História Segredos em Aman - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias O Hobbit, O Senhor dos Anéis (The Lord of the Rings)
Personagens Aragorn, Arwen, Elrond, Galadriel, Gandalf, Gimli, Legolas, Tauriel, Thranduil
Tags Hobits, Legolas, O Senhor Dos Aneis, Thranduil
Visualizações 26
Palavras 2.592
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - De simples súdito a rei incontestável


Fanfic / Fanfiction Segredos em Aman - Capítulo 12 - De simples súdito a rei incontestável

Estamos aqui para mais um capítulo

Um não vou postar dois hoje 😍 beijos

     Boa leitura

〰️〰️〰️〰️〰️〰️♥️

                             〰️〰️〰️〰️〰️♥️

Ao chegarem Thranduil  reparou no salão de encontro do Rei, era grande ele foi construído em sentido oval, a mesa bem no centro era grande e quadrada, ao que parece ele continuava recebendo muitas visitas em seus salões, havia alguns quadros ali, e ele reparou que havia bastante esculturas pequenas e grandes, feita por algum artesão elfico, aquelas esculturas seria um verdadeiro armamento para sua esposa, riu irônico.

Ele ficou surpreso ao olhar a mesa e ver todos ali, Thingol sentado ao centro dela Melian a direita, Feren Caleg e Tauriel ao lado de Melian havia mais um elfo ali Merinyon que dessa vez nem sequer o olhou. Thingol o olhou

_ Sentem_se disse mostrando as três cadeiras vazias a sua esquerda. Thranduil  acomodou sua mãe, seu pai se sentou, e ele se sentou ao lado do pai, próximo ao rei. Thingol o olhou:

_ Como sempre me surpreendendo. Uma elfa líder de todos os elfos? Ele olhou Tauriel viu seu incômodo e também sua ira. Thranduil respondeu a ele.

_ Ela batalhou por isso majestade, fez por merecer estar onde está, e se acaso se despuser a um dia sair de seus salões e visitar os meus, verá muitas outras, mais antigas desde a época que me tornei rei, e mais novas que se espelharam nela. Nas terras do meio após a batalha de dagorlad infelismente tivemos muitas baixas, voltei com poucos elfos, alias um terço deles. Nos restou aceitar elas em nosso exército e acredite lutam muito bem, não me arrependo de ter aberto essa porta a elas.

_ Uma atitude impensada minha como rei naquela epoca, quantas mortes eu poderia ter evitado não fosse minha estupidez. Um discuido e coloquei todo um reino no chão. Disse seu pai.

Thingol o olhou

_ Foi um bom rei Orofer, todos aqui o disseram, e se colocou o reino no chão, seu filho brilhantemente o levantou e como acabou de dizer; um descuido, todos nós um dia cometemos erros que acabaram ceifando vidas inocentes, ou nunca aconteceu com você Majestade? Disse olhando Thranduil.

_ Sim cometi um, frente a montanha de Erebor, a ganância me cegou, mas jurei nunca mais o fazer e não fiz, e antes que me esqueça não me sinto confortável vendo vossa majestade e alguns que conheci me chamando dessa maneira! Thingol riu

_ Mas é o que é agora!

_ Se nos permite Majestade?? Disse Feren olhando Thingol. Thingol o olhou. _ Claro Feren. Feren olhou Thranduil

_ Os elfos silvestres foram acostumados a chama_lo de Aran Nín ou simplesmente Aran e seu nome. Thingol o olhou.

_ Um título de rei, mas não o bastante para manter o povo simplesmente longe de você. Fico me perguntando como o Aran mudou tanto a ponto de um povo todo se negar a ter outro rei. Você melhor que ninguem sabe o trabalho arduo que nos deu. Disse olhando para seus pais. Thranduil suspirou.

_ isso é passado foi enterrado junto aquele Thranduil. Disse ele comendo uma fatia de lembas que estava colocada em um dos prato.

_ A última vez que comi uma dessas foi a muitos séculos em Lotlorien. Olhou Melian. _ Posso lhe dizer que senti saudades de Beleriand aquela vez. Melian riu.

_ Tenho certeza que ela daria a você a receita se pedisse.

_ Eu pedi mas ela não deu.

