1. Spirit Fanfics >
  2. Segredos (Sereias e Demônios). >
  3. Capítulo 34

História Segredos (Sereias e Demônios). - Capítulo 34


Escrita por: e Boo-chan123


Capítulo 34 - Capítulo 34


Melissa: (Logo dou um sorriso pra ele). Bem! Vou me arrumar. Não chega tarde hoje por favor.

Henry: Não irei, aliás vou arrumar seu contrato hoje. (Sorri a tirando do meu colo e me levanto). 

Melissa: Obrigada. (Falei me levantando e dando um beijo demorado nele). Bom! Trabalho.

Henry: Obrigado. (sai indo trabalhar).

Melissa: (Me arrumei e fui ajudar minha tia. Logo Henry me ligou passei lá na empresa e peguei um cheque e logo peguei o que eu devia ao banco. Depois fui arrumar minhas coisas de novo. E logo fui a empresa levar um doce pra minha irmã que sei que ela adora e ver o Henry depois. Mais tenho uma surpresa Isadora e ele se beijando). Sério isso. (Falei olhando aquilo e virando as costas pra ir embora).

Henry: (estava conversando com a Isadora sobre as apresentações e do nada ela me beijou, logo escuto a voz a Melissa e empurro a Isadora a fazendo cair no chão). Melissa não é isso que você está pensando. (Seguro seu pulso para ela não ir). Por favor acredita em mim.

Melissa: Não é isso. Eu vi claramente. (Falei segurando pra não chorar. Devido Eu ainda está fragilizada).

Henry: Eu juro Melissa, essa louca me beijou de surpresa eu nunca a beijaria, sendo que gosto de você (seguro seu rosto). Acredita no que estou dizendo.

Melissa: (Olhei nos seus olhos e realmente parecia que ele falava a verdade). Eu acredito em você. (Falei tirando suas mãos de meu rosto e descendo o tapa que a meses eu queria dar na cara dela. Isso foi pessoal também). Isso é pra você aprender a respeitar. Esse outro foi pelo que me fez a meses atras e esse esquece. (Foi por vontade própria mesmo e pra terminar de descontar a raiva).

Henry: (fiquei olhando aquilo achando graça) Isadora você está demitida, não a quero ver novamente. (olhei sério).

Isadora: (Olhei pra ela e devolvi o tapa com raiva. Já estava demitida mesmo).

Melissa: É que eu te mato sua vadia. (Fui pra cima dela com raiva mesmo. Dei um murro na boca de seu estômago).

Henry: (Pego Melissa não deixando isso continuar, mesmo que eu queira ver a Isadora toda ferrada, mando os seguranças levarem ela dali). Se acalma!

Melissa: Eu vou comer seu coração sua vadia esquelética. (Falei tentando me soltar de Henry).

Henry: pare com isso Melissa! (A levo para o terraço para se acalmar). Se comporte.

Melissa: (Me recupero. Eu ainda queria queimar ela viva). Desculpa por isso. Foi mal. Perdi o controle.

Henry: Deu para ver, ela não vai mais nos perturbar.

Melissa: Eu espero. (Falei deixando ele sozinho e indo ver minha irmã e entregar o doce dela). Oi maninha.

Brenda: Oi, o que foi aquilo menina? (perguntei divertida). 

Melissa: Você viu. (Olhei pra ela meio perplexa).

Brenda: Quem não? (Sorri). Arrasou!

Melissa::Obrigada. (Sorri pra ela). Trouxe algo pra você.

Brenda: O que seria? (me encostei na cadeira).

Melissa: Bem! Olhei você mesmo. (Entreguei a sacola pra ela).

Brenda: (Pego a sacola e olho, dou um sorriso grande). Obrigada, estava precisando de um desses.

Melissa: Bem! Estava perto da sua padaria favorita então resolvi comprar.

Brenda: (Pego o doce e começo a comer). Como sempre uma delícia!

