História Segredos em Aman - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias O Hobbit, O Senhor dos Anéis (The Lord of the Rings)
Personagens Aragorn, Arwen, Elrond, Galadriel, Gandalf, Gimli, Legolas, Tauriel, Thranduil
Tags Hobits, Legolas, O Senhor Dos Aneis, Thranduil
Visualizações 41
Palavras 2.466
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiii estamos nós aqui de novo, dêem seus votos opiniões e sugestões eu gostaria de ler o que vocês estão achando obrigada

Capítulo 14 - O amor é a resposta sempre


Fanfic / Fanfiction Segredos em Aman - Capítulo 14 - O amor é a resposta sempre


Porque saber aquelas coisas o deixou confuso?? Muitas vezes sentiu raiva desse sentimento chamado amor, amar o deixava fraco, e ele não admitia sentir fraqueza e dependência, não condizia com ele com o que era, com sua posição Mas ao mesmo tempo foi aquele sentimento e wilwarin que de certa forma o moldou para estar onde estava. Suspirou. O amor move tudo, a vida, coisas, os animais as ações e aquele sentimento terrível de ciúmes que ele sentiu ao saber dela la no castelo de Finarfim, não gostou de saber que ela esteve la, Melian lhe disse que wilwarin apenas ia ver seus pais lá, e levava Finrod e Nörevendë, mas que não tinha ficado. Maylin começou a bufar Ele.sorriu. acariciou o cavalo, falando baixo

_ Talvez você tenha razão, mesmo furiosa é a mim que ela ama, mas vai dizer isso para o coração Maylin. Eles pararam já em frente a ponte.

_ Está tudo bem Aran Nín?? Disse Feren olhando_o

_ sim está! disse ele descendo do cavalo, ele tinha que achar um jeito de wilwarin o ouvir. Ou iria enlouquecer A noite já havia caído ele olhou o Céu! Nenhuma nuvem, o céu estava cheio de estrelas, muito mais do que via na floresta. Realmente ali era tudo diferente Se encaminhou para ajudar sua mãe a descer.

_ Veio quieto o caminho inteiro filho, está tudo bem ele acariciou o rosto da mãe!

_ Sim Ammë está. Apenas estava pensando. Vamos entrar? Ele a abraçou e todos se encaminharam para dentro, Tauriel se aproximou de Feren.

_ Será que o sogro disse algo que ele não gostou?

_ Nao sei, mas ele voltou estranho de lá.
Entraram lá dentro e Finrod e Nörevendë ali estavam esperando. Ele abraçou o neto e saudou Nörevendë ele olhou em volta.

_ Wilwarim??? Ele perguntou

_ Desde que vocês sairam ela está no quarto... Ela olhou o filho e depois o Rei _ahh... de hóspedes. ele a olhou

_ Como assim????

_ Ela disse que o quarto principal era do Rei! Ele suspirou. Olhou Nörevendë e Finrod

_ Achei que vocês tinham ficado nos salões de Thingol onde ficaram todo esse tempo????

_ Junto ao me avô. Disse Finrod abraçando os ombros da mãe e dizendo antes dela. Ele se aproximou do neto

_ Eu acabei de vir da casa do seu avô Finrod e mal cabe ele lá, onde ficaram? Thranduil viu a troca de olhares ali. _Qual o problema? Disse ele

_ Nenhum! Disse Finrod.

_ Ficamos junto a Finarfim e sua família, disse Nörevendë. Ele viu Finrod suspirar

_ Porque lá?? Ha algo que preciso saber?? Disse ele nervoso!

_ Ela conhecia todos Aran Nín e então ficamos lá pois ela disse que teríamos mais suporte. Somente isso. Nörevendë já estava nervosa.

_ Mais suporte? Entendi! Imagino quantos suportes vocês tinham la. Ele se encaminhou para o salão o olhando. Feren???

_ Aran Nín???

