1. Spirit Fanfics >
  2. Seduction and Submission >
  3. The trainer

História Seduction and Submission - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Você vai ser a personagem Rayssa Tuner, mas se preferir pode usar seu próprio nome.

Capítulo 1 - The trainer


Fanfic / Fanfiction Seduction and Submission - Capítulo 1 - The trainer

The trainer

(O treinador)

Já são 21h. Você acabou de sair do escritório e chegou ao restaurante para pegar sua comida.

(Não acredito que perdi a noção do tempo de novo. Chris deve estar morrendo de fome agora. Me sinto mal por sempre fazê-lo esperar... mas preciso trabalhar para essa promoção! Sei que ele entende. Ele é tão ambicioso quanto eu. É por isso que somos tão perfeitos juntos. E eu serei amaldiçoada se o Jack for promovido.)

30 minutos depois, você chega em casa com a comida na mão.

Rayssa: Ei!  Eu trouxe comida!

Chris está sentado em frente à TV, mexendo no celular.  Ele olha para cima quando você entra no apartamento e rapidamente enfia o telefone no bolso.

Rayssa: Espero que você esteja com fome. Eu comprei comida mexicana... Eu precisava de um burrito de luxo.

Chris: Parece muita comida...

Rayssa: Sim. Mas foi um longo dia.

Ele se levanta do sofá. Ele olha para você de cima a baixo faz o sorriso sumir de seu rosto.

Rayssa: O quê?

Chris: Nada... você está apenas parecendo um pouco... Gorda.  Você ganhou peso?

Rayssa: O quê? Eu não posso acreditar que você disse isso para mim!

Chris: Desculpe, querida. Não quero dizer nada com isso. Mas você trabalha para uma empresa de beleza.

Rayssa: Como gerente de marketing, não como garota-propaganda.

Chris: Eu entendo. Mas tudo gira em torno da imagem da sua empresa. Se aprendi alguma coisa com o crescimento do meu negócio, foi que a imagem é tudo.

Você morde o lábio.

Rayssa: Sim... acho que você está certo.

Chris: Eu não teria tanto sucesso como hoje se não soubesse do que estou falando. Enfim, estou morrendo de fome. Sente-se, vamos comer.

Você concorda... mas meio que perdeu o apetite.  Chris não parece notar. Ele pega o controle da TV e muda os canais.

Rayssa: Espere, podemos assistir a este filme? Eu amo essa atriz.

Chris: Claro, tanto faz.

Chris parece mais interessado em seu celular, mal assistindo. Você olha para ele enquanto os personagens começam a se beijar apaixonadamente.

(Parece que uma cena de sexo está começando...)

O ator leva a atriz para um quarto estranho e a empurra para a cama.

(Ele está... algemando ela? O que é aquela coisa na mão dele... é um chicote?!)

Chris escolhe aquele momento para olhar para cima.

 Chris: Que diabos?

Vocês dois assistem boquiabertos enquanto a mulher se ajoelha na cama, com as mãos amarradas.  O homem levanta a saia... e bate com o chicote em seu traseiro nu.

(Uau. Eu me sinto... Nunca pensei sobre essas coisas, mas há algo... atraente nisso.)

Chris pega o controle remoto e aperta o botão liga/desliga. A tela fica preta.

Chris: Eu não posso acreditar que eles iriam mostrar essas coisas pornôs BDSM na televisão normal.  Isso é doentio. As pessoas que gostam disso são malucas ou realmente confusas da cabeça.

Rayssa: Isso parece meio duro, Chris...

Chris: Bem, espero que você nunca espere que eu faça algo assim. Eu não sou psicopata.

Rayssa: Claro que não.

(Mesmo que parecesse meio... emocionante.)

Chris liga a TV de volta a um game show aleatório.  Você termina sua refeição sem outra palavra. No momento em que você está pronta para dormir naquela noite, Chris já está dormindo. Você tira a roupa e olha no espelho com um olhar crítico. As palavras do Chris ainda soam em sua cabeça.

