História See you Again - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias MasterChef Brasil
Personagens Erick Jacquin, Henrique Fogaça, Paola Carosella, Personagens Originais
Tags Carosella, Fogasella, Paola Carosella
Visualizações 91
Palavras 626
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Volteeeei :)
Leiam as notas finais POR FAVOR !!

Capítulo 19 - Felling


Os raios solares adentravam de forma violenta sob a janela de vidro,as cortinas relutavam incessantemente diante da ventania,fazendo com que,barulhos fossem emitidos a cada minuto.Paola olhava vagamente para a horta que enfeitava o jardim à fora,os dedos tilintavam a taça de cristal,a qual ocupava firmemente sua mão esquerda.

Uma foto caída sobre o carpete do quarto,denunciava a saudade dolorida que a argentina sentira na noite passada.Ainda molhada por algumas lágrimas,o retrato rapidamente desvencilhou-se no tapete úmido,sendo levado para longe do quarto.

Fazendo pouco esforço para bota-lo de volta no porta-retratos , Carossella resmungou baixinho ao concluir de que teria de encarar mais um dia. Não poderia faltar novamente no trabalho,uma vez que,manchetes transpareciam a ruína que o Arturito estava se tornando,devido a má administração.

Endireitou-se lentamente,soltou um suspiro profundo,exalando seu cansaço espiritual por todo o quarto.Caminhou até as escadas,avistando então,Francesca brincando sozinha na cozinha.A morena sentiu os olhos lacrimejarem no mesmo instante,porém,segurou dentro de si,tudo aquilo que vinha segurando desde a partida de Fogaça.

A pequena loirinha era muito apegada ao tatuado,de modo no qual, foi necessário pedir ajuda a amigos próximos,para resgatarem a criança da solidão que se encontrara durante alguns meses. A casa antes marcada por desenhos e massinhas de modelar,hoje,era destacada por  memórias avassaladoras.

-Buenos días,mi amor –a apresentadora murmurou,enquanto afagava-a com seus braços-

- Hoy es o aniversário do Tio Fogaça...-respondeu lentamente,franzindo o cenho logo em seguida,tentando disfarçar algumas lágrimas que escorriam diante da bochecha rosada-

-Fran,nós já falamos sobre isso – Paola retrucou rapidamente,antes que sua armadura desabasse naquele instante-

Antes que pudesse reverter a situação,Francesca correu para as escadas,dobrando logo em seguida,para o seu quarto.Podia-se escutar os soluços apressados e infantis,os quais escorriam nas  brechas da porta principal,pequenos tapas eram desfeitos na madeira branca que fechava o móvel.

Carosella observou a si própria no espelho da sala,espantando-se então,com a visão que compunha o amontoado de vidros.Seus olhos estavam marcados por orelhas,as quais,determinavam as noites mal dormidas durante todos aqueles anos.Os cabelos desgrenhados pouco faziam questão de manterem-se bonitos,uma que vez,nenhum elogio advindo das pessoas alheias,tornavam-se importantes para Paola.

Após o cessamento do choro que ocorria bruscamente no andar de cima,a morena pegou as chaves do carro,numa tentativa amorosa de buscar o coelho de pelúcia o qual Francesca tanto amava.O mesmo rodopiava dentro do carro todos os dias da semana,era impossível leva-la para a escola sem o seu respectivo brinquedo.

Logo o elevador parou no térreo,evitando-se olhar seu próprio reflexo,Paola caminho rapidamente até a vaga 321.Destravou o carro no mesmo instante,porém,não estava conseguindo abrir a porta do motorista.

Repetiu o processo de ‘’destravar e travar’’ até o cansaço mental abatê-la novamente,antes que pudesse ligar para a seguradora,uma voz máscula sussurrou ao seu lado.

-Senhora,este carro é meu –o homem a encarava com um olhar curioso-

- Es mi carro,você está ficando louc...-antes que pudesse concluir a frase,o verdadeiro dono do carro retirou as chaves de seu bolso e destravou logo em seguida-

Envergonhada com o próprio erro,Paola manteve o olhar cabisbaixo por um momento,contudo,ao retoma-lo para cima,sentiu sua boca secar imediatamente.O verdadeiro dono,possuía em sua pele,algumas tatuagens iguais as de Fogaça.

Carosella sentiu seu corpo arrepiar-se naquele momento.Os poros dilatados denunciavam que a qualquer momento,lágrimas iriam escorrer pela face esbranquiçada.Respirando fundo e com cautela,seus braços envolveram o próprio corpo num abraço apertado,deslizando logo em seguida,sob o carro do até então desconhecido.

            O destino é cruel e ao mesmo tempo,bonito com aqueles que o rodeiam.Suas artimanhas demonstram que por ora,iremos todos cair em suas mãos. A morena sentia um turbilhão de memórias rodopiarem por sua mente,seus cabelos encaracolados desfaleciam diante da face cabisbaixa,a raiva de permitir-se sentir tudo novamente caiu numa culpa irreconciliável com o dono do tempo.Culpava a si mesmo por sentir muito,e com isso,alimentava um medo dolorido de algum dia,sentir pouco.


Notas Finais


Pretendo escrever muitos capítulos dessa fic,porém,preciso MUITO de alguém que me ajude na revisão ! Na maioria do tempo estou trabalhando e estudando,por isso,não tenho horário livre para revisa-la.Quem puder me ajudar nisso,deixa o user do twitter para que eu chame na dm <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...