1. Spirit Fanfics >
  2. Segredos de Samaria >
  3. Aniversário e desaparecimento

História Segredos de Samaria - Capítulo 1


Escrita por: e Paredegatinho


Capítulo 1 - Aniversário e desaparecimento


Fanfic / Fanfiction Segredos de Samaria - Capítulo 1 - Aniversário e desaparecimento

Era uma noite fria, bela como sempre, mas não era uma noite qualquer, principalmente para o Duque e sua família que se reuniram no salão para a grande festa: Um baile de máscaras em homenagem a seus gêmeos, que completavam 25 anos de vida. O salão todo estava decorado com arranjos florais belíssimos, bebida e aperitivos eram servidos aos convidados, estes nobres, que riam e dançavam pelo local.

A filha mais nova do Duque, Sophie, dançava com um de seus irmão uma calma música, rodopiando por algumas vezes, como se quisesse amostrar aos convidados seu caríssimo vestido, que com pedrarias em sua saia refletia a luz do lustre, fazendo a jovem parecer brilhar. Seu meio irmão, Vicente, ria da amostração de sua irmã, em quanto dançava sincronizadamente com ela, curtindo sua festa.

Enzo, o gêmeo mais velho, passeava pelo salão, em busca de alguma decoração colocada de forma que não lhe agradava. Por algumas vezes passava por seus irmãos, revirando os olhos ao ver aquela cena tão "Melosa" e refletindo o porquê de seus irmãos o excluírem  tanto.

Já Carlotta e seu marido, o Duque Arthur, conversavam com os convidados animadamente. Ela bebericando pouco de sua taça de vinho, em quanto o parceiro bebia aos montes de seu conhaque, sempre pedindo ao jovem mordomo para lhe trazer mais.

Em um momento da festa, quando a grande  maioria já estava embriagada, isso incluindo Arthur, a comemoração parecia ter chegado ao ápice: Altas gargalhadas eram ouvidas, a música estava bem mais agitada e o Duque resolveu que aquele momento era perfeito para se distanciar e fumar um de seus preciosos charutos. O homem  saiu do salão, passando por alguns corredores até finalmente chegar a escadaria, onde encontrou o mais jovem mordomo da casa, que lhe encarou estranhamente e logo saiu do caminho. O Duque  continuou até chegar em uma sacada, onde tirou do bolso de seu paletó um charuto, o-ascendeu iniciando um fumo tranquilo até que uma figura se aproximou  por trás, só lhe dando tempo de soltar um grito abafado, mas que ecoou por toda casa.

Horas depois, apenas horas depois, os convidados estranharam o sumiço de seu anfitrião e depois de procura-lo por todo local, constataram que ele havia desaparecido. Ao voltarem pro salão, impactados, acabam por encontrar um bilhete, anexado a máscara do senhor Arthur, que estava largada sobre um móvel.

Todos olharam ao redor, desconfiados, esperando encontrar alguma coisa diferente que pudesse ajudar a identificar o autor daquilo, mas estavam embriagados demais para perceber algo relevante para isso, e claro, embriagados demais para perceberem que a duquesa mandou trancar todas as portas e janelas, para que se o sequestrador ainda estivesse ali, não conseguiria fugir. Bom, o criminoso não iria conseguir sair, mas o resto dos convidados não. Estariam confinados ali até o Duque voltar, vivo ou morto. Logo, escutaram passos apressados indo para o centro do salão, onde se encontrava a máscara, era Carlotta. A mesma cuidava para que mais ninguém lesse a carta antes que ela lesse, e quando pegou a máscara, descolou o envelope dela e jogou o objeto longe, saindo dali para o seu quarto, indo ler em paz. Os três irmãos se entreolharam, com olhares confusos e ao mesmo tempo preocupados. Que presente de aniversário.

 

 

꧁꧂ ꧁꧂ ꧁꧂

 

 

 

Jogo envelope no chão, num misto de irritação e principalmente medo. Quem ousaria me ameaçar desse jeito? Ou pior, quem raios sabe de algo tão íntimo da família, algo tão meu. Leio novamente o papel que ainda estava na minha mão e suspiro, o que mais me assusta, não é saber dos meus segredos, mas sim, sabe os segredos de todos da família. Afinal, o que essa pessoa quer? Dinheiro? Mas precisaria de tanto para isso? Me seguro para não ler mais uma vez, mas não aguento. Leio mais uma vez, me apegando na última frase.

 

Os segredos de sua casa já não estão tão seguros…

- S.F.A

 

Rasgo o bilhete em dois, o jogando no chão e pisando várias vezes no mesmo. Saio do meu quarto. Encontrando os irmãos esperando na porta, com as feições assustadas e preocupadas, se entreolhando. Pigarreio e eles voltam a atenção para mim, me olhando ansiosos para alguma noticia. Bufo e os encaro irratada, fazendo um sinal para saírem da minha frente, e assim eles fazem.

 

Mas quem ousaria ameaçar a minha família desta forma? Me pergunto outra vez. Sinceramente, o sumiço de meu marido pouco me importa. O velho vive viajando e esquecendo que tem esposa. Não é como se sua presença fizesse grande diferença, não? Talvez ele estivesse apenas brincando conosco. Mas se for realmente isso, qual seria o motivo dele fazer isso? Será se ele… não. Impossível. Como ele saberia se ele vive à milhares de milhas daqui?

 

Dou passos longos até a escadaria, onde havia alguns funcionários assustados. Gesticulo irritada para eles voltarem a trabalhar. Se eles estiverem dando informações da casa para alguém de fora, que eles saibam que não vai ficar barato. Desço as escadas com classe indo para o salão da casa, onde estavam os convidados, agora suspeitos, da festa. Alguns estavam confusos, por conta da bebida, outros irritados por estarem presos dentro da casa. A decoração continuava intacta, muitos candelabros dourados, cortinas vermelhas e algumas rosas vermelhas, eram do gosto de Enzo. Suspiro e faço minha melhor atuação de esposa abandonada.

 

— Peço compreensão aos senhores. Meu marido não se encontra em lugar nenhum e...— derramo algumas lágrimas as secando com um lenço branco, que sempre carrego no bolso do vestido. — sei que querem sair daqui o mais rápido o possível, mas não será possível até o meu marido aparecer. Por enquanto, vamos nos esforçar para acomoda-los bem.

 

Respiro fundo enxugando mais algumas lágrimas. Sophie, Enzo e Valentim estão conversando com algumas pessoas que estão mais assustadas, para explicar que aquilo era só uma medida protetiva.

 

Deus nos ajude nessa fase.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...