(Ele não está errado... ganhei alguns quilos.)

Você olha para Chris, dormindo pacificamente.

(Ele só quer que eu tenha sucesso... Ele não teve a intenção de me machucar. Além disso, eu sei que ele me ama... Se não, ele não teria me pedido em casamento.)

Você gira o anel em seu dedo.

(Três meses desde que ele propôs e ainda parece um sonho às vezes...)

Você lança mais um olhar para o seu reflexo.

(Ele está certo. Vou começar a ver um personal trainer esta semana.)

Com a mente feita, você veste o pijama e vai para a cama. A sexta-feira chega e você corre para terminar o trabalho às 5:00.

(Não quero me atrasar para minha consulta na academia...)

Ao seu lado, sua colega de escritório se levanta, encerrando o dia.

Jodie: As meninas e eu vamos sair para beber. Você deveria vir!

Rayssa: Obrigada, mas não posso hoje à noite, talvez outra hora.

Jodie: Você sempre diz isso! Vamos, você trabalha muito.

Rayssa: Eu tenho que fazer se eu quiser a promoção de gerente regional.

(???): Você ainda acha que vai conseguir essa posição?

Você e Jodie se viram para ficar de frente para a porta de seu escritório compartilhado.

(Ótimo... Jack Parker.)

Jack: Continue esperando, mas todo mundo sabe que a promoção é minha.

Rayssa: Jack ... Só o tempo dirá.  Porém, se você continuar fazendo pausas para o almoço prolongadas e impingindo seu trabalho aos estagiários... É óbvio o que o tempo nos dirá.

Jack: Hmph. Tanto faz.

Você o ouve resmungando enquanto sai.

Jack: Vadia teimosa...

Você soltou um suspiro de frustração.

Rayssa: Argh, ele me deixa com raiva!

Jodie: Parece que você precisa de uma bebida...

Rayssa: Jodie, sério. Eu não posso. Eu vou para o ginásio.

Jodie: Sério?

Rayssa: Sim... se eu estiver representando uma empresa de beleza, achei que deveria cuidar melhor de mim mesma.

Jodie: Ufa. E aqui estou planejando devorar comida de bar...

Rayssa: Você vai se divertir. Vou terminar este relatório para poder sair.

Jodie: Tudo bem. Vejo você na segunda.

Você volta para o computador e continua digitando... Depois do trabalho, você corre para casa para se trocar.

(Faz uma eternidade que não vou a uma academia ... o que devo vestir? Quero algo que impressionará meu treinador. Preciso provar que levo a sério a minha forma física. É hora de entrar em forma!)

 Você entra na academia moderna e segue para a recepção.

Rayssa: Oi. Tenho uma consulta marcada para as 6:30?

A recepcionista mostra uma sala, entregando-lhe um formulário para preencher.

(Altura, peso, condições médicas... metas de saúde... quero conselhos sobre nutrição? Não. Se eu quisesse que alguém controlasse o que como, teria ficado com minha mãe.)

(???): Desculpe deixá-la esperando.

Você está tão concentrado que a voz o assusta.  Você olha para cima.

(Ooh...)

(???): Oi. Sou Paul Wesley.

Elevando-se sobre você, ele tem pelo menos 1,80m, com os ombros mais largos que você já viu.

(Ele tem uma definição muscular séria sob aquela camiseta.)

Seu sorriso se alarga e ele ergue uma sobrancelha.  Você percebe que está olhando.

Rayssa: Oh, sim, prazer em conhecê-lo! Sou Rayssa Tuner.

Você empurra a prancheta para ele. Ele o pega, obviamente tentando não rir.

Paul: Obrigado. Deixe-me dar uma olhada rápida em suas respostas.

Os músculos de seus bíceps ondulam quando ele se abaixa em uma cadeira. A maneira como ele se comporta exala confiança e controle. Ele parece um homem que sabe o que está fazendo. Enquanto ele verifica seus formulários, você verifica sub-repticiamente...