_ Peça que tirem tudo que esta neste salão, não deixe nada aqui quero ele sem esculturas sem quadro nada! Deixe somente o da Rainha, Providencie também quartos para Ada e Ammë.ele se voltou para os pais que estava abraçados ali juntos. _ Só faltará um agora para família estar pelo menos reunida. Vamos ter uma familia de verdade disse olhando os pais. _ Eu vou lutar por isso. Nem que seja a ultima coisa que eu faça.Todos se olharam emocionados ali. Ele se virou para Feren _ Eu preciso descansar. Atalya se aproximou.

_ Precisamos saber o que fazer para o jantar a Rainha não saiu ainda do quarto e..

_ Nörevendë?? Ele a chamou

_ Aran Nín?

_ É a princesa desse castelo, na falta da rainha assuma o comando

_ Eu??? Mas...mas... Ela disse nervosa Ele olhou sua mãe

_ Ammë! sua mãe se aproximou. Ele abraçou os ombros da mãe

_ Pode ajuda_la hoje? Ela sorriu olhando Nörevendë. _Claro meu filho.

_ Ammë e Atalya te ajudarão, depois se acaso a Rainha se despuser a sair do seu precioso quarto, disse irônico,  __você e ela cuidam disso. _Atalya após a rainha e a princesa você manda nesse castelo entendeu? Ela o olhou emocionada. _Sim Aran Nín ele Olhou Feren.

_ Quero que você organize uma reunião daqui umas três horas Feren, com todos os chefes das guardas e os conselheiros, até lá eu vou ver se descanso um pouco. Alguém pode me localizar aqui? Nao conheço nada ainda! Finrod se aproximou

_ Eu mostrarei ao senhor! Thranduil piscou para o neto! _Ada,  assuma o comando é o rei na minha ausência, foi a vez do pai se emocionar. Ammë disse saudando os dois e saiu junto ao neto.

_ Que bicho mordeu Ele?? Disse Atalya o olhando divertida.

_ Nao sabemos ele conversou com o pai da Rainha e voltou assim! Acho que eles devem ter discutido. Disse Feren, atalya olhou Linya _ Tá mais me parecendo Ciúmes. Linya riu._ Achei estranho ao  vê-lo quieto, e agora acho o mesmo.

_ Ciúmes?? Mas como?? Disse Tauriel.

_ Nao prestaram atenção nas perguntas não? Onde ela ficou? Com quem? Porque?? A ironia do "sei bem quantos suportes". Tá na cara. Saber que ela ficou no castelo dos Noldors deve ter deixado ele com a pulga atrás da orelha. Por mais que ele não separe as raças ele tem sim uma rixa com os Noldors alias quem não tem? Ele só não deixa transparecer, Wilwarin é uma elfa linda e dando sopa aqui. Ahh Ela riu. _ Nunca vi ele enciumado mesmo, seria interessante derepente ele topar com algum elfo que gostou dela.

_ Nem brinca atalya, ja o viu fora de si, só não é pior que a rainha. Disse Feren. _ Verdade tem razão Feren. Vamos temos um jantar para preparar. E a princesa tem que começar a aprender a mandar.

_ Tô muito nervosa com isso.

_ Não fique é mais fácil que parir um filho, ainda mais aqui, e ainda dessa família que sempre tem uma novidade, e eu adoro isso. Disse atalya rindo.

_ Porque o rei mandou tirar tudo do salão Atalya? Nao Entendi?

_ Nao viu as elfas limpando o salão mais cedo não? Ela negou com a cabeça. Ela parou e olhou Linya e Nörevendë

_ Um conselho as duas enquanto os dois estiverem brigados. Quando eles se encontrarem no mesmo ambiente fujam! Ela gargalhou

_ Porque??? Perguntou a princesa

_ Todos esses objetos aí viram armas na mão da Rainha e apesar da pontaria dela ser certeira, os objetos voam pra todos lado.

_ Minha nossa

_ Ah já vi muitas brigas desses dois, mas sabem eles se aman, tanto que as brigas nos divertia.

_ Atalya vc não existe. Disse Nörevendë rindo.