Melissa: Pelo visto está se dando bem. Sobre aquele problema Henry resolveu pra mim. (Falei sentando e a olhando).

Brenda: o Henry? Porque ele faria isso por você?

Melissa: Eu não sei. Ele pagou mais você sabe como eu sou, então vou pagar trabalhando pra ele.

Brenda: Então também irá voltar? (perguntei animada). 

Melissa: Vou. Henry disse que me ama. (Falei olhando pra ela).

Brenda: (Parei de comer e a olhei). Que ama? Não pode ser verdade. (falei sem acreditar).

Melissa: Sim é verdade. Eu também não acreditei no que eu ouvi. Mais foi isso mesmo. Cuidou muito bem de mim ontem por eu está mal. Me deu até colo hoje de manhã e me obrigou a da um sorriso pra ele.

Brenda: (está incrédula, um demônio não é assim, correto?). Não sei oque dizer..

Melissa: Pois é. Até Matteu disse pra mim que ele realmente gosta de mim de verdade.

Brenda: Lá vem falar dele. (volto a comer). Não acho que eles sintam mesmo algo por nós.

Melissa: Eu não sei. Nunca vi ele assim tão desesperado. Quando eu vi aquilo. Ele praticamente implorou pra mim acreditar nele.

Brenda: é, talvez ele goste mesmo de você.  (sorri terminado de comer).

Melissa: Será que dessa vez eu acertei. (Falei pegando um pra mim é comendo. Sei como ela é comprei um bocado pra ela).

Brenda: Sim, dessa vez seu cupido acertou ( ri pegando outro )

Melissa: Ainda bem que dessa vez foi. Será que vou falar com ele? Ele realmente ficou mal.

Brenda: vai lá, converse com seu demônio.

Melissa: Vou lá. Ainda bem que não demiti meu cupido já imaginou se eu contrato um igual ao do Matteu. Eu iria morrer na praia.

Brenda: Joga mais indireta joga. (falei revirando os olhos). 

Melissa: (Sorri pra ela). Não é necessário. (Falei indo ver o Henry ainda bem que ele está na sala dele mesmo. Não ia aguentar o Matteu no pé do ouvido fazendo piadas. Tranco a porta discretamente). Henry.

Henry: sim? (a olho). 

Melissa: Vim te dá o comprovante e falar com você se não estiver muito ocupado.

Henry: Não estou, pode falar

Melissa: (chego por trás dele já tinha tirado meus sapatos. Fecho o notebook e afasto os papéis). Ei está chateado por eu ter duvidado de você?

Henry: Um pouco sim. (a olho).

Melissa: Desculpa minha paixão. Prometo não fazer de novo. (Falei beijando ele e fazendo carinho em seu cabelo).

Henry: tudo bem, já passou. (sorri olhando em seus olhos). 

Melissa: (Beijo ele com desejo sentando em seu colo e descendo pro seu pescoço e logo subo novamente pra você dele o beijando de língua e com luxúria).

Henry: Melissa estamos na empresa! (a afasto um pouco). 

Melissa: Eu já tranquei a porta. Vai eu preciso de você. (Falei fazendo manha e o beijando de novo).

Henry: (me rendo a beijando com desejo, subo minhas mãos pela suas coxas as apertando).

Melissa: se transforma vai. (Pedi cheia de desejo. E arrancando seu colar do pescoço). Quero suas unhas me ferindo.

Henry: é perigoso ficar assim aqui. (Falei a olhando querendo o colar de volta).

Melissa: (Chupo seus lábios colocando o colar de volta. Realmente é perigoso. E o beijando feito uma louca. Desço do seu colo e abro sua calça).

Henry: (fico a olhando, não acredito que vamos fazer isso aqui). 

Melissa: (Enfio sua intimidade na boca sentindo ela ficar mais ereta. Fico me tocando já havia tirado minha calcinha quando entrei mesmo. Só estava com minha saia).

Henry: (Coloco minha mão na boca gemendo baixo, fico a olhando fazer seu trabalho no meu falo duro). 

