1. Spirit Fanfics >
  2. Segno >
  3. Primeira Página

História Segno - Capítulo 1


Escrita por: orbitar

Notas do Autor


Olá. Antes de tudo eu gostaria de dizer que essa é uma história de 10 capítulos curtos feitas em formato de carta então não espere nada grandioso, digno de um prêmio pois a escrita que eu usei aqui é simples por ter pensado na paixão genuína e verdadeira de um homem para sua amada assim como disse na sinopse. Mesmo assim, eu fiz tudo isso de coração e queria entregar algo bom para vocês. Espero que você leitor goste da minha pequena e simples história. Tenham uma boa leitura <3

Capítulo 1 - Primeira Página


Princesa, escrevo isso a você. 

Não tem um real motivo. Eu apenas quero fazê-lo.

Você se lembra? De quando nos conhecemos?

Eu tinha me envolvido em uma briga de bar. 

Você era a enfermeira designada a cuidar de meus ferimentos.

Quando a vi entrando na pequena salinha onde eu estava, meus olhos paralisaram. Você provavelmente olhava aquilo me achando um idiota, e não posso julgá-la. Eu parecia um adolescente bobo apaixonado. Tenho culpa? Você é linda.

Você fazia perguntas. Sobre como aquilo havia acontecido, onde doía. 

Não queria que me achasse um babaca. Pelo menos não mais do que eu já parecia. Mas eu não era um bêbado em um bar brigando com um cara maior do que eu só para me aparecer ou algo assim. Lembro bem que tropeçava nas palavras, tentando me explicar. 

Aquele cara intimidava a mulher que cuidou de mim desde pequeno e dona do bar. Não era minha mãe, mas a amo como se fosse. 

O que eu poderia fazer? Ele queria tocá-la. Achava que podia, mesmo com ela o empurrando e dizendo não. Eu sim seria um babaca se ficasse apenas olhando.

Tentei ser calmo. Mandando-o se retirar, mas sabe que tipinhos desse não obedeceriam um simples cantor de bar. 

Eu revidei. Por isso acabei lá, naquela sala com você me ouvindo enquanto passava aquela pomada ardida nos meus machucados, vendo minha cara entortar em meio as frases ao sentir a ardência.

Acho que queria rir. Pelo menos parecia. 

Estava corada, eu bem me lembro. Aquela sala estava quente, né? 

Perguntou timidamente se eu cantava e eu disse que sim. Talvez eu tenha sido descarado demais a chamando para aparecer no bar em alguma noite para me ver cantar? Bem, sim, até porque nem sabia seu nome, pelo menos não ainda, mas você sabia o meu por constar na ficha que tive que preencher na recepção. 

Não sabe como queria pular de alegria ao ouvir você murmurando um tímido talvez. Não era uma confirmação, mas ainda sim era uma possibilidade.

Fui embora, com a mão enfaixada, instruções que não poderia fazer esforço demais e com o seu nome flutuando em minha mente como uma melodia perfeita para uma canção. Esbarrei como um bobo em algumas mesas por ter você ao fundo do corredor me observando. Ser o seu centro das atenções me desestabilizou por completo. 

Eu estava apaixonado por você.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...