História See You On Summer. - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais
Tags 5sos, Ashton Irwin, Calum Hood, Férias, Luke Hemmings, Michael Clifford, Romance, Vacation
Visualizações 51
Palavras 948
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - I like you better when you're numb


Gi realmente tinha tirado o dia pra ficar comigo. Combinamos de ir a praia sozinhas pela noite, só pra observar o mar de mais perto e sei lá.. Relaxar. Relaxar era tudo o que eu precisava depois dos últimos acontecimentos. Nos sentamos na areia e ficamos por lá durante um bom tempo, quando de repente senti alguém se sentar logo ao meu lado. Meu corpo estremeceu ao sentir o perfume de Luke entrar pelo meu nariz. Não, não podia ser...

— Oi gatinhas. - Uma voz rouca falou baixo e eu fechei os olhos, torcendo pra que fosse um espírito, assaltante, ou sei lá... Um fruto da minha imaginação.

— Oi Luke, boa noite! O que faz aqui? - Droga, a Gi tinha falado Luke? Sério... Luke? Eu só queria estar dentro de um sonho. Ou pesadelo. Só isso. 

— Vim espairecer. - Deu de ombros e o silêncio tomou conta de nós. — E vocês, meninas? - Na hora em que Luke perguntou senti Gi me cutucar forte, como quem dissesse que era minha vez de responder. 

— Errrr, hm, ah... Conversar. Viemos conversar. - Dei um sorriso amarelo e novamente o silencio tomou conta.

Não demorou muito tempo, Giovanna deu logo seu jeito de me deixar sozinha com Luke e passar mais vergonha ainda.

— Bom, gente. Eu vou subir.. - Gi disse se levantando e se espreguiçando. 

— E eu vou jun.. - Nem terminei de completar a frase, e Gi me repreendeu com um chute nas costas, sussurrando um "fica". Ótimo, se o objetivo dela era me fazer ter um AVC de tão nervosa, ela estava conseguindo. Gi saiu de cena deixando Luke e eu a sós. Eu tinha medo do que poderia acontecer...

 

— Kim, eu queria conversar com você...  - Luke quebrou o silêncio, levando uma de suas mãos timidamente até minha coxa. Ele queria me matar do coração, eu tenho certeza. 

— Diga, Hemmings. 

— Vai continuar mesmo me tratando mal? - Ele acariciava minha coxa.

— Eu já disse que não estou te tratando mal, Hemmings. Que droga. - Bufei. — Nós sempre fomos assim. Não sei porquê diabos você começou a estranhar só agora.

— Talvez seja porque eu tenha finalmente conhecido o seu outro lado.

— O meu lado bêbada, né Luke? - Rolei os olhos. — Olha, faz o seguinte... Deleta a noite passada da sua mente, por favor.

— Eu não to falando da noite passada, Kimberly... E eu também não pretendo esquecer ela tão cedo. - Eu ameacei levantar e ele gargalhou. — Calma, calma! Brincadeira. Mas eu não vejo motivo mais pra implicar com você... Sei lá, acho que prefiro quando a gente tá mais de boa. 

— Não é normal a gente estar "de boa", Luke.

— Talvez não seja. - Ele riu abaixando a cabeça, enquanto passava a mão pelos seus cabelos. Só agora eu tinha reparado... Luke tinha o sorriso mais lindo que eu já vi na vida. E sério, porque ele tinha que ter atitudes tão charmosas sem ao menos se esforçar pra isso? Argh, que raiva! — Mas como eu te disse, prefiro quando você está fora do seu comum. Seja bêbada ou não.

— O que quer dizer com esse  "bêbada ou não?" - Questionei. 

— Quer dizer que você não me trata bem só quando está bêbada... Tipo aquele dia no seu quarto... Você estava aparentemente sóbria. E eu gostei de receber o seu cafuné, e ahn, sei lá... Ficar de boa com você. - Luke olhou diretamente nos meus olhos ao dizer a ultima frase e eu pude sentir meu coração se derreter dentro de mim. Ok, foco Kimberly, foco.

— Aquele dia só deu certo porque nós ficamos em silêncio, Luke. - ri.

— Tanto faz. Em silêncio ou não, eu gosto de ficar de boa com você, Kim... - ele tirou a mão da minha coxa levando até meu cabelo, colocando uma mecha pra trás da orelha. — E então, acho que hoje sou eu que te faço um cafuné, certo? - riu.

— Não sabia que além do quarto, agora iríamos fazer um rodízio de cafuné, Luke.

— Inovações, Kimzinha. Inovações... - Piscou. — Agora vem cá, é sério... - Ele me puxou pro seu colo, fazendo com que eu me deitasse em suas pernas. — Nem que seja pra gente ficar quieto de novo, vamos ficar de bem essa noite?

— Errr. Pode ser. - Eu o encarei e sorri, desviando meu olhar para o céu logo em seguida. Luke enroscou uma de suas mãos no meu cabelo me fazendo um cafuné, enquanto com a outra passava as pontas de seu dedo pelo meu rosto e pescoço, me arrancando alguns bons arrepios... E assim ficamos durante um bom tempo, Luke encarava o céu e me encarava o tempo todo. O que tava acontecendo com esse menino? Eu tenho medo de saber. 

Saí do meu transe quando Luke me chamou.

— Kim? 

— Oi? - Ele me encarava enquanto aproximava seu rosto perto do meu, devagar...

— Me dá um beijo? - Mordiscou os lábios enquanto encarava minha boca e se aproximava mais e mais e mais...

— Lu... - Não consegui nem terminar a frase e Luke encostou seus lábios aos meus, já pedindo passagem com sua língua, e eu não neguei... Era um beijo calmo, sem pressa. Mas com vontade, muita vontade... Suas mãos continuavam sobre meus cabelos, dessa vez puxando alguns fios da minha nuca, me arrancando arrepios. Levei a ponta dos meus dedos ao seu pescoço acariciando e arranhando devagar, fazendo Luke parar o beijo e sorrir por alguns segundos, selando nossos lábios novamente em seguida. Tirando o cabelo na areia e as roupas sujas, aquilo estava muito, muito bom. Luke encerrou o beijo arrastando seus lábios até meu pescoço, distribuindo vários beijinhos naquela região e me encarou, sorrindo.

— Você é linda, Kimberly.

 


Notas Finais


não sei se esse cap ficou bom mas enfimmm, espero que tenham gostado s2s2 eu particularmente estou apx com esse casal
e apx com o Luke todo príncipe socorrrr


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...