Melissa: (Chupava com vontade e desejo percebo que meu líquido está escorrendo já. Fico chupando sua glande. Paro e o masturbo sorrindo pra ele e logo voltou a chupar apenas a cabecinha de sua intimidade).

Henry: (mordo a palma da minha mão sentindo gozar na sua boca, a puxo para cima a fazendo sentar na mesa, me sento e a penetro com força). 

Melissa: (Mordo seu ombro para segurar o gemido alto de ia da com ele entrando daquele jeito). Isso..Mais rápido.

Henry: (Vou mais rápido enterrando meu rosto no seu pescoço para abafar meus gemidos, segurei sua cintura indo fundo dentro dela). 

Melissa: (Depois de alguns minutos ele daquele jeito em mim.. comecei a sentir que eu iria gozar forte). Ah...tampa Minha boca.

Henry: (tampei sua boca a sentindo gozar no meu pau, gozei em seguida dela, caio na minha cadeira a olhando). 

Melissa: (Ainda tremia as pernas. Recuperando meu fôlego). Isso foi a coisa mais inacreditável que eu fiz em local de trabalho.

Henry: Temos que tomar cuidado pode acabar acontecendo em lugares piores. (falo me arrumando)

Melissa: Eu sei me controlar. E que quando te vi sentado não consegui me controlar. (Falei me levantando e indo ao banheiro da sala dele levando minha bolsa).

Henry: você acabou de se contradizer. (sorri a acompanhando com o olhar)

Melissa: (Logo voltei vestindo outra saia, uma mais curta que o deixava louco. Essa eu usei quando estávamos distanciados entre chefe e secretária).

Henry: vai ficar mais tempo por aqui? (perguntei mexendo no computador)

Melissa: Se você quiser. Fico a tarde toda. (Falei sentando em seu colo).

Henry: iria adorar. (sorri). 

Melissa: (Passo um tempo ajudando ele como antes e o distraindo de vez em quando. Logo termino o trabalho dele).

Henry: obrigado por me ajudar. (falei me encostando na cadeira). 

Melissa: Bem! Estou aqui pra isso. Minha paixão.

Henry: Terminei o contrato só falta você assinar (falei pegando o contrato).

Melissa: (Assino o contrato feliz e dou um sorriso pra ele). Rodrigo está envolvido com desvio de dinheiro. Tenho todos os comprovantes guardados.

Henry: Podemos o ferrar com isso, finalmente não vou mas me preocupar com elem

Melissa: Se quiser. Tenho conversas dele tudo gravado. Eu jamais te trairia com ele. Eu disse uma vez a ele que jamais te trairia e mesmo assim ele quis confiar em mim.

Henry: Leve isso a justiça,  ele será preso por isso

Melissa: E por assédio. É o que mais ele faz.

Henry: Sim, ele vai ficar um bom tempo na cadeia.

Melissa: Ok! Quando começamos. Beija minha nuca adoro seus lábios.

Henry: O que você não adora em mim?

Melissa: Esse colar no seu pescoço que me impede de ficar admirando sua forma.

Henry: ( ri ). Você sabe que é necessária ficar assim.

Melissa: Não no quarto. Mais você não fica. Tem medo de eu te atacar?

Henry: Também, mas não tenho muito costume de o tirar.

Melissa: mais comigo no seu pé. Vai aprender. (Falei rebolando de propósito. Acho que estou ficando muito ousada).

Henry: veremos. (a seguro fazendo a parar). Daqui a pouco meu horário acaba, então poderemos ir

Melissa: Sei. (Falei levantando). Vou ver a Brenda e já volto. (Falei saindo).

Henry: Está bem! (Fico olhando sua bunda até ela sumir do meu campo de visão). 

.Melissa: Breda pelos amor de Poseidon. (Falei trancando a porta). Fiz uma loucura hoje. (Falei sentando sorrindo).

Brenda: Não parece estar arrependida.

Melissa: Não estou.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...