1. Spirit Fanfics >
  2. Sedento por você - One-Shot Jeon Jungkook >
  3. Único;

História Sedento por você - One-Shot Jeon Jungkook - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Apenas aproveitem minhas gatinhas! ✌️💜

Capítulo 1 - Único;


Fanfic / Fanfiction Sedento por você - One-Shot Jeon Jungkook - Capítulo 1 - Único;

Jungkook P.O.V - 22:00 da noite.

Repiro fundo pela centésima vez tentando controlar minha ansiedade e excitação ao esperar pela S/n. Venho pensando nela o dia inteiro, tanto que fiz de tudo pra chegar mais cedo em casa. Realmente preciso da S/n aqui e agora, não aguento mais esperar. Minha boca saliva ao pensar na sua, pequenas gotas de suor escorrem pela minha testa. O clima está adoravelmente quente hoje.

Quando o calor aumenta ainda mais, retiro minha camisa, assim ficando apenas com minha calça moletom. Cenas da S/n pelada passam pela minha cabeça, me deixando cada vez mais louco. Aquele corpo dela me excita de uma forma que você não entenderia.

Volto a realidade quando a porta se abre e S/n entra. Permaneço calado enquanto ela fecha a porta começando a retirar seu salto alto. Essa saia justa, essa blusa que marca levemente o decote de seu sutiã, e seu cabelo preso em um rabo de cavalo. Me excita pra caralho!

— Tava me esperando pra jantar amor? Desculpa a demora é que eu tava...  não deixo-a terminar de falar e a puxo pela cintura colando seu corpo no meu com um tanto de agressividade.

 Que susto! Por que me puxou assi- — interrompo-a unindo nossas bocas num beijo quente e necessitado.

Ela deixa sua bolsa cair no chão e segura minha nuca com as duas mãos. Mordo seu lábio inferior pra chupar em seguida, expiro um pouco de ar e a beijo novamente. Dessa vez mais rápido, desço minhas mãos pra sua bunda apertando-a e erguendo um pouco seu corpo, e então ela responde mordendo meu lábio inferior com força.

Deixo um riso soprado e a pego no colo, suas pernas se prendem em minha cintura e ela me encara.

 Tava com tanta saudade assim? — encosto a mesma na parede ao lado da porta sem delicadeza e encaro-a.

— Pra caralho!  puxo ar entre dentes e beijo-a novamente.

Ela retribui na mesma intensidade, mas desgruda nossas bocas puxando meus cabelos meus com força, pra que eu incline a cabeça pra trás, deixando meu pescoço exposto. E então ela chupa e morde o mesmo com vontade, com certeza deixando marcas.

— Pelo visto não foi só eu que estava com saudade — suspiro — Vai me deixar todo marcado amor

— Você é meu — sussurra em meu ouvido me arrepiando.

— Todo seu  respondo deixando um arfar quando ela desliza a língua em meu pescoço levemente suado.

Em seguida me beija de novo entrelaçando seus dedos em meu cabelo enquanto a outra mão fica apoiada em meu peitoral. Começo a caminhar apressadamente até o quarto. Não demora muito até chegar no mesmo, mantenho a luz apagada, ja que o abajur está aceso deixando um clima de luz e sombra. Sei que ela ama isso, então deixei assim.

Coloco-a no chão e a ajudo a retirar suas roupas, deixando-a apenas de lingerie. Por um momento paro e a observo com essa lingerie preta e decotada, nunca tinha visto antes, ou seja, é nova. Mordo os lábios puxando-a pra mais perto de mim, aproximo minha boca do seu ouvido e sussurro.

— Por acaso vestiu isso pensando em mim amor?  vejo seu sorriso safado — Vou encher essa sua bunda de tapa por demorar pra chegar e por não me mostrar como você fica gostosa nessa lingerie antes

— Vai é? Quero ver — debocha.

Puxo o ar entre dentes novamente tentando conter o tesão que me atinge com força, e então deixo um tapa ardido em sua bunda fazendo-a deixar escapar um pequeno gemido. Solto seu cabelo, entrelaço meus dedos no mesmo e os puxo começando a beija-la mais uma vez, cada vez mais intenso.