(Seus braços. Parece que ele poderia me levantar acima de sua cabeça, sem problemas. Eu adoraria ver o que está por baixo dessa camisa também... Ugh, pare. Você está aqui para construir seus próprios músculos, não cobiçar de outra pessoa!)

Paul: Obrigado pela paciência.

Você desvia os olhos do corpo dele.

Paul: Então... Você quer perder peso e tonificar os músculos?

Rayssa: Sim. Eu trabalho para uma empresa de beleza. Quero estar no meu melhor quando represento nossa marca.

Paul: Ótimo. Então, vamos discutir um prazo para que possamos...

Rayssa: Oh, não precisa se preocupar com isso.

Você retira um fichário grosso da bolsa e o coloca na mesa.

Rayssa: Este é um plano de dieta que elaborei. Eu aprecio seu feedback sobre isso. E aqui está um cronograma com os objetivos que gostaria de alcançar.

Paul: Oh... Bem, esta é a primeira vez. A maioria das pessoas deixa que eu diga a elas o que fazer. Tem certeza que precisa me contratar?

Rayssa: Com certeza. Você é o profissional. E eu realmente não tenho ideia do que estou fazendo. Eu ainda preciso que você me diga o que fazer.

Paul: Entendo...

Os olhos verdes dele brilham com um calor repentino. Sua boca fica seca... Mas então ele desvia o olhar, abrindo o fichário, e o feitiço se quebra.

(O que foi isso? Era minha imaginação...?)

Paul repassa suas anotações cuidadosamente antes de erguer os olhos novamente.

Paul: Posso ser honesto com você?

Rayssa: Vá em frente.

Paul: Tudo bem. Não acho que você precise perder peso.

Rayssa: Hein? Mas...

Paul: Devemos nos concentrar no treinamento de força e tônus ​​muscular. Você quer ter sua melhor aparência representando sua empresa? Então vamos buscar algo forte e confiante. Essa é a vibração que recebo de você. Você deve capitalizar sobre isso.

Um rubor sobe pelo seu pescoço.

Rayssa: Mas meu noivo disse...

Paul: Ele disse o quê?

Rayssa: Oh... Que eu estou, er... um pouco gorda.

Um lampejo de aborrecimento cruza o rosto de Paul.

Paul: Acredite em mim, você tem um corpo invejável.

Um arrepio percorre você com as palavras dele e seus cabelos se arrepiam.

Rayssa: Obrigada...

Paul: Então, o que você diria? Se você estiver a bordo, posso apresentá-la a uma rotina básica de força hoje.

(Ele parece tão seguro de... e suas credenciais são impressionantes.)

Rayssa: Tudo bem. Você é o especialista. Eu confio em você.

Paul: Ótimo. Vamos começar.

20 minutos depois, você está encharcada de suor e já sabe que vai doer amanhã.

Rayssa: Quando você disse... Estamos indo para... 'Fortes' e 'confiantes'... Não percebi... você quis dizer... 'Aleijada' e 'soluçando'.

Paul: Se você ainda consegue falar, significa que não estou fazendo meu trabalho direito. Pegue esses halteres e me dê algumas flexões no alto. 3 séries, 10 repetições.

Você pega os halteres e os levanta no ar.

Paul: Seus braços também estão dobrados para trás. Deixa-me ajudar.

Ele se aproxima.

Paul: Tudo bem se eu tocar em você?

Rayssa: Hum... Vá em frente. Estou contando com você para garantir que não estique um músculo.

Paul: Aqui.

Suas grandes mãos circundam seus antebraços.

Paul: Certifique-se de que, ao levantar, seus braços estejam esticados.

Suas mãos deslizam ao longo de sua pele. Você luta contra um arrepio.

Paul: Sim, assim. Segure... agora traga-os para baixo.

Rayssa: Fácil.

Paul: Ótimo trabalho. Agora me dê mais 29.

Você completa o exercício, com os braços parecendo gelatina no final.

