História Segredos em Aman - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias O Hobbit, O Senhor dos Anéis (The Lord of the Rings)
Personagens Aragorn, Arwen, Elrond, Galadriel, Gandalf, Gimli, Legolas, Tauriel, Thranduil
Tags Hobits, Legolas, O Senhor Dos Aneis, Thranduil
Visualizações 30
Palavras 2.391
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 13 - Conversa franca


Fanfic / Fanfiction Segredos em Aman - Capítulo 13 - Conversa franca


Esse capítulo será narrado pelo nosso Rei 😍 espero que gostem
Boa leitura

〰️〰️〰️〰️♡♤♡

〰️〰️〰️〰️〰️♡◇♡

Andamos por um corredor estreito no castelo e Taylon abriu uma porta entrou e me esperou entrar fechando a porta.

O cômodo era pequeno mas confortável, ali naquele pequeno espaço me veio lembranças de uma época que quis ficar longe de tudo e de todos! Construi meu proprio canto perto das arvores em menegroth distante dos salões, Feren era o único amigo que eu tinha e estava prestes a se casar, via no olhar da noiva dele na época, atual esposa o seu desgosto com a nossa amizade, ali foi que decidi me afastar dele e de Tudo, ali percebi o quanto minha presença era indesejável, ele estranhou meu distanciamento, mas lhe disse na época que não haveria sentido continuar aquela amizade com ele casado que ele tinha se tornado um tapado. Me doeu dizer aquilo, mas foi necessário, ele não queria saber de ficar longe eramos amigos, mas eu insisti em lhe dizer que ele não me servia mais como amigo, provoquei uma briga enorme com ele, só assim ele se distanciou, fui em seu casamento mas fiquei longe de todos, eu desejava sua felicidade, era o único na época que me importava, eu vi sua felicidade, vi seus olhos brilharem ao olhar para sua esposa, eu nem sabia que aquele brilho existia na época, só fui conhecer tempos depois, eu não era realmente boa coisa, já via o ódio de muitos ao me ver, via em seus olhos a vontade de me mandar para os salões de mandos, e muitas vezes ansiei por isso, mas ao mesmo tempo quando alguém me desafiava defendia minha vida com unhas e dentes, eu mesmo não me entendia, até meu pai chegar e dizer que me queria com ele para ir até Alqualondë, foi lá que entendi o motivo de ainda estar vivo, de ainda querer viver, eu tinha que encontra_la, aquela história de luz no fim do túnel, para mim foi uma luz no fim da escuridão. Perde_la em Beleriand me doeu demais, procurei por ela durante muito tempo quando seu rei partiu, e não a encontrei, com a morte de Thingol meu mundo desabou e de lá partimos mas já não era o mesmo, via o mundo de maneira diferente, ela me fez encontrar um sentido em minha vida, e eu não desisti de encontra_la. chegamos a Rovanion depois de todas aquelas catástrofes em Beleriand, Feren e eu nos reaproximamos. E ali nossa amizade se fortificou e uma nova surgiu com Caleg. Nunca disse a Feren o motivo de me afastar, mas assim que ficou noivo a noiva me procurou e disse que não o queria comigo, por isso me afastei, não disse na época,  e não diria agora muito menos, era passado. Quando reencontrei wilwarin Feren foi quem mais me apoiou para voltar com ela, e que mais me irritou, pois dessa vez ele se afastou de mim por causa dela, nos queria juntos. Ela conquistou ele e Atalya primeiro,sabia bem onde deveria começar seu ataque para me reconquistar, quando nos reconciliamos e me casei foi a vez de Feren me chamar de tapado, ali vi o que era se apaixonar e ficar nas mãos de uma elfa. Taylon me tirou dos pensamentos indicando uma cadeira em sua pequena mesa, ele se sentou ao meu lado.

_ Porque esses olhos estão perdidos no passado??? Eu o olhei, ele realmente era sábio. Sorri

_ Lembrando de um passado vergonhoso, de uma amizade desfeita pelo meu passado escuro, meu único amigo, de wilwarin quando fui para Alqualondë.

_ Quando a encontrou? Eu o olhei

__ Sim, quando a vi encontrei um sentido na vida, descobri que havia uma luz sim que todos diziam. Embora demorou para ficarmos juntos. Ele sorriu.

_ Dois seres diferentes de toda uma raça ou se encontravam ou viveriam em eterna escuridão! Eu o olhei assustado. Ele riu novamente. Era tão fácil um sorriso em seus lábios assim como wilwarin. Ela tinha mesmo a quem puxar em alguma coisa boa. Essa mistura de luz e escuridão dentro dela que mais me encantou, e excitou. Eu o olhei;

_ Minha chegada aqui não foi como queria, embora eu ja esperava o que aconteceu.