Deixo chupões e mordidas no seu pescoço assim como fez comigo ouvindo-a arfar. Seguro sua cintura e a jogo na cama subindo em cima da mesma em seguida. Ela arqueia as costas e eu retiro seu sutiã jogando-o longe. Passo a língua nos lábios e chupo um de seus seios enquanto aperto o outro. Me deliciando com seus gemidos manhosos.

— Por que tão gostosa hum?! — encaro a mesma e ela morde os lábios.

Toco sua intimidade por cima da calcinha, sentindo-a molhada, então ela fecha os olhos e não deixa de morder os lábios. Coloco minha mão dentro da sua calcinha e massegeio sua entrada.

 Porra, ja ta encharcada...

Começo a descer beijos molhados pela sua barriga até chegar em sua virilha, retiro sua calcinha e em seguida beijo suas coxas lentamente vendo-a se arrepiar, então afasto suas pernas e deslizo minha língua em sua intimidade bem devagar enquanto ela começa a gemer. Brinco com minha língua em seu clitóris e ela segura meu cabelo com força se contorcendo. Observo suas expressões de prazer e respiração ofegante com fascínio.

Coloco dois dedos dentro da mesma, mexendo-os pra frente e pra trás freneticamente. E eu seus gemidos ficam ainda mais altos. O barulho erótico me deixa ainda mais ansioso pra fode-la com força. Percebo que ela ta perto demais do orgasmo, então paro com os movimentos, me levanto e retiro minha calça junto com a box preta que estava vestindo. Fico de joelhos no meio de suas pernas e começo a me masturbar em sua frente gemendo e inclinando a cabeça pra trás, sinto seu olhar queimando sobre mim e dou um sorriso ladino.

— Ta gostando amor?  pergunto ofegante.

 Pra caralho! — diz rapidamente.

Me canso da brincadeira e fico por cima da mesma novamente, voltando a beija-la, então começo penetra-la devagar e gememos uníssono. Resolvo tortura-la um pouco, me movendo lentamente dentro dela.

 Ta gostoso assim amor? — pergunto debochado.

— Isso é tortura jungkook...para com isso e me fode com força! - aproximo minha boca do seu ouvido.

 Sua sorte é que eu também não aguento ficar sem te foder com força, se você não fosse uma gostosa do caralho seria mais fácil  sussurro e deixo um tapa na sua coxa começando a meter com força em sua entrada.

Quando mais tentamos gemer um pouco mais baixo nada funciona, o calor dos nossos corpos aumenta a cada segundo, o suor escorre pelos nossos corpos, ela arranha minhas costas enquanto geme meu nome, me deixa ainda mais louco. O prazer que essa mulher me causa vai além da minha capacidade de pensamento. A única coisa que se ouve no quarto são nossos gemidos altos. Com uma última estocada forte atingimos nosso ápice gemendo rouco. Saio de dentro da mesma e me deito ao seu lado tentando controlar minha respiração.

 Eu te amo  encaro a mesma de perto e sorrio.

S/n P.O.V

Cada vez eu fico mais necessitada desse homem em minha vida, independente do meu cansaço ao chegar do trabalho, ele me faz esquecer de tudo. É impressionante como as coisas entre nós se conectam, estava planejando te-lo só pra mim essa noite...Mas parece que ele adivinhou. E puta que pariu isso foi mais selvagem do que eu pensei.

Mas eu ainda quero fazer o que eu queria...e dessa vez ele não vai precisar se cansar tanto...

— Eu também te amo.

Passo a mão em seu cabelo arrastando-os pra trás com cuidado, começando um beijo calmo em seguida. Deslizo levemente minhas unhas em seu peitoral sentindo-o arrepiar. Separamos nossas bocas e ele me encara, faço uma cara safada e ele ri.

 O que você ta querendo gatinha?

 Quero você de novo  seguro seu membro e toco-o devagar ouvindo seu suspiro.

 Que gatinha mais safada — sussurra.