Paul: Em seguida, quero que você entre em uma prancha e segure por 30 segundos.

Rayssa: Estou exausta... Acho que preciso de uma pausa.

Paul: Você pode descansar quando terminarmos, a menos que algo esteja doendo. Você não me contratou para lhe dar uma pausa.

Você reprime um bufo.

Rayssa: Então os treinadores pessoais dizem isso na vida real. Achei que fosse só no cinema.

Paul: Rayssa. Agora.

(Ops. Ele não está brincando.)

Rayssa: Sim, senhor.

Algo intenso pisca nos olhos de Paul e seus lábios se abrem... Mas o olhar se foi. Você escorrega e cai em uma prancha.

Paul: Hmm, sua forma está um pouco errada.

(Ele vai me tocar de novo?)

Uma imagem dele com as mãos nos quadris, guiando seu corpo, passa pela sua mente.

(Pare... Você vai ser uma mulher casada em breve.)

Paul: Você está arqueando muito as costas... a curva da sua coluna deve ser mais reta.

(É muito mais fácil fazer os exercícios quando ele me orienta... eu deveria pedir a ele para explicar novamente.)

Rayssa: Não tenho certeza se entendi. Você pode explicar de novo?

Paul: Claro. Contraia os músculos das coxas e certifique-se de que a parte inferior das costas não esteja muito alta ou muito baixa.

Rayssa: Assim?

Paul: Perfeito. Agora segure por 30 segundos.

Você entra em um ritmo, deixando sua mente normalmente ocupada desligar.

(É meio... relaxante não pensar em nada. Apenas se concentrar em sua voz. Há algo de libertador em seguir suas instruções.)

Após o último exercício, você desaba em um banco.

Rayssa: Ufa. Desculpe-me se não me mexer durante a próxima hora.

Paul: Você fez um trabalho fantástico... reclamando apenas um pouco. Estou orgulhoso de você.

Seu coração salta com o elogio.

Rayssa: Eu admito, mesmo sabendo que terei dor amanhã... Me sinto bem.

Paul: Esse é o objetivo. Deixe-me mostrar os chuveiros. Precisas de alguma coisa? Toalhas, shampoo?

Rayssa: Não, eu trouxe tudo.

Paul: De alguma forma, não estou surpreso.

Ele leva você para os chuveiros. Você está prestes a entrar quando a mão dele em seu ombro a impede.

Paul: Por que você não se junta a mim no café da academia depois do banho?

Rayssa: Hum?

Paul: Eu recomendo comer proteína 30 minutos após o treino... E eu adoraria presentear você com um smoothie de proteína.

Rayssa: Tentando garantir que eu continue voltando?

Paul: Impossível suborno de comida.  Está funcionando?

Rayssa: Bem... Você me convenceu.  Não posso dizer não a subornos de comida.

Paul ri.

Paul: Encontre-me no café quando terminar. Te vejo depois do banho.

Você surge 20 minutos depois, fresco e sem suor.

(Acho que o café era por aqui...)

Paul: Ei. Você foi rápida.

Rayssa: Não sou de perder tempo.  Agora, onde estão esses smoothies?

Paul: Por aqui.

Ele a leva até o bar de vitaminas.

Paul: Pegue o que quiser.

Rayssa: Hmm... eu quero... Blueberry.

Você pega suas bebidas e se senta em um balcão no canto. Após o primeiro gole do seu smoothie, suas pálpebras tremem de alegria.

Rayssa: Mmm... Você estava certo. Isso é tão bom.

Paul: Sou conhecido por estar errado... Mas é raro.  Então, alguma opinião sobre nossa sessão? Você vai voltar?

Rayssa: Hmmm... Depende... Você quer me ver de novo?

Paul: Não há dúvida sobre isso.

Seu rosto fica quente.

Rayssa: Então... Sim. Eu voltarei.

Paul: Fico feliz em ouvir isso.

Rayssa: Eu quase posso provar meu futuro abdômen... Isso soou muito menos estranho na minha cabeça.