__E porque??

_ Me disse que era segredo, só a senhora e ela a possuiam. Melian riu.

_ Galadriel sempre foi um ser de Luz, mas não acho que foi por isso que ela não te deu. Talvez foi pra vc se manter de alguma forma com saudades e te dar um motivo para querer vir pra cá. Só aqui as conseguiria de novo.

_ Acho que não, talvez ela gostasse da minha presença em Lorien a fazia lembrar de wilwarin. Thingol sorriu

_ Ah sim.. wilwarin... não me esqueci dela como ela está?

_ Quando de lá sai ela estava bem, só não sei se quando eu voltar o castelo ainda estará de pé. Disse bebendo o chá. Thingol o olhou. Melian sorriu.

_ Nao entendi?

_ Nao queira entender querido. Disse Melian olhando Thranduil. _ Se há algo que eu percebi é que ambos têm alguns acertos a fazer antes de enfim chegarem ao final feliz.

_ Aprontando de novo majestade?? Disse ele arqueando a sobrancelha. Thranduil o olhou.

_ Eu acho que lhe disse uma vez que os problemas me seguem não é? Ele riu. Melian voltou a falar.

_Respondendo sua pergunta, que o Aran fugiu da resposta, Todos sabemos o que fez ele mudar e sepultar aquele Thranduil. Thranduil suspirou.

_ Não ha necessidade de todos saberem disso. Disse olhando o rei sindar.

_ Claro nada daqui sairá sabe bem disso, mas que é interessante é, acredite, não era para acontecer naquele momento Aran, se acontecesse, talvez não fosse rei hoje. Poderia mudar o rumo de uma historia ja tecida por Vairë

_ É... pode ser! Disse ele nao muito convencido.

_ Porque nunca diz seus propósitos aos seus súditos? Disse Melian derepente o assustando. __Eles já o admiram sem você lhes dizer o que deve ser dito imagina se lhes contar tudo o que faz por eles ao invés de deixá_los descobrirem por si? A história de sua capitã por exemplo, o motivo de se afastar de Feren quando ele se casou? Ambos olharam Thranduil sem entender. Ele a olhou desconcertado.

_ Nao acho necessário senhora, eles sabem que nada faço que não seja para o bem deles. E o meu é claro. Disse cínico.

_ Sim sabem, mas alguns o aman pelo que houve de seus pais, deveria deixar que eles vessem o rei que é. Sei que se espelhou em três grandes Reis para reinar, mas nenhum deles foram unânimes como você. E você não e nenhum deles, da sua maneira reinou de forma única. Ele suspirou encostou a costa na cadeira e cruzou os braços a olhando. Ela riu

_ Não fique irritado com o que estou dizendo, pois aqui Sabe que só tem súditos fiéis a você. Sua capitã deveria saber o que fez para a família dela e para ela. A ponto de ela se tornar o que se tornou, E Feren te conhece como ninguém, só se distanciaram quando ele se casou, e porque você se distanciou, não queria sua fama atrapalhando a vida do amigo.

_ Ah então foi isso?? Disse feren o olhando.

_ Também... acho melhor eu ir embora, ou minha vida toda será dita aqui. Melian riu Thingol prosseguiu.

_ Ficamos intrigados quando os elfos silvestres aqui chegaram e foram categórico em recusar um rei, e ainda querer o filho rei não o pai. Disse Thingol.

_ Era estranho pois conheci o rei de vocês. Disse olhando os três ali. _ E ver aquela manifestação me deixou perplexo, aí Melian resolveu investigar, por isso sabemos ate mais que vocês. Olhou Thranduil. _ O Aran de vocês têm a mania de fazer tudo da maneira dele, mas em nenhum momento faz algo que vá contra seus súditos a não ser que seja para o bem deles. Não é  a toa que de simples súdito se tornou um REI incontestável Tauriel os olhou não acreditando. Tudo que diziam ela descobriu somente a quase dois seculos atrás. Era cega ou nunca quis entender o rei? E o que ele fez para a família dela? Agora estava intrigada.