— Então, eu seria muito safada...se chupasse seu pau assim? - me levanto ficando no meio de suas pernas chupando seu membro devagar.

Ele deixa um arfar e continua me encarando, sugo a cabecinha enquanto masturbo o resto, e ele morde os lábios reprimindo um gemido. Seu membro fica ereto rapidamente, então coloco-o todo em minha boca engasgando levemente pelo tamanho. Ele fecha os olhos gemendo, observo seu peitoral forte subindo e descendo ofegante.

Não resisto e deslizo minhas unhas no mesmo novamente, ficando algumas marcas vermelhas enquanto masturbo seu membro rapidamente, intercalando com minha boca.

 Amor! Para...para gatinha...pra que chupar gostoso desse jeito?...é covardia...eu gozo muito rápido...porra! - diz em meio a gemidos, e eu apenas ignoro continuando a chupar seu pau.

Quando o mesmo chega perto do orgasmo, paro de chupar tendo seu olhar desacreditado sobre mim. Rio e fico por cima dele flexionando nossos íntimos, mas sem fazer o encaixe. Beijo o mesmo intensamente sentindo suas mãos passearem pelo meu corpo livremente.

 Não pense que esqueci...vou encher sua bunda de tapa! — diz e desfere um tapa em cada lado da minha bunda.

 Então bate papai  sussurro em seu ouvido provocando-o.

— Desgraçada— deixa mais alguns tapas fortes no local, então encaixo seu pau em minha entrada de uma vez fazendo ir fundo dentro de mim tirando um gemido alto de ambas as partes.

— Porra amor! Ah que gatinha malvada! — me movimento rapidamente sobre o mesmo enquanto ele segura minha cintura. 

Depois de alguns minutos gemendo feito loucos enquanto cavalgava em seu membro, JK me impede de continuar e pede pra que eu saia de cima dele, sem entender muito faço o que ele pediu. Então ele se senta e encosta na cabeceira da cama, e da leves batidas sobre a sua coxa me olhando com uma cara safada. Se ele soubesse o que isso me causa...Me sento sobre o mesmo novamente e nos encaramos de perto até ele segurar minha nuca com força e sussurrar em meu ouvido.

Agora rebola  gostoso no seu Jeikei — sinto um brusco arrepio percorrer todo o meu corpo e então faço o que ele pediu, vou sentando em seu membro devagar e começo a rebolar em seguida.

O mesmo puxa meu cabelo pra baixo deixando meu pescoço exposto, onde deixa chupões e mordidas. Apalpa meus seios com força, e depois os chupa, enquanto da minha boca só sai gemidos de prazer. 

Então começo a me mexer pra cima e pra baixo novamente sobre o mesmo, enquanto ele segura minha cintura com força. Por alguns instantes observo o mesmo fascinada com tanta beleza, cabelos grudados na testa, sua boca entreaberta gemendo rouco, seu peitoral forte com algumas marcas das minhas unhas, seus braços musculosos na medida certa, suas mãos grandes com suas veias saltadas, e por fim seu pau latejando dentro de mim. 

Isso sim é um homem gostoso pra caralho! 

— Amor, você me olhando desse jeito parece que vai me devorar!  ele solta um pequeno riso. 

— Já disse que você é um puta homem gostoso?!  mordo meu lábio inferior. 

— Você que é gostosa demais minha gatinha  voltamos a nos beijar com alguns sorrisos safados no meio até as coisas esquentarem ainda mais e atingirmos o orgasmo com mais alguns tapas dados pelo JK. Agora estamos deitamos tentando recuperar o fôlego enquanto nos encaramos.

— Minha gatinha gostosa...descansa um pouquinho  ele me puxa pra perto, então apoio minha cabeça em seu peitoral e o encaro um tanto confusa.

— Ainda não saciei toda a minha vontade de você...

















Fim.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, eu tava beem excitada, digo, inspirada pra fazer esse one-shot então não tive muito trabalho pra escrever, ficou pequeno, desculpa, mas foi assim msm kkkk


Comentários inspiram 💜


Até mais ✌️😗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...