História Segredos do Diário. - Capítulo 19


Escrita por: e SilverPrincess

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 2
Palavras 1.801
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 19 - Um possível fim.


 

SOPH ON

- Acordamos num dia chuvoso de sabado, estava frio, o tempo perfeito para ficar deitada o dia todo, mas tinhamos combinado de discutir uma nova estratégia para deter o Jason, mas algo não estava no lugar. -

Bia: Soph! Levanta logo! - Escuto Bia me chamando e me empurrando, resmungo sem querer acordar. - Vai logo! -

Soph: O que é? O que é?? - Reclamo me levantando.

Bia: Já está tarde! Levante de uma vez, Yerin, Mayu e Hels já saíram pra tomar café, só falta nós! -

Soph: Que maldade nem nos esperaram. -

Bia: Sim, quando acordei elas já nem estavam mais aqui. -

- Estava terminando de me arrumar quando Yerin entra no quarto. -

Yerin: Meninas vocês viram a Hels e a Mayu? - Ela pergunta nos confundindo por completo.

Bia: Elas não estavam com você? -

Yerin: Não, quando acordei elas já não estavam aqui, então pensei que teriam ido tomar café sem nós. Mas quando cheguei lá elas não estavam e a moça da recepção disse que elas não passaram por alí. -

Soph: Que estranho, Hels não sairia da faculdade sem falar comigo antes. -

Bia: Onde será que foram? -

Yerin: Vamos ver na portaria. -

- Inocentemente fomos perguntar ao porteiro se Mayu e Hels haviam saído, mas não, ele não viu elas sairem, ou seja elas ainda estariam dentro da faculdade. Procuramos por todos os cantos, mas nada. Só conseguimos assimilar essa situação com a semelhante que passamos no começo do ano quando Mayu sumiu. Sem pistas, sem ninguém ver, as duas sumiram do mesmo modo que Mayu sumiu e era óbvio que a resposta para saber onde elas estavam tinha um único nome, Jason. -

Soph: Ele não fez isso.. ele não ousou tocar nela, me digam que não! Se eu encontro esse filho da puta nesses corredores eu juro que não me controlo!! -

Bia: Vamos chamar o Been agora! -

- Sem muita demora Bia ligou para o polícial que chegou em instantes ao saber que Sophia estava desaparecida. -

Policial Been: Infelizmente não posso fazer um relatório na polícia sobre isso, pois só é considerado desaparecimento depois de 24 horas. -

Soph: Ah que ótimo então vamos esperar 24 horas para Jason fazer o que quiser com minha irmã! -

Policial Been: Não quis dizer isso. Claro que não vamos esperar, talvez eu leve uma grande bronca do meu chefe quando ele descobrir, mas já sabemos a altura desse caso então não posso apenas ficar parado quando se tem mais uma jovem nas mãos desses psicopata. -

Bia: Que bom que você concorda, já estávamos pensando em ir sozinhas. -

Policial Been: Sozinhas vocês não vão pra canto nenhum, nem sabem onde ele está. Não temos muito tempo, esperar que algo pior aconteça não é minha ideia. Vou separar um grupo para rastrear o Jason, não podemos deixar ele continuar. -

Soph: Agora você falou a minha língua! Ajudaremos com o que precisar! -

Bia: Sim! Vamos revisar as câmeras da universidade, da casa do Jason e das ruas podemos achar algo.

Yerin: Vocês duas podem fazer isso sozinhas? Preciso sair um pouco, não se preocupem logo volto! -

Soph: Você vai mesmo fazer isso? -

Yerin: Sim, não queria a envolver nisso, mas pode ser de grande ajuda. Sinto isso. -

Soph: Se você está dizendo.. Boa sorte! - Mal termino de falar e ela pega sua bolsa e sai do quarto correndo.

Policial Been: O que foi isso? -

Soph: Nada demais, apenas uma possível carta na manga. -

SOPH OF

 

BIA ON

- Tudo já estava um caos, de algum modo a história do desaparecimento de Hels se espalhou, não sabemos quem, mas espalharam que o desaparecimento de Mayu e Hels estavam ligados, todos começaram a entrar em pânico dentro da universidade. O caso que queríamos resolver sem muito escândalo acabou se tornando algo de conversa para quem se encontrava nos corredores e até mesmo fora da faculdade. O chefe do Been o chamou e ele acabou tendo que falar tudo, mas de certa forma foi até uma coisa boa, agora todos na delegacia estão ajudando, Jason foi declarado como o maior e principal suspeito do desaparecimento de Mayu e Helena, agora tem muito mais pessoas atrás dele, tenho fé que dessa vez, dessa vez vamos vencer. -

Policial Been: A garota Yerin ainda não voltou? Tem certeza que está tudo bem? - Ele pergunta meio preocupado.

Bia: Está tudo bem, ela está se comunicando conosco a cada 10 minutos. Parece que ainda não encontrou o que queria. - Respondo lhe mostrando as chamadas em meu telefone.