_ Me conte! Fingolfim apenas me disse que o castelo quase caiu em cima de você? Dessa vez foi eu que sorri

_ Sim talvez ao voltar ele desmorone de vez!
Olhar nos olhos de Tylon e contar tudo não foi fácil, eu esperava dele a mesma explosão da filha, Mas ele apenas me olhou com seus olhos de milênios de experiência e sabedoria.abaixou a cabeça parecendo pensar aí me olhou:

_ Essa filha não entrou em sua vida sem um propósito. Tenha a certeza disso!

_ Não é o que sua filha pensa! E também o que pensei! Vi minha vida se acabar ali, mas em hipotese alguma poderia concordar com a morte de uma filha e muito menos lhe virar as costas.

_ Nada nessa vida é por acaso! Nenhum nascimento acontece sem que seja pelas graças de Eru. Ela tinha que vir, e como sua filha, agora o porque?? Só vocês saberão disso juntos, e isso parece que esta longe de acontecer.

_ A conhece melhor que eu não? Ele riu

_ Creio que a conhecemos de maneira igual. Wilwarin sempre foi independente sua vida não foi fácil, desde pequena eu fiz o possivel e o impossivel para ela nao se sentir excluída, mas ela... Ela sentia a rejeição, amava a mãe e a mãe nunca foi capaz de lhe dar amor, ele me olhou com seus olhos vazios com a lembrança.

_ Como você vai dar algo que não teve?

_ Porque se casou?? Suspirei "idiota isso não é pergunta que se faça" _ Me desculpe

Ele se levantou pegou duas xicaras e colocou o chá que esta fazendo nelas voltou a se sentar e colocou uma xícara a minha frente eu a peguei, havia uns pães ali tambem, eu ja havia comido, mas nao recusei não se recusa oferta de um anfitrião eles pareciam gostosos também. Olhei em volta era apenas um cômodo que ele fez quarto e cozinha, nada havia ali, apenas o necessário para Ele. O olhei de volta curioso, morava sozinho ali? Se virava sozinho? havia um que de superioridade nele. Tylon era filho de Noldors seus pais foram os primeiros elfos a despertarem e eram conselheiros de Finwë e ele capitão dos arqueiros do mesmo, wilwarin me contou.

Agora segundo Fingolfim me disse no caminho até os salões de Thingol, os avós de wilwarin eram os conselheiros de Finarfim e o pai dela capitão da guarda real.

_ Não se desculpe, eu amava amarië, e ela se casou comigo porque fui o único a lhe dar amor. Mas ela não soube dar o que nunca teve, me deu noites maravilhosas. Ele sorriu. Acho que isso faz parte delas nao é? Abaixei a cabeça um pouco constrangido além de sábio ele era direto, isso não era uma coisa para se dizer a um pai. Ele riu novamente. _ Nao precisa me dizer, wilwarin é igual a mãe, a família em si era conhecida pelo fogo nas veias, agiam por impulso perdiam a razão fácil, Amarië foi uma companhia agradável e me deu uma filha que amo muito e que é o motivo de eu ainda querer viver, Mas quando houve todo turbilhão e a guerra se instalou Amarië quis acompanhar a família e wilwarin não. O restante você sabe!

Sim, eu sabia, wilwarin havia me contado tudo, toda a sua vida nas terras abençoadas, ela viu a luz das árvores, ainda era nova como eu, ela tinha meio século a mais que eu, sempre vi seus olhos tristes ao lembrar da mãe e de quando lhe deu as costas para seguir a família mesmo os irmãos não dando a mínima.

Amarië morreu em Alqualondë trazendo mais dor e sofrimento a wilwarin, ali ficou sem o pai que morreu defendendo Finwë, e a mãe, que os irmãos e o pai de sua mãe, seu avô, sequer lhe deram um enterro digno. Isso lhe gerou revolta, mas não há ponto de perder a esperança, seguiu Fingolfim que já admirava e sofreu com sua perda tanto quando perdeu o pai. Eu o olhei seus olhos estavam fixos em mim.

_ Amo sua filha mais que tudo nessa vida, ela é meu esteio, minha segurança meus dias de alegria. o olhei embora constrangido tinha que lhe dizer _ E como o senhor mesmo disse minhas noites insone. Ele riu. Eu vacilei quando não podia, mas eu a quero de volta. E vou lutar por isso. Sem ela Taylon, minha vida não vale nada.

_ E sem você ela já não é a mesma, aliás eu amo muito mais ainda essa wilwarin de agora, ela está mais amorosa, mais amiga, mais próxima, mais alegre mais feliz, tenho certeza que logo ela estará batendo aqui, e se precisar eu o ajudarei com ela.

_ Eu agradeço, vou precisar de toda a ajuda do mundo, à conhece, está furiosa.

_ Sim, ela assim é um perigo! Deixou alguns elfos bem espertos com ela. Eu o olhei intrigado. Ele riu. _ Se apaixonou pela minha filha assim que a viu não é? Eu fiquei sem reação. Não disse nem a ela isso, somente disse a Legolas quando contei sobre ela _ Eu..sim.