Paul ri. Você está presa ao quão encantador é o sorriso dele.

(Preciso controlar meus hormônios. Pensando bem, estou tão ocupada que não faço sexo com Chris há mais de um mês... Esse deve ser o problema.)

Rayssa: Então... Nós conversamos muito sobre mim hoje. Mas e você? O que o levou a ser personal trainer?

Paul: Eu adoro mandar nas pessoas.

Rayssa: Sim, descobri isso da maneira mais difícil.

A boca de Paul se curva em um quase sorriso malicioso.

Paul: Você não pareceu se importar...

Por alguma razão, o comentário deixa uma dúzia de butterfilies fervendo em seu estômago.

Rayssa: Eu... acho que não.

Paul olha para você com atenção, como se estivesse estudando você, procurando algo em seu rosto.

Paul: Se isso é coisa sua, há um lugar que eu sei que você pode gostar...

Rayssa: Se o que é minha coisa? Que tipo de lugar?

Paul abre a boca para responder quando uma garota alegre com um corpo incrível se interpõe entre vocês.

(???): Ei, Paul!

Rayssa: Oh!

(???): Seu turno acabou? Eu estava indo jantar. Quer vir?

Paul: Estou com um cliente agora, Stella...

Ela finalmente se vira para encará-la, como se notasse você pela primeira vez.

Stella: Ah.

(Ela não parece feliz...)

Rayssa: Eu estava prestes a sair.

Paul: Oh... Eu esperava que pudéssemos conversar um pouco mais.

(Ele quer passar mais tempo comigo...? Estou muito curiosa sobre aquele lugar que ele estava falando antes, também...)

Rayssa: Eu deveria... Tudo bem. Eu preciso ir buscar meu cartão de sócio mesmo assim. Você janta com o sua... Amiga.

Paul: Ok... Espero ver você de volta aqui na próxima semana.

Rayssa: Com certeza. Algum dia na próxima sexta?

Paul: Parece perfeito.

Você termina seu smoothie e agradece a Paul antes de ir para a recepção. Enquanto você espera que a recepcionista processe sua assinatura, você sente um toque em seu ombro.

Paul: Ei.

Rayssa: Você não vai jantar fora com sua amiga?

Paul: Ela está no banheiro. Pensei em lhe fazer companhia, já que ambos estamos esperando.

Rayssa: Bem, você não é um cavalheiro. Então, você não me disse quando começou a ser personal trainer.

Paul: Você realmente quer ouvir sobre meu pequeno velho?

Rayssa: Sr. Wesley, não há nada 'pequeno' sobre você.

 Você não pretende que suas palavras tenham um duplo significado, mas ele sorri. Suas orelhas esquentam.

Paul: Há algo de que gosto em ajudar as pessoas a alcançar seus objetivos, suponho. Mostrando-lhes que podem fazer mais, realizar mais do que jamais pensaram... guiando-os através disso...

Em seguida, olha bem nos seus olhos com uma expressão que te faz esquecer do que está falando.

Paul: Empurrando seus limites...

Sua língua sai por conta própria para molhar seus lábios.

Recepcionista: Sra. Tuner, seu cadastro está completo!

Você volta à realidade.

Rayssa: É melhor eu ir. Mas obrigada por hoje.

Paul: O prazer foi todo meu... Espero te ver de volta aqui na próxima semana.

Você o vê se afastar, os músculos de suas costas ondulando sob a camisa.

(Sai dessa, Rayssa.)

Você volta seu foco para a recepcionista.  Finalmente, você sai da academia com um cartão de sócio novo em sua carteira.

[Três semanas depois...]

Jodie: Estúpido... caixa... muito... pesada! Rayssa, você pode ligar para um dos caras? Eu não posso levantar esta coisa. É como se estivesse cheio de pedras!

Rayssa: Você tem eu.

Você levanta a caixa, colocando-a nos braços com esforço mínimo.