Policial Been: Se vocês estão seguras do que fazem.. Mas ainda assim tomem cuidado, ainda não sabemos onde esse cara pode estar, nenhuma de vocês tão seguras. -

Soph: E como está Susan? Ainda não acordou? -

Policial Been: Não, seus machucados exteriores melhoraram, ela não possui mais hemorragias, porém sofreu tantos traumas que os médicos não conseguem dizer quando ela irá acordar. -

Bia: Você disse que não tinha nada errado com a cabeça dela então porque ela não acorda? -

Policial Been: Eu não sou médico, não posso dizer exatamente o que é, a única coisa que posso falar é que ela sofreu muitos danos, principalmente psicologicamente. Essa é a resposta que os médicos me deram. -

Soph: Vocês estão discutindo uma hora dessa? -

Bia: Não estamos discutindo, apenas conversando. Você que está sensível demais. -

- Todos naquela sala já estavam no seu máximo, não havia mais ninguém em perfeito estado, qualquer coisa já virava motivo para gerar uma briga. Já estava para completar um dia desde o desaparecimento das meninas, eram 6 da manhã e eu ainda não consegui dormi. O Been disse que poderíamos correr algum perigo por sermos as pessoas que mais sabem dos segredos do Jason e agora temos dois guardas na porta do nosso quarto, Susan também tem guardas na porta de seu quarto no hospital, Soph conseguiu dormir com muito sacrifício, Yerin voltou quase meia noite e dormiu em minutos, disse que foi difícil mas conseguiu encontrar o que queria e a convencer, agora é só esperar. -

Yerin: Soph, você está bem? - Ela pergunta se aproximando da amiga.

Soph: Estou tentando ficar.. estou tentando ficar bem. -

Yerin: Vai dar tudo certo, vamos encontrar elas, vamos por ele na cadeia, vamos nos livrar desse inferno. -

Soph: É o que mais quero.. é o que mais queremos, só quero minha irmã do meu lado, voltar aos nossos dias normais.. rirmos juntas e esquecer tudo o que está acontecendo agora, apenas isso.. é tão difícil? - Sem percebermos nós 3 já estávamos chorando sem parar, até assustamos aos guardas em frente do quarto que entraram achando que algo havia acontecido. -

- Não havia mais nada que pudéssemos fazer, os policiais procuravam sem parar por Jason e nada, era como se tivesse desaparecido por completo, eu e as meninas não tínhamos mais nada a fazer a não ser esperar, esperar e esperar. Soph tentava se manter calma mas dava para perceber o seu nervosismo, a sua raiva, sua tristeza, não só ela mas todas nós estávamos compartilhando de muitos dos mesmos sentimentos. -

Bia: Soph seu celular está tocando. - Aviso ao notar que seu telefone estava no mudo

Soph: Deve ser as meninas da sala, não estou afim de conversar nem explicar nada para ninguém agora. -

Bia: E se for importante? -

Soph: Então atenda aí -

- Para falar a verdade eu também não estava muito afim de explicar nada para ninguém, mas aquele clima pesado no quarto já estava me incomodando. Atendi o celular meio relutante, mas confesso que foi a melhor decisão que tomei, Jason.. -

Bia: Bastardo!! Onde está Helena? O que fez com ela?? - Pergunto praticamente gritando.

Soph: Bia? Não pode ser.. Me passa esse celular!! - Ela exige mas eu nego fazendo gestos para que ela fosse mandar os guardas chamarem o Been.

 

-Chamada on-

Bia: Onde vocês estão? Espero que não tenha feito nada para a Hels ou você vai se arrepender pelo resto da sua vida! -

Jason: Não se preocupe ela está bem.. Fisicamente. - Ele falava rindo feito um louco. - Eu cansei dessa brincadeira de pega pega, vocês se intrometram demais no meu jogo. Perdeu a graça. -

Bia: Pouco me importo com suas loucuras! Quem liga esse para jogo que você inventou? Você é louco, ninguém concordou com nada disso! -

Jason: Vocês não tinham que aceitar! Eu dito as regras, mas agora não tenho mais vontade de brincar. VOCÊS NÃO SABEM BRINCAR! - Ele parecia que estava a ficar nervoso, seu tom de voz já havia mudado. Jason não estava pensando direito e isso começou a me assustar. Não demorou muito e Been entrou no quarto com vários equipamentos.

Bia: Eu só preciso saber onde você está e se as meninas estão bem, não vou interferir no seu jogo, só quero minhas amigas de volta. - Começo a falar com mais calma tentando não estressar ele e seguindo as ordens de Been que tentava rastrear a ligação.

Jason: Não quer interferir? JÁ ESTÁ! Elas são peças do meu tabuleiro, vocês estão querendo quebrar minhas peças.. O ÚNICO QUE PODE QUEBRA-LAS SOU EU!! - Ele novamente fica alterado e no mesmo instante escuto um grito baixo vindo do outro lado da linha.

Bia: NÃO TOQUE NELA! - Grito sem pensar ao ouvir a voz de Helena.

Jason: Já cansei.. sei que estão me procurando, já devem saber onde. Vamos acabar com esse jogo chato. VOU TERMINAR COM ELE ANTES QUE VOCÊS O ESTRAGUEM!! - Ele desliga sem me deixar falar mais nada.

-Chamada of-

 

Policial Been: Não se preocupe já descobrimos onde ele está e conseguimos fixar um rastreador em seu número. -

Soph: Onde? Onde esse desgraçado está? -

Policial Been: Mais perto do que imaginamos. Ele está no prédio indo direto para o espaço no telhado. -

Soph: COMO?? -

Policial Been: Vamos rápido! Não temos tempo, avisem aos outros! - Ele grita para os guardas que saem correndo no mesmo instante. - E vocês fiquem aqui! Não quero mais nenhuma de vocês envolvida nisso. -

Bia: São nossas amigas! - Protesto me negando a ficar e Yerin concorda.

Soph: Eu não fico aqui nem se você me amarrar. - Ela fala correndo na frente dele e indo em direção as escadas. Sem perder tempo, Yerin e eu fazemos o mesmo.

BIA OF

 

NARRADOR ON

- O que parecia interminavel está a ponto de acabar em frente aos seus olhos, mas de uma forma que ninguém estaria por esperar.  O futuro dessas meninas continua a oscilar sem parar e apenas um caminho poderá resolver tudo. -
 


Notas Finais


:P


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...