1. Spirit Fanfics >
  2. Segredos do Acaso >
  3. A volta de Hanabi

História Segredos do Acaso - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - A volta de Hanabi


Tudo aconteceu tão rápido



— A atual herdeira da casa Hyuuga acaba de retornar á Konoha e traz a novidade de estar procurando um noivo. — o moreno leu a informação da capa do jornal como fazia todos os dias, Ino tinha preguiça de ler, ou melhor dizendo, ela não encontrava graça alguma na leitura. 


A loira ao seu lado repousou a xícara sobre a mesa e abriu um sorriso extonteante, ela adorava tudo que envolvesse fofocas com suas antigas amigas e adorava desafiar sua própria inteligência a descobrir as próximas atitudes dos envolvidos — um hábito horrível na opinião de Neji. 


— Acha que o pai dela vai priorizar os Uchihas desta vez? — Ino encheu os olhos de esperança pra uma interação do marido. 


Neji pegou-se imaginando: se Naruto havia se casado com Hinata apenas pelo seu novo status de governador de Konoha, qual seria o bom status que os Uchihas tinham a oferecer? Além de Madara, que era um dos juízes mais requisitados da província, os outros eram apenas bons policiais e investigadores, se Hiashi escolhesse um deles era porquê queria ver a filha segura. 


— Eu não sei. — ele comentou de forma rasa, apesar de pensar sobre o assunto ele preferia não se meter, afinal, já havia convivido demais com a família principal Hyuuga, preferia ficar distante. — Se me der licença, irei trabalhar. 


— Ah! — Ino desmoronou o corpo sobre a cadeira. — Já te disse que não precisa disso, podíamos apenas aproveitar a manhã. — ele devia admitir que a Yamanaka até era carinhosa, mas ele não a amava, o que acabava por não servir de nada. 


— Eu gosto de ter o meu próprio dinheiro. — ele afirmou enlaçando seu longo cabelo com uma fita e em seguida se levantando para partir. — Tenha um bom dia. 


— Quero te ver no almoço e no chá, teremos convidadas. — a criatividade de Ino era mesmo previsível. Neji saiu da sala de jantar já sabendo exatamente quem viria para visitá-la. Sua esposa adorava receber bons comentários de suas amigas, era claro que convidaria a recém chegada para por as fofocas em dia. 


Ino Yamanka era o tipo de mulher que gostava de ter todos aos seus pés, principalmente aqueles que ela nutria algum tipo de sentimento. Seu casamento com Neji podia não ser o melhor do mundo, mas ela obrigava-o a obedecê-la de todas as maneiras e tinha total certeza que hora menos hora ele aceitaria que essa união era para sempre e escondersse não adiantaria muito.


[…]


O sol estava exatamente ao meio do céu quando uma carruagem com o símbolo Hyuuga estacionou em frente a casa Yamanaka, o brasão de fogo chamou a atenção das pessoas que passavam por ali e fizeram-nas prestar mais atenção em quem saía daquele automóvel. 


Uma mulher alta saiu primeiro, os cabelos chegavam a altura dos ombros e seus olhos perolados deixavam claras suas características familiares. Hinata era a filha mais velha de Hiashi Hyuuga, casada há quase dois anos com o governador de Konoha, Naruto Uzumaki, uma mulher doce e encantadora, mas também inteligente e focada. 


Hinata escolheu casar-se com Naruto e deixar para Hanabi, sua irmã mais nova, o título de herdeira principal, tornando sua irmã a única pessoa capaz de continuar com o legado de sua família. A princípio Hanabi adorou a ideia, afinal, poderia ter mais autonomia se tirasse de seu pai o título, porém, a proposta que o mais velho lhe fez não a deixou muito contente. Embora soubesse que um casamento, para sua época, é uma coisa muito importante, ela tinha o sonho de ser independente, ter um marido talvez a impedisse de tornar seu sonho possível. 


— Vamos, Hanabi, ela não pode nos esperar o dia inteiro. — a voz doce de sua irmã mais velha trouxe coragem ao seu coração. Desde que chegara na província ela tem visitado tantas pessoas que tornou-se incapaz de lembrar o nome de alguém. 


— Esta é minha última visita, juro. — a mais nova afirmou enquanto segurava a mão do cocheiro e acenava com um sorriso para deixá-lo confortável. 


Diferente da irmã mais velha, Hanabi tinha cabelos cumpridos que chegavam na altura de suas coxas, mas mantinha os olhos idênticos ao da irmã. Elas eram visivelmente mulheres que chamavam atenção por sua beleza. 


