homem entrou ofegante, carregando um imenso livro (ou o que parecia ser um livro), redondo, em suas mãos. O abriu sobre a mesa, a vista de todos. O livro continha diversos círculos que se moviam, fazendo diferentes encaixes, trazendo diferentes possibilidades de leitura.


— Descobrimos algo, senhor.   declarou, ainda colapsando. Ele então mostrou outro livro menor em suas mãos trêmulas.  Conseguimos parte da tradução das escrituras antigas. 

— O que elas dizem?  perguntou meu avô, calmamente. 


— foi um erro trazer mulheres aqui esta noite.


O ar ficou pesado, as respirações presas em ansiedade, os corações pulsando no peito.


Um grito do lado de fora, suspiros tensos por todo lado.


— Vá e terminem de traduzir!  ordenou ferozmente. 


O homem saiu às pressas.


— Não temam, estamos seguros dentro de nossos muros. Agora devem retornar aos seus quartos, calmamente.


Dispersaram-se todos. Corri para tentar alcançar meus pais, mas não os vi, tampouco meu avô. Estava sozinha. Corri para fora do salão, o corredor estava abarrotado de pessoas indo e vindo, nervosas e aflitas. Não sabia o que estava acontecendo, mas era mau. Então eu vi, um homem mais adiante foi atacado. Não podia ser, era uma das amigas da minha mãe, sra. Gore, os dentes grandes e afiados fincaram na pele exposta do pescoço, o sangue espirrou na parede de pedra e manchou o chão de mármore branco. 


O que era aquilo?



Notas Finais


Espero que tenham gostado dessa introdução, tentarei voltar com o primeiro capítulo ainda hoje. Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...