_ Existo amor e adoro eles, apreciem os dois, o Rei e a Rainha se amam demais, mas quando brigam aff só Eru na causa, Mas depois que fazem as pazes também, Eru nos ajude

_ O que acontece?? Ela só olhou todos

_ Vocês verão. Ela riu

_ Acha que ela o perdoará ? Perguntou Nörevendë

_ Eu tenho certeza, quando ela deixar ele contar.

_Ele devia amarrar ela para ouvir, aí evitava essas brigas desnecessárias. Disse Feren

_ Ah pronto falou o senhor razão. Vai para casa Feren sua esposa te espera. O filho o olhou e sorriu ambos saudaram elas e saíram. Nao antes de Atalya ver uma certa troca de olhar. Olhou Tauriel que enrubesceu. _ Venham temos muito que fazer e conversar.

_ Preciso ajudar em algo também não é? Disse Orofer. Atalya o olhou

_ Sim precisa, o rei agora é o senhor. Não foi o que o rei ordenou?  Ele a olhou. Ela sorriu e entraram as quatro na cozinha. Orofer olhou em volta. Ninguém sabia o orgulho que ele estava de ver o amor que aqueles elfos tinham pelo filho. Ele pode ter errado mas o filho de alguma forma o redimiu. E sabia que apesar de tudo na sua época foi um excelente rei. E seria sempre Orofer o primeiro rei dos elfos silvestres, nada mudaria isso.
     〰️〰️〰️✴♥️〰️〰️♥️〰️〰️✴〰️〰️
Thranduil entrou no quarto e olhou em volta em choque a emoção foi grande.
O quarto foi pintado em bege claro, era grande, olhou a cama era feita de madeira maciça e escurecida o colchão acima estava com lençóis beges e havia uns quatro travesseiros ali, dos dois lados da cama dois criados mudos de cor bege também, com livros em cima, em frente a cama uma pentedeira com um grande espelho, sobre a penteadeira havia muitas coisas pentes escovas laços, ao lado da penteadeira um guarda roupa. olhou logo a frente, uma pequena parede em círculo pintada de um cinza chumbo separava a entrada do banheiro do quarto, olhou ao lado e andou um pouco chegando próximo a uma porta também de madeira que abria para fora, era a varanda ele a abriu, do lado direito duas espreguiçadeira lado a lado ali estavam, olhou a frente, dali se via a imensidão daquelas terras a perder de vista, as árvores com sua imponência que chegava até o corrimão que ele agora segurava, tocou nas folhas de uma delas, olhou o Céu completamente estrelado, se virou Finrod ainda ali estava. O quarto era a réplica do quarto de ambos em seu primeiro castelo nas terras do meio. Aquele que ele destruiu quando ela partiu deixando_o sem chão, sem rumo, e com Legolas ainda criança.

_ Vou deixar o senhor sozinho! Ele disse pareceu entender o momento do avô.

_ Obrigado Finrod! Se saudaram e Finrod saiu. Thranduil se voltou novamente para aquela imensidão, Olhou as estrelas apertando o corrimão ate seus dedos ficaram brancos de tanto que apertou.

Ela trouxe para Aman o começo da história de ambos, na época ele lhe mostrou o quarto vazio e disse para ela fazer como quisesse, ela decorou o quarto como quis aquela vez, e agora fez o mesmo, deixou igual, por mais que quisesse evitar não conseguiu, uma lágrima rolou de seus olhos. Ele a enxugou. A sensação de nostalgia era enorme mas ela não estava ali. Onde ele errou??? Ele a amava demais porque tudo na vida dele tinha que ser tão complicado e difícil? Sua vida toda era uma completa confusão. Aquelas Terras nunca lhe foram atrativas até dois seculos atrás, nunca ali quis vir, reinava soberano nas terras do meio, era o único lar que teve e amava embora estivesse sem ela, só veio por ela e para Ela, e no entanto um vacilo enorme poderia por todo esse amor no mais profundo vazio.