Ambas atravessaram o imenso jardim da casa da amiga e deram de cara com a porta, um mordomo alto e desajeitado as conduziu para dentro e suplicou por alguns momentos de paciência explicando que sua senhora estava para descer. Quando Ino finalmente deu o ar da graça Hanabi pôde notar mudanças na aparência da antiga amiga de sua irmã. A franja frontal estava cortada de forma diferente, mas ainda lhe cobria um dos olhos, e os cabelos loiros estavam longos, sem contar que as curvas de seu corpo acentuavam bem no vestido roxo que ela usava. 


Uma mulher muito bela — na opinião de Hanabi. 


— Me perdoem pela demora! — a Yamanaka cumprimentou-as com abraços e beijos. — Eu espero que sua viagem tenha sido tranquila, Hanabi. Você cresceu tanto. 


Hanabi lembrou das inúmeras vezes que comentaram algo sobre sua viagem de volta a Konoha, as pessoas tinham pouca criatividade na hora de puxar assunto, isso era fato. E tendo em vista a diferença de idade entre Ino e ela, era claro, elas iriam crescer e mudar bastante. 


— A viagem foi realmente tranquila, obrigada. — a menina agradeceu cordialmente. — E vejo que você também mudou bastante, minha irmã ousou dizer que você se casou, é verdade? 


Ino foi ainda mais ousada que Hinata, resenhou á Hanabi que havia se casado com o homem mais belo de Konoha e que suas amigas morriam de inveja — principalmente a senhorita Haruno. 


— E onde ele está? — Hinata questionou. — Faz bastante tempo que não os vejo passeando, estão tão comprometidos com o trabalho assim?


Ino desfez o sorriso. — Um pouco, mas acho que nem tanto quanto você e nosso Governador. 


Hinata não havia comentado por maldade, mas sentia que Ino havia tocado em sua ferida com o propósito de provacá-la, era um antigo jogo que ela e Sakura costumavam jogar quando crianças, sempre competindo por coisas fúteis e infantis. 


— Minha irmã e Naruto tem estado ocupado fazendo outras coisas. — Hanabi interviu de forma descarada, os anos estudando literatura a tinham feito imaginar que mulheres talvez gostassem de conversar sobre as habilidades de seus maridos na cama. 


Hinata mudou de cor, mas Ino perdeu totalmente a graça, como poderia conversar sobre isso se Neji se recusava a tocá-la? 


— Acho melhor irmos para a mesa, vamos perder a hora do almoço. — a mais velha insistiu abrindo o caminho em passos firmes e determinados. Precisava dar um jeito na sua relação, nem que precisasse usar os mais baixos artifícios. 


[…]


Elas estavam na mesma posição há quase meia hora, Neji estava demorando para chegar e Ino tinha perdido completamente toda sua paciência. Recusava-se a acreditar que havia casado com um homem tão desajeitado e descompromissado como aquele Hyuuga secundário. 


— Com licença. — a voz firme do mais velho obrigou as damas a levantar. — Peço perdão por essa demora, eu me sujei de tinta e acabei precisando de um banho. 


Era visível que ele não estava mentindo, seus cabelos negros e longos ainda estavam úmidos e sua camisa possuía a gola completamente desajeitada. Hanabi quis rir da situação, Ino Yamanaka havia então se casado com um homem completamente diferente dela? Estava na cara de Neji que ele estava odiando aquela situação. 


— Aliás, seja bem vinda a cidade, senhorita Hanabi. — ele cumprimentou olhando a mais nova nos olhos.


A última vez que haviam se encontrado eles eram crianças, Hanabi devia admitir que perdeu a mudança de muitas pessoas durante o tempo que permaneceu fora. 


— Muito obrigada, senhor. 


O almoço pareceu produtivo para Ino, Hinata respondia todas suas perguntas sobre as outras garotas e assim a loira ficava sabendo de cada detalhe que acontecia na província. Neji e Hanabi permaneceram calados até que o assunto chegasse neles, o que demorou muito a acontecer. 


— Mas então, como é respirar os ares ingleses? — Ino perguntou chamando a atenção de Hanabi.


— Nesse quesito acredito que não exista muita mudança, se ignorar que Londres é muitas vezes maior que Konoha, vai acabar chegando a conclusão que é quase a mesma coisa. — os olhos de Neji caíram sobre a Hyuuga mais nova com atenção. Algo nela o deixava intrigado demais para não reparar.


— E o que exatamente você foi estudar? — as perguntas de Ino pareciam, pela primeira vez, coincidir com as do marido.


— As literaturas… 


— Então a senhorita gosta das artes? 


Aquela foi a brecha para que ambos tivessem assunto pelo resto do almoço e também o chá.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...