_ Nao foi o único Aran, não é porque é minha filha, mais ela é linda, seus olhos transmitem paz e ao mesmo tempo tormenta, sabe bem disso, seu rosto é exótico e encantador e seu andar por mais que ela evitasse era sensual e envolvente. Ela sempre foi diferente de todas as elfas aqui, Muitos se encantaram. Poucos se atreveram a chegar próximo e os que se atreveram saíram com marcas, ela não queria ninguém, achei que morreria só, e no entanto Eru os uniu. Quando soube me assustei, mas também fiquei feliz

Eu suspirei. Saber tudo isso dela eu sabia, pois me apaixonei assim que a vi lutando, quando seus olhos se voltaram para mim, e quando a vi andando, mas saber essa parte, era estranho, ela nunca me contou, eu sentia ciúmes dela sim, só me mantinha controlado pois pouco se atreveram a chegar perto dela enquanto lutavamos para ficar juntos, e depois que nos casamos também, saber agora que ali muitos já a desejaram fez meu sangue ferver, por dois séculos ela ficou ali e eu do outro lado dessas terras,longe. Apertei a xícara em minhas mãos, a ponto de meus dedos ficarem brancos, Jamais imaginei que sentiria ciúmes do passado dela, e agora esse passado estava bem presente ali.

_ Preciso ir tenho um caminho um pouco longo para percorrer. Me levantei.

_ Thranduil, sabe que ela te ama, nada nem ninguém vai mudar isso, você foi o único elfo a transpor todas as defesas dela, portanto mesmo estando brigados ela jamais olhara para o lado. E como já disse eu posso te ajudar, e vou, no que eu puder. Eu olhei novamente em volta, e o olhei

_ Nao gostaria de vir comigo? Morar conosco em nosso castelo? Sua filha é Rainha você não tem que...

_ Thranduil?? Por favor; disse ele me olhando sereno.

_ Agradeço! Wilwarin já me fez esse convite e acredite estou realmente feliz em saber que minha filha se tornou uma rainha e ainda amada pelos seus súditos. Mas aqui é meu lugar, eu quero esperar amarië aqui. O olhei assustado não acreditei no que ouvi

_ Esperar??? Mas e se...

_ Uma hora ela sairá de lá eu sei, eu peço todos os dias a Eru que interceda a Namo para que ela saia de lá e possamos agora livre do ódio ser feliz, ela precisa dessa chance nunca fez nada que a desabone apenas não soube amar, mas saberá quando voltar, estaremos aqui para lhe mostrar o quanto amar e ser amado faz bem.

_ Acredita realmente nisso, acredita que Namo a liberará?? E que ela...

_ Sim..acredito. Amarië vai voltar é a minha esperança.

Eu duvidava daquilo mas enfim, tantos que achei que estaria com Mandos ali estava... Melhor esperar

_ Ao menos aceite que eu lhe mande alguém para te ajudar aqui. Ele riu

_ Minha filha tem razão, você sempre age com a razão mas tem um coração maior que seu reino. Agradeço por atender meu pedido e vir ate aqui, queria realmente te conhecer. Minhas suplicas foram atendidas ao ver a morte chegando, que minha filha encontrasse o amor, saber por Fingolfim um pouco da história me deu alento, ao saber por ela, quis conhecer você e agora vejo o porque se uniram, vocês dois são completamente diferentes de todos nós, mais iguais, por isso se completam. Agradeço pela oferta mas me viro bem só. Quando e se precisar de algo, eu pedirei fique tranqüilo. Tudo que quero agora é vê_los bem e felizes, e claro quero conhecer o meu neto assim que chegar.

__ Com certeza, nos saudamos e sai montei em meu cavalo e me despedi, novamente olhei tudo em volta e voltei a olha_lo. Apenas virei Maylin e ele saiu devagar. Eu tinha certeza que uma hora wilwarin me perdoaria, meu coração dizia isso, e assim que isso ocorresse eu iria convencer o pai dela a vir conosco. Seu lugar era no nosso castelo não ali. E sabia como convencê_lo. Olhei para cima havia duas águias sobrevoando os céus. Eu realmente estava estranhando aquilo, pois agora estavam sobrevoando o castelo de Onwë havia um espaço grande entre os castelos, mas não o suficiente para cada um ter seu canto, ali muitos elfos com certeza se topavam. Vai ser interessante minha permanência aqui.

_ Vamos Maylin temos um caminho longo a percorrer. O cavalo bufou e bateu a pata duas vezes no chão. Eu o olhei:

_ Engraçadinho. Disse dando um leve tapa nele. _ Mas você tem razão, vamos para o meu castelo, como você disse "a fúria me espera" _mas nao quero ir devagar, nunca tive medo da fúria. Maylin disparou para o caminho dos salões de Thingol agora minha luta ali ia começar. Eu precisava fazer wilwarin me ouvir Como?? não sabia, mas uma hora eu iria descobrir.

〰️〰️〰️〰️✴♥️〰️〰️〰️〰️〰️

E aí gostaram? Espero que sim 

Até o próximo 😘











Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...