Abaixou a cabeça, seu rosto já banhado em lágrimas, se era fraqueza aquilo que Eru tirasse dele, ele nao podia sentir aquilo, não de novo, pois agora era diferente, da primeira vez ele não quis que ela sentisse pena dele, mas no fim ambos foram felizes, mas agora, agora ele sabia que a ferida era grande, era na alma de sua esposa, ela queria muito uma filha, pois sabia que o sonho dele era ser pai de uma menina, e não foi ela a dar essa menina, ele sabia que era esse o problema, não a traição, aquela angústia aquela dor o estava sufocando, como podia um amor doer tanto?? Entrou e fechou a porta olhando a cama e se deitando, puxou o travesseiro sentiu o cheiro da colônia dela, ela ficou ali  apos o castelo ficar pronto, até ele chegar, pois sua fragrância e cheiro estava no quarto todo, aspirou aquela fragrância que sempre o agradou e o tirou do nível e do chão, sua força e fraqueza, sua paz e tormenta, preferia que Eru tirasse sua vida mas não queria continuar ali se ela não o ouvisse, sem ela nada importava.Não se via mais naquele mundo sem Ela, isso não era fraqueza, era amor. A resposta para a pergunta quando chegou era sim o amor, por mais doloroso que fosse agora, foi o amor que lhe deu tudo, um reinado, esposa, filho, felicidade, e uma vida completamente diferente. Quando descobriu o amor, descobriu também o quanto a vida valia a pena. Ou ela o perdoava ou sua vida não mais faria sentido. O cansaço cobrou seu corpo e ele Adormeceu.
    〰️〰️〰️〰️〰️〰️*******〰️〰️〰️〰️〰️
Uma batida na porta o sobresaltou, olhou em volta se localizando se levantou e se sentou na cama. Novamente bateram a porta. Dormiu demais, e ainda de roupa??

_ Entra Feren! Ele abriu a porta e entrou.

_Licença. Pediu para chama_lo dali a três horas. ele olhou Feren

_ Wilwarin??

_ Está no salão. Thranduil Suspirou

_ Porque ela não está aqui Feren? Porque tudo em minha vida é essa confusão?

_ Estamos em Aman Aran,  aqui as coisas todas se resolvem, é o que dizem! Ele riu irônico

_ É! É o que dizem, como ela está?

_ Vestida como uma rainha e linda como sempre. Ele se levantou olhando Feren!

_ Como é?

_ Sabe que digo isso com todo respeito Aran. Ele jogou o travesseiro no amigo

_ Cala a boca Feren para de me chamar de Aran. Feren riu. Ele se encaminhou para o banheiro.

_ Eu ja estarei lá.

_ Aran. Thranduil suspirou.

_ Feren já disse...

_ Preciso dizer duas coisas! Thranduil o olhou.
_ Laranel me contou o que houve a milênios atrás! O rei franziu a sombrancelha confuso. _ Ela me contou que pediu a você para ficar bem longe de mim.  Thranduil suspirou. _ Não devia mas eu respeito isso, realmente você provou ser amigo, mas nao devia, senti sua falta

_ Não mais que eu Feren tenha certeza, era meu único amigo, a única pessoa que me importava. Não queria que a minha presença prejudicasse sua vida.

_ Ela se arrependeu, me disse que antes de embarcar para cá lhe pediu perdao, ela achou que vc havia me contado, quando comentei com ela o que Rainha Melian falou, ela me disse tudo. Porque não me contou?

_ Já fazia muito tempo Feren passou, eu era um problema grave na época e resolvi brigar com você também, tudo como era para ser. Eu disse a ela em sua partida para ca que não havia porque pedir perdão, e sim eu pedir perdão a ela, apesar de tudo ela tinha razão, ela perdeu o filho por minha culpa. ela estava no direito dela. E fim de história está bem? Feren apenas concordou com a cabeça

_ Concordo com o fim da história, mas nossa obrigação é darmos nossa vida por vocês, portanto você não tem culpa nenhum do que houve com Caleg, ele escolheu dar a vida dele por você, ele sabia que valeria a pena! Piscou para Thranduil sorrindo.

_ Disse duas coisas! ?

_Acho melhor você tomar o banho e depois ver por si. Thranduil o olhou intrigado mas entrou no banheiro.


Notas Finais


Estou amando escrever. O que vocês estão achando??
Beijos até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...