História Segunda chance - Capítulo 52


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Personagens Aaron, Abraham Ford, Beth Greene, Daryl Dixon, Eugene Porter, Maggie Greene, Michonne, Morgan Jones, Negan, Paul "Jesus" Monroe, Rick Grimes, Rosita Espinosa, Sasha, Tara Chambler, Tyreese
Tags Beth, Bethyl, Daryl
Visualizações 50
Palavras 1.023
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Romance e Novela, Terror e Horror
Avisos: Canibalismo, Homossexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa noite,
Desculpem a demora para postar.
Fiquei sem internet esses dias. Espero que gostem do capítulo.
Boa leitura!

Capítulo 52 - A fuga de Negan. Capítulo 52.


O caminho até Alexandria foi tranquilo assim como esperado. Os garotos pouco falaram no caminho. Todos estavam curiosos para saber sobre o novo grupo, mas aguardavam chegar em casa para perguntar. Quando finalmente chegaram em casa não acreditavam no que viam. A comunidade estava em alvoroço.

         – O que aconteceu aqui? – O xerife perguntou.

         – Rick, que bom que voltou. – Gabriel falou. – Negan fugiu!

         – Como assim? – O arqueiro perguntou. – Quem estava de guarda?

         – O marido de Aron. – O padre respondeu. – Ele está morto.

         – Meu Deus! – A loira disse. – E onde Aron está?

         – Ele se embrenhou na mata atrás dele. – Gabriel explicou. – Não pude impedi-lo.

         – Tudo bem. – Rick respondeu. – Daryl, Jesus e Gleen vamos procurar Aron. Ninguém mais sai daqui, entendido. Quero os muros reforçados, Michonne informe o que aconteceu aqui ao Reino e a Osceancide.

         – Vamos Carl e Enid, vocês vem comigo. – Beth disse. – Vou  prepararar algo para comer.

         Eles a acompanharam junto com Maggie até a sua casa onde uma das moradoras cuidava das crianças. Elas ficaram muito contente com o retorno dos jovens. Beth preparou um lanche rápido para eles que estavam com fome. A mais velha decidiu que não esperaria Rick para questionar os dois.

         – Vocês tem noção do perigo que correram? – A morena perguntou. – Foi uma completa loucura o que fizeram.

         – Maggie tem razão. – A loira disse. – Vocês poderiam ter morrido.

         – Eu sei que você tem razão. – Enid disse. – Mas não imaginávamos que algo podia acontecer.

         – Eu entendo que vocês querem ficar juntos, mas precisam entender que o mundo lá fora é perigoso. – Maggie disse.

         – Sabemos disso. – Carl respondeu.

         – Mas não parece. – Beth disse. – Seu pai quase morreu de preocupação. Você já imaginou o que poderia ter acontecido com você e Enid.

         – Desculpem. – O garoto disse.

         – Agora contem sobre o que viram lá, por favor. – Maggie pediu.

         “Bem nós saímos daqui para dar uma volta e no caminho fomos cercados por uma horda que achávamos que eram errantes. Eles nos capturaram e fomos levados para um acampamento. Lá conhecemos a líder Alpha que contou sobre o seu plano de nos trocar para garantir que vocês não invadissem o território deles.

         Enquanto aguardávamos o resgate ficamos presos na barraca, mas pelo que observamos eles andam sempre cobertos pela pele dos Walker e fazem a pele do rosto dos mortos máscaras. Só vimos o rosto de Alpha e da filha dela que foi nossa guarda. Como eles andam disfarçados não consegui perceber quantos eles são.

Conversei um pouco com Lydia, a filha da Alpha, pelo que ela nos contou eles vivem misturados com os errantes e não retiram as máscaras. Eles vivem como animais pegam o que querem e sobrevivem assim.”

         Assim que Carl terminou seu relato as irmãs Greenne ficaram bem pensativas. Aquele grupo era diferente de tudo o que já haviam enfrentado.