Jodie: Oh sim, esqueci que você é uma supermulher agora.

Rayssa: Então, para onde devo levá-la?

Jodie: Para a estação de reciclagem. Devo-lhe.

Rayssa: Você pode me pagar em... Chocolate.

Jodie ri enquanto você carrega a caixa.

[...]

(Paul estava certo. Ficar mais forte é incrível. Os elogios também não machucam... e meus ternos caíram melhor recentemente.)

Jack: Cuidado, Hulk passando!  Onde você está indo, homem musculoso?

(Claro, sempre haverá alguém que o estragará.)

Rayssa: Saia do meu caminho antes que eu deixe isso cair no seu pé.

Ele dá um passo para o lado, sorrindo.

Jack: Estou brincando. As mulheres não têm senso de humor.

Rayssa: Não estou com vontade. Tchau, Jack.

Você passa por ele e segue para o centro de reciclagem.

(Esta noite será minha quarta sessão de treinamento... Espero que Paul esteja impressionado com meu progresso esta semana.)

Você coloca a caixa no chão. De repente, o alarme de incêndio começa a tocar!

Rayssa: Que?

Você passa por um bando de estagiários e novos contratados enquanto volta. Você topa com Jodie vindo na direção contrária.

Rayssa: O que está acontecendo? Isso é um exercício?

Jodie: Ninguém sabe... de qualquer forma, é melhor evacuarmos!

Incapazes de usar o elevador, todos pegam as escadas até o andar térreo.  Você sai do prédio, reunindo-se com uma multidão de outros funcionários nervosos na rua. O uivo dos carros de bombeiros soa à distância.

Jodie: Eu me pergunto o que aconteceu?

Rayssa: Não sei... Espero que ninguém se machuque.

Jodie: Sim... Espero que todos tenham conseguido.

Um caminhão de bombeiros para e os bombeiros desaparecem dentro do prédio. Seu chefe chama a atenção de todos.

Jodie: Por favor, diga que podemos tirar o resto do dia de folga...

Rayssa: Mas... ainda tenho trabalho a fazer!

Jodie: Rayssa...

Rayssa: Ugh. Minhas coisas ainda estão lá dentro. E meu laptop... Não consigo nem trabalhar em casa. Meu telefone está na minha mesa! O que devo fazer sem meu telefone?

Jodie: Não é de outro mundo! Use-o como uma chance para se concentrar em outras coisas que você tem negligenciado.

Rayssa: O que, tipo... Sono?

Jodie: Não... como seu relacionamento.

Rayssa: Não tenho negligenciado. Ok, talvez eu tenha. Mas ele entende! Ele sabe o quão importante é essa permissão.

Jodie: Eu sei, eu sei. Mas você literalmente não pode trabalhar pelo resto do dia. Esta é sua chance de fazer algo para mostrar a ele que você se importa!

Rayssa: Você está certa... Já faz um tempo desde que preparei o jantar para ele... Eu poderia fazer isso antes de ir para a academia.

Jodie: E talvez depois do treino, você possa fazer uso desse seu novo corpo para...

Rayssa: Não é um assunto apropriado para o meio da rua. Mas vou manter isso em mente.

Jodie: Você faz isso. Vejo você na segunda! E boa sorte esta noite.

Você se separa Jodie e vai para casa.

(Tenho 4 horas antes que Chris volte para casa... Isso deve ser bastante tempo.)

Voz: Ohhh, sim...

Rayssa: Hum? Uau...

(Parece que meu vizinho está com sorte.)

Voz: Mmm...

(Espere, parece que está vindo do meu quarto...)

Você segue a fonte do ruído até o seu quarto. A porta está quase fechada.

Voz: Oh, Chris... Amor...

Rayssa: Que diabos?

Você abre a porta... Para encontrar seu noivo nu na cama com outra mulher!

Chris: Merda!

Mulher: Ai meu Deus!

Rayssa: ...Chris?


Notas Finais


Obrigada pela leitura e desculpe por qualquer erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...