_ Nunca queira entender o seu rei Tauriel. Disse melian como que adivinhando seus pensamentos. _Só uma pessoa o entende e o conhece como ninguém nesse terra de Eru. E isso nunca irá mudar. Thranduil olhou a Maia, e ela o olhou. Ele Sentiu uma paz ao olha_la, seus olhos transmitiam segurança paz e felicidade, embora uma tristeza se escondia por detras de seu olhar, Lúthien seria sempre uma lembrança sabia a dor que sentiam,  a paz era tudo que ele procurava ali. E não sabia se um dia conseguiria, sua paz dependia única e exclusivamente de sua esposa, e ia lutar até a última gota de esperança para a ter de volta em seus braços.

Após a pequena reunião saíram para os salões das cavernas ali ele se virou para o rei

_ Preciso de um favor, tenho que fazer uma visita antes de voltar ao castelo, gostaria que meus pais e os que me acompanharam até aqui pudessem me esperar em seus salões até minha volta. O rei sorriu

_ Com certeza. Vá tranquilo ja mandei chamarem os guardas que ficaram na entrada não é justo e nem de meu feitio deixar uma má impressão a quem quer que seja. Ambos se saudaram. Feren se aproximou

_ Posso ir junto!

_ Não. Isso é algo que eu tenho que fazer sozinho Feren. Aliás disse o olhando. Ele tirou seu manto e Feren tirou a espada da costa dele assustando os presentes. Havia colocado ali por precaução seu passado estava em Aman não podia bobear.

_ Como não viram essa espada??? Disse o rei olhando seus guardas. Thranduil olhou todos.

_ Sei como mantê_la escondida, fique tranqüilo. Disse pegando a espada.

_ Dependendo de onde for vai encontrar problemas com ela. Disse o rei sindar.

_ Majestade ela é só minha garantia. Apesar de não ser a que gosto. Jamais a uso sem que seja necessário. Sabe disso. O rei o olhou sério.

_ Sim,  sei. Mas cuidado aqui não é as terras do meio, os Valar não aceitam confusões. Ele olhou irônico o rei. Colocando a espada em sua cintura.

_ Infelismente majestade a confusão vive atrás de mim, minha sina. Eles que me perdoem, mas não andarei desarmado aqui não. Saudou todos e saiu não antes de Melian o chamar. _ Aran?? Ele se voltou ela se aproximou dele e falou baixo somente para ele ouvir.

_ Sabe a quem me referi ao dizer que só uma pessoa te entende e te conhece não é? Ele apenas balançou a cabeca afirmativamente. Por isso lhe disse para agir com o coração Rei Thranduil, para fazer com que sua esposa o ouça, pois ela sabe que você se baseia na razão antes da emoção, então ela estará sempre a um passo de você, sei sobre vocês, sei o quanto ela é importante para você, e sabe que é o grande amor da vida dela, mas conhece bem sua esposa, sabe que é teimosa e ferrenha em suas decisões, inverta isso e irá surprendee_la. Não vai ter que esperar até a última gota de esperança. Ela vai estar aqui... tocou seu braços, bem antes. Thranduil sorriu.

_ Agradeço o Conselho senhora, acredite o farei. A saudou e saiu. Poderia ir embora dali direto para o castelo, mas precisava ir até Tylon o pai de wilwarin, se ele queria vê _lo iria até lá, precisava resolver tudo fora do seu castelo, porque ele bem sabia a guerra que teria que travar quando lá voltasse.

〰️〰️〰️〰️**

                      〰️〰️〰️〰️〰️**

De longe ele já avistou aquele castelo imponente, a bandeira acima trêmula deixava claro quais os elfos ali moravam, parou o cavalo

__Uau! Disse Thranduil ao olhar a construção a frente. _ Se o castelo dos Noldor é assim imagino dos Vanyar. O cavalo bufou e ele riu o afagando.

_ Isso Maylin os autos elfos. Mas os Noldor e os Teleri também o são, sabe disso. Maylin bateu as patas dianteiras no chão bufando.

_ Não, Nunca os vi, seria interessante conhecê_los agora, apenas vi e pouco o líder de todos nós. Maylin bufou duas vezes. Ele riu

_ Eu sei que somos iguais Maylin, mas temos criações e inspirações diferentes, e no momento não quero ver ninguém apenas um, e depois tenho muito que fazer. Tocou o cavalo e ele foi devagar, o castelo era enorme, havia três entradas ali , mais a principal ele tinha certeza ser a do meio. O castelo tinha várias divisórias mas todas fechavam em círculo. Cada divisoria tinha uma peculiaridade em suas portas, umas tinham um animal esculpido outras uma árvore ou escudo, interessante Diferentes dos elfos silvestres e sindar, os Noldor pelo jeito moravam todos ali. E cada divisória pelo jeito era a casa de uma familia. Mas a principal a do Rei era maior se via que mesmo tendo divisões era o mesmo escudo.