         – Precisamos destruí-los rápido. – Maggie falou.

         – É muito arriscado entrarmos em outra guerra. – Beth disse. – Eles não os machucaram. Talvez seja melhor apenas seguir o acordo.

         – Não podemos permitir que eles saiam impune. – A morena disse.

         – Maggie tivemos muita sorte na guerra contra os Salvadores. – A loira a lembrou. – Não teremos essa sorte de novo.

         – E você acha que devemos dar uma chance a eles? – Maggie perguntou.

         – Todos merecem uma segunda chance. – Beth respondeu.

         Elas conversavam até que os rapazes retornaram. Rick estava com o semblante preocupado. Isso indicava que eles não encontram Negan e isso era um grande problema.

         – Encontramos Aron. – Gleen disse. – Jesus ficou conversando com ele.

         – Que bom! – Maggie respondeu.

         – Ainda temos um problema. – Daryl disse. – Alguém ajudou aquele crápula a fugir.

         – Você acha que existi um traidor? – A loira perguntou.

         – Vamos tentar descobrir amanhã. – Rick informou. – Agora é melhor descansarmos.

         – Vamos voltar para Hilltop. – Maggie disse. – Precisamos conversar depois sobre os Sussurradores.

         – Não temos mais o que falar sobre eles. – Rick disse. – Vamos seguir o acordo.

         – Se é assim que você prefere. – Maggie disse. – Vamos Gleen. Ainda vamos conversar mais Enid.

         Assim que eles foram, Beth preparou um lanche para os dois e ficaram aguardando Michonne aparecer. Carl contou para o pai tudo o que havia contado as irmãs Greenne. Assim que a samurai chegou se juntou a eles no lanche.

         – Obrigada por tudo. – O xerife agradeceu. – Amanhã vamos conversar melhor.

         – Até amanhã. – Judith disse.

         – Até baixinha. – Beth respondeu. – Te espero aqui amanhã.

         Quando eles partiram a loira ficou organizando a bagunça das crianças enquanto o arqueiro colocava as crianças para dormir. Como Beth terminou primeiro aproveitou para tocar uma música enquanto esperava o amado.

“You've got bad dreams from the broken wedding rings

That you keep under your pillow while you sleep

And there's open spaces and blank faces

as you search for answers on the street

 

Oh, there's no one left to call

Nothing much to say

Pretty sure the world is gonna end today

Drink up one last whiskey, head to dance

Baby, this is our last chance

Baby, this is our last chance

 

So gimme whatcha, gimme whatcha got tonight

Pack of cigarettes

Baby, I'm your light

Gimme whatcha, gimme whatcha, gimme whatcha you can

I'm the last pretty girl

You're the last decent man

 

I've got broken heart pieces swimming in my bed

Broken conversations floatin' in my head

A let down little mermaid trying to find air at the top

Pretty sure the spinning world's about to stop

So I cover up with glitter, head to dance

Baby, this is our last chance

Baby, this is our last chance

 

[Chorus}

 

When the world is on fire, but your heart is on ice

It's hard to know what's wrong and what's right

But if you wanna feel your blood burn, get to the floor

Scream to God, "I wanted more! "

More hurricanes, snow storm, rain in my face

More midnights drunk, dizzy dancin' at your place

A life of fame and fortune and the star on some show

Now it's almost over, almost time to go, oh, go, oh, go oh, go, oh oh, oh”

– Eu não conhecia essa. – Daryl disse entrando no quarto. – Gostei muito da letra.

– Obrigada! – Ela disse e ele a beijou. – Estou preocupada com Maggie.

– Por quê? – Ele perguntou.

– Acho que ela vai fazer uma loucura.


Notas Finais


Música: Last Chance, Emily Kinney
https://www.vagalume.com.br/emily-kinney/last-chance-traducao.html

Obrigada por lerem!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...