Um movimento ao lado chamou sua atenção. Um elfo saiu do portão e o olhou. Cabelos prateados longos e lisos, olhos cinzentos, ele.desceu as escadas, seu andar era firme e decidido reparou melhor em seu rosto, ele tinha uma barba rala como só os elfos mais antigos possuiam. E o rosto deixava claro quem era, não havia dúvida nenhuma, os traços eram muito parecidos com sua esposa. Suspirou e tocou o cavalo até o elfo.

_ Alass'úndomë disse o elfo. _ Procura algo ou alguém? Thranduil se aproximou com seu cavalo!

_Alass'úndomë respondeu. Procurava... creio que já encontrei, disse descendo do cavalo o elfo riu.

_ Aran Thranduil! Disse o elfo o saudando.

_ Tylon ele o saudou. _ Queria falar comigo? Aqui estou! O elfo se aproximou do cavalo, que se afastou bufando. O elfo riu.  _ Quando Fingolfim me contou a história a séculos atrás para me acalmar ao saber que minha filha preferiu o sono a família eu não acreditei, quando ela mesma me contou ao reencontra_la fiquei abismado. E olha só, esses cavalos circulavam por tudo aqui nós cuidavamos deles. Assim que disseram para eles que deveriam servir os elfos silvestres e eles se foram, bastou uns dias lá com eles, não conseguimos sequer toca_los a não ser que digam que são amigos, se voltou para Thranduil. _ Maylin foi tratado por mim e agora sequer me deixa toca_lo, e minha filha mesmo me amando preferiu o sono a ficar aqui sem você, me diz o que um simples sindar tem que deixou muitos estupefados aqui? Thranduil suspirou;

_ Falam como se fossemos diferentes de vocês, vocês nos estranham não sei porque, apenas não quisemos estar aqui embaixo das asas dos Valar e nem fugimos de perigos feito muitos. Sempre gostamos de nosso mundo fechado na floresta, mas nunca fugimos do perigo quando ele chegou a nós Thranduil olhou Maylin. _ Talves nossa comunicação com eles seja mais profunda. O cavalo bufou se encostando nele. Taylon riu

_ Venha me acompanhe melhor conversar lá.dentro, se alguns vanyar te ouve falar essas coisas aqui teremos problemas.

_ Um problema a mais para mim não vai fazer diferença.

_ Está em Aman Aran, aqui nao há guerras só paz. Thranduil riu.

_ Meu passado está aqui Tylon, o passado de meu filho também, assim como assuntos sérios que trouxe das terras do meio. Acabei de chegar e o Céu de Aman está caindo em minha cabeça, só colecionei problemas desde que cheguei e fazem horas apenas que  coloquei os pés aqui, tenho a impressão que vou demorar para resolver todos. Portanto até agora a tão sonhada terras abençoadas ainda não conheço.

_ Mas ela está aqui, olhe em volta. Acabou de chegar como Disse, olhe_a vai ver o quanto é maravilhosa.  Ele me disse gesticulando com os braços. __ A sinta, talvez ela lhe de uma clareada para resolver seus problemas vamos.

Fiz o que ele disse olhei em volta e depois os céus daquela terra. Para minha surpresa vi uma águia, olhei melhor, ela sobrevoava os céus. Estranhei aquilo! elas não tinham hábitos diurnos? Olhei Maylin. E soltei suas rédeas. _ Fique a vontade meu amigo só não vá longe já vamos embora. O cavalo bufou saindo e eu apenas ri entrando no castelo.

  〰️〰️〰️〰️♥️✴♥️✴〰️〰️〰️〰️

Espero que tenham gostado o final aí o próprio Thranduil falando o que acharam? O próximo capítulo será narrado por ele, espero que gostem 😍

Já já tem outro capítulo 😍  